Quinta-feira, 28.04.16

Dia mundial da dança - Festival Corpo.16: Pelo amor à dança

festival corpo.jpg

 

Festival Corpo.16: Pelo amor à dança

 
O Festival Corpo.16 surge no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Dança (29 de Abril) e é um dos maiores encontros de dança no país que decorre nos dias 30 de abril e 1 de maio na Quinta da Ribafria, em Sintra.

Na sua 5ª Edição,  Festival Corpo.16, Encontro Internacional de Dança celebra, mais uma vez, esta arte e mostra a sua universalidade, diversidade e intergeracionalidade num evento que reúne artistas, terapeutas e milhares de bailarinos amadores e profissionais de todas as idades, que vêm de várias zonas do país para mostrar o seu talento e o seu trabalho.

Sintra transforma-se no pólo agregador das mais diversas mostras de dança, das mais modernas como o Hip-Hop, Dança Suave, Ragga, Indie Fusion passando pelas mais tradicionais, como o Ballet e Dança  Contemporânea, Dança Indiana, Dança Oriental, Dança Africana, Flamenco e Dança Cigana.
Além da dança o festival destaca também as terapias para o corpo físico e energético. O público pode assistir a espetáculos, participar em diferentes aulas e workshops visitar o centro de exposições que conta com a apresentação de produtos artesanais e serviços para dar a conhecer uma forma de vida mais orgânica e natural.

Co-produzido pelo Ai!aDança e pela Câmara Municipal de Sintra, o Festival Corpo 16 é para famílias e para o grande público e pretende reunir o maior número de pessoas ligadas à Dança a nível nacional e internacional. É um evento que prevê a massificação e democratização da arte em geral e da dança em particular. Este ano conta com a presença de 2000 bailarinos nas Mostras de Dança e vários milhares de pessoas no público.
O Amor pela Dança é o pilar deste encontro, que exalta a vontade de vencer desafios, assim como, de viver mais harmoniosamente com o corpo através do movimento e da comunhão do mesmo com os vários elementos.

PROGRAMA:

Festival Corpo | 30 de Abril  
10h00 - Abertura do Festival e Centro de Exposições
 
10h30/11h30 - Yoga para Pais e Filhos |  Yogis a Brincar - Susana Fonseca “Yogis a Brincar propõe-lhe uma manhã dedicada à família. Mime a sua criança interior, brinque com os seus filhos, partilhe sorrisos, gargalhadas, relaxe e reforce os laços familiares ao mesmo tempo que aprende os princípios e as posturas do Yoga”. 
 
11h45/12h45 - Workshop de Cura Prânica |  Luadia Terapias - Cláudia Evaristo. “Terapia usada para manejar a energia que existe no nosso corpo e à nossa volta, quer como prevenção, quer como cura. É ideal para aliviar a dor humana”.
 
Reservas para workshops:
reserva@aiadanca.com
 
15h00 - Palco Internacional | Mostra de Dança
MTV Dance, Dança Contemporânea, Hip Hop, Dance Fusion, Dança Escocesa, Dança Bollywood,  Ballet,Dança Oriental, Dança Criativa, Dança Criativa, Dança Espanhola, Kizomba,  Zumba,
Flamenco, Dança Suave, Dança Espanhola, entre outras.

Festival Corpo | 1 de Maio
10h00 - Abertura do Festival e Centro de Exposições

10h30/11h30 - Dança Escocesa | Isabel Neves “A Dança Escocesa é uma técnica de conjunto, não competitiva. Apesar de ser dançada por pares, não é obrigatório que estes sejam constituídos por um homem e uma mulher. As duas pessoas dançam independentemente”.
 
11h45/12h45 - Dança Irlandesa | Patrícia Vieira “Neste workshop serão trabalhadas as várias vertentes da dança irlandesa: o trabalho do stepdance mais técnico e a solo; e as danças sociais do repertório de Set Dancing e Ceili”. 
 
Reservas para workshops:
reserva@aiadanca.com
 
15h00 - Palco Internacional | Mostra de Dança 
Participantes 
Ballet, Dança Moderna, Hip Hop, Dança Criativa, Dança Popular, Dança Jazz, Dança Contemporânea, Kizomba, Dança Espanhola, FLAMENCO, Dança Oriental, Salsa Cubana.       

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

One Man Alone subirá ao palco esta semana no Palácio do Bolhão

onemanalone.png

 

 

Dias 29 e 30 de abril, o Teatro da Didascália apresenta o seu espectáculo "One Man Alone", no salão nobre do Palácio do Bolhão no Porto.  

"One Man Alone" é um espetáculo a solo, literalmente a solo. Sem contracena, operador de luz ou som, o ator vê-se assim obrigado a prosseguir o seu espetáculo interpretando e operando ao mesmo tempo a própria luz que o ilumina e a música que acompanha a cena.

A peça retrata a vida de um padeiro, solitário, que a altas horas da noite, nos intervalos de cozedura do pão, se diverte a brincar com os seus instrumentos de trabalho, numa tentativa de escape ao quotidiano do seu ofício monótono e repetitivo.

Bruno Martins, o diretor artístico da companhia, único ator da peça e simultaneamente operador de luz e som, salienta que o facto de o espetáculo ser todo ele conduzido por uma só pessoa, funciona como uma espécie de metáfora à criação artística contemporânea. Uma metáfora às condições de trabalho, na maioria das vezes precárias, em que os artistas se vêm obrigados a trabalhar, agravadas com a atual conjuntura socioeconómica.

O espetáculo é uma comédia divertida que assenta no virtuoso jogo físico do ator, na capacidade de se multiplicar nas várias personagens que dão vida às suas fantasias, e na sua capacidade de surpreender através dum espetáculo onde a magia é aliada da simplicidade.

A peça estará em cena nos dias 29 e 30 de Abril, às 23h no salão nobre do Palácio do Bolhão, no âmbito do programa Vaga – mostra de artes e ideias, organizado pela ACE – Escola de Artes, que irá apresentar até dia 18 de Junho alguns trabalhos artísticos de ex-alunos desta escola.

***

Bilheteira:

- Reservas: bilheteira@ace-tb.com | 222 089 007  | 917 939 020

- Bilhete normal 6 euros

- Cartão de Amigo*, Protocolos*, Seniores*, Profissionais de Teatro, Estudantes* 4 euros

- Estudantes da ACE e Artes do Espetáculo 3 euros

*Mediante apresentação de documento comprovativo

Link da bilheteira: http://ace-tb.com/bilheteira/

publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

ACERT, Exposição - 25 de Abril: memória e projecto de um tempo recente

exposição.jpg

 

 

25 de Abril: memória e projecto de um tempo recente
Centro de Documentação 25 de Abril da UC
Exposição

 

Local:  Galeria ACERT
Data/Hora:  De 24 abr a 18 mai'16
Local:  Galeria ACERT
Data/Hora:  Dom, 24 abr'16 às 21:00

 



Uma cronologia dos acontecimentos político-sociais mais relevantes da história portuguesa recente. Da Campanha Presidencial deu Humberto Delgado à tomada de posse do I Governo Constitucional

A Revolução Portuguesa de 25 de Abril

Há vinte anos, em vésperas do 25 de Abril, Portugal era um país anacrónico. Último império colonial do mundo ocidental, travava uma guerra em três frentes africanas solidamente apoiadas pelo Terceiro Mundo e fazia face a sucessivas condenações nas Nações Unidas e à incomodidade dos seus tradicionais aliados.
Para os jovens de hoje será talvez difícil imaginar o que era viver neste Portugal de há vinte anos, onde era rara a família que não tinha alguém a combater em África, o serviço militar durava quatro anos, a expressão pública de opiniões contra o regime e contra a guerra era severamente reprimida pelos aparelhos censório e policial, os partidos e movimentos políticos se encontravam proibidos, as prisões políticas cheias, os líderes oposicionistas exilados, os sindicatos fortemente controlados, a greve interdita, o despedimento facilitado, a vida cultural apertadamente vigiada.
A anestesia a que o povo português esteve sujeito décadas a fio, mau grado os esforços denodados das elites oposicionistas, a par das injustiças sociais agravadas e do persistente atraso económico e cultural, num contexto que contribuía para a identificação entre o regime ditatorial e o próprio modelo de desenvolvimento capitalista, são em grande parte responsáveis pela euforia revolucionária que se viveu a seguir ao 25 de Abril, durante a qual Portugal tentou viver as décadas da história europeia de que se vira privado pelo regime ditatorial.

António Reis - Portugal 20 Anos de Democracia




Ficha Técnica


Exposição do Centro de Documentação 25 de Abril da UC

Por motivo de força maior, a abertura da exposição “VER, OUVIR E CONTAR JOSÉ AFONSO” que estava prevista abrir no dia 24 de Abril não irá acontecer, sendo agendada para data a anunciar oportunamente.

publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Selena Gomez volta a Portugal a 16 de novembro, com concerto na MEO Arena

selena.jpg

 

Selena Gomez

 

Selena Gomez volta a Portugal a 16 de novembro, com concerto na MEO Arena

 

A cantora termina em Lisboa a digressão europeia de promoção ao álbum "Revival"

 

Selena Gomez acaba de anunciar a sua nova digressão, "The Revival Tour", que terminará em Lisboa, com um concerto na MEO Arena, a 16 de novembro. Os bilhetes para este espetáculo serão colocados à venda esta sexta-feira, sendo que os fãs da cantora e atriz que estiverem inscritos no seu site podem comprar os ingressos a partir desta quarta-feira.
 
Selena Gomez volta a Portugal para apresentar o seu mais recente álbum de estúdio, o multiplatinado “Revival”, que vendeu quase 7 milhões de cópias e mais de 22 milhões de singles em todo o mundo.
 
"Revival" é o disco em que Selena Gomez revela a sua maturidade artística e isso valeu-lhe os aplausos da crítica. Sobre o disco, a Billboard diz que "Selena Gomez encontrou a sua voz", já a Mashable retrata a cantora como "confiante, livre e independente. Esta é Selena Gomez 2.0" e a Elle diz que "Revival" "vem com a maior arma de todas: autenticidade".
 
Deste álbum foram retirados os singles "Same Old Love", "Good For You" e "Hands To Myself", que rapidamente se tornaram grandes sucessos um pouco por todo o planeta.
 
Este concerto a 16 de novembro na MEO Arena assinala o regresso de Selena Gomez a Portugal, três anos depois da sua estreia, no Campo Pequeno, em Lisboa.
 
Os bilhetes para este espetáculo integrado na "Revival Tour" custam entre 35 e 65 euros. Serão ainda colocados à venda passes Meet & Greet, que só podem ser adquiridos em Blueticket.pt.
 

 

publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar
Quarta-feira, 27.04.16

ACERT - Ausência Teatro O Bando

ausencia.jpg

 

Ausência
Teatro O Bando

Esperança, viajantes, lembrança, refugiados e emigração as premissas para esta criação poética politicamente implicada

Um viajante, cheio de ausência, procura um novo território.
Sem olhar para trás, movido pela lembrança e pela esperança, percorre lugares com muitos dias e muitas noites, sem saber para onde vai.
Se a boca fala, as pernas andam, os ouvidos escutam, os olhos vêem e os braços mexem, de que é feita esta ausência? Um caminhante com a certeza de todas as dúvidas, sem verdades absolutas nem direções cegas, persegue um horizonte sem limites, um futuro sem fronteiras de pedra.

Sábado, 30 de abril às 21:45
Quinta-feira, 28 de abril às 14:30 e sexta-feira 29 de abril às 10:30 e 14:30
Auditório 2

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Apresentação do Projeto “GOSTAS DE ARTE? – Projeto Odisseia”

cartaz_odisseia_barreiro_web-01.jpg

 

 

27 de abril, 18h00, AMAC

Apresentação do Projeto “GOSTAS DE ARTE? – Projeto Odisseia”

O Auditório Municipal Augusto Cabrita recebe, no dia 27 abril, pelas 18h00, a apresentação de “GOSTAS DE ARTE? – Projeto Odisseia”, promovido pela ARTEMREDE. Trata-se de um projeto aberto a jovens, dos 16 aos 25 anos, com ou sem experiência artística.

O projeto ODISSEIA, promovido pela Artemrede, foi um dos 16 vencedores do programa PARTIS, um programa da Fundação Calouste Gulbenkian de apoio a projetos artísticos de integração social.

ODISSEIA é constituída por três componentes artísticas, Teatro / Dramaturgia, Artes de Rua e Cinema / Música e tem como público-alvo seis grupos de jovens, entre os 16 e os 25 anos, provenientes de seis municípios associados da Artemrede – Almada, Barreiro, Moita, Oeiras, Santarém e Sesimbra.

Neste projeto, que decorrerá entre 2016 e 2018, pretende-se que os jovens participantes adquiram conhecimentos artísticos e alarguem os seus horizontes através do acesso a formação especializada e à participação em processos de criação artística, desenvolvendo assim as suas competências de autonomia e de decisão.
Os artistas responsáveis pelas diferentes componentes do projeto são o ator e encenador Rui Catalão, a companhia de artes de rua Radar 360 e o realizador e músico António-Pedro. Deste projeto resultarão três objetos artísticos: o espetáculo de teatro E Agora Nós, o espetáculo de artes de rua Histórias em Viagem [título provisório] e um filme musicado constituído por seis Curtas Migratórias.
Para a concretização deste projeto a Artemrede conta com a parceria da cooperativa de solidariedade social RUMO no acompanhamento social e na avaliação, assim como com uma rede alargada de parceiros locais, com trabalho desenvolvido na área social ou cultural, em cada um dos municípios envolvidos.


Mais informações: Espaço J – 911 055 764 / odisseia.barreiro@gmail.com

CMB 2016-04-21

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

TEATRO - Memorial do Convento, de José Saramago - Em Cena desde 2007

memorial.png

 

 

TEATRO - Memorial do Convento, de José Saramago - Em Cena desde 2007


A ÉTER – Produção Cultural apresenta no Centro Cultural Olga Cadaval em Sintra, dia 6 de Maio, às 22 horas o espectáculo de Teatro "Memorial do Convento", em cena há 9 anos, visto por mais de 200 mil pessoas de todo o país.
Gratuito para o Público do espectáculo a ÉTER em parceria com a ÚNICA-Mixing Cultures oferecem a Instalação Multimédia “CABAÇA”, no MU.SA – Museu das Artes de Sintra, uma experiência interactiva baseada na atmosfera característica da Guiné-Bissau e da sua diversidade cultural em forma de som, vídeo, luz.


MEMORIAL DO CONVENTO

Teatro

“O homem primeiro tropeça, depois anda, depois corre, um dia voará. (...) Baltasar, tu és Sete-Sóis porque vês às claras e tu, Blimunda, serás Sete-Luas porque vês às escuras.”


SINOPSE

Unidos por um amor maravilhoso, Blimunda e Baltasar reúnem-se a Padre Bartolomeu de Gusmão e ao seu sonho de voar. A Passarola, máquina voadora, misto de barco e de pássaro, nasce do saber científico de Padre Bartolomeu, da força de trabalho de Baltasar e dos poderes de Blimunda recolhendo as vontades humanas (“as nuvens fechadas”) que alimentarão a máquina e a farão voar. A história encantada, que revolucionou a literatura portuguesa, do nascimento de um convento no século XVIII. Na presente adaptação dramatúrgica, a relação dinâmica entre os cinco atores, a música original, a luz e os espaços cénicos dão vida a dezassete personagens e a momentos essenciais de Memorial do Convento.


FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA


Texto

José Saramago

Adaptação Dramatúrgica

Filomena Oliveira e Miguel Real

Encenação

Filomena Oliveira

Orgânica sonora e Música original

David Martins

Voz Andreia João | Piano Sandra Nunes

Interpretação

Leonor Cabral | Pedro Oliveira | Rogério Jacques  Hugo Bettencourt | João de Brito

 

 

 

 

Desenho e Operação Luz

Carlos Arroja

OPERAÇÃO SOM

David Martins

LEGENDAGEM

José Ricardo

Criação e adaptação do espaço cénico Carlos Arroja | Vitor Fernandez

Guarda-Roupa e Adereços

Éter | Câmara dos Ofícios

FOTOGRAFIA

André Rabaça | Edgar d’Oliveira | Filipa Vieira  

aSSISTENTE DE PRODUÇÃO

Cláudia Faria | Inês Oliveira Martins

Produção

ÉTER-Produção Cultural



CABAÇA
Instalação Multimédia Interactiva

Uma experiência interactiva baseada na atmosfera característica da Guiné-Bissau e da sua diversidade cultural em forma de som, vídeo, luz e cenografia. “Cabaça” pretende revelar o mais belo da Guiné-Bissau, chamando ao mesmo tempo a atenção para os problemas patentes em países em vias de  desenvolvimento, sensibilizando o visitante a actuar no seio da sociedade para uma maior harmonia na humanidade. 

Concepção Instalação: José Ricardo | David Martins.

 

Apoie 10 jardins de infância na Guiné-Bissau entregando brinquedos, materiais escolares ou paracetamol na bilheteira do espectáculo. Uma acção ÚNICA - Mixing Cultures.

 

 

Dia 6 de Maio
21h - 
MU.SA - Museu das Artes de Sintra - INSTALAÇÃO MULTIMÉDIA

 22h Centro Cultural Olga Cadaval TEATRO

publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Mumford & Sons estão de volta com o EP "Johannesburg"

 

monford.jpg

 

Mumford & Sons estão de volta com o EP "Johannesburg"

 

Editado a 17 de junho

 

Os Mumford & Sons acabam de anunciar o lançamento de um novo EP, feito com Baaba Maal, Beatenberg e The Very Best, intitulado "Johannesburg" e com data de edição marcada para o próximo dia 17 de junho. Este conjunto de canções foi gravado nos estúdios da The South African Broadcasting Corporation, em Joanesburgo, durante dois dias e duas noites consecutivas, tendo sido produzido não só pelos Mumford & Sons mas ainda por Johan Hugo, o "maestro" da música eletrónica dos The Very Best. O primeiro single, "There Will Be Time", entrou diretamente para o 1.º lugar do top da África do Sul aquando do seu lançamento, no final de janeiro.
 
No início deste ano os Mumford & Sons embarcaram numa histórica e esgotada digressão por África do Sul. Este é, habitualmente, um país que não faz parte das digressões, mas os Mumford & Sons nunca seguiram por caminhos previsíveis, não faz parte do seu ADN.
 
Inicialmente foram marcadas algumas datas provisórias, mas uma digressão na África do Sul não segue os mesmos trâmites que outra qualquer. No entanto, rapidamente os bilhetes para esses primeiros concertos esgotaram o que encorajou a banda a marcar mais espetáculos na Cidade do Cabo, Durban e Pretória. Também esgotaram. O grupo chega às primeiras páginas de jornais. Os fãs ficam descontentes e consternados – não tinham sido marcados concertos suficientes. A digressão começava a ganhar contornos de um fenómeno. 85 mil bilhetes acabaram por ser vendidos dos seis concertos ao ar livre.
 
Os The Very Best foram essenciais nesta viagem à África do Sul, não só porque faziam parte do alinhamento da digressão, mas também em conseguir reunir uma equipa para fazer parte da experiência de estúdio. Foram a “cola” entre todos, como refere Ben Lovett.
 
Com os The Very Best prontos para entrar em estúdio com os Mumford & Sons e o filho preferido do Senegal, Baaba, disponível à distância de um mero telefonema, era preciso convidar uma jovem banda sul-africana que unisse os vários pontos e que também servissem como guias.
 
Foi então marcado um estúdio em Joanesburgo, mas um estúdio nada convencional, isso teria sido muito fácil. Instalaram-se então na South African Broadcasting Corporation, que tinha duas salas e o ambiente certo. Aí gravaram este "Johannesburg", um conjunto de canções de fusão tropical, com contribuições únicas da voz de Baaba Maal, dos The Very Best e dos Beatenberg, numa mescla sonora com a identidade dos Mumford & Sons que torna tudo isto uma festa sem precedentes.
 
Este verão o grupo vai regressar às digressões, no Reino Unido, e serão acompanhados pelos Alabama Shakes e Wolf Alice.
 

 

publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

GOD - O SUCESSO CONTINUA DE 28 DE ABRIL A 29 DE MAIO COM JOAQUIM MONCHIQUE

god.jpg

 

 

Ainda não é desta que GOD regressa ao céu!

Extraordinário sucesso junto do público, a hilariante comédia GOD está de regresso ao Casino Lisboa de 28 de Abril a 29 de Maio. Com um texto ousado, politicamente incorrecto, muitas vezes acutilante, GOD (An Act of God, no original) é uma comédia delirante que parece ter sido feita à medida de Joaquim Monchique.

GOD, uma comédia divinal. Não vai querer perder, pois não?

"Grande conceito, escrito com rasgo humorístico e vasta informação sobre o divino e interpretado por um talento maior para a comédia" Sábado

"Joaquim Monchique está em palco como peixe na água. Ou Deus no céu."
Correio da Manhã

Auditório dos Oceanos, Casino Lisboa
28 Abril a 29 Maio
Quintas, Sextas e sábados: 21h30 I Domingos: 17h
Preços: entre 12€ e 16€
Bilhetes à Venda na Fnac e Ticketline

publicado por olhar para o mundo às 09:13 | link do post | comentar
Terça-feira, 26.04.16

Quem conta um conto... Um Ladrão Debaixo da Cama

Cartaz Hora do Conto 7.jpg

 

 

Quem conta um conto… 30 de abril

 

“Um Ladrão Debaixo da cama”

 

No âmbito do ciclo “Quem conta um conto…”, realizado nos últimos sábados de cada mês, terá lugar uma sessão infantil dedicada ao livro “Um Ladrão Debaixo da Cama”, de Alice Vieira, no próximo dia 30 de abril, pelas 11h00, na Sala do Conto da Biblioteca Municipal do Barreiro.

A entrada é livre e destina-se a crianças dos 4 aos 12 anos.

Livro recomendado para o 2º ano de escolaridade, de acordo com o Plano Nacional de Leitura.

 

Sinopse

Esta história tradicional portuguesa é uma das retomadas por Alice Vieira, que recuperam criteriosamente narrativas populares orais. A ilustração é de qualidade em todos os volumes, que têm o formato e as características do álbum. Se lidos em voz alta, estes recontos conquistam o ouvido e a atenção dos mais pequenos, em especial pela arte com que são recuperados aspetos fundamentais da narrativa oral tradicional, como a constância das fórmulas introdutórias, a reiteração dos verbos de ação, as frases de forte acento rítmico, as rimas internas e a prosa entremeada de pequenos textos em verso.

 

A Biblioteca Municipal do Barreiro está situada na Rua da Bandeira, Urbanização do Palácio do Coimbra, 2830-330 Barreiro, Telefone: 21 206 86 56 (Receção), E-mail:biblioteca.municipal@cm-barreiro.pt .

 

 

CMB 2016-04-21

publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

First Class Radio 

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds



blogs SAPO