Sexta-feira, 28.10.16

“Histórias Vivas na Biblioteca” - “Tiago e o Monstro”

histórias vivas_novembro.jpg

 

“Histórias Vivas na Biblioteca”

 

“Tiago e o Monstro”

 

No próximo dia 5 de novembro, pelas 11h00, está agendada mais uma sessão de “Histórias Vivas na Biblioteca” Municipal, leituras encenadas pela ArteViva - Companhia de Teatro do Barreiro.

“Tiago e o Monstro”, de Sue Mongredien, com ilustrações de Nick East, é o título do livro escolhido para esta atividade destinada a crianças dos 3 aos 10 anos, com entrada livre sujeita à lotação da sala.

 

Sinopse

Certa noite, um monstro aparece nos sonhos do Tiago. Na noite seguinte, ele tem até medo de ir dormir. "Se ele voltar, imagina que tem umas cuecas cor-de-rosa enfiadas na cabeça," sugere a Mãe. "Assim ele já não será assustador!" Mas será que o plano inteligente da mãe funcionará?

 

CMB 2016-10-27

publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

DJAVAN REGRESSA A PORTUGAL EM NOVEMBRO PARA APRESENTAR "VIDAS PRA CONTAR"!

djavan.png

 

"VIDAS PRA CONTAR"

DJAVAN

 
DJAVAN REGRESSA A PORTUGAL EM NOVEMBRO PARA APRESENTAR  "VIDAS PRA CONTAR"!

 

AO VIVO EM PORTUGAL

4 DE NOVEMBRO | CAMPO PEQUENO
6 DE NOVEMBRO |  COLISEU PORTO
7 DE NOVEMBRO | CASINO ESTORIL - Data Extra

Djavan está de regresso aos palcos nacionais, no seguimento da digressão de "Vidas pra Contar", o 23º disco da sua prestigiada carreira, que apresenta dia 4 de Novembro no Campo Pequeno, em Lisboa, dia 6 no Coliseu Porto e dia 7, no Salão Preto e Prata do Casino Estoril. Um espetáculo inédito, onde Djavan interpretará canções do seu novo álbum e,  também, os grandes sucessos da sua discografia.



Neste disco, nomeado para os Grammy Latinos em quatro categorias,  Djavan conta vidas reais, sob o filtro da poesia, do espanto pelo detalhe. Ao todo são, 12 faixas inéditas, onde o músico se revela um compositor maduro. Em "Vidas pra Contar", a atordoante diversidade musical, que confirma a potencialidade criativa de Djavan, é transformada em linguagem musical,  pela banda que o acompanha e pelos arranjos do próprio compositor.

Pode-se dizer que "Vidas pra contar" é um disco seu e dos músicos que o acompanham, o núcleo rítmico composto por piano (e teclados) de Paulo Calasans, baixo de Marcelo Mariano e bateria de Carlos Bala, além de violões e guitarras de João Castilho, do próprio Djavan e os sopros de Jessé Sadoc e Marcelo Martins.  
Cantor, compositor, letrista, guitarrista e arranjador em todas as faixas, Djavan tem nessa banda de virtuosos a sua voz musical: uma voz que  esbanja estilo, ao mesmo tempo que conversa com toda a tradição da música popular que sua mãe lhe apresentou, ainda na infância. 

Nestes dois grandes concertos, além de canções do novo disco, aclamado pela imprensa especializada, o repertório do espetáculo inclui, também, sucessos mais antigos como: Flor de Lis, Linha do Equador, Lilás ou Eu te Devoro, entre muitos outros.

Recorde-se que Djavan completou 40 anos de carreira em 2015, ano em que foi agraciado com o Grammy Latino de excelência musical, em homenagem à sua obra. 

publicado por olhar para o mundo às 09:13 | link do post | comentar
Quinta-feira, 27.10.16

GOD CHEGA FINALMENTE AO PORTO PARA DELÍRIO DO PÚBLICO!

god.png

 

GOD
CHEGA FINALMENTE AO PORTO
PARA DELÍRIO DO PÚBLICO!

É já no mês de Novembro, o Senhor vai estar no Teatro Sá da Bandeira
com a hilariante comédia que faz sucesso em todo o mundo. Com um texto ousado, politicamente incorrecto, muitas vezes acutilante, GOD (An Act of God, no original)
é um espectáculo feito à medida de Joaquim Monchique.


