Quarta-feira, 18.10.17

Cine'Eco Seia prossegue, mas sem festa

cineeco.jpg

 

 

Portugal está de luto pela tragédia dos fogos florestais.

A região Centro e Norte do país conheceu um dos seus dias mais trágicos com o flagelo dos fogos que lavraram neste mês de outubro atipicamente quente e ventoso. Quando ainda saramos as feridas do outro trágico fogo do mês de agosto que vitimou 64 pessoas num dia.

Neste momento de dor, curvamo-nos perante a memória das vítimas mortais e desalojadas, num clima de desolação e consternação.

Viveram-se dias de guerra em tempo de paz.

Seia foi um dos concelhos bastante afetado e não há memória de cenários dantescos, de pânico e de terror, pela fúria do fogo.

Uma tragédia ocorrida no segundo dia do festival de cinema de temática ambiental. E, por isso, o festival CineEco foi suspenso de imediato em memória das vítimas. Assim como, suspenso ficou o ambiente de festa que era suposto acontecer.

Contudo, e apesar desse ambiente de consternação, a direção do festival decidiu manter as sessões que estavam previstas, porque nos filmes em exibição se enaltece a necessidade de mudança para um mundo melhor. Porque os filmes exibidos alertam precisamente para o fenómeno das alterações climáticas, do aquecimento global e da necessidade de mudanças.

O festival cumpre serviço público e presta relevante contributo educativo em matéria ambiental, por isso, o melhor contributo nesta hora é dar expressão aos gritos de alerta que os filmes dão.

É difícil prosseguir em pleno campo de batalha a missão de alertar para a necessidade de mudança na relação do homem com a natureza. É o que acontece em Seia, entre escombros e dor, prosseguimos com a realização do CineEco, em homenagem aos que foram vitimas desta tragédia e em reconhecimento pela solidariedade prestada pelos convidados que vêm de vários países do mundo.

Sem festa, mas com redobrado serviço de missão, prossegue esta 23ª edição do CineEco, com a exibição de filmes que podem ajudar a mudar-nos e a mudar o mundo!

 

Seia, 18 de outubro de 2017

A Direção do Festival

O CineEco 2017, é organizado como habitualmente pelo município de Seia sendo este ano reforçado pela valorização dos recursos naturais preconizada pelo Festival iNATURE Serra da Estrela e que estará bem patente as atividades paralelas do Festival, como nas comemorações que antecedem a semana do CineEco.

O CineEco é um dos mais antigos festivais de cinema de ambiente do mundo e integra a Green Film Network, uma plataforma de 40 festivais, da qual é igualmente membro fundador.

publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar
Terça-feira, 17.10.17

Novo álbum de estúdio de Lorenzo “Jovanotti” Cherubini produzido por Rick Rubin

jovanoti.jpg

 

Novo álbum de estúdio de Lorenzo “Jovanotti” Cherubini produzido por Rick Rubin

Disco chega às lojas a 1 de dezembro

 A Universal Music orgulha-se de confirmar que o próximo álbum de estúdio de Lorenzo “Jovanotti” Cherubini será produzido por Rick Rubin. Esta é a primeira vez que o produtor, vencedor de 10 Grammys, escolhe colaborar com um artista italiano. É também a primeira vez que Rick Rubin trabalha num álbum não cantado em inglês.

“Para mim é um sonho tornado realidade. Isto é um sonho que nunca pensei que se fosse concretizar. Mas concretizou-se”, afirma Lorenzo “Jovanotti” Cherubini.

O apreço de Rubin por Lorenzo vem diretamente de uma relação pessoal. A paixão comum pela música e a fantástica harmonia humana e artística entre eles levou Rubin a decidir produzir o primeiro álbum cantado em italiano da sua carreira.

Apesar de receber inúmeros pedidos todos os anos, Rick Rubin está determinado a trabalhar apenas em projetos nos quais acredita totalmente. E a colaboração com Jovanotti, que começou num local belíssimo em França, é um desses projetos.

