Sexta-feira, 10.11.17

40 E ENTÃO? NOS COLISEUS DO PORTO E DE LISBOA PARA CELEBRAR O DIA DA MULHER

40.jpg

 

40 E ENTÃO?

NOS COLISEUS DO PORTO E DE LISBOA
PARA CELEBRAR O DIA DA MULHER


O Dia da Mulher serve de mote para o regresso das quarentonas mais famosas de Portugal: nos dias 8 e 9 de Março de 2018 Ana Brito e CunhaFernanda Serrano e Maria Henrique sobem aos palcos dos Coliseus do Porto (dia 8) e de Lisboa (dia 9) para duas apresentações únicas do espectáculo 40 E ENTÃO?

Em 40 E ENTÃO? a vida é assumida sem tabus ou adoçante. A idade é um posto e as actrizes dão voz a textos seus e a autoras como Ana Bola, Helena Sacadura Cabral, Silvia Baptista, Inês Maria Meneses, Rita Ferro, Rute Gil e, sobretudo, a todas as mulheres que já estiveram, estão ou vão entrar na década da ternura.
Um espectáculo escrito, interpretado e encenado por mulheres incríveis que juntas ajudam a desmistificar o universo feminino, mandando abaixo preconceitos.

40 E ENTÃO? apela a todas as mulheres e… a homens corajosos, por isso venham sozinhas, em grupo, com a mãe, a tia, a irmã, as amigas… mas também com os amigos, os irmãos, o pai ou o marido e celebrem juntos o simbolismo deste dia histórico na companhia de 3 magníficas mulheres e actrizes.

Direcção Sónia Aragão Textos Ana Bola, Ana Brito e Cunha, Fernanda Serrano, Helena Sacadura Cabral, Inês Maria Meneses, Leonor Xavier, Maria Henrique, Sílvia Baptista, Sónia Aragão, Rita Ferro e Rute Gil Figurinos Isabel Carmona Desenho de Luz Luís Duarte Produção Força de Produção

 

COLISEU PORTO
8 Março às 21h30
Bilhetes à venda na Ticketline, Fnac e locais habituais

COLISEU LISBOA
9 Março às 21h30
Bilhetes à venda na BOL, Fnac e locais habituais

publicado por olhar para o mundo às 00:13 | link do post | comentar
Quinta-feira, 09.11.17

É PRECISO NÃO ESQUECER! RFM SAI DOS ESTÚDIOS AO ENCONTRO DO PAÍS ARDIDO!

rfm.jpg

 

 

É PRECISO NÃO ESQUECER!

RFM SAI DOS ESTÚDIOS AO ENCONTRO DO PAÍS ARDIDO!

 

Um mês depois dos incêndios, a RFM sai dos estúdios e vai ao encontro do país ardido. Porque é preciso não esquecermos, porque não podemos virar as costas ao país, vamos ser JUNTOS COMO UM SÓ e vamos fazer o que sabemos fazer: rádio junto das pessoas!

 

A RFM quer lembrar os portugueses que se visitarmos Portugal, também estamos a ajudar a revitalizar uma imensa parte do nosso país, que ardeu nos dias 15 e 16 de outubro.

 

Toda a equipa da RFM vai estar no Portugal ardido, lembrando que todas estas zonas existem, que todas estas zonas têm pessoas que vivem nessas regiões, que existe um Portugal que merece a visita de todos, um passeio, uma recordação, um tempo. A equipa da RFM vai fazer rádio ao vivo e em direto, de 13 a 17 de novembro, em vários quarteis de Bombeiros, desde as 7 horas da manhã até às 22:00

 

Estão todos convidados a acompanhar a  RFM!