GOD, uma comédia divinal no Porto!


"Grande conceito, escrito com rasgo humorístico e vasta informação sobre o divino
e interpretado por um talento maior para a comédia" Sábado

"Joaquim Monchique está em palco como peixe na água. Ou Deus no céu." Correio da Manhã

 

Texto David Javerbaum Encenação António Pires Tradução Ana Sampaio Adaptação João Quadros, António Pires, Joaquim Monchique e Rui Filipe Lopes Cenário e Assistência de Encenação Rui Filipe Lopes Desenho de Luz Luís Duarte Sonoplastia Hugo Franco Produção Força de Produção

Com Joaquim Monchique, Diogo Mesquita e Rui Andrade


Teatro Sá da Bandeira
4 a 27 Novembro
Sextas e sábados: 21h30 I Domingos: 16h30
Preços: Entre 8€ e 15€

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Avenged Sevenfold transmitem concerto online em 3D e em 360º

avenged.jpg

 

Avenged Sevenfold transmitem concerto online em 3D e em 360º

Grupo lançou recentemente um novo single: “The Stage”

 

Na noite de quinta-feira, dia 27 de outubro, a multiplatinada banda Avenged Sevenfold vai dar um concerto que será transmitido online em 3D e em 360º. Os fãs da banda em todo o mundo terão oportunidade de assistir ao live stream através da recente plataforma VRTGO VR do Universal Music Group, a cargo da tecnologia avançada da VR LIVE, e experienciar o concerto poderoso dos Avenged Sevenfold como se estivessem na própria sala, numa experiência altamente imersiva. VRTGO está disponível gratuitamente para os sistemas iOS e Android. 

“Estamos constantemente a criar oportunidades para os nossos artistas se relacionarem com os seus fãs de novas e entusiasmantes formas”, diz Michelle Jubelirer, da Capitol Records. “Estamos entusiasmados em trabalhar com os Avenged Sevenfold e a VR LIVE para dar aos seus fãs esta experiência única”. 

A VR LIVE fará ainda o streaming do evento para 50 sistemas Samsung Gear VR, que estarão ao dispor de um conjunto de convidados que serão transportados virtualmente para o palco. O concerto será filmado com a câmara Nokia OZO, a primeira câmara VR criada para o efeito e que permitirá a melhor experiência musical.

 

“A realidade virtual está destinada a mudar o panorama dos media, permitindo aos utilizadores não só consumir entretenimento, mas experienciá-lo e a VR LIVE vai continuar a transformar a forma como as pessoas veem e interagem com o mundo à sua volta”, afirma Heiner Lippman, fundador da VR LIVE.

Os Avenged Sevenfold lançaram recentemente “The Stage”, uma nova canção coproduzida entre a banda e Joe Barresi (Queens of the Stone Age, Tool), tendo sido acompanhada por um novo vídeo realizado por Chris Hopewell (Radiohead, The Killers), que já soma mais de 6 milhões de visualizações no YouTube. “The Stage” já está disponível nas lojas digitais.

publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Viola caipira em Águeda com o OuTonalidades!

violacaipira.png

 

 

20º OuTonalidades traz alianças internacionais à casa-mãe do circuito, em Águeda.
Fábio Neves, do Rio de Janeiro para o intimismo do bard’O!

sexta 28 outubro, 22h00
Espaço d’Orfeu | ÁGUEDA
entrada livre


Fábio Neves, violeiro brasileiro, é o próximo convidado do Espaço d’Orfeu para as noites de OuTonalidades em Águeda. O músico carioca dá o seu recital de viola caipira em Águeda, na próxima sexta-feira, 28 de outubro, às 22h00. É resultado de uma das alianças internacionais do circuito português, este ano com Espanha, França e, pela primeira vez, com o Brasil.

No espetáculo "Beira Rio - A Viola Brasileira de Fábio Neves", o músico apresentará a sua leitura musical sobre obras brasileiras na sua viola caipira - instrumento de corda típico de várias regiões do Brasil -, promovendo paralelos entre as linguagens musicais no Brasil e em Portugal. O reportório do concerto adianta peças do novo álbum de Fábio Neves, que será lançado em breve.

