Quarta-feira, 31.05.17

CARRIPANA - Próxima Paragem: Lisboa, dia 1 de Junho no São Luiz Teatro Municipal

carripana.jpg

 

 

CARRIPANA -  Próxima Paragem: Lisboa

1 de Junho (10h30 e 14h30) - São Luiz Teatro Municipal (Sala Mário Viegas) 

 

Três meses depois de estrear e de percorrer milhares de quilómetros, CARRIPANA, a nova criação LAMA, chega finalmente a Lisboa. Um projecto vagabundo, itinerante, mas de um grande rigor estético.

Sinopse: Um homem e uma mulher percorrem o mundo a dançar tendo como palco a sua carrinha Berlingo. A dança só se instala quando as suas vontades se juntam, o que nem sempre acontece. O que atrapalha a harmonia entre estes saltindanços? Que tropelias se cruzam na sua procura de encontro? Como atravessam impossíveis para chegar ao universo que os une?  

CARRIPANA de João de Brito e Manuela Pedroso Criação e Interpretação João de Brito e Manuela Pedroso Consultoria Catarina Requeijo Cenografia Fernando Ribeiro Música Teresa Gentil Caricaturas Wagner Borges Fotografia e Vídeo Sofia Marques Ferreira

 

Próximos destinos:

3 e 4 de Junho -  Serralves em Festa (Porto)
14 de Julho - Projecto Caminhos de Água (Sertã)
12 de Agosto - Festival B_Cultural (Faro)
27 de Agosto - Festival Internacional de Teatro de Setúbal – XIX Festa do Teatro 

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

OneRepublic e Sebastián Yatra juntam-se para versão latina de “No Vacancy”

no vacancy.jpg

 

OneRepublic e Sebastián Yatra juntam-se para versão latina de “No Vacancy”

Canção já soma mais de 3 milhões de visualizações no YouTube/VEVO

Os OneRepublic juntaram-se ao colombiano Sebastián Yatra para criar uma versão latina do tema “No Vacancy”, já disponível no YouTube (onde soma 3,3 milhões de visualizações) e nas várias plataformas de streaming e download.

No Vacancy” foi composta por Ryan Tedder, Mikkel Eriksen e Tor Hermansen e foi produzida por Stargate e Tedder. As letras em espanhol foram escritas por Sebastián Yatra, Mauricio Rengifo e André Torres.

Ryan Tedder afirma: “Esta versão particular de ‘No Vacancy’ com Sebastián Yatra concretizou-se muito depressa. Ficámos muito entusiasmados por ele ter adorado a canção e ter ficado interessado em colaborar connosco. Foi ótimo trabalhar com o Sebastián. Tem um talento incrível e um grande futuro à sua frente. Espero que todos gostem tanto desta versão latina como nós gostamos.”

Já Yatra refere: “Cresci a ouvir os OneRepublic e a seguir a carreira de Ryan Tedder como produtor e compositor. Um dos meus maiores sonhos era um dia poder trabalhar com ele, mas achava que isso seria algo que só poderia concretizar daqui a dez anos, se tudo corresse bem. Ainda não consigo acreditar que isto realmente aconteceu. É um sonho tornado realidade.”

 

 

Os OneRepublic vão fazer as primeiras partes de algumas datas da digressão “The Joshua Tour” dos U2, seguindo-se a sua própria digressão pelos EUA e Canadá, “2017 Honda Civic Tour”, acompanhados de Fitz & the Tatrums e James Bay nas primeiras partes.

Os OneRepublic lançaram o seu álbum de estreia, “Dreaming Out Loud”, em 2007. O álbum incluiu o êxito “Apologize”, que conquistou os tops de vendas digitais e de airplay em todo o mundo, além de ter garantido ao grupo uma nomeação para os prémios Grammy. O álbum sucessor, “Waking Up”, de 2009, produziu três singles: “All the Right Moves”, “Secrets” e “Good Life”.