Preocupamo-nos com o nosso país! Mais do que tocar músicas, tocamos pessoas e elas tocam-nos a nós


O calendário da semana é:


13 novembro – 13h-17h – Paulo Fragoso com reportagem de Catarina Figueiredo – Quartel dos Bombeiros de ABRANTES

14 novembro – 7h – 10h – Café da Manhã – Quartel dos Bombeiros da LOUSÃ

15 novembro – 17h – 20h –Daniel Fontoura com reportagem de Ana Colaço – Quartel dos Bombeiros do FUNDÃO

16 novembro – 20h – 22h – Joana Cruz e Rodrigo Gomes – Quartel dos Bombeiros de OLIVEIRA DO HOSPITAL

17 novembro – 10h – 13h –José Coimbra + Fridayboyz – Quartel dos Bombeiros de CARREGAL DO SAL

Em rfm.sapo.pt, pode ver por onde vai andar a RFM ao vivo e em direto, na próxima semana de 13 a 17 de novembro. 

Um mês depois a RFM sai do estúdio  e vai até ao país ardido.

É Preciso Não Esquecer!

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Thirty Seconds to Mars lançam novo vídeo para o single “Walk On Water”

seconds.jpg

 

Thirty Seconds to Mars lançam novo vídeo para o single “Walk On Water”

Grupo regressa em 2018 a Portugal para um concerto já esgotado no Campo Pequeno, a 10 de abril

Acaba de ser revelado o vídeo oficial do último single dos Thirty Seconds to Mars,
Walk On Water”. O vídeo acaba também por desvendar as primeiras imagens do próximo documentário do grupo, intitulado “A Day in the Life of America”.

 

Filmado durante um único dia, a 4 de julho de 2017, em todos os 50 estados dos EUA (e em Washington DC e Porto Rico), o documentário envolveu 92 equipas de profissionais de cinema, bem como cerca de 10 mil submissões de fãs, além de reunir conteúdo vindo das redes sociais e dos noticiários. O também realizador Jared Leto apresenta neste filme um retrato único e histórico da América num só dia.

Walk On Water” é o primeiro single do próximo álbum de estúdio dos Thirty Seconds to Mars, a ser editado em 2018 e que será apresentado durante uma grande digressão europeia que vai passar por Portugal, a 10 de abril, no Campo Pequeno, em Lisboa, estando o concerto já esgotado.

Os Thirty Seconds to Mars são formados por Jared LetoShannon Leto e Tomo Milicevic e já venderam 15 milhões de álbuns em todo o mundo, além de terem esgotados concertos em estádios globalmente. Já receberam vários prémios e distinções ao longo da sua carreira, incluindo uma dezena de MTV Awards, um Billboard Music Award e bateram o recorde do Guinness pela mais longa digressão na história.

publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

REVISTA DE MARINHA LANÇA COMANDAR NO MAR

Comandar no Mar.jpg

 

REVISTA DE MARINHA LANÇA COMANDAR NO MAR

 

Treze Histórias Reais de Liderança no Mar

 

As Edições Revista de Marinha lançam o seu novo título, Comandar no Mar, um livro onde vários oficiais de Marinha partilham as suas experiências de comando no mar, onde cada escolha pode ter consequências para o navio e sua tripulação ou guarnição, onde a confiança dos marinheiros no seu comandante é essencial.

 

Numa altura em que a liderança é, cada vez mais, um tema na ordem do dia, Comandar no Mar surge como uma coletânea de testemunhos de comandantes dos mais variados tipos de navios da Marinha Mercante, Marinha de Guerra e Reserva Naval.

Ao longo do livro, treze comandantes da Marinha contam as suas histórias ao comando de vários tipos de navio e em diversos contextos, com o intuito de partilhar princípios de comandar no mar que possam igualmente servir de inspiração em terra, ajudando a compreender melhor a liderança sob diversas perspetivas.

 

Comandar no Mar conta testemunhos reais, desde o comando num submarino ou do bem conhecido Navio Escola Sagres, ao relato de Carla Muralha, uma comandante de sucesso no mundo marítimo.

 

Nas palavras do Almirante Alexandre da Fonseca, editor da obra, “Este livro será certamente útil para quem desempenha funções de chefia ou de comando nos outros ramos das Forças Armadas, Forças de Segurança e em organizações civis e nas empresas.” 