Este concerto de Fábio Neves sucede à presença da também brasileira Kátya Teixeira, no mesmo espaço, no mês passado. O ciclo do 20º OuTonalidades em Águeda encerrará a 2 de dezembro, com o Espaço d’Orfeu a acolher o rock dos franceses [Caméra].




Programa completo do 20º OuTonalidades:
http://www.dorfeu.pt/outonalidades
http://www.facebook.com/outonalidades

publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Espectáculo "As Lusíadas" no Teatro do Bairro.

companhiadaoutra.png

 

 

" As Lusíadas", uma criação da Companhia De Outra, encenada por Maria João Rocha, irá estrear no dia 25 de Novembro, no Teatro do Bairro.

 

AS LUSÍADAS conta a histórias de algumas das mulheres que fizeram parte dos descobrimentos e que foram apagadas da história. Com base em factos reais este espectáculo entrelaça a vida de várias mulheres, de diferentes classes sociais, que tiveram um papel numa época em que a mulher não estava destinada a tê-lo.

 

Sinopse: 

Ao escrever Os Lusíadas, Luís de Camões esqueceu-se (ou não terá achado conveniente assinalar) que muitas mulheres contribuíram para a expansão portuguesa fazendo o mesmo percurso e passando pelas mesmas dificuldades que relata, sofrendo, muitas vezes castigos severos pela ousadia. 

Ao longo dos séculos, As Lusíadas foram ignoradas pelos historiadores, como se a sua motivação para a viagem fosse menos nobre do que a dos homens, ou como se a sua vontade e coragem fossem indignas de constar na História de Portugal.

Iria Pereira, Inês, Maria, Cecília, Catarina, Isabel, Antónia Rodrigues, Brianda de Solis, Catarina Pires, Beatriz Anes e tantas, tantas outras, foram mulheres corajosas que “Em perigos e guerras esforçados / Mais do que permitia a força humana, / E entre gente remota edificaram / Novo Reino, que tanto sublimaram;”. “Luís, estás a ouvir? Nós também fomos à Índia!”

 

Sobre Maria João Rocha:

Licenciada em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Mestre em Teatro-Encenação pela Escola Superior de Teatro e Cinema e possui o Título de Especialista em Comunicação Audiovisual e Multimédia, atribuído por unanimidade por um Júri conjunto do Instituto Politécnico de Lisboa / Instituto Politécnico de Leiria / Instituto Politécnico do Porto. Como Investigadora no Gabinete de Estudos de Cultura, Artes Performativas e Audiovisuais, do CLEPUL – Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, integra os grupos de trabalho que desenvolvem os projetos de investigação 25/S I Ciclo de Estudos Televisivos e Teatro ON AIR. Foi realizadora de televisão (RTP) e é encenadora de teatro. Tem desempenhado funções docentes nas áreas do audiovisual e do teatro em diversas Escolas Superiores e Universidades e foi Formadora ativa no Centro da Formação da RTP (1983-2000). Atualmente é professora na Licenciatura em Artes Performativas da ESTAL – Escola Superior de Tecnologias e Artes de Lisboa. Em 1994 recebeu uma Menção Especial do Júri do Festival de Teatro Televisivo do Prémio Itália pela realização de Fé, Esperança e Caridade, de Odon von Horváth.

publicado por olhar para o mundo às 09:13 | link do post | comentar
Quarta-feira, 26.10.16

Casos do Beco das Sardinheiras - contos de Mário de Carvalho em cena a partir de 16 de Novembro

sardinheirras.jpg

 

"CASOS DO BECO DAS SARDINHEIRAS"  
16 a 27 de Novembro nos Recreios da Amadora
(Quarta a Sábado às 21h30/Domingo às 16h)

 
CASOS DO BECO DAS SARDINHEIRAS é uma das obras mais populares de Mário de Carvalho, um conjunto de contos que têm como cenário comum um Beco que "…uns dizem que é Alfama, outros que já é Mouraria...”. Neste beco acontecem as coisas mais mirabolantes ... desde o homem que num bocejo engole a lua; aos turistas que estando num bar do Cais do Sodré, sem saber como, vão parar ao marco do correio lá do Beco!