O terceiro álbum de estúdio dos OneRepublic, “Native”, foi lançado em março de 2013 e dele foram retirados os singles “If I Lose Myself”, “Feel Again”, “Love Runs Out”, “I Lived” e o maior sucesso do grupo até à data, “Counting Stars”, que atingiu o n.º 1 dos tops de vendas em 54 países, além de ter ultrapassado os 10 milhões de downloads. “Native” vendeu mais de 5 milhões de cópias em todo o mundo. O mais recente álbum da banda, “Oh My My”, incluí os êxitos “Wherever I Go”, “Kids” e “Let’s Hurt Tonight” e foi lançado no outono de 2016 com o selo Mosley/Interscope Records, tendo entrado diretamente para o 3.º lugar da tabela de vendas Billboard Top 200.

Sebastián Yatra é um dos mais populares artistas da música latina da atualidade, sendo um autêntico talento emergente que conta com mais de 7,6 milhões de ouvintes mensais no Spotify. O seu single “Tracionera” tem 160 milhões de streams no Spotify e 235 milhões de visualizações no VEVO. Atingiu a marca de tripla platina no México e em Espanha e de ouro nos EUA. “Alguien Robó”, o seu mais recente single, com Nacho y Wisin, tem 46 milhões de streams no Spotify e 82 milhões de visualizações no VEVO. Yatra foi nomeado na categoria de Melhor Artista da América Latina nos MTV Europe Music Awards de 2016.

publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

FEST - Festival Novos Realizadores, Novo Cinema terá 40 países a concurso

fest.png

 

FEST - Festival Novos Realizadores, Novo Cinema terá 40 países a concurso

19 – 26 de Junho

Centro Multimeios | Casino Espinho | Biblioteca Municipal de Espinho | Praia de Espinho 

 
 
 

O FEST está quase a chegar a Espinho, mas não sem antes passar pela Invicta para uma sessão de antecipação. Marcada para os dias 2 e 3 de Junho, o FEST WARM UP PORTO leva uma selecção de curtas-metragens, conversas sobre cinema e uma masterclass sobre distribuição de filmes a vários pontos da cidade .O acesso a todas as sessões é gratuito e a programação incluirá muitas surpresas. 
Dia 2 de Junho, pelas 13h00, o UPTEC será a casa para um picnic cinematográfico, habitado por cinco curtas metragens: En Parmiddag, de Anton Brandt Thykier, Lux, de Bernardo Lopes e Inês Malveiro, Passenger, de Andreas Kessler, Stephan Kaempf e Daniela Schramm Moura, A Whole in my Heart, de Mees Peijnenburg e Larp, de Kordian Kadziela. 
 
Pela tarde, o Cinema Trindade recupera a tradição das matinés, com a exibição de 6 curtas metragens portuguesas que, pela ficção, documentário e animação, refletem sobre o tema da tradição: Não são favas, são beijocas, de Tânia Dinis / Jorge Quintela, Borda D'Água, de João Viegas e Miguel Cana-verde, Terra, de Pedro Lino, Para Lá do Marão, de José M. Fernandes, Pronto, Era Assim, de Joana Nogueira e Patrícia Rodrigues e Temperar Gosto, de Susana Neves. 
O dia encerra com uma masterclass sobre Distribuição de Cinema na Reitoria da Universidade do Porto, orientada por Filipe Pereira, director do Fest. A sessão explora algumas das competências e estratégias chave para a internacionalização de obras nacionais, através do mapeamento do circuito mundial de festivais do sector e da análise de estratégias ganhadoras nos concursos e networking em eventos de grande escala. A masterclass será seguida de uma sessão de cinema ao ar livre de cinema.
Dia 3 de Junho, o Warm up do FEST arranca, às 15h00, com uma sessão infantil na Reitoria da Universidade do Porto. No mundo do tudo é possível, surgem 7 curtas-metragens, com avós simpáticas, cães nada-danados e ainda uma retrospetiva (mini, ao tamanho da audiência!) dos trabalhos de animação do realizador Pedro Lino. Às 19h00, a FNAC de Santa Catarina recebe a exibição de Pronto, era assim, um documentário animado, executado em stop motion e complementado com animações 2D, das realizadoras Patrícia Rodrigues e Joana Nogueira. A sessão será seguida de conversa com as realizadoras. Fechamos a viagem à Invicta, no Urbano que liga o Porto a Aveiro com partida às 20h55, com uma programação com cerca de 10 curtas-metragens.

