Sexta-feira, 29.11.13

Rock psicadélico no regresso do Clubbing à Casa da Música

Rock psicadélico no regresso do Clubbing à Casa da Música
O Optimus Clubbing regressa à Casa da Música, no sábado, com a banda de música psicadélica "Unknown Mortal Orchestra", o rock minimalista de "Archie Bronson Outfit" e vários DJ.

A banda americana e neozelandesa "Unknown Mortal Orchestra" leva ao palco da Sala Suggia a sua música rock, numa fusão de psicadelismo, "soul", percussões e funk.

 

O trio - composto por Ruban Nielson, na guitarra e voz, Jake Portrait, no baixo, e Riley Geare, na bateria - surgiu em 2010 e teve como influência bandas como Rolling Stones, Beatles, Pink Floyd e Soft Machine.

 

"Unknown Mortal Orchestra"foi banda suporte de "Grizzly Bear" e "Liars", e editou este ano o segundo álbum intitulado "II".

 

O Optimus Clubbing vai também contar com a presença da dupla de rock minimalista "Archie Bronson Outfit" e com o início da residência do projecto "Acousmatics/Mathematics na Digitópia".

 

Os Bares vão receber a dupla de DJ do Porto "Fina & Segura", Miguel Quintão - conhecido pelo programa Bons Rapazes na Antena 3 -, "DJ Pitchy" e "Neonlogic".

 

Retirado do Sol

publicado por olhar para o mundo às 22:30 | link do post | comentar

Fernando Pessoa no Aeroporto de Lisboa

Fernando Pessoa no Aeroporto de Lisboa


Fernando Pessoa no Aeroporto de Lisboa

Começou a 27 de Novembro, a exposição, na parte pública das chegadas do Aeroporto de Lisboa, que serve de comemoração aos 125 anos do nascimento de Fernando Pessoa.

 

No primeiro dia houve uma visita guiada, conduzida por Inês Pedrosa,directora da Casa Fernando Pessoa. Começou por explicar que é uma iniciativa inserida no programa “Ver, Ouvir e Degustar” e que pretende dar a conhecer o poeta e não deixar esta data importante passar despercebida.

 

A exposição começa por apresentar Fernando Pessoa, considerado o maior poeta português do século XX e um dos mais destacados criadores da literatura mundial. 


Desdobra-se em heterónimos, entre eles: Alberto Caeiro (poeta da natureza), Ricardo Reis (neoclassicista), Álvaro de Campos (futurista) e muitos outros com personalidades variadas. Destaca-se Bernardo Soares, que é considerado semi-heterónimo por ter uma personalidade muito idêntica à do próprio Fernando Pessoa.

 

Há na primeira parte da exposição fotos de Pessoa em várias fases da sua vida, em jeito de fotobiografia. Há uma foto dele com a mãe e a última foto sua tirada em vida, passando por outras de momentos da sua vida.

 

Têm ainda fotos de vários sítios que fizeram parte da vida do poeta, tantos sítios onde ele viveu, onde gostava de passar tempo, onde se inspirava… Mostram sítios conhecidos como o Mosteiro dos Jerónimos, Praça do Comércio, Rua da Prata, Cais Sodré, Rua Augusta, e outros.


Cada sitio está acompanhado de um poema que nos remete para o mesmo, e há ainda citações e frases da autoria de Pessoa. Toda a exposição foi pensada também para os turistas, e não só para os que desde logo estão familiarizados com as obras e vida do poeta. Por isso está traduzida em inglês.

 

Para os fãs de Fernando Pessoa aconselha-se ainda o III Congresso Internacional Fernando Pessoa que começa já no dia 28 e se prolonga até ao dia 30 de Novembro, em Lisboa. Estará patente até ao final de Janeiro, na zona de chegados do Aeroporto de Lisboa, pronta a ser visitada.


Retirado do HardMúsica

publicado por olhar para o mundo às 19:28 | link do post | comentar

Largo do Intendente em festa este fim-de-semana

O Largo do Intendente, em Lisboa, vai estar em festa entre sexta-feira e domingo com inaugurações, concertos e exposições, naquela que será a apresentação oficial do projeto Largo Residências.

O n.º19 do Largo do Intendente, em Lisboa, foi renovado para acolher o Largo Residências, do qual fazem parte um laboratório artístico, um hotel, um café/estúdio e uma loja.

 

Uma candidatura ao programa BIP/ZIP -- Bairros/Zonas de Intervenção Prioritária da Câmara Municipal de Lisboa deu o pontapé de saída e, em Julho de 2011 passado, o edifício começou a ser ocupado.

 

No n.º19 tem havido "actividade sociocultural e artística desde essa altura" e a parte de hotel "está a funcionar há um ano e meio", disse à Lusa a directora artística e executiva do Largo Residências, Marta Silva.

 

No entanto, o espaço só é oficialmente inaugurado na sexta-feira, no sábado e no domingo, aproveitando a abertura do café estúdio e da loja.

Para Marta Silva, estes três dias são "uma celebração dos projectos todos feitos no último ano e meio".

 

As suites, contou, estarão abertas para serem visitadas, com exposições, e os quartos serão um "espaço de documentação de tudo o que foi feito" no Largo Residências.

 

No café, haverá provas de vinhos, de chutneys (uma espécie de compota salgada, agridoce ou picante) e de doces, e o estúdio irá ser espaço de concertos e jam sessions. No n.º19 haverá também sessões de contadores de histórias, leituras e a exibição de filmes.

 

Dois "espaços vizinhos, que também ficaram prontos recentemente", juntam-se à celebração.

 

No Bike Pop, da responsabilidade da POST -- Cooperativa Cultural, haverá cursos para aprender a andar de bicicleta, de mecânica, e corridas. E na loja A Vida Portuguesa serão feitas visitas guiadas ao espaço.

 

As actividades começam às 16:00 na sexta-feira, e às 10:00 no sábado e no domingo.

 

Retirado do Sol

publicado por olhar para o mundo às 10:39 | link do post | comentar
Quinta-feira, 28.11.13

Um vendaval de pensamentos no Teatro Aberto

Um vendaval de pensamentos no Teatro Aberto
Em 2013 assinalam-se 125 anos sobre o nascimento de Fernando Pessoa. Para comemorar, a Casa Fernando Pessoa (CFP) desdobra-se em iniciativas. A começar pelo III Congresso Internacional de Pessoa que, esta quinta-feira, sexta e sábado, leva ao Teatro Aberto dezenas de especialistas na obra do autor de O Livro do Desassossego, portugueses e estrangeiros, e de diversos universos, desde académicos a escritores passando por tradutores, artistas plásticos e músicos.

Tudo porque, como esclarece ao SOL Inês Pedrosa, directora da CFP, este é um congresso dirigido a todos: “O que o singulariza é que, sendo denso, não é um congresso académico. A vocação da CFP é fazer um congresso que cruze todos os tipos de abordagens a Fernando Pessoa e que seja um ponto de encontro regular dos pessoanos, leitores ou aficcionados, com os especialistas nas mais diversas áreas. O nosso objectivo é tirar o Pessoa do pequeno núcleo da filologia, linguística ou análise textual e fazê-lo viver enquanto vendaval de pensamentos”.

 

Com Richard Zenith a fazer a conferência inaugural, ‘Livro do Desassossego: o romance possível (var.: impossível)’, pelo palco do Teatro Aberto vão passar muitos outros nomes, em diversos painéis: Eduardo Lourenço, José Paulo Cavalcanti Filho, Teresa Rita Lopes, Jerónimo Pizarro, Anna Klobucka, Luiz Ruffato e Ana Luísa Amaral são apenas alguns dos 40 conferencistas que irão debruçar-se sobre aspectos tão diversos como ‘O feminino em Fernando Pessoa’, ‘Fernando Pessoa e a cultura Árabe-Islâmica’ ou ‘Fernando Pessoa activista queer: uma releitura do Antinous’.

 

Além dos painéis, é possível assistir ao espectáculo musical dos Universus Ensemble, ao concerto de Mariano Deidda, que irá musicar a Mensagem e à leitura de Diogo Dória do Ultimatum, de Álvaro de Campos.

 

Será também editado um novo número da Revista Pessoa que, assegura Inês Pedrosa, a partir de agora se quer trimestral, e, além de conteúdos relacionados com o poeta, contará com textos sobre o que acontece na CFP. Neste número, por exemplo, poder-se-á ler a conferência dada por Christopher Hitchens em 2010 na CFP. E será apresentado o livro Os Objectos de Fernando Pessoa, (ed. D. Quixote), de Jéronimo Pizarro, Patricio Ferrari e Antonio Cardiello, o segundo volume da colecção Acervo da Casa Fernando Pessoa (em 2010, os mesmos autores editaram Biblioteca Particular de Fernando Pessoa), onde se dão a conhecer os objectos do poeta, desde a cómoda à cigarreira, passando pela cama e a máquina de escrever. Para 2015 está planeado um terceiro volume, com as artes plásticas que constituem o acervo da CFP, pouco conhecidas por não existir um museu.

 

‘Appessoa’


Mas há mais. Entre conferencistas e público, são muitos os estrangeiros que se deslocam a Lisboa nestes dias. E, para os receber, inaugurou-se já, no Aeroporto da Portela, a exposição ‘Lisboa em Pessoa’, sobre a vida e obra do escritor, com fragmentos da Lisboa do poeta, em desenhos e fotografias, na Praça Cilindro, junto às chegadas – assinada por Gilson Lopes e Gonçalo Cardoso. A mostra, que permite descarregar um mapa da Lisboa de Pessoa para smartphones, ficará patente até ao fim de Janeiro.

 

Por fim, acaba de inaugurar o restaurante da Casa Fernando Pessoa, Flagrante Delitro, que, aberto de manhã à noite, irá permitir aos visitantes um usufruto melhor da casa onde o poeta passou a última década da sua vida.

 

Retirado do Sol

publicado por olhar para o mundo às 23:40 | link do post | comentar

Teatro - Companhia Maior apresenta “Estalo Novo”

Companhia Maior apresenta “Estalo Novo”


Companhia Maior apresenta “Estalo Novo”

O espectáculo "Estalo Novo", criado a partir de uma ideia dos artistas Ana Borralho e João Galante, de recuperar memórias da repressão e levado à cena por actores seniores da Companhia Maior, sobe ao palco do Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, neste 28 de Novembro. 

Criada em 2010 por iniciativa de Luísa Taveira, na altura uma das programadoras do CCB, a Companhia Maior é composta por 19 artistas, entre os 55 e os 87 anos, está em residência no CCB e convida anualmente um criador a conceber um espectáculo. 

Desta vez, o convite foi endereçado à dupla de artistas Ana Borralho e João Galante, que têm desenvolvido um trabalho multidisciplinar, cruzando a dança, a instalação e a "performance".

"Estalo Novo" surgiu como "uma oportunidade de trabalhar com artistas com idade maior, com as suas memórias da repressão e do 25 de Abril", relatou Ana Borralho à agência Lusa. 

Os artistas participaram na criação do texto através de memórias do passado, ligadas à ditadura do antigo regime do Estado Novo e, segundo Ana Borralho, foi feita uma recolha colectiva partindo de perguntas sobre "desobediência". 

O título "Estalo Novo" joga com as palavras Estado Novo, e remete para a ideia dos artistas de "um novo Estado Novo que ressurge ameaçadoramente disfarçado de democracia".

A interpretação está a cargo de António Pedrosa, Carlos Nery, Cristina Gonçalves, Diana Coelho, Elisa Worm, Helena Marchand, Isabel Millet, Isabel Simões, Iva Delgado, Jorge Falé, Júlia Guerra, Kimberley Ribeiro, Michel, Paula Bárcia e Vítor Lopes. 

"Estalo Novo" vai estar no pequeno auditório do CCB, com espectáculos a partir de 28 de Novembro até 01 de Dezembro, com conceito, direcção artística, cenografia e figurinos de Ana Borralho e João Galante, apoio dramatúrgico de Rui Catalão e banda sonora original de Pedro Augusto.
 - 


Retirado do HardMúsica

publicado por olhar para o mundo às 20:38 | link do post | comentar

Teatro da Terra estreia 'Amarrada à tua mão' em Ponte de Sor

A peça "Amarrada à tua mão", de José Fialho Gouveia e com encenação de Maria João Luís, estreia na sexta-feira, em Ponte de Sor, divulgou hoje o Teatro da Terra, companhia que assegura a produção.

A peça, que vai estar em cena no Teatro Cinema de Ponte de Sor até ao dia 08 de Dezembro, tem como base um casal com pouco mais de 30 anos e com uma filha em comum.

 

"A história relata a saudade que as pessoas têm de ter tempo umas para as outras, ou seja, de filhos para os pais e de pais para os filhos, mas, por várias circunstâncias, devido à vida profissional, não é possível", relatou à agência Lusa Pedro Domingos, da companhia Teatro da Terra.

 

De acordo com o director de produção e luz da peça, a obra é direccionada para um público "mais juvenil" e tenta retratar "os tempos modernos", que têm como característica a "falta de tempo" que as pessoas têm para se dedicarem umas às outras, principalmente junto dos familiares mais próximos.

 

A peça, que foi originalmente escrita para o Teatro da Terra, conta com música de Manuel Paulo e a participação do Rancho Folclórico da Casa do Povo de Ponte de Sor.

 

"O rancho dança nas canções e composições de Manuel Paulo. É uma abordagem que achamos interessante, que é colocar um tipo de dança num ritmo muito específico na composição de Manuel Paulo", explicou.

 

Com encenação da actriz Maria João Luís, o elenco conta ainda com a participação de vários atores, como Pedro Pernas, Teresa Tavares, Inês Sousa e Margarida Capelo.

 

Pedro Domingos adiantou ainda que o Teatro da Terra vai efectuar uma "pequena digressão" com esta peça, embora ainda não estejam já definidas as datas.

 

"Amarrada à tua mão" vai estar em exibição aos fins-de-semana, sendo as entradas gratuitas para as crianças das escolas do concelho de Ponte de Sor.

 

Retirado do Sol

publicado por olhar para o mundo às 10:51 | link do post | comentar
Quarta-feira, 27.11.13

"Cinderela": Ensaio geral com cariz solidário

 

 

"Cinderela": Ensaio geral com cariz solidário

Realiza-se hoje, 27 de Novembro, no Teatro Camões em Lisboa, o ensaio geral do espectáculo “Cinderela” pela Companhia Nacional de Bailado.

 

Este ensaio geral tem um cariz solidário, sendo aberto ao público que para assistir ao mesmo necessita apenas de fazer um donativo de 15 euros à Associação Sol, Associação de Apoio às crianças infectadas com o vírus da Sida e seus familiares.

 

Este donativo poderá ser efectuado através de dois meios. Através de transferência bancária para o NIB 003501270003332893098, enviando um comprovativo de pagamento para o email associacaosol@netcabo.pt. A associação enviará depois recibo que poderá ser descontado no IRS ou IRC.

 

A segunda via de donativo será através de cheque que poderá ser enviado à Associação Sol, ou ser entregue directamente na Casa Sol, sita na Rua Pedro Calmon nº29 em Lisboa.

 

Este espectáculo pretende através da dança e da musica deixar a imaginação voar para um mundo de aventuras e fantasias. 

 

Retirado do HardMúsica

publicado por olhar para o mundo às 19:48 | link do post | comentar

Violetta: banda sonora da série da Disney no nº3 do Top Nacional

Violetta


Violetta: banda sonora da série da Disney
no nº3 do Top Nacional

O disco da série Violetta entrou directamente para o nº3 do Top Nacional de vendas. Violetta é um dos maiores sucessos do ano do Disney Channel e a banda sonora já vendeu milhões de discos em todo o mundo.

 

Este sucesso foi alcançado inicialmente na América Latina, Itália, Espanha e França. Na Argentina, a banda sonora atingiu a dupla platina.

 

O disco foi editado em Portugal a 18 de Novembro e conta com 14 temas e 5 vídeos inéditos das músicas “En mi mundo", "Te creo", "Voy por ti", "Juntos somos más" e "Entre tú y yo".

 

A série conta a história de uma rapariga que regressa à sua cidade natal, Buenos Aires, após alguns anos a viver na Europa. Aí encontra amigos leais, descobre o verdadeiro amor e uma paixão pela música.

 

iTunes
Youtube

publicado por olhar para o mundo às 19:09 | link do post | comentar
Terça-feira, 26.11.13

Prémio APE de romance para Alexandra Lucas Coelho

Alexandra Lucas Coelho é a vencedora do Prémio APE de Romance e Novela 2012, com E A Noite Roda (ed. Tinta-da-China), atribuído, por unanimidade, por um júri composto por José Correia Tavares, Ana Marques Gastão, Clara Rocha, Isabel Cristina Rodrigues, Luís Mourão e Manuel Gusmão.


Jornalista e autora de vários livros de reportagens e viagens (Viva México, Caderno Afegão, Oriente Próximo e Tahrir! – Os Dias da Revolução), foi com E A Noite Roda, uma história de amor entre uma jornalista catalã e um jornalista belga de origem italiana, que Alexandra Lucas Coelho se estreou na ficção, num romance cuja acção percorre várias geografias, desde Jerusalém à Catalunha.

 

No valor de 15 mil euros, ao longo de 31 anos este prémio já distinguiu 27 autores, como António Lobo Antunes, Agustina Bessa-Luís e Gonçalo M. Tavares. De acordo com a Associação Portuguesa de Escritores, nesta edição registou-se uma das mais altas participações de sempre: foram admitidas a concurso 80 obras (escritas por 52 homens e 28 mulheres).

 

Eram finalistas, além de Alexandra Lucas Coelho, Afonso Cruz (com Jesus Cristo Bebia Cerveja), Jaime Rocha (com A Rapariga Sem Carne), Mário de Carvalho (com O Varandim seguido de Ocaso em Carvangel) e Patrícia Portela (com O Banquete).

 

Retirado do Sol

publicado por olhar para o mundo às 21:18 | link do post | comentar

«SONGS FOR THE PHILIPPINES» FOI EDITADO MUNDIALMENTE NO ITUNES

Songs for Philipines


«SONGS FOR THE PHILIPPINES» FOI EDITADO MUNDIALMENTE NO ITUNES PARA AUXILIAR OS ESFORÇOS DE RECONSTRUÇÃO APÓS A CATÁSTROFE NAS FILIPINAS

Os lucros da venda do álbum, que conta com um elenco de estrelas, revertem a favor da Cruz Vermelha Filipina. 

 

A comunidade musical mundial uniu-se para a edição global de uma compilação, que conta com alguns dos maiores nomes da música, para angariar fundos que auxiliem as vítimas do super-tufão Hayan, que devastou as Filipinas. «Songs for the Philippines», inclui 39 grandes canções, entre clássicos e êxitos actuais, e já está disponível, mundialmente, no iTunes.


Todos os artistas, editoras e autores, que trabalharam em conjunto com o iTunes neste projecto, acordaram em doar os lucros de«Songs for the Philippines» aos esforços de socorro da Cruz Vermelha Filipina. «Songs for the Philippines» já pode ser adquirido, globalmente, no iTunes.


O alinhamento de «Songs for the Philippines» é o seguinte


1. The Beatles – «Across The Universe»
2. Bob Dylan – «Shelter From The Storm»
3. Michael Bublé – «Have I Told You Lately That I Love You»
4. U2 – «In A Little While»
5. Bruno Mars – «Count On Me»
6. Beyoncé – «I Was Here»
7. Eminem – «Stan» (Ao vivo na BBC Radio 1)
8. Cher – «Sirens»
9. Adele – «Make You Feel My Love»
10. Katy Perry – «Unconditionally» (Johnson Somerset Remix)
11. One Direction – «Best Song Ever»
12. Fun. – «Carry On»
13. Lady Gaga – «Born This Way» (Versão The Country Road)
14. Justin Timberlake – «Mirrors»
15. Justin Bieber – «I Would»
16. Alicia Keys – «New Day»
17. Imagine Dragons – «30 Lives»
18. Madonna – «Like A Prayer»
19. P!nk – «Sober»
20. Kylie Minogue – «I Believe In You»
21. Enrique Iglesias – «Hero»
22. Red Hot Chili Peppers – «Factory Of Faith»
23. Linkin Park – «Roads Untraveled»
24. Kings Of Leon – «Use Somebody»
25. Muse – «Explorers»
26. Lorde – «The Love Club»
27. Josh Groban – «Brave»
28. Kelly Clarkson – «Stronger»
29. Paolo Nutini – «Simple Things»
30. Ellie Goulding – «I Know You Care»
31. James Blunt – «Carry You Home»
32. Pitbull com Christina Aguilera – «Feel This Moment»
33. Earth, Wind & Fire – «Sign On»
34. Apl.De.App – «Going Out» com Damian Leroy
35. Sara Bareilles – «Brave»
36. Jessica Sanchez – «Lead Me Home»
37. Lily Allen – «Smile»
38. The Fray – «Love Don’t Die»
39. The Beatles – «Let It Be» 


Todos os lucros de «Songs for the Philippines» vão ser encaminhados para a Cruz Vermelha Filipina

«Songs for the Philippines» pode ser seguido no Twitter #SongsForPH

Facebook.com/SongsForPH

Todos os esforços podem ser acompanhados no Twitter e no Facebook  #GiftsongsforPH.

Mais informações podem ser encontradas em www.songsforphilippines.com

publicado por olhar para o mundo às 19:52 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

First Class Radio 

posts recentes

últ. comentários

  • Minha esposa dorme durante a relacao eu viro chego...
  • Minha esposa as vezes dorme , aí eu paro viro de l...
  • hmmm fixe! Será uma daquelas edições para colecion...
  • Interessante
  • gosto do suave tom da sua voz :)
  • Vou procurar para ouvir =)Beijinhos
  • Neste Natal só te desejo duas coisas: TUDO e NADA!...
  • Recomendadíssimo!!Para quem não conhece a sonorida...
  • Great article!

Posts mais comentados

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds



blogs SAPO