A forma como estas personagens vão aceitado este estranho quotidiano e simultaneamente o alimentam, tendo sempre como fundo a Lisboa dos bairros populares, dos eléctricos, das coscuvilhices entre vizinhos, que ora são uma família, ora estão às avessas, dá à obra uma qualidade teatral insuperável.

Mário de Carvalho é um dos mais conceituados autores portugueses contemporâneos, esta não é a primeira vez que levamos à cena uma obra do autor mas é a primeira que nos atrevemos a pegar numa obra não dramática.

As suas personagens em CASOS DO BECO DAS SARDINHEIRAS são tão reais que acreditamos que nos podemos cruzar com elas ao virar de qualquer esquina em Alfama .... ou talvez na Moraria ...  e parecem pedir-nos que lhes demos vida não só na imaginação do leitor mas também em carne e osso.

Desta vez não resistimos a fazer-lhes a vontade!

Ficha Artística: Texto: Mário de Carvalho; Encenação: Elsa Valentim; Interpretação: André Nunes, Elsa Valentim, Jorge Silva, José Peixoto, Estagiários ACT: Carolina Serrão; Carolina Campanela, Cláudia Alfaiate, Rui Ferreira Macedo; Estagiários Escola Secundária D. Pedro V: Beatriz Sirgado, Tânia Cruz; Participação Especial na Voz do Autor: Luís Caetano; Concepção Plástica: Ana Rocha de Sousa e João Rodrigues; Música: Miguel Tapadas; Assistência à Encenação: Rui Ferreira Macedo; Operação Técnica: Tasso Adamopoulos; Produção Executiva:Daniela Sampaio; Produção: Teatro dos Aloés. M/12.
 

Reservas: 916 648 204 ou teatrodosaloes@sapo.pt
Mais informações em: www.facebook.com/teatro.dosaloes

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Apresentação do livro “Memória e Vida em tempos de Abril”

cartaz_apresentação_Memoria.jpg

 

 

Apresentação do livro “Memória e Vida em tempos de Abril”

 

No próximo dia 5 de novembro, pelas 16h00, terá lugar a apresentação do livro “Memória e vida em tempos de abril”, de Maria José Maurício, no auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro.

 

Na sessão estarão presentes os militares de Abril Andrade da Silva e Vítor Pássaro que farão a apresentação do livro. 

A entrada é livre.

 

Sinopse:

“Estórias de vida, luta pela liberdade, trabalho e amor de um povo – gente da nossa gente. Povo sofrido, belo e generoso das terras Além Tejo – Alentejo! Um tudo-nada, muito da nossa História, da de África, da Lusofonia, do Mundo. Um trecho da nossa vida coleciva: património da nossa Mátria e de outros Povos, nossos irmãos que temos a magistral oportunidade de (re)viver e experienciar, com orgulho tamanho, profundo, por sermos elos nesta grande cadeia histórica, cósmica e emocional de acontecimentos, que tornam INDISPENSÁVEL, em acto de plenitude, a leitura desta obra. Um outro Cante Alentejano, da Alma e da Pena de Maria José Maurício. […]Os acontecimentos que a autora narra são histórias vividas, que nos (re)colocam – aos que estiveram e aos que não viveram estes factos – no palco da História factual e emocional neste dia inolvidável, imortal, logo, vivamos, através da leitura, esta realidade única que generosamente com cores e sangue de patriota nos é oferecida.” [Andrade da Silva]

 

A autora:

Maria José Maurício nasceu em Setúbal em 1950. É licenciada em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e Mestre em Estudos sobre Mulheres pela Universidade Aberta de Lisboa. Desempenhou funções de direção e de formação na área de recursos humanos em diversas entidades oficiais, particulares e sindicais, nomeadamente, no desenvolvimento e execução de projetos no âmbito europeu. Foi professora do ensino particular e cooperativo e atualmente é formadora/consultora na área Educação para a Cidadania, Relações Humanas e Igualdade de Género. Tem diversos trabalhos e artigos publicados sobre Igualdade entre Mulheres e Homens, em revistas como: Seara Nova, Vértice e outras. É co-autora do livro Pensar o Feminino, organização de Maria Luísa Ribeiro Ferreira, Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, publicado pelas Edições Colibri em 2001 e autora do livro Mulheres e Cidadania: Alguns Perfis e Ação Política (1949-1973), publicado pela Editorial Caminho, em 2005.