 

Comandar no Mar é uma edição da Revista de Marinha e patrocinado pela Thales Portugal e EDISOFT.

 

Comandar no Mar

Edições Revista de Marinha
Pvp: 20€ (para assinantes Revista de Marinha)
À venda nos locais habituais, no site da Revista de Marinha, na Loja do Museu de Marinha, Clube dos Oficias da Marinha Mercante, no Clube Militar Naval e na livraria da Universidade Católica.

Mais informações: assinaturas@revistademarinha.com

 

 

publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Não falte à Festa de Apresentação da reedição de “Master of Puppets”, dos Metallica

fgesta.png

 

Metallica

Não falte à Festa de Apresentação da reedição de “Master of Puppets”, dos Metallica, amanhã na Fnac Colombo

Os vários formatos da reedição de “Master of Puppets” chegam às lojas esta sexta-feira

Álbum icónico para a história do metal, “Master of Puppets”, o terceiro álbum de estúdio dos Metallica, será agora reeditado em vários formatos de colecionador e que chegam às lojas e às plataformas digitais já esta sexta-feira. Para assinalar a data, amanhã a Fnac Colombo, em Lisboa, acolhe uma Festa de Lançamento, que conta com o apoio da Antena 3.

A poucas horas do lançamento destas reedições, um grupo de especialistas, entre eles António Freitas, da Antena 3, Rui Duarte, dos RAMP, e Hugo Vinagre, diretor da revista Playboy, vão estar à conversa sobre a importância de “Master of Puppets” e esta reedição especial. Pedro Romão será o moderador. Durante a sessão, que começa às 21h30, vão-se ouvir vários temas da reedição e ver alguns dos vídeos que estão incluídos na reedição Deluxe.

 

Após a conversa, terá lugar um sorteio, das 22h30 às 22h45, enquanto às 23h00 a banda de tributo Blackallica vai interpretar na íntegra o álbum “Master of Puppets”. As várias versões desta reedição ficarão disponíveis a partir da meia-noite.

A reedição de “Master of Puppets” estará disponível em vários formatos físicos, nomeadamente em LP e CD Standard, numa versão Expanded de 3CD e numa caixa Deluxe de edição limitada. A versão CD Standard e a caixa Deluxe estarão também disponíveis para streaming e download, enquanto a versão Expanded de 3CD estará apenas disponível para download. A edição Expanded inclui maquetes nunca editadas até hoje, rough mixes, entrevistas, temas ao vivo e um booklet de 28 páginas. A caixa Deluxe de edição limitada inclui um livro de capa dura de 108 páginas com fotografias nunca antes vistas, versões alternativas das canções de “Master of Puppets”, entrevistas inéditas, três LPs, dez CDs, uma cassete áudio, dois DVDs, uma litografia, uma pasta com letras manuscritas e um conjunto de seis pins.

 

Master of Puppets” foi lançado originalmente a 3 de março de 1986 e tornou-se o primeiro álbum dos Metallica a conquistar o galardão de Platina no mercado norte-americano. O álbum recebeu 6 Platinas nos Estados Unidos e vendeu mais de 10 milhões de cópias em todo o mundo. Em 2016, o álbum tornou-se o primeiro disco de metal a ser integrado no registo discográfico da Biblioteca do Congresso dos EUA para preservação, uma honra que é dada a todas as obras “com uma importância significativa a nível cultural, histórico e estético”. 

No próximo ano, os Metallica vão apresentar a digressão “WorldWired” na Europa, tendo data marcada em Portugal, para o dia 1 de fevereiro de 2018, na já esgotada Altice Arena, em Lisboa.

publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Vamos às urtigas

urtigas.png

 

 

18º Endògenos celebra um ingrediente único: a Urtiga

Dia 17 de Novembro, às 19h30, o restaurante Quinta do Gradil recebe o 18º jantar Endògenos. Desta vez os mentores do projeto desafiaram o Chef Daniel Sequeira, que desenvolve neste espaço, situado na zona oeste, o seu conceito gastronómico focado principalmente nos produtos locais da região.