2 JUNHO

13H00 . UPTEC PICNIC + SESSÃO TRAZ O TEU ALMOÇO

15H30 . MATINÉ NO CINEMA TRINDADE

19H00 . MASTERCLASS DISTRIBUIÇÃO DE CINEMA COM FILIPE PEREIRA
REITORIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO

22H00 . SESSÃO AO AR LIVRE
REITORIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO

3 JUNHO

15H00 . SESSÃO INFANTIL
REITORIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO

19H00 . EXIBIÇÃO PRONTO, ERA ASSIM + CONVERSA COM AS REALIZADORAS
FNAC SANTA CATARINA

20H55 . CINEMA EM COMBOIO | URBANO PORTO-AVEIRO

publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Exposição de Ilustração de Olga Neves na Biblioteca Municipal

olganeves.jpg

 

 

Exposição de Ilustração de Olga Neves na Biblioteca Municipal

 

 

A exposição de ilustração de Olga Neves encontra-se patente ao público até ao mês de julho, na Biblioteca Municipal do Barreiro. 

 

A exposição

As ilustrações apresentadas referem-se a momentos distintos, sendo que a ilustração um caminho paralelo do conto, dá forma visual à mensagem escrita.

As ilustrações “O Quebra Nozes” foram criadas para a instalação/exposição “O Pequeno Grande Quebra Nozes”, instalação essa que explora o mundo dos contos/romances, através da instalação de marionetas. O visitante entra no quarto da pequena Maria e é confrontado por ratos gigantes, brinquedos que se espalham pelas paredes e pelos personagens principais do romance, Maria e o Príncipe Quebra Nozes. As ilustrações aludem aos momentos da narrativa sugerindo um percurso pela história de E.T.A. Hoffmann.

As ilustrações são realizadas a lápis de cor sobre papel fantasia… tenho especial interesse por encontrar materiais descontextualizados e adaptá-los ao meu trabalho, neste caso, trabalho sobre papel fantasia que é usado para decorar paredes.

Todas as outras ilustrações são resultado de projetos que desenvolvi com escritores, ou projetos pessoais.

 

Olga Neves

Licenciada em Artes Plásticas/Escultura pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa.

Tem realizado várias exposições no domínio da escultura, instalação, cerâmica e medalha contemporânea. Expôs em Portugal, Finlândia, EUA, França, Bulgária e Alemanha.

Está representada: British Museum, Londres; Simons Galery, Londres; Medialia... Rack & Hamper Galery, New York; Wellington; Villenave d Órnon; Lillebone; Immenstadt; Seeheim-Jugenheim, Associação ASSIM; Saint Caprais de Bordeaux; Câmara Municipal de Lagos; Câmara Municipal de Torres Vedras.

 

CMB 2017-05-26

publicado por olhar para o mundo às 13:13 | link do post | comentar

Apresentação do livro “Sintonias” na Biblioteca Municipal do Barreiro

sintonias.jpg

 

Apresentação do livro “Sintonias”

 

No próximo dia 3 junho, pelas 17h00, terá lugar a apresentação do Livro "Sintonias", de Rute Pio Lopes, no auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro.

A entrada é livre.

 

Sinopse

"Sintonias" é o reflexo da cumplicidade entre as imagens e a escrita.

É, no fundo, a simbiose das fotografias e das palavras rimadas, na perspetiva da autora, Rute Pio Lopes.

Essa forma peculiar de contar histórias sob a forma de poema, com base na fotografia e vice-versa, num constante jogo de letras e cores sem monotonia temática, faz deste livro uma obra literária com um singular aspeto estético!

 

Biografia

Nasci em meados de fevereiro de 1970 no Lavradio, Barreiro, onde cresci e tive uma infância e juventude muito ativas e felizes, fruto do convívio com o grupo de amigos que lá tinha, os quais ainda hoje mantenho.

No limiar da maioridade comecei o meu percurso laboral e a par, em horário pós-laboral, a vontade de obter novos horizontes levou-me a ingressar no curso superior de gestão.

Posteriormente, por opção, fixei-me na vila da Moita e iniciei uma nova etapa, da qual destaco o nascimento dos meus amores Pedro e Joana.

A escrita e a fotografia são uma ocupação presente há muito tempo na minha vida e são indissociáveis uma da outra. É aliás, através da fotografia que capto imagens do quotidiano e nelas encontro, amiúde, inspiração para escrever, essencialmente sob a forma de poesia.

Só foi possível chegar a este patamar, vencendo a timidez de tornar públicos os textos que escrevi, graças à insistência de alguns amigos chegados a quem acanhadamente os mostrava. A eles e aos meus filhos, que sempre se dispõem a ler e ouvir com entusiasmo, muito agradeço!

 

CMB 2017-05-26

publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Banda Sonora de “Piratas das Caraíbas: Homens Mortos Não Contam Histórias”

piratas.jpg

 

Banda Sonora de “Piratas das Caraíbas: Homens Mortos Não Contam Histórias” já nas lojas

Música do último filme da saga “Pirata das Caraíbas” foi composta por Geoff Zanelli

A banda sonora de “Piratas das Caraíbas: Homens Mortos Não Contam Histórias” já se encontra disponível nas lojas, em formato físico e digital, tendo sido editada com o selo da Walt Disney Records um dia depois do filme se estrear nas salas de cinema portuguesas. Tal como com antigos filmes da saga “Piratas das Caraíbas”, e fazendo referência às bandas sonoras anteriores, a música tem uma grande importância neste “Homens Mortos Não Contam Histórias”, cuja banda sonora, da autoria de de Geoff Zanelli, compositor vencedor de um Emmy, é rica em melodias repletas de entusiasmo e intriga que se aliam na perfeição à recente aventura dos piratas.

O compositor Geoff Zanelli é um dos mais requisitados artistas na indústria cinematográfica e televisiva, ganhando várias distinções pela sua voz musical diversificadas. A sua experiência com o franchise “Piratas das Caraíbas” remonta a 2003, tendo colaborado na altura com o compositor Hans Zimmer. Alguns dos seus outros créditos incluem: “Into the West”, de Steven Spielberg, “A Extraordinária Vida de Timothy Green”, da Disney, “The Pacific”, “Paranóia”, “Hitman – Agente 47” e “Outlander – A Vingança” e, mais recentemente, “O Excêntrico Mortdecai”, no qual colaborou com o pemiado Mark Ronson tanto na banda sonora, como na escrita de canções.

Zanelli afirmou: “‘Piratas das Caraíbas’ foi desde o início um projeto de sonho para mim. Poder servir estas histórias icónicas, que continuam a inspirar pessoas de todas as idades em todo o mundo é facilmente uma das maiores conquistas da minha vida. Musicalmente, tomei o controlo quando o mundo dos ‘Piratas’ se expandiu para uma história mais negra e emocional e desde então não existe falta de inspiração. Por abordar este projeto com a mesma paixão que os realizadores, os atores e todos os envolvidos, posso dizer sobre a música de ‘Homens Mortos Não Contam Histórias’: cada nota tem significado.”

Também disponível digitalmente está o tema bónus “He’s A Pirate”, de Hans Zimmer vs. Dimitri Vegas & Like Mike. O tema original foi introduzido no filme “A Maldição do Pérola Negra”, pela premiado compositor Hans Zimmer (“Interstellar”, “O Cavaleiro das Trevas”, “O Rei Leão”), e foi regrado pelo duo belga de DJs e produtores Dimitri Vegas & Like Mike, que recentemente tiveram dois êxitos no n.º 1 da tabela Billboard’s Dance Club Songs.

publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Festival Internacional de Banda Desenhada traz a Beja grandes referências da 9ª arte

banda desenhada.png

 

 

Festival Internacional de Banda Desenhada traz a Beja grandes referências da 9ª arte

 
 

A 14ª edição do Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja arranca já na sexta-feira, 26 de maio, abraçando o centro histórico da cidade e em particular o Largo do Museu Regional, espaço ao ar livre que será o epicentro desta festa de BD.

Esta edição do Festival de BD contará com a presença de personalidades internacionais com cartas dadas no mundo da banda desenhada, onde se destaca, o italiano Paolo Mottura, desenhador da Disney e autor de bandas desenhadas do rato Mickey, que estará em Beja nos dias 26, 27 e 28 de maio. Paolo Mottura tem os seus trabalhos patentes na Galeria do Largo de São João e estará disponível para conversar com os leitores e dar autógrafos no dia 27, na cafetaria do Pax Julia – Teatro Municipal de Beja.

Nos três primeiros dias do festival, Beja receb também a visita do português Jorge Coelho, que está a fazer as bandas desenhadas do personagem Rocket Raccon, para a Marvel Americana. Rocket Raccon é um dos personagens do filme "Os Guardiões da Galáxia", um dos maiores êxitos de bilheteira dos últimos anos.

Outro nome grande da DB que irá marcar presença neste Festival é Davide Catenacci. Editor da Disney italiana que irá estar em Beja nos dias 26, 27 e 28. No sábado, dia 27, para além de participar numa conferência, na cafetaria do Pax Julia, também vai ver desenhos de autores portugueses.

Na noite de sábado, dia 27 de maio, a cafetaria do Pax Julia recebe a entrega do prémio Geraldes Lino a Sofia Neto, uma jovem dona de um enorme talento. O Prémio será entregue pelo próprio Geraldes Lino, o editor, crítico, divulgador e fanzinista mais famoso de toda a História da BD Portuguesa.

Ao todo, temos 18 exposições, a que se junta o mercado, o lançamento de livros, debates e apresentação de projetos, que estarão à disposição do público Bejense e não só durante o Festival de BD de Beja que se prolongará até 11 de junho.

Saiba mais em: www.festivalbdbeja.com 

publicado por olhar para o mundo às 09:13 | link do post | comentar

The Beatles: Reedição de “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”

beetles.jpg

 

The Beatles: Reedição de “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band” chega hoje às lojas 

50 anos de “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band” celebrados com reedições que incluem novas misturas coordenadas por Giles Martin, filho de George Martin

Chega hoje às lojas a reedição especial de celebração dos 50 anos do álbum histórico “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”, dos The Beatles. Para esta reedição, "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band" foi novamente misturado por Giles Martin e Sam Okell em estéreo e áudio 5.1 surround. Fazem ainda parte da nova edição desta obra-prima da história da música maquetes das primeiras gravações de estúdio, incluindo 34 gravações até hoje nunca editadas.

Esta é a primeira vez que “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band” é remisturado e apresentado com gravações alternativas, sendo também o primeiro álbum dos The Beatles a ser alvo de novas misturas e aumentado desde o lançamento em 2003 de “Let It Be… Naked”.

Para criar as misturas em stereo e áudio 5.1 surround para "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band", o produtor Giles Martin e o engenheiro de som Sam Okell trabalharam com uma equipa de engenheiros de som e especialistas em restauração de áudio nos estúdios de Abbey Road, em Londres. Todas as edições deste 50.º aniversário incluem a nova mistura em stereo coordenada por Martin, que foi concebida a partir das gravações em fita originais, tendo o trabalho sido guiado a partir da produção original em mono de George Martin, o seu pai.

publicado por olhar para o mundo às 00:13 | link do post | comentar
Terça-feira, 30.05.17

Carla Bruni anuncia novo álbum. “French Touch” chega a 6 de outubro

carla bruni.jpg

 

Carla Bruni anuncia novo álbum. “French Touch” chega a 6 de outubro

Primeiro single é uma versão de “Enjoy the Silence”, dos Depeche Mode

A aclamada cantautora Carla Bruni acaba de anunciar o lançamento do seu 5.º álbum de estúdio, uma coleção de versões de canções em inglês produzidas pelo lendário produtor, compositor e músico David Foster, intitulado “French Touch”, que será editado a 6 de outubro. Já está disponível o vídeo do primeiro single, uma versão despida e intimista do clássico de 1990 dos Depeche Mode, “Enjoy the Silence”. A canção está disponível em todos os serviços digitais e de streaming.

Desde a sua juventude que Carla Bruni colecionou canções sentimentais de todas as eras – canções pop para sempre associadas a uma pessoa, a um lugar ou a um momento, o tipo de discos que, como diz a cantora, e recorrendo ao termo francês para amor à primeira vista, "foram um coup de foudre".

O álbum dá credibilidade ao seu título, ricamente melódico, quente, mas minimalista, e muitas vezes algo brincalhão – todas as versões deste disco foram alvo de um “French Touch”, mantendo, ao mesmo tempo, o apelo universal dos originais, embora com um sabor sensual muito próprio.

É o que acontece com o primeiro single, “Enjoy the Silence”. O clássico pop e algo negro dos Depeche Mode é o tipo de hino que a maioria dos músicos não se atreveria de tocar – “uma canção que não precisa de uma versão”, como Bruni afirma –no entanto o “French Touch” que lhe é dado é algo de muito especial. A nova versão despe todo o aparato gótico do original e redu-lo à sua essência: uma balada simples e sentimental, uma meditação emotiva. A canção foi reimaginada para guitarra, piano e para a voz característica de Bruni, numa versão onde o silêncio é para ser desfrutado.

French Touch” é quente e familiar e, inevitavelmente, Carla. Em breve serão revelados mais detalhes quanto a este álbum.

Carla Bruni compõe e dá concertos desde 1997, tendo-se estreado com “Quelqu’un m’a dit”, o seu primeiro álbum, lançado em 2002. Desde então já teve mais três discos aclamados pela crítica, vendendo mais de 3 milhões de álbuns mundialmente, incluindo “No Promises” (2007), “Comme di de rien n’était” (2008) e “Little French Songs” (2013).

 

 

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Digressão dos Rolling Stones na América Latina registada em novo DVD

rollingstones.jpg

 

Digressão dos Rolling Stones na América Latina registada em novo DVD: “Olé Olé Olé! A Trip Across Latin America”

Documentário realizado por Paul Dugdale é editado em DVD e Blu-ray já amanhã

Esta sexta-feira será lançado “Olé Olé Olé! A Trip Across Latin America”, dos The Rolling Stones, um documentário de Paul Dugdale. Lançado em DVD e Blu-ray, o filme estreou num número limitado de salas de cinema na Europa em setembro do ano passado e foi exibido no Channel 4 em dezembro do mesmo ano. “Olé Olé Olé! A Trip Across Latin America” serve de complemento perfeito a “Havana Moon”, lançado também no ano passado. Este DVD e Blu-ray serão acompanhados de sete temas bónus registados ao vivo na digressão do grupo pela América Latina.

Olé Olé Olé! A Trip Across Latin America” segue os The Rolling Stones na digressão que os levou até 10 cidades da América Latina, ao mesmo tempo que se preparavam para fazer o seu primeiro concerto em Havana, Cuba, um espetáculo gratuito ao ar livre que foi um momento histórico como Cuba nunca tinha visto até então. O filme capta a química única que existe entre os The Rolling Stones e os seus fãs da América Latina, um laço que tem perdurado ao longo de muitos anos.

 

 

Além do filme completo, o material bónus que está incluído neste lançamento dá aos admiradores da banda uma coleção de performances incríveis desta digressão, nomeadamente:

1) “Out of Control” (Buenos Aires, Argentina); 2) “Paint It Black” (Buenos Aires, Argentina); 3) “Honky Tonk Women” (São Paulo, Brasil); 4) “Sympathy for the Devil” (São Paulo, Brasil); 5) “You Got the Silver” (Lima, Perú); 6) “Midnight Rambler” (Lima, Perú); 7) “Miss You” (Lima, Perú)

Incluindo performances ao vivo eletrizantes, momentos intimistas com os membros da banda, as reações dos fãs e todas as voltas que se deram até ser possível concretizar o concerto de Havana, “Olé Olé Olé! A Trip Across Latin America” é um retrato de uma banda vital que ainda está em topo de forma.

publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

First Class Radio 

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds



blogs SAPO