 

CMB 2016-10-25

publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

SUPERVÃO lança novo videoclipe do seu primeiro EP - Lua Degradê

 

supervao.png

 

 
Após lançar seu primeiro EP - Lua Degradê - e ser destaque em diversos blogs nacionais de música, a Supervão apresenta o seu segundo videoclipe. A música que ganha imagem é Lua em Gêmeos, lançada no início do ano numa parceria inédita entre os selos gaúchos Lezma Records e Honey Bomb Records.
 
A produção do diretor Lucas Carneiro Neves é fruto de uma das festas organizadas pelo próprio selo dos integrantes, a Lezma Records, na cidade de Porto Alegre. Após filmagem e edição, o videoclipe foi remixado pelos membros da banda por meio de corrompimentos de imagem, produzindo o glitch e o datamosh, técnicas utilizadas nos movimentos estéticos contemporâneos que se inspiram na web e a utilizam como meio de difusão.
 
 

 

 
 
SAIBA MAIS: SUPERVÃO é uma banda brasileira, de São Leopoldo, Rio Grande do Sul, iniciada em 2015. Os integrantes são: Mario Arruda, Leonardo Serafini e Ricardo Giacomoni, idealizadores e fundadores do selo Lezma Records de Porto Alegre, além de membros de outras bandas como Chimi Churris e Siléste. 
 
No ano passado soltaram suas primeiras duas músicas no single “Cadilac Olodum”, faixa que ganhou um clipe oficial, junto com o lado B “Priminho Maçã”. Em 2016 lançaram o EP “Lua Degradê” e chamaram a atenção de meios especializados como Noisey e Miojo Indie, além de se apresentarem em festivais como Kino Beat na capital gaúcha e Festival Brasileiro de Música de Rua em Caxias do Sul. A banda também realizou uma mini turnê de três shows pela cidade de São Paulo e até o final do ano se apresenta no festival da rádio Unisinos FM no bar Opinião, ao lado de artistas como Frank Jorge e Bidê ou Balde, e também no Morrostock em Santa Maria.

 

publicado por olhar para o mundo às 09:13 | link do post | comentar

OneRepublic atuam nos 2016 MTV European Music Awards

onerepublic.jpg

 

OneRepublic atuam nos 2016 MTV European Music Awards

Prémios da MTV realizam-se a 6 de novembro em Roterdão, Holanda

Os OneRepublic são o mais recente grupo a ser confirmado para os 2016 MTV EMAs – European Music Awards, que vão decorrer no próximo dia 6 de novembro, em Roterdão, na Holanda. O grupo norte-americano junta-se assim à apresentadora Bebe Rehxa e a outros artistas previamente confirmados como Shawn Mendes ou os DNCE, entre outros.

Depois de terem viajado pelo mundo para criarem o quarto álbum de estúdio “Oh My My”, os OneRepublic aterram em Roterdão em novembro para atuarem no palco dos MTV EMA pela primeira vez. Em 2008 o grupo foi nomeado na categoria de Artista Revelação, sendo que este ano regressam como autênticos veteranos, estando nomeados na categoria de Melhor Atuação pelo concerto que deram em Manila, no âmbito da MTV Evolution 2016.

Liderados por Ryan Tedder, um compositor e produtor premiado nos Grammy e que já trabalhou com artistas como Taylor Swift, Beyoncé, U2, Ellie Goulding ou Maroon 5, os OneRepublic têm lançado sucesso atrás de sucesso e “Oh My My” não é diferente, sendo que os single “Wherever I Go” e “Kids” já lideram os tops de vendas em todo o mundo.

Uma banda verdadeiramente global, que atuou em 154 cidades de 26 países somente nos dois anos que antecederam o lançamento de “Oh My My”, sendo que o disco foi sendo criado em viagens entre quase 20 cidades, incluindo Rio de Janeiro, Moscovo, Cidade do México, Tóqui, Paris e Londres, o que permitiu ao grupo beber inspiração de várias partes do mundo. 

Agora tudo está a postos para a grande atuação nos MTV EMAs de 2016, a 6 de novembro em Roterdão, Holanda.

publicado por olhar para o mundo às 01:13 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

First Class Radio 

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds



blogs SAPO