Sexta-feira, 30.08.13

O papel que mantém alimentos frescos, as auto-estradas que brilham no escuro e o computador de 25 dólares

O papel que mantém alimentos frescos, as auto-estradas que brilham no escuro e o computador de 25 dólares

Os Index, os mais valiosos prémios de design do mundo, distinguiram ainda em 2013 um simulador de partos e um plano de adaptação de Copenhaga às alterações climáticas.

Uma folha de papel que mantém frutas e legumes frescos pelo quádruplo do tempo normal, um simulador de partos para evitar a mortalidade, um computador que custa 25 dólares e dois projectos dinamarqueses que repensam as auto-estradas e as alterações climáticas são os vencedores do maior prémio de design do mundo, o Index 2013. São 500 mil euros a distribuir pelos vencedores, que conheceram quinta-feira à noite a selecção final do júri dinamarquês.

 

Os seleccionados este ano são então os projectos Smart Highway (que recebeu o prémio do público, votado no site do canal de notícias CNN), FreshPaper, o simulador The Natalie Collection, o Copenhagen Climate Adaptation Plan e o computador Raspberry Pi.

 

Um dos mais importantes prémios de design do mundo, especialmente no que toca ao design de produto, o Index distingue de dois em dois anos projectos de design que se reflictam na melhoria de condições de vida, estando dividido em cinco categorias: corpo, casa, trabalho, diversão e comunidade. Cada um dos premiados recebe 100 mil euros para aplicar na implementação e desenvolvimento das suas ideias.

 

Para o corpo, o simulador Mama Nathalie é uma proposta da Laerdal Global Health of Norway de um kit que visa a aprendizagem sobre o processo do parto de forma prática – uma espécie de simulador para parteiras pensado para atacar o problema da mortalidade infantil e materna durante o parto.  “Um piloto nunca pilotaria um avião sem treino adequado e simulação de voo. Por que é que uma parteira deve ser diferente?”, pergunta o jurado Ravi Naidoo à laia de atestado de importância do projecto. 

 

Já na categoria casa, a preocupação na base do desenvolvimento do Fresh Paper foi o desperdício alimentar vs. escassez. E um acaso: a designer e inventora Kavita Shukla ficou surpreendida pela eficácia de um chá de especiarias que a avó lhe deu quando bebeu sem querer água da torneira na Índia – que não era potável. Investigando as especiarias ao longo de anos, descobriu que aquele composto podia ser usado para manter os alimentos frescos. A patente do Fresh Paper, como explica o site dos prémios, foi fixada por Shukla aos 17 anos.

 

Feito de papel embebido em especiarias que inibem o desenvolvimento de fungos e bactérias, é hoje usado comummente em 35 países e basta colocá-lo numa prateleira do frigorífico ou numa taça de fruta. Do Fresh Paper nasceu a Fenugreen, uma empresa criada pela jovem designer para levar a sua invenção às zonas mais necessitadas do planeta.  

 

Uma experiência vinda da Universidade de Cambridge resultou no computador de 25 dólares que Eben Upton e os seus colegas de ciências de computação desenvolveram desde 2006, quando foram confrontados com a falta de experiência com hardware e software dos candidatos à sua universidade. “Se não conseguimos controlar a tecnologia, somos controlados pela tecnologia”, diz o jurado Ravi Naidoo. O prémio na categoria de jogo e aprendizagem foi para o pequeno Raspberry Pi, fabricado no País de Gales e gerido pela organização sem fins lucrativos Raspberry Pi Foundation, um computador suficientemente barato e simples para suscitar nos seus jovens (ou mais velhos) utilizadores a vontade de solucionar problemas de código e computação.

 

E da computação para as auto-estradas: o designer dinamarquês Daan Roosegaarde partiu de uma realidade que o espantava – os carros que conduzimos são cada vez mais inteligentes, mas as estradas continuam a ser cursos cinzentos sem novidades. Em colaboração com a multinacional dinamarquesa de desenvolvimento de projectos Heijmans Infrastructure, desenhou a Smart Highway, uma experiência rodoviária que espera concretizar ainda este semestre. Auto-estradas que brilham no escuro, tintas dinâmicas, tudo são ferramentas deste projecto vencedor na categoria Comunidade.