Ao longo das últimas semanas, Jovanotti e Rick Rubin têm trabalhado na parte final do processo de produção no lendário estúdio de Rubin, Shangri-La, em Malibu, na Califórnia.

Nascido em 1963, Frederick Jay “Rick” Rubin envolveu-se na indústria discográfica desde muito cedo. Com Russell Simmons, Rubin foi o cofundador da Def Jam Records e criou ainda a American Recordings. Com os Beastie Boys, LL Cool J, Public Enemy e Run-D.M.C., Rubin ajudou a popularizar o hip hop, sendo que não é de esquecer outros artistas que já colaboraram consigo, como Johnny Cash, Red Hot Chilli Peppers, Kanye West, Lana Del Rey, Joe Strummer, Rage Against the Machine, Lady Gaga, Jay Z, Slayer, Black Sabbath, Metallica, AC/DC, Aerosmith, Shakira, Justin Timberlake, Damien Rice, Eminem, Neil Diamond, Tom Petty, ZZ Top, Frank Ocean, James Blake, Audioslave, U2, Gogol Bordello, Limp Bizkit, Mick Jagger, Sheryl Crow, Adele, Ed Sheeran, Linkin Park.

 

 

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Banda Sonora do filme “Coco”, da Disney•Pixar

 

coco.jpg

 

Banda Sonora do filme “Coco”, da Disney•Pixar, nas lojas a 17 de novembro

Miguel e Natalia Laourcade interpretam o tema “Remember Me”

Coco” é um dos filmes de animação da Disney•Pixar mais aguardados da temporada e em breve será também editada a banda sonora. O filme conta com música original do compositor oscarizado Michael Giacchino, uma canção dos também oscarizados Kristen Anderson-Lopez e Robert Lopez, e canções compostas por Germaine Franco e pelo co-realizador e argumentista Adrian Molina. Também faz parte da equipa o consultor musical Camilo Lara, do Mexico Institute of Sound. Os cantores vencedores de Grammys Miguel e Natalia Lafourcade juntam-se para interpretar a canção dos créditos finais do filme, “Remember Me”. O disco será editado a 17 de novembro, sendo que a versão em CD já está disponível em regime de pré-venda.

Coco” conta a história de Miguel, de 12 anos, um aspirante a músico que ambiciona seguir o caminho do seu ídolo, apesar da sua família ter-lhe banido a música. “‘Coco’ tem a música no seu ADN”, disse o realizador Lee Unkrich.

Coco” conta com música original do compositor Michael Giacchino, que compôs a banda-sonora do premiado filme da Disney•Pixar “Up”. “Quando vi o ‘Coco’ surgiu-me um mosaico de emoções”, disse Giacchino. “Fez-me pensar na minha família e nas minhas relações com os meus familiares em Itália. O filme fala a todas as pessoas.”

 

 

 

Giacchino trabalhou com Franco, que compôs a banda sonora de “Dope” (2015), para supervisionar as orquestrações e concretizar um som específico e envolvente. Franco explorou uma vasta gama de sonoridades e instrumentos tipicamente mexicanos, incluindo um guitarrón, a harpa folclórica, uma quijada, charchetas, jaranas, requintos, marimba, entre outros instrumentos.

A banda sonora foi gravada em agosto com uma orquestra de 83 elementos.

Coco” conta ainda com várias canções tradicionais mexicanas, que dão vida à cidade natal de Miguel, Santa Cecilia. Franco e o consultor musical Camilo Lara, do Mexian Institute of Sound, foram desafiados a criar um mapa sonoro do mundo de Miguel, com a ajuda dos consultores culturais Benjamín Juárez Echenque e Marcela Davison Avilés.