Desde o início do ano que o Chef Daniel Sequeira e os mentores do Endògenos – António Alexandre e Nuno Nobre – investigam e desenvolvem um menu de degustação com este produto. O desafio tem como objetivo aproveitar a chegada das primeiras chuvas, que faz nascer algumas ervas muitas vezes mal amadas e esquecidas nos campos. Ervas como a urtiga, que tem importantes propriedades antioxidantes e nutritivas. A proximidade da serra de Montejunto à Quinta do Gradil forma um ecossistema propício para o crescimento deste tipo de ervas. Venha descobrir tudo sem se picar!

O menu de seis pratos, com harmonização vínica incluída (35€ por pessoa), desafia os participantes a conhecer esta erva que será valorizada com outros produtos locais:

Não respire
Pão, Cavala, Cabra e Leitão
Quente e picante
Canja de coelho
Castanhas, cogumelos shitake e urtigas
Bacalhau tinto em urtigas 
Urtigas, grão de bico, urtigas, lombardo e sames
Javali nas urtigas
Marmelos, broa de milho, feijão canário, manteiga de cabra e mel
Doces e picantes
Torta de urtigas, compota de dióspiro, gelatina de espumante e frutos do bosque

O Endògenos, criado em 2013 por Nuno Nobre, consultor em gastronomia e turismo na Nuno Nobre Consultoria, e António Alexandre, chef executivo do Lisboa Marriott Hotel, é um projeto que promove a preservação e valorização dos produtos locais portugueses, produtores e suas origens. Organiza tertúlias, menus tradicionais e jantares fine dinning que reúnem produtores, cozinheiros, chefs, jornalistas, líderes de opinião, enólogos e empreendedores.

publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Beja recebe a Festa do Cinema Francês

TERÇA 07 NOVEMBRO
21h30 AVA de Léa Mysius
comédia dramática, 2017, 1h45


QUARTA 08 NOVEMBRO
10h00 LOUISE EN HIVER de Jean-François Laguionie
animação, 2015, 1h15 *sessão escolar 

21h30 BOB LE FLAMBEUR de Jean-Pierre Melville
policial, 1955, 1h40


QUINTA 09 NOVEMBRO
14h30 CORNICHE KENNEDY de Dominique Cabrera
comédia, 2016, 1h34 *sessão escolar 

21h30 PETIT PAYSAN de Hubert Charuel
drama, 2017, 1h30


SEXTA 10 NOVEMBRO
21h30 CARRÉ 35 de Éric Caravaca
documentário, 2017, 1h07


SÁBADO 11 NOVEMBRO
21h30 CRASH TEST AGLAÉ de Éric Gravel
comédia, 2017, 1h25

publicado por olhar para o mundo às 09:13 | link do post | comentar

Caixa de colecionador com banda sonora de “Star Wars: Episódio IV - Uma Nova Esperança”

star wars.png

 

Caixa de colecionador com banda sonora de “Star Wars: Episódio IV - Uma Nova Esperança” nas lojas a 1 de dezembro

Edição inclui três vinis, fotografias raras e muitas outras novidades.

Parar celebrar o 40.º Aniversário de uma das mais importantes bandas sonoras da história do cinema, a Walt Disney Records prepara-se para lançar uma edição especial de colecionador e remasterizada da banda sonora de “Star Wars: Episódio IV - Uma Nova Esperança”.

A banda sonora foi dirigida e composta pelo compositor John Williams, vencedor de cinco Óscares, e é agora lançada em 3LP de 180 gramas, acompanhados de um livro de capa dura de 48 páginas. Esta edição única, concebida por Tristan Duke (responsável também pela edição de “Lazaretto” de Jack White), da Infinity Light Science, oferece uma experiência única com um holograma em 3D de Death Star no Disco 3, Lado A. Para uma visualização ideal, use uma fonte de luz direta ou simplesmente segure a lanterna do telemóvel acima do vinil para ver o holograma. O Lado B inclui o logo tipo do 40.º Aniversário de “Star Wars” gravado no vinil.

 

A caixa de “Star Wars: Episódio IV - Uma Nova Esperança” é o primeiro lançamento do Disney Music Group desde que este adquiriu o catálogo musical de “Star Wars”, no início do ano. Para 2018 estão planeados mais lançamentos.

A caixa inclui fotografias raras da produção do filme e das sessões de gravação da banda sonora. Além disso, o livro de capa dura conta ainda com dois ensaios. “Turning Up a Galaxy”, escrita por Jeff Bond ("Danse Macabre: 25 years of Danny Elfman and Tim Burton", "The Music Of Star Trek”), foca-se no fenómeno de “Star Wars” e de como a música de John Williams mudou a música para cinema. “John Williams’ Journey to Star Wars”, de Jeff Eldridge, aborda o início da carreira de John Williams, desde a sua herança musical até à criação do seu legado.

John Williams é conhecido por ter composto a música para os oito filmes da saga “Star Wars”, começando em 1977 com "Star WarsEpisódio IV - Uma Nova Esperança", graças ao qual recebeu o Óscar de Melhor Banda Sonora. A sua banda sonora para “Star WarsO Despertar da Força” foi nomeada para um Óscar.

Williams volta para compor a música de “Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi”, filme que continua a saga dos heróis de “O Despertar da Força”, à medida que são descobertos antigos mistérios e se conhecem revelações chocantes do passado. “Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi” estreia-se a 14 de dezembro.

A caixa de 3LP com a banda sonora de “Star Wars: Episódio IV - Uma Nova Esperança” chega às lojas a 1 de dezembro.

publicado por olhar para o mundo às 00:13 | link do post | comentar
Quarta-feira, 08.11.17

O Cavaleiro da Dinamarca de Sophia de Mello Breyner Andresen nos Recreios da Amadora

o cavaleiro da dinamarca.jpg

 

O Cavaleiro da Dinamarca de Sophia de Mello Breyner Andresen
Recreios da Amadora: 15/Nov - 21h30  18/Nov - 21h30
19/Nov - 16h  25/Nov - 21h30 26/Nov - 16h *

 

Este texto conta a história de um cavaleiro que numa noite de Natal decide fazer uma grande viagem para passar o Natal seguinte em Belém. Este é o ponto de partida de uma epopeia, que nos guia desde o inicio da nossa Era até ao conhecimento dos limites do Mundo. Através das personagens que o cavaleiro vai encontrando, vamos vivenciando histórias e lendas de diferentes latitudes que na verdade são pilares da nossa civilização. De venezianos corações apaixonados a mentes brilhantes de Florença ao olhar de navegadores portugueses, passando por vários monumentos, ouvimos lendas e histórias apaixonantes que fazem parte da nossa cultura e da nossa identidade.  Passando do inferno de Dante às pinturas de Giotto, de São Francisco a fazer um pacto com o lobo navegamos com Pêro Dias, gesticulamos com ele na sua comunicação com os indígenas, navegamos, assim no nosso sangue e chegamos a casa  Esta é a partitura do nosso espectáculo que pretende não só chegar aos alunos do 7º ano mas a todo o público em geral.

Ficha artística: Texto: Sophia de Mello Breyner Andresen; Encenação: Sofia de Portugal; Interpretação: Afonso de Portugal, Carlos Malvarez, David Medeiros e João Redondo; Música: Afonso de Portugal; Cenografia, Figurinos, Design Gráfico, Fotografia:Aurélio Vasques;  Operação de Luz : Tasso Adamopoulos; Produção Executiva: Daniela Sampaio; Produção: Teatro dos Aloés; M/6.


* Possibilidade de marcações para escolas e grupos com mais de 10 pessoas em horários de manhã e tarde. 

Informações e reservas: 916 648 204 ou teatrodosaloes@sapo.pt
Mais informações em: www.facebook.com/teatro.dosaloes

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Marano lança projeto Ailum e mostra seu primeiro disco solo

marano.jpg

 

Marano lança projeto Ailum e mostra seu primeiro disco solo

Multicultural, trabalho consagra largo histórico do músico e conta com várias participações especiais

 

Após trabalhar com Roy Cicala (John Lennon, Madonna, Elvis) e Carlos Trilha (Legião Urbana, Marisa Monte, Ana Carolina), o músico paranaense Marano (baixista d’A Banda Mais Bonita da Cidade e ex-integrante da Terminal Guadalupe, Charme Chulo e Humanish) lança seu primeiro projeto solo, Ailum, apresentando o álbum “Quem Me Salvará Sou Eu”.

 

No disco, Marano expõe com honestidade comovente seu universo mais íntimo. O grito ecoa sempre na direção do amor, não como um clichê, mas como algo urgente, como o melhor ou único caminho a ser seguido. É uma ode ao respeito, à liberdade e claro, ao amor.

 

O nome do álbum vem de uma história de família. Em meados dos anos 70, o pai de Marano mudou-se de Recife-PE pra Rolândia-PR. Durante uma festa na cidade, Dominguinhos (que era o convidado especial) improvisou um tema na sanfona. No dia seguinte, Seu Terto (pai de Marano) convidou seus conterrâneos (Dominguinhos e banda) pra um almoço em família.

 

Nessa tarde, José Domingos de Morais disse que o tal improviso seria gravado e lançado como “Forró em Rolândia”. Décadas depois, ao fuçar em vinis antigos, Marano encontrou a música no disco “Quem Me Levará Sou Eu”. “Escolhi o título do meu álbum, não só como homenagem a Dominguinhos e aos meus, mas também porque representa uma vontade própria de renascimento" explica Marano.

 

O disco é uma junção de experiências e influências, refletindo pluralidades étnicas e culturais. As composições ousam na mistura de banda de metais com Baião, Dub com música indígena, batidas eletrônicas com canção de raiz. O registro tem 11 faixas e conta a participação de vários músicos, entre eles Taká Owê Fulni-ô e Thaydjo Owê Fulni-ô, da tribo indígena pernambucana Fulni-ô, Uyara Torrente (A Banda Mais Bonita da Cidade), Lilian e Layane Soares (Tuyo), o trio de metais Bananeira Brass Band, e Yasmin Torrilhas, Luisa Morozowicz e Giovana Trevisan do Coral Curumim.

 

“Quem Me Salvará Sou Eu” foi produzido por Du Gomide, com exceção de “Nossa Força” (Carlos Zubek) e “Mana” (Rodrigo Lemos). As gravações ocorreram entre agosto de 2014 e agosto de 2017 em Curitiba, Morretes, Londrina e Antonina no Paraná. A mixagem é assinada por Buguinha Dub, Victor Rice, Du Gomide e Rodrigo Lemos. Já a masterização leva o nome de Fernando Sanches (El Rocha). Todas as faixas foram compostas por Marano, com exceção de “Ywek´detsahe”, dele com Taká Owê Fulni-ô, e “Recomeço”, feita ao lado de Du Gomide. A direção artística e musical ficou por conta de Marano.

 

O trabalho está disponível em todas as plataformas digitais para audição.

 

 

publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

First Class Radio 

posts recentes

últ. comentários

  • Minha esposa dorme durante a relacao eu viro chego...
  • Minha esposa as vezes dorme , aí eu paro viro de l...
  • hmmm fixe! Será uma daquelas edições para colecion...
  • Interessante
  • gosto do suave tom da sua voz :)
  • Vou procurar para ouvir =)Beijinhos
  • Neste Natal só te desejo duas coisas: TUDO e NADA!...
  • Recomendadíssimo!!Para quem não conhece a sonorida...
  • Great article!

Posts mais comentados

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds



blogs SAPO