 

Trata-se então de um projecto em cinco fases para modernizar as auto-estradas europeias com nova tecnologia para agilizar formas de comunicação luminosa (para avisar quando a estrada escorregadia, por exemplo) ou mesmo de carregamento de carros eléctricos. “Não é uma estrada completamente nova, mas sim um kit de peças que podem ser aplicadas às estradas conforme o necessário”, explica Ravi Naidoo. “Não é só uma ideia engraçada – estamos a falar do futuro das estradas em todo o lado”, frisa o jurado Nille-Juul Sørensen.

 

projecto que adapta a cidade de Copenhaga às alterações climáticas foi também o vencedor na categoria comunidade, por ser uma solução integrada apoiada pela autarquia, mas também com capitais privados. “Uma cidade à prova do clima é mais atractiva como sítio onde viver e investir”, diz o presidente da câmara da capital dinamarquesa, Frank Jensen. Na prática, o plano identificou os principais desafios da cidade perante as alterações climáticas e estabeleceu uma lista de medidas a implementar para reduzir o seu impacto, dos avisos e sistemas de resposta a situações extremas à protecção especial das infraestruturas da cidade

 

Estes prémios são promovidos pela INDEX: Design to Improve Life, uma organização não-governamental dinamarquesa focada no design como ferramenta para o desenvolvimento sustentável.

 

Retirado do Público
 

publicado por olhar para o mundo às 22:34 | link do post | comentar
Quinta-feira, 29.08.13

Novo espaço de Cultura abre em Estremoz

Novo espaço de Cultura abre em Estremoz


Novo espaço de Cultura abre em Estremoz

Em declarações à agência Lusa, Luís Mourinha, presidente da Câmara de Estremoz, considera que a recuperação agora efectuada no palácio dos Marqueses de Praia e Monfortevai servir para “enriquecer a cultura estremocense”.

 

 O município adquiriu e reabilitou o imóvel há muito tempo em degradação que era anteriormente ocupado pelo Circulo Estremocence,.

 

Foi principalmente pelo investimento de fundos comunitários - o programa InAlentejo - que surgiu um novo espaço onde se poderão realizar atividades culturais.

 

Construído no século XVII durante o reinado de D. João V, o palácio foi adquirido pelos marqueses de Praia e Monforte. 


Entretanto a autarquia de Estremoz destaca que esta estrutura é “considerada por muitos” como “um dos melhores exemplares alentejanos do período Barroco”.

 

O novo edifício é inaugurado no próximo sábado, 31 de Agosto, abrindo com a  exposição “30 Artistas, 30 Desenhos”, retirada do acervo da Galeria de Desenho de Estremoz.

 

Retirado do HardMúsica

publicado por olhar para o mundo às 12:54 | link do post | comentar

Acaso - Festival de Teatro" no Castelo de Leiria, Grutas de Mira de Aire e Mosteiro da Batalha

Acaso - Festival de Teatro


Acaso - Festival de Teatro" no Castelo de Leiria, Grutas de Mira de Aire e Mosteiro da Batalha

O castelo de Leiria, o Mosteiro da Batalha e as Grutas de Mira de Aire vão ser palcos da edição deste ano do "Acaso - Festival de Teatro", disse à agência Lusa Pedro OLiveira, o director artístico do evento. Segundo Pedro Oliveira, o certame, promovido pel´O Nariz -- Grupo de Teatro de Leiria, decorre de 12 de Setembro a 01 de Novembro e assinala a sua 18.ª edição consecutiva.

 

"Uma das notas de registo da edição de este ano passa pela atuação em locais que são património relevante, nacional e mundial, já que o Mosteiro da Batalha, nas Capelas Imperfeitas, e as Grutas de Mira de Aire são espaços nos quais o festival faz a sua estreia", salientou.