Já Kristen Anderson-Lopez e Robert Lopez, os autores da canção vencedora de um Óscar “Let it Go”, de “Frozen”, assinam o tema “Remember Me”, cuja versão nos créditos finais é interpretada por Miguel e Natalia Lafourcade, sendo produzida por Miguel e Steve Mostyn. “A canção é especial porque é sobre a família e lembrarmo-nos de onde viemos”, afirma Miguel, que venceu o seu primeiro Grammy em 2013.

Entre as canções originais que integram também a banda sonora de “Coco” estão “Un Poco Loco”, “Everyone Knows Juanita”, “The World Es Mi Familia” e “Proud Corazón”, que dão cor à história inspiradora da personagem Miguel e do filme “Coco”.

O disco chega às lojas no próximo dia 17 de novembro, enquanto o filme estreia a 23 de novembro.

 

publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Estreia Go Foodies no Wine in Azores

Estreia Go Foodies no Wine in Azores
 
 

gofodies.png

 

 

 

Há um novo projeto nacional na área da gastronomia. Chama-se Go Foodies e vai estrear-se na próxima edição do Wine in Azores, que se realiza de 20 a 22 de outubro no Parque de Exposições da Associação Agrícola de São Miguel, em Rabo de Peixe, Ribeira Grande.

Uma iniciativa 100% inovadora no nosso país que aposta na valorização científica e turística do melhor que se produz e cozinha no país e no mundo. Com a expertise de Nuno Nobre – que trabalha na área há mais de duas décadas – e a colaboração de parceiros escolhidos a dedo, a Go Foodies chegou para revolucionar o universo gourmet.

A viagem começa nos Açores. Como não podia deixar de ser. Na sua 9ª edição, o Wine in Azores conta com a presença de Nuno Nobre há 5 edições que, mais uma vez, vai “casar” conceitos de uma forma única. Além da valorização das algas, ouriços-do-mar e dos citrinos ancestrais do arquipélago, vai haver um imperdível pop up Go Foodies no qual o chef australiano Justin Jennings, do restaurante Downunder, foi desafiado a elaborar um menu que aproximasse os sabores australianos aos açorianos. Assim, vai poder provar Seafood Chowder (confeccionado com peixes açorianos menos valorizados), Asian Infused Rabo de Peixe Bouillabaisse, Hamburguer de Peixe Açoreano, Prego de Canguru e Pulled Pork Belly no bolo lêvedo ou Ceviche de Peixe Branco de Rabo de Peixe com Tremoço Açoreano. 

Já que já está no Wine in Azores, aproveite para experimentar as sugestões dos produtores de vinho presentes e no dia 22 de outubro, às 17 horas, participe no workshop “Aprenda a Provar Como Um Especialista”, com o escanção Manuel Moreira.

Uma oportunidade de ouro para provar bons vinhos, experimentar novos sabores e conhecer em primeira mão o Go Foodies, o projeto que vai revolucionar a gastronomia açoreana – em colaboração com a APPAQUA (Associação de Promoção dos Produtos de Aquicultura e Pescas dos Açores), Festival Caldo de Peixe de Rabo de Peixe, Escola de Formação Turística e Hoteleira de Ponta Delgada, entre muitos outros) – nacional e internacional com iniciativas que abarcam o campo científico, gastronómico e turístico. Go Foodies!

publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Bryan Adams lança novo best of, “Ultimate”, que conta com dois inéditos

bryanadams.jpg

 

Bryan Adams lança novo best of, “Ultimate”, que conta com dois inéditos

Coletânea é editada a 3 de novembro e já está disponível em regime de pré-venda

A 3 de novembro, Bryan Adams presenteará os seus fãs com uma nova coletânea de êxitos, intitulada “Ultimate”. Contando com 21 temas, a coletânea inclui ainda duas novas canções, sendo que uma delas ficará disponível aos fãs que adquirirem já o álbum no regime de pré-venda nas lojas digitais.

Conhecido em todo o mundo pelas suas canções rock’n’roll de espírito positivo e pelas baladas grandiosas, Bryan Adams é um ícone