Sábado, 31.01.15

O Mundo do Hip Hop na nova série da FOX Life: 'EMPIRE'

empire.jpg

 

 

Timbaland: responsável pela fantástica banda sonora original

O MUNDO DO HIP HOP NA FOX LIFE COM ESTREIA DE ‘EMPIRE’

 

  • Elenco de luxo: Terrence Howard, Taraji P. Henson e Gabourney Sidibe
  • Participações especiais: Courtney Love, Snoop Dog e Macy Gray
  • Criação de Lee Daniels (‘O Mordomo’ e ‘Precious’) e Danny Strong (‘O Mordomo’)
  • Família, amor, conflitos, sacrifício, luxo e música: esta é a história de ‘Empire’
  • Grande componente musical: banda sonora original a cargo de Timbaland
  • Um verdadeiro império musical
  • Originalsoundtrack: http://youtu.be/tSHwn-ocP4U

 

ESTREIA de ‘EMPIRE’, quinta-feira, dia 19 de fevereiro, às 22h20, na FOX Life, em episódio duplo

 

 

Lisboa, 30 de janeiro de 2015 – Chegou à FOX Life um verdadeiro império musical. Poderoso e sexy, ‘Empire’ é um drama familiar sobre Lucious Lyon (Terrence Howard), o líder de uma empresa discográfica e a luta dos seus três filhos para ocupar o seu lugar. Batendo recordes de audiências com o primeiro episódio emitido no canal FOX americano, no passado dia 07 de janeiro, ‘Empire’ apresenta um elenco de luxo com nomes sonantes do panorama cinematográfico e musical da atualidade – Terrence Howard, nomeado ao Óscar pelo seu desempenho em ‘Hustlle & Flow’; e Taraji P. Henson, também ela nomeada ao Óscar pelo seu trabalho em ‘O Estranho Caso de Benjamin Button’.

 

Para além do elenco principal, ‘Empire’ conta também com uma lista impressionante de participações especiais que marcaram a indústria musical em todo o mundo, tanto pela música como pela controversa que criaram ao longo da carreira – Courtney Love, a cantora e ex-mulher de Kurt Cobain, o líder dos Nirvana; Snoop Dog, o rapper que está prestes a lançar ‘Bush’, o seu novo trabalho discográfico produzido por Pharrell Williams; e Macy Gray, a cantora com uma grande voz soul

 

‘Empire’ é uma criação de Lee Daniels e Danny Strong que também desempenham o papel de produtores executivos. Amor, guerra, família, sacrifício, dinheiro e música: esta é a história de ‘Empire’.

 

A série, apesar de ser um drama familiar, apresenta uma forte componente musical direcionada para o hip hop. Toda a banda sonora de ‘Empire’ é original, criada e produzida pelo génio do hip hop Timbaland e a sua equipa. Só no primeiro episódio são apresentadas cerca de 12 músicas originais, entre as quais a já lançada ‘No Apologies’, criada por Timbaland e interpretada pelos atores Jussie Smollett e Bryshere Gray, que na série interpretam os papéis de Jamal e Hakeem, os dois filhos mais novos de Lucious Lyon.

 

“Ainda estou preso à época de Diana Ross e Donna Summer”, disse Lee Daniels. Sem muito conhecimento musical do momento, Daniels contou com a ajuda dos seus filhos para escolher Timbaland como o líder de toda a banda sonora de ‘Empire’. “Telefonei ao Timbaland e disse-lhe que precisava dele. Ele respondeu-me ‘Let’s Rock’n Roll’. No dia seguinte ele apresentou-me algumas músicas baseadas na premissa da série”, continuou Daniels. Timbaland escreve e produz todas as músicas de acordo com o rumo da trama e desenvolvimento das personagens.

 

A presença da música, principalmente do hip hop e R&B, é tão forte que, após cada episódio emitido nos Estados Unidos, as músicas apresentadas no mesmo são disponibilizadas no iTunes para download. Para além disso, fazendo parte de uma campanha de marketing estruturada, foi criado um site (http://welcometothelyonsden.com/) que representa a Empire Entertainment, a empresa no meio de toda a luta familiar e guerras de contratos discográficos. Este site trata a Empire Entertainment como uma verdadeira empresa apresentando a descrição dos seus artistas contratados, a apresentação da equipa de trabalho, as mais recentes notícias acerca do mercado do hip hop e claro, a apresentação das músicas produzidas e editadas.

 

Sinopse genérica da série:

Lucious Lyon (Terrence Howard) é o rei do hip-hop. Artista de renome e antigo bandido de rua tornado CEO da Empire Entertainment, o seu reino nunca foi desafiado. Mas, tudo muda quando descobre que tem uma doença que o vai deixar incapacitado dentro de três anos. A correr contra o tempo, ele terá de escolher um dos seus três filhos para ocupar o seu lugar sem destruir e afastar ainda mais a sua família.

 

O filho preferido de Lucious é Hakeem (Bryshere Gray), o mais novo dos três, um talentoso músico e um playboy mimado que dá mais valor à fama do que ao trabalho. O filho do meio, Jamal (Jussie Smollett) é uma alma sensível e também um prodígio da música que, ao contrário de Hakkem, tenta afastar-se das luzes da ribalta. Andre (Trai Byers), o mais velho, é o CFO da Empire Entertainment. Educado e com uma mente brilhante para o negócio, falta-lhe o carisma que Lucious acredita ser crucial para a empresa.

 

À medida que Lucious prepara os seus filhos para se tornarem nos chefes da Empire, os seus planos são atirados para o caos quando a sua ex-mulher, Cookie (Taraji P. Henson), sai mais cedo da prisão. Impertinente e corajosa, ela vê-se como a única pessoa que se sacrificou para a criação do império musical e que acabou por cair na desgraça ao entrar no mundo da droga que financiou toda a carreira inicial de Lucious.

 

Um jogo de xadrez emocional começa… este poderá levar tanto à destruição total da família ou à sua redenção. Vidas e amores serão perdidos à medida que esta família complicada luta pelo trono da Empire Entertainment. Amor, guerra, família, sacrifício, dinheiro e música: esta é a história de ‘Empire’.

publicado por olhar para o mundo às 11:43 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Quinta-feira, 29.01.15

AS CINQUENTA SOMBRAS DE GREY - Ellie Goulding e Sia com grande destaque na banda sonora do filme

grey.jpg

 

 

AS CINQUENTA SOMBRAS DE GREY

Ellie Goulding e Sia com grande destaque na banda sonora do filme

As "As Cinquenta Sombras de Grey" é um dos filmes mais aguardados de 2015 e os bilhetes, numa iniciativa inédita, começaram a ser vendidos 2 meses antes da estreia. A pré-venda já alcançou mais de 19 mil bilhetes vendidos em Portugal. A banda sonora tem recebido igual destaque e antes de ter sido revelado o alinhamento completo do disco, de 15 temas, haviam sido já reveladas as faixas de The Weeknde Ellie Goulding, "Earned It" e "Love Me Like You Do", respetivamente. Annie Lennox, The Rolling Stones, Beyoncé, Frank Sinatra, Sia e Jessie Ware são outros dos nomes que integram a compilação. "Earned It", a nova faixa do músico e produtor The Weeknd, será a única canção a aparecer por duas vezes no filme. O vídeo já pode ser visto aqui e inclui a participação da protagonista Dakota Johnson. A obra, realizada por Sam Taylor-Johnson, retrata no cinema um fenómeno literário como poucos no total foram já vendidos em todo o mundo mais de 100 milhões de livros.
 
O trailer do filme foi o mais visto no YouTube em 2014, com perto de 40 milhões de visualizações
A banda sonora do filme, por seu turno, será editada a 9 de fevereiro e o filme tem estreia marcada em todo mundo no dia dos Namorados, 12 de fevereiro.
 
Alinhamento completo da banda sonora:
1 - Annie Lennox: "I Put a Spell on You"
2 - Laura Welsh: "Undiscovered"
3 - The Weeknd: “Earned It"
4 - Jessie Ware: "Meet Me in the Middle"
5 - Ellie Goulding: "Love Me Like You Do"
6 - Beyoncé: "Haunted" (Michael Diamond Remix)
7 - Sia: "Salted Wound"          
8 - The Rolling Stones: "Beast of Burden"
9 - AWOLNATION: "I'm on Fire"
10 - Beyoncé: "Crazy in Love" (2014 Remix)
11 - Frank Sinatra: "Witchcraft"
12 - Vaults: "Where You Belong"
13 - Skylar Grey: "I Know You"
14 - Danny Elfman: "Anna and Christian"
15 - Danny Elfman: "Did That Hurt?"

publicado por olhar para o mundo às 23:21 | link do post | comentar

DIANA KRALL - Novo disco "Wallflower" chega às lojas na próxima segunda-feira

diannakrall.jpg

 


DIANA KRALL

Novo disco "Wallflower" chega às lojas na próxima segunda-feira

Inclui participações de Bryan Adams e Michael Bublé e um inédito de Paul McCartney

"Wallflower", o novo disco de Diana Krall chega, finalmente, às lojas, no próximo dia 2 de de fevereiro. O disco estava previsto editar em outubro de 2014 mas, por razões de saúde da cantora, a Verve viu-se obrigada a adiá-lo. 

Em "Wallflower" ouvimos a cantora canadiana recriar algumas das mais populares canções de todos os tempos, uma coleção de clássicos como "Desperado", dos Eagles, "Sorry Seems to be the Hardest Word", de Elton John, ou "California Dreamin" dos The Mamas & The Papas. Paul McCartney, icónico músico dos The Beatles, compôs um tema novo para o disco, chamado "If I Take You Home Tonight".  
"Wallflower" inclui uma série de nomes sonantes: inclui participações de Michael Bublé e Bryan Adams, o qual assina também a fotografia de capa do disco; e é produzido por David Foster, o multi-galardoado compositor e produtor, atual patrão da Verve. 

Diana Krall é um nome que dispensa apresentações. Já venceu por cinco vezes os prestigiados prémios Grammy e é globalmente tida com uma das mais respeitadas cantoras e pianistas do jazz moderno. Diana Krall vendeu mais discos que qualquer artista feminina na sua área nos últimos 30 anos. 

A pré-venda de "Wallflower" está disponível no iTunes e na Fnac. 
 

 

publicado por olhar para o mundo às 22:19 | link do post | comentar
Quarta-feira, 28.01.15

IMAGINE DRAGONS - FÃS DE TODO O MUNDO JÁ OUVIRAM O NOVO ÁLBUM EM EXCLUSIVO

imagine.jpg

 


IMAGINE DRAGONS

FÃS DE TODO O MUNDO JÁ OUVIRAM O NOVO ÁLBUM EM EXCLUSIVO

Foi no fim de semana passado, em Las Vegas, que os Imagine Dragons mostraram o novo álbum, "Smoke+Mirrors", a um grupo de fãs de todo o mundo, incluíndo Portugal.
 
Aterraram em Las Vegas fãs de Espanha, Chile, Suécia, França, Brasil, Japão, Alemanha e Portugal, para ouvir o novo disco dos Imagine Dragons. Por cá, a data de saída está marcada para 16 de Fevereiro. Para além das edições standard e deluxe, existe também uma versão especial limitada, que, entre várias surpresas, conta com uma série de gravuras desenhadas por Tim Cantor, o artista responsável por toda a identidade visual deste álbum.
 
Gravado no estúdio caseiro da banda, este novo trabalho é influenciado pela vida de estrada, e inclui canções como "I Bet My Life" ou "Gold", cujo vídeo acaba de ser estreado.
 
Este é o sucessor do álbum de estreia, "Night Visions", que foi disco de ouro em Portugal, e que motivou uma passagem pelo festival NOS Alive e uma data em nome próprio, esgotada, no Coliseu dos Recreios. "Radioactive", "On Top of the World" ou "Demons" são algumas das canções que transformaram os Imagine Dragons num verdadeiro fenómeno global. 
 
Os fãs que reservarem desde já o disco, através do iTunes recebem de imediato as canções "Warriors", "I Bet My Life", "Gold" e "Shots". Já na FNAC, a pré venda efectua-se através de um desconto especial.

 

publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

Barreiro En(Cante) , 15 de fevereiro, AMAC

barreiroencante.jpg

 

 

BARREIRO (EN)CANTE

 

15 FEVEREIRO | 16H00 | AMAC

 

O Auditório Municipal Augusto Cabrita recebe, no dia 15 de fevereiro, pelas 16h00, a iniciativa “Barreiro (En)Cante”, promovida pela Câmara Municipal do Barreiro como forma de homenagem ao Cante Alentejano, classificado como Património Imaterial da Humanidade.

 

As atuações dos Grupos Corais Alentejanos “Os Amigos do Barreiro”, “Unidos do Lavradio” e CANTALENTEJO – da Universidade da Terceira Idade do Barreiro e a exibição do filme “Alentejo, Alentejo”, de Sérgio Tréfaut, fazem parte do programa.

Na iniciativa estarão presentes, além do Presidente da CMB, os Presidentes da Câmara Municipal de Serpa e da MODA - Associação do Cante Alentejano.

CMB 2015-01-27

publicado por olhar para o mundo às 10:53 | link do post | comentar
Terça-feira, 27.01.15

Shania Twain – CD e DVD ao vivo em Las Vegas

shanaia.jpg

 

 

SHANIA TWAIN

Disco ao vivo gravado em Las Vegas chega a 02 de março

Álbum foi gravado durante residência de dois anos da cantora em Vegas

"Shania: Still the One Live from Vegas" é o novo disco de Shania Twain. O álbum, gravado ao vivo e que chega a 02 de março, retrata dois anos de residência artística da cantora em Las Vegas, na sala de espetáculos do mítico hotel e casino Caesars Palace.

No total, foram 105 as apresentações de Shania Twain em Las Vegas, com o espetáculo final a decorrer a 13 de dezembro. Agora, os fãs de todo o mundo da cantora têm a oportunidade de levar a produção de Vegas para a casa com o lançamento do disco ao vivo retratando o espetáculo. "Shania: Still the One Live from Vegas" será lançado em CD, DVD e Blu-ray. "Este espetáculo consistiu num grande trabalho de amor de três anos. Tem um significado muito grande para mim e foi um privilégio meter as minhas ideias naquele palco. Estou muito excitada em partilhar toda essa experiência com os fãs de todo o mundo", diz a cantora sobre o seu novo lançamento.
 
Com mais de 75 milhões de álbuns vendidos em todo o mundo, Shania Twain é a artista feminina do country que mais discos vendeu até hoje. O seu álbum de 1997 "Come on Over" vendeu mais de 15 milhões de cópias e é o disco de country mais vendido da história.

publicado por olhar para o mundo às 21:52 | link do post | comentar

Teatro - Actrizes na SRAF Os Artistas

 

Lama - CARTAZ jpg.JPG

 

Sinopse


Duas mulheres vivem na utopia do mundo desconhecido mesmo ali ao virar da esquina, mas a esquina é esquiva. Elaboram estratagemas que as possam conduzir ao sucesso. O que é o sucesso? Encaram-se, fragilizam-se, discutem, resistem, atiram-se de cabeça, mas a realidade é dura. Vivem no limbo, o passo seguinte está logo ali, mas as botas são pesadas. Um sátira sobre as dificuldades do meio artístico. 

Dias 5 e 6 de Fevereiro às 21h30
SRAF " Os Artistas" (Faro)

 

ACTRIZES,
a partir de Lucien Lambert, Oscar Wilde, Anton, Tchekhov e Voltaire 

Encenação e espaço cénico - João de Brito 
Interpretação - Ana Lopes Gomes e Lídia Muñoz 
Desenho de Luz - Nuno Figueira 
Design Gráfico - Emanuel Serôdio 
Produção - LAMA

Bilhetes:
6 euros - público em geral
5 euros - Sócios LAMA (com quota regularizada em 2014)

 
Reservas - 963254846 / producao.lama@gmail.com

publicado por olhar para o mundo às 19:43 | link do post | comentar
Quinta-feira, 22.01.15

Barreiro - HISTÓRIAS VIVAS NA BIBLIOTECA “JÁ CALÇO O 35”

historias vivas_fevereiro.jpg

 

 

HISTÓRIAS VIVAS NA BIBLIOTECA

 

“JÁ CALÇO O 35”

 

Nos primeiros sábados de cada mês, a Companhia de Teatro do Barreiro – Arteviva encena diversas histórias, na sala do conto da Biblioteca Municipal do Barreiro. A próxima sessão é já dia 7 de fevereiro, pelas 11h00, e será dedicada ao livro “Já Calço o 35”, de Luísa Ducla Soares e António Torrado, com ilustração de Miz Lucas.

 

Esta atividade tem entrada livre e destina-se a crianças dos 4 aos 12 anos.

 

CMB 2015-01-22

publicado por olhar para o mundo às 21:47 | link do post | comentar

A Cabeça Muda, de Cláudia Lucas Chéu no Teatro das Figuras (Faro)

cabeçamuda.JPG

 

 
A Cabeça Muda, de Cláudia Lucas Chéu

Teatro das Figuras (Faro)
22 e 23 de Janeiro
às 21h30

ENCENAÇÃO | rui neto
INTERPRETAÇÃO | ana lopes gomes  | joão de brito | marina albuquerque
DESENHO DE LUZ | joão rafael silva
OPERAÇÃO DE LUZ | filipe cabeçadas
MÚSICA ORIGINAL E SONOPLASTIA | gonçalo santuns
 

OPERAÇÃO DE SOM | roger hipérbole madureira

CENOGRAFIA | rui neto

ESTRUTURAS DE FERRO | rui miragaia

FIGURINOS | teresa varela

CONFECÇÃO | rosário balbi
CARACTERIZAÇÃO | tatiana araci
APOIO AO MOVIMENTO | marta lapa


FOTOGRAFIA E IMAGEM GRÁFICA | rui neto
FOTOGRAFIA DE ENSAIO | mariana silva
PRODUÇÃO | lama 
APOIO À PRODUÇÃO | ricardo foz | rui neto

FINANCIADO | direcção geral de cultura do algarve | gda
PARCEIROS | escola de mulheres | teatro da terra
APOIOS | mob | teatro da comuna | mala voadora | teatro experimental de cascais | teatro municipal de faro | teatro mascarenhas gregório | centro cultural do cartaxo | gazela | mateus rose sparkling | rua fm | atrás da máscara - rdp áfrica | a vara teatro

SINOPSE
Klaus – um homem com cerca de trinta anos – , vive com a mãe e mantêm-na prisioneira em casa, onde a subalimenta e agride. A crueldade e a perversão do filho é ilimitada; testando a mãe até aos limites da sanidade. A Cabeça Muda tenta ser o retrato realista e brutal das sociopatias contemporâneas; a posse e a vontade de libertação são os movimentos contrários que estabelecem o conflito.

Blog:
http://cabecamuda.blogspot.pt/

Bilheteira:
Bilhete único - 5 euros

Horário da Bilheteira: De terça a sábado das 13h às 19h30. Nos dias do espectáculo, até ao seu início.

Telefone da Bilheteira: 289 888 110

publicado por olhar para o mundo às 20:50 | link do post | comentar

2,8 milhões de Euros em 2015 para recuperar o Palácio de Queluz

Jardim_Botanico_Palacio_Nacional_e_Jardins_de_Quel

 

 

 A Parques de Sintra arrancou em janeiro com as intervenções necessárias para a recuperação do Palácio Nacional e Jardins de Queluz, com um investimento global de cerca de 2,8 milhões de Euros. Estas incluem, no Palácio, a recuperação de fachadas, cantarias, vãos, coberturas, a revisão das infraestruturas de energia e comunicações, bem como a proteção contra descargas atmosféricas, o sistema de videovigilância, a ligação dos esgotos à rede pública e ainda a requalificação do piso térreo, inacabado desde a reconstrução após o incêndio de 1934, para a disponibilização de uma cafetaria, auditório e espaço de apoio para eventos, naquele que é um dos Palácios Nacionais mais procurados para este efeito. No que respeita aos jardins, cujas intervenções estão ainda sujeitas a apreciação por parte da Direção Geral do Património Cultural, os projetos previstos abrangem a recuperação do Jardim de Malta, a reconstituição do Jardim Botânico, e ainda a recuperação da Cascata, bosquetes e caminhos, a revisão e melhoria do sistema de águas (tanto ao nível das fontes, tanques e lagos, como da rega) e novas plantações para proteger as vistas de quem se encontra no interior do Jardim.

 

O Palácio Nacional de Queluz e os seus jardins históricos constituem um dos exemplos mais extraordinários da ligação harmoniosa entre paisagem e arquitetura palaciana em Portugal, refletindo o gosto da corte nos séculos XVIII e XIX (período marcado pelo barroco, o rococó e o neoclassicismo). Em 1934 o Palácio foi alvo de um incêndio que o destruiu parcialmente, tendo sido feitas várias obras de reconstrução nessa altura.

 

O diagnóstico do estado de conservação do Palácio e Jardins, efetuado logo após a Parques de Sintra ter recebido a gestão do Palácio Nacional de Queluz (no final de 2012), confirmou o elevado estado geral de degradação do conjunto, devido à carência quase total de investimentos.

Foram então analisadas as áreas a necessitar de recuperação, inclusive com o apoio de especialistas (nomeadamente da Direção-Geral do Património Cultural e do Instituto Superior Técnico); desenvolvidos/adaptados os projetos detalhados de intervenção e lançados os concursos para seleção das empresas de recuperação, no que respeita aos trabalhos no Palácio.

Arrancam agora os trabalhos no Palácio, tendo como objetivo a sua conclusão até ao verão de 2015 (o que permitirá apresentar o Palácio recuperado ainda durante a época alta), e terão também início este ano as intervenções nos jardins.

 

Os trabalhos em causa não irão implicar em nenhum momento a interrupção dos percursos de visita, pretendendo-se, pelo contrário, e de acordo com a política habitual de “Aberto para Obras” da Parques de Sintra, que os visitantes acompanhem o progresso das intervenções. Será portanto possível, dentro do respeito pelas regras de segurança, assistir aos trabalhos, bem como aceder a informação sobre os mesmos e, dessa forma, melhor avaliar e reconhecer o esforço necessário para a intervenção em espaços com este tipo de sensibilidade e relevância histórica.

 

Áreas de intervenção:

 

Serãorecuperadas as coberturas da Sala de Jantar e do Pavilhão Robillion/Sala dos Embaixadores (Quarto D. Quixote e da Princesa Carlota Joaquina, Salas das Merendas, do Toucador, das Açafatas e dos Despachos, e Sala dos Embaixadores), espaçosque não são intervencionados desde o incêndio. A estrutura de suporte das telhas, composta por lajes aligeiradas de tijolos armados e argamassados, encontra-se em avançado estado de deterioração e será completamente substituída por madres e varas de madeira. Rever-se-á o sistema de drenagem de águas (cujos problemas atuais potenciam infiltrações), substituindo as caleiras, introduzindo uma nova janela de acesso às coberturas e melhorias na ventilação natural.

Os tetos, de madeira, serão limpos por aspiração, alvo de tratamento curativo e preventivo (contra fungos e insetos xilófagos) e de verniz ignífugo para aumento da resistência ao fogo.

A intervenção será acompanhada da revisão das infraestruturas de energia e comunicações existentes nos sótãos, bem como da substituição do sistema de proteção contra descargas atmosféricas, passando este a incluir dois novos para-raios, protegendo todo o Palácio, em vez de apenas uma parte.

 

Para a recuperação das fachadas, que ao longo dos tempos foram pintadas com cores e tons diferentes, foi realizadoum aprofundado estudo e discussão, acompanhado de análises laboratoriais, investigação documental, desenhos e fotografias antigas, concluindo-se que o Palácio Nacional de Queluz era azul. Pretende-se portanto restituir a harmonia de cores nos alçados virados aos jardins, ensaiando materiais, técnicas e composições decorativas (molduras e fingimentos) numa das fachadas, que será depois avaliada para solução idêntica nas restantes.

 

Relativamente à recuperação das cantarias, esta incluirá a remoção de fungos, o tratamento de juntas, bem como a consolidação e reposição de outros elementos.

Também as janelas e portas das fachadas do Palácio viradas aos jardins serão alvo de intervenção (tratando-se de elementos essenciais para a segurança e condições no ambiente interior), obedecendo a regras específicas, tendo em conta o edifício histórico em que se inserem. Foi conduzida uma avaliação geral do estado de conservação, registando-se que as caixilharias apresentam problemas de conservação, por apodrecimento das madeiras, e também as ferragens e os gradeamentos metálicos das varandas estão em situação de degradação.

 

Definiram-se as soluções técnicas a aplicar, tendo em conta critérios como o respeito pela autenticidade dos objetos originais e a compatibilidade com os materiais pré-existentes, substituindo-se apenas os que não seja possível recuperar por não incluírem matéria suficiente ou o estado de degradação ser demasiado elevado.

 

A intervenção de adaptação dos pisos térreos do Pavilhão Robillion e Sala dos Embaixadores (fechados ao público desde a reconstrução após o incêndio de 1934) pretende que estes passem a funcionar como cafetaria, auditório e apoio a eventos. Envolverá a instalação de uma zona de cafetaria aberta ao público em geral, com esplanada (incluindo elevador para acesso de pessoas com mobilidade reduzida), e outra para acolher eventos e conferências, garantindo desempenho e segurança mas conservando os elementos arquitetónicos e decorativos fundamentais do edifício, com o mínimo de alterações estruturais. Uma das salas deste piso dará lugar a um auditório polivalente e outra a um espaço de refeições, habilitando o Palácio a receber eventos durante o período de abertura ao público.

 

A renovação do sistema de videovigilância, que integrará o sistema geral de CCTV da Parques de Sintra, incluirá neste local cerca de 50 câmaras digitais de alta resolução. Cobrirá todo o perímetro do Palácio e Jardins, integrando deteção de movimento e remoção de objetos no interior. Pretende-se assim garantir a segurança dos bens e visitantes, tanto no interior do Palácio como nos jardins, bem como monitorizar incidências, garantindo auxílio em situações de emergência.

 

Ainda no Palácio, será executada a ligação da rede de águas residuais à rede pública de saneamento, eliminando as diversas situações atuais de escoamento para o Rio Jamor.

 

A iluminação das fachadas e dos jardins visa beneficiar o usufruto do Palácio e Jardins em atividades fora do horário normal de abertura. A instalação com tecnologia LED será discreta, ao nível do pavimento, aumentando o número de focos mas reduzindo a sua potência, de forma a beneficiar a leitura cénica do espaço.

 

Os jardins Botânico e de Malta serão também alvo de intervenção, com vista à recuperação da sua estrutura e composição original enquanto jardins setecentistas. Para tal, foi analisado o enquadramento histórico e o contexto dos jardins europeus da época (nomeadamente o traçado), bem como toda a evolução que sofreram até à atualidade. Procedeu-se também à recolha e análise de vários elementos dispersos pelos jardins e que ainda restam, tais como troços de balaustrada, lagos, cantarias e lajes. Estes projetos têm sido acompanhados por sondagens arqueológicas, que têm apoiado as tomadas de decisão. Juntamente com a investigação bibliográfica, este trabalho permitiu a produção de plantas de reconstituição dos jardins setecentistas. A Parques de Sintra pretende agora reconstituir os jardins, devolvendo-lhes o caráter lúdico e interpretativo originais, respeitando a sua composição e relação com a envolvente.

 

O Jardim Botânico foi destruído na cheia de 1983, que derrubou a maior parte das estruturas, e depois da qual o espaço foi adaptado para picadeiro de treino e apresentações da Escola Portuguesa de Arte Equestre. Prevê-se agora a reconstrução das 4 estufas originais, da estrutura da Casa Chinesa (originalmente para cultivo de plantas orientais), reposição do Lago, das balaustradas, dos pavimentos e canteiros. Proceder-se-á a trabalhos de conservação e restauro de azulejos, elementos de pedra, balaustradas, bancos e alegretes. Serão plantados os canteiros ornamentados, os canteiros botânicos e os canteiros centrais das estufas, bem com as floreiras dos alegretes. Também a rede de infraestruturas será dimensionada para dar resposta às necessidades ao nível da energia, abastecimento de água e drenagem.

 

O Jardim de Malta, um dos mais importantes no conjunto de jardins do Palácio de Queluz, será igualmente objeto de recuperação. Ao longo do tempo foi alterado ao nível das plantações, configuração decorativa, esculturas e lagos. A intervenção neste espaço prevê a remoção e transplante da vegetação existente, integrando-a, sempre que possível, noutras áreas do jardim; a reposição dos 4 grupos de esculturas e conchas dos lagos; a substituição do pavimento atual e revisão do sistema de drenagem; a consolidação e conservação das esculturas, pedestais, balaustradas e cantarias; a reformulação do sistema de rega resolvendo problemas de pressão e entupimento; e a iluminação das zonas de circulação, elementos decorativos e envolvente. No que respeita a plantações, pretende-se reconstituir o desenho original plantando novas sebes (as atuais serão transplantadas e reutilizadas no jardim), introduzir novos elementos topiados e eliminar os elementos arbóreos que não pertencem à estrutura original.

Além das intervenções nestes dois jardins, a Parques de Sintra pretende também proceder ao restauro da cascata, recuperação dos bosquetes e caminhos do jardim; rever e melhorar o sistema de águas no que diz respeito a fontes, lagos e à rega, e ainda proceder a plantações com o objetivo de proteger as vistas a partir do jardim.

publicado por olhar para o mundo às 20:42 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

First Class Radio 

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds



blogs SAPO