A 18.ª edição conta com espectáculos de música, teatro e exposições, que também terão lugar no Teatro Miguel Franco, Teatro José Lúcio da Silva e Espaço O Nariz (Leiria), bem como no auditório municipal da Batalha, estando ainda prevista a realização na Casa Museu João Soares de uma oficina de jogo dramático dirigida a idosos.

 

Pedro Oliveira sublinhou a relevância de o festival, num cenário de crise e sem apoio estatal, registar parcerias privadas e públicas, casos da Associação de Desenvolvimento da Alta Estremadura, Mosteiro da Batalha, Teatro José Lúcio da Silva e Festival das Terras d´Aire e Candeeiros.

Além d´O Nariz - Teatro de Grupo, o evento deste ano integra atuações do Teatro Extremo (Almada), Martinho Silva, José Pamplona e José Eduardo Silva (Lisboa), ESTE (Fundão), Teatro de Montemuro (Castro D´Aire) e Palmilha Dentada e Panmixia (Porto), assim como espectáculos de poesia e música de André Gago e Carlos Barretto (Lisboa).

 

O festival, que aposta, sobretudo, na divulgação do teatro independente feito por companhias profissionais, também convidou um grupo amador, Fuga de Gatas, de Pataias, Alcobaça, assim como a jovem Rita Gomes para realizar um espectáculo a solo, ela que é uma recém-formada do Curso Profissional de Artes do Espectáculo - Interpretação, ministrado pel´a Barraca, Lisboa.

 

Retirado do HardMúsica

publicado por olhar para o mundo às 10:56 | link do post | comentar

Eminem lança novo single chamado “Berzerk”

Berzerk


Eminem lança novo single chamado “Berzerk”

"Berzerk" é o primeiro avanço do disco “The Marshall Mathers LP 2”, que sai no dia 5 de Novembro.
 

 

O já icónico rapper Eminem acaba de lançar "Berzerk", o primeiro single do próximo disco de originais. Três anos depois de "Recovery", Eminem prepara-se para editar agora a sequela de "Marshal Matters LP", o grande disco da carreira do norte-americano.

Há duas semanas ficamos também a conhecer o tema ‘Survival’, que fará parte da banda sonora do jogo ‘Call of Duty.

"Berzerk" já está disponível no iTunes e no Spotify e foi produzido por Rick Rubin. O disco vai ainda contar com a produção do gigante Dr. Dre.

Com quase 20 anos de carreira, Eminem vendeu mais de 80 milhões de discos em todo o mundo e só em singles registou mais de 120 milhões downloads.

publicado por olhar para o mundo às 08:52 | link do post | comentar
Quarta-feira, 28.08.13

Cascais - Lumina Festival de Luz

O “Lumina” incluirá diversas situações, como a conceção de uma intervenção na Baía que abarcará a comunidade de pescadores, a criação de um igloo na praia em pleno verão e projeções de luz nos edifícios históricos da Vila. Serão ainda aplicadas instalações nas ruas e em locais de referência de Cascais, como o Parque Marechal Carmona, que abrirá as suas portas durante a noite para receber um jogo de luzes que se conjugará com a natureza.


Algumas intervenções procurarão envolver o público através da interação em locais específicos. Uma das obras irá mesmo incluir a comunidade de Cascais: o projeto “Faces - Caras de Cascais”, da dupla de artistas Jan Ising (Alemanha) e Bartosz Navarra (Áustria), irá projetar 130 caras de munícipes de Cascais fotografadas durante uma sessão que teve lugar a 9 de agosto.


A componente local do evento estará ainda patente no envolvimento dos alunos de escolas do concelho, através da realização da peça “Sea of Light”, um espetáculo multimédia de grande escala que será apresentado na Cidadela de Cascais e que contará com a colaboração de alunos do 3.º ano da Escola Primária de São João do Estoril e de três escolas da Letónia, Estónia e Eslovénia. Baseado em desenhos, pinturas e filmagens elaboradas pelas crianças, será criado um espetáculo de projeção 3D a 360º com uma narrativa sobre o mar. Esta intervenção surge no âmbito do programa europeu Spectrum.


De notar ainda que a utilização de novas tecnologias que visam alcançar uma maior eficiência energética torna o “Lumina” num evento inovador, tendo a seleção das obras tido em conta a sua eficiência energética - relação “energia gasta versus público alcançado”.


O “Lumina - Festival de Luz” é criado por Nuno Maya e Carole Purnelle, fundadores do ateliê OCUBO.com e autores das maiores projeções multimédia em edifícios em Portugal. Referência internacional nas áreas de video mapping e projeções interativas, com projetos realizados no mundo inteiro, uma preocupação constante no trabalho destes artistas é a comunicação com o público, sendo a interatividade frequente nas suas obras, de forma a tornar o espectador num ator influente da peça artística (tal como decorreu na recente obra “Arco De Luz”, no Terreiro do Paço, em Lisboa). O “Lumina” integra uma rede internacional de festivais de luz espalhada por todo o mundo, envolvendo países como Austrália, Singapura, Israel, Rússia, Alemanha, França, Holanda, Eslovénia, Polónia, entre outros.


Evento desafia visitantes a juntarem-se ao lado luminoso da vida


Paralelamente ao evento, serão realizados workshops e artist talks em que criadores e diretores de festivais da luz internacionais vão partilhar com o público interessado os segredos por detrás desta forma de arte. O programa acolhe atividades que decorrem na Marina de Cascais, onde estará também localizado o Lumina Lounge, espaço de restauração gourmet luminoso e surpreendente da responsabilidade do restaurante Aura, onde o visitante poderá experimentar novas sensações visuais e gustativas num ambiente especial ocupado por diversos DJs e VJs nacionais. Já na Lumina Shop será possível adquirir objetos luminosos para todos fazerem parte da iluminação noturna de Cascais. O “Lumina - Festival da Luz” vai também premiar e divulgar a melhor fotografia de luz. Aberto a todos, este concurso vai premiar as melhores fotografias tiradas pelo público durante o festival - mais informações em www.lumina.pt.


Data: 13 a 15 de setembro, das 20h às 24h. Entrada gratuita.


Primeira experiência de iluminação pública elétrica foi em Cascais


Aos artistas que trazem a Cascais as mais criativas e artísticas iluminações de espaços públicos não passou desapercebido o facto de a primeira experiência de iluminação pública elétrica em Portugal ter acontecido precisamente em Cascais. Corria o dia 28 de setembro de 1878 quando, por ocasião das festas de aniversário do príncipe D. Carlos, a Cidadela ganhou a vida que só a luz pode dar.


Cascais, dado o seu posicionamento geográfico, foi também pioneira como terra de faróis e as suas luzes contribuíram para o sucesso dos descobrimentos portugueses. Hoje a luz destes faróis lembra-nos a ligação de Cascais com o mar, inspirando grande parte das instalações artísticas, espetáculos participativos, conferências e conversas com artistas. Durante o festival, são inúmeras as peças que dão voz às pessoas, deixando-as refletir sobre o espaço público, e que em tom lúdico fazem questionar o nosso modo de viver. 

publicado por olhar para o mundo às 22:49 | link do post | comentar
Terça-feira, 27.08.13

HAIM ANUNCIAM PORMENORES DO SEU ÁLBUM DE ESTREIA

haim


HAIM ANUNCIAM PORMENORES DO SEU ÁLBUM DE ESTREIA

«Days Are Gone» vai ser editado a 30 de Setembro

 

Depois de uma série de sessões de estúdio, levadas a cabo em Los Angeles, com os produtores Ariel Rechtsaid (Major Lazer, Vampire Weekend, Usher) e James Ford (Arctic Monkeys, Florence & The Machine, Simian Mobile Disco), as Haim, três irmãs de San Fernando Valley, preparam-se para editar «Days Are Gone».

O ano tinha começado com a conquista do BBC Sound of 2013, graças à edição limitada de dois EPs e a uma mão cheia de concertos esgotados. As Haim fecharam-se depois no estúdio e passaram os meses seguintes a aperfeiçoar um disco que é, indiscutivelmente, um dos mais aguardados da rentrée de 2013.

Já muito foi dito sobre as influências das Haim mas as 11 canções de «Days Are Gone» estão mergulhadas na mais contagiante pop da Costa Oeste. A abrir o disco, surge «Falling», presente no EP que editaram na passada Primavera, inteligentemente seguida por «Forever», a canção que apresentou as Haim ao mundo, em Março de 2012. Segue-se «The Wire», um dos momentos mais aplaudidos nos seus concertos, o single que, apesar dos novos arranjos, não perde a energia e a paixão que a tornam tão encantadora em palco.

A sumptuosa «If I Could Change Your Mind» é a primeira de quatro novas canções que as Haim ainda não mostraram ao vivo – sendo as restantes «Days Are Gone», «My Song 5» e «Running If You Call My Name». «Honey & I», outra presença habitual nos seus espectáculos, é uma de muitas canções que marcam presença no disco e que se apresenta como muito mais do que a soma das suas partes.

Sedutoras e inteligentes, as Haim passaram os últimos 18 meses em digressão pelo Mundo, partindo dos elogios iniciais e acumulando uma imensa legião de novos fãs por onde quer que passassem. Depois de terem protagonizado um dos mais aclamados concertos no festival de Glastonbury (até por já se sentirem à vontade em grandes palcos, depois de terem percorrido estádios e arenas com os Mumford & Sons e Florence & The Machine), para o próximo Inverno, as Haim estão a preparar uma digressão europeia, cujos pormenores serão revelados em breve.

www.HAIMtheband.com
www.facebook.com/HAIMtheband

publicado por olhar para o mundo às 21:44 | link do post | comentar

Gato por azeite

Azeite contrafeito

 

Um estudo da associação de defesa dos consumidores Deco a 25 marcas de azeite revelou que uma não era azeite e que quatro eram "azeite virgem" e não "azeite extra virgem" como estava descrito no rótulo, numa violação da lei.

 

No teste, cujos resultados são publicados na edição de Setembro da revista Deco Proteste, e hoje divulgados, apenas duas marcas apresentaram excelente qualidade.

 

De acordo com a Deco, a marca "Alfandagh", descrita no rótulo como "azeite virgem extra", de origem biológica, nem sequer é azeite, "tendo as análises comprovado a presença de outros óleos vegetais refinados que não o originário da azeitona".

 

As marcas "Auchan" (DOP Moura), "É" (Continente), "Grão Mestre" e "Naturfoods", que se apresentam no rótulo como "azeite virgem extra", deveriam, segundo a associação de defesa dos consumidores, "ser classificadas como 'azeite virgem' apenas".

 

Um teste sensorial comprovou que amostras de azeite destas quatro últimas marcas "apresentaram defeitos que, por lei, o azeite virgem extra não pode manifestar".

 

A Deco adianta que os casos de fraude e de desrespeito da denominação de venda do rótulo foram denunciados à Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) para agir em conformidade.

 

As marcas "Dia Clássico" (Minipreço) e "Gallo Clássico", das mais baratas, foram as únicas consideradas de excelente qualidade.

 

Confrontada pela agência Lusa com as ilegalidades relatadas pela Deco, a ASAE referiu que, na situação em concreto, "procedeu a novas colheitas de amostras de mercado" e, das análises, concluiu que seis amostras de azeite não estavam conformes, sendo que três "configuram situações relacionadas com fraude sobre mercadoria, por ter sido detectada a existência de azeite refinado".

 

Sem mencionar marcas, a ASAE assinala, numa curta nota, que "todos os processos estão a seguir a sua tramitação normal, tendentes à retirada destes azeites do mercado", devido a fraude económica ou a deficiente informação ao consumidor.

 

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica ressalva que nenhum dos casos "é susceptível de pôr em risco a segurança e a saúde dos consumidores".

 

O estudo da Deco avaliou parâmetros como a qualidade e a frescura, através da acidez, do índice de peróxido e da absorção no ultravioleta, tendo sido feita, igualmente, uma prova de degustação.

 

A associação de defesa dos consumidores defende, em nota hoje divulgada, que "é fundamental reforçar a fiscalização, desde os lagares, passando pelos embaladores, até aos hiper e supermercados".

 

Retirado do Público

publicado por olhar para o mundo às 11:26 | link do post | comentar
Sábado, 24.08.13

NIRVANA: «IN UTERO 20TH ANNIVERSARY» VAI SER EDITADO A 23 DE SETEMBRO

Nirvana - In Utero


NIRVANA: «IN UTERO 20TH ANNIVERSARY» VAI SER EDITADO A 23 DE SETEMBRO

ÁLBUM REMASTERIZADO E LADOS B ORIGINAIS SERÃO ACOMPANHADOS DE DEMOS INÉDITAS E DO CONCERTO «LIVE AND LOUD», DE 13 DE DEZEMBRO DE 1993, NA ÍNTEGRA

 

Dizer que o terceiro, e derradeiro, álbum de estúdio dos Nirvana,«In Utero», foi o mais polarizado disco de 1993 é pouco. A sonoridade pura e crua registada por Steve Albini revelava a obra mais agressiva e, ao mesmo tempo, vulnerável alguma vez gravada por Kurt Cobain, Krist Novoselic e Dave Grohl. Depois do seu antecessor, «Nevermind», de 1991, ter vendido 30 milhões de exemplares e, sozinho, ter devolvido o rock’n’roll honesto à liderança dos topes, «In Utero» era, essencialmente, o primeiro disco que osNirvana fariam para o qual o público tinha reais expectativas. Desde a abertura, com a melodia quase desajeitada de «Serve The Servants» até ao agridoce final de «All Apologies», «In Utero» era o som da mais incrível e torturada banda de rock’n’roll da sua era, no auge da (incómoda e inesperada) posição de porta-voz de uma geração inteira – ao mesmo tempo que procurava ultrapassar todas as lutas e gravar o disco que precisava de gravar. Como escreveu David Fricke, na crítica, então, publicada na Rolling Stone, «”In Utero” é muitas coisas – brilhante, corrosivo, enfurecido e melancólico, tudo ao mesmo tempo. Mas, mais do que qualquer outra coisa, é um triunfo da vontade».

Para comemorar o 20º aniversário do involuntário canto do cisne do mais importante colectivo dos anos 1990, o Universal Music Group preparou uma edição em multi-formatos, que se espraia por mais de 70 momentos, entre remasterizações, remisturas, inéditos e raridades, que estarão disponíveis desde uma Super Deluxe Edition, composta por 3 CDs e 1 DVD, até à versão comum/CD, com a remasterização do álbum original. Os itens exclusivos às várias versões de «In Utero 20th Anniversary» vão incluir alguns verdadeiros tesouros: demos inéditas, lados B, canções de compilação e momentos registados ao vivo, durante a última digressão de Cobain, Novoselic, Grohl, e Pat Smear… incluindo a aguardada apresentação do concerto «Live and Loud», no Pier 48, em Seattle, a 13 de Dezembro de 1993, na íntegra. Um DVD com «Live and Loud» e várias outras interpretações inéditas vai, igualmente, ser editado a 23 de Setembro.

publicado por olhar para o mundo às 19:44 | link do post | comentar | ver comentários (1)

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

First Class Radio 

posts recentes

últ. comentários

  • Minha esposa dorme durante a relacao eu viro chego...
  • Minha esposa as vezes dorme , aí eu paro viro de l...
  • hmmm fixe! Será uma daquelas edições para colecion...
  • Interessante
  • gosto do suave tom da sua voz :)
  • Vou procurar para ouvir =)Beijinhos
  • Neste Natal só te desejo duas coisas: TUDO e NADA!...
  • Recomendadíssimo!!Para quem não conhece a sonorida...
  • Great article!

Posts mais comentados

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds



blogs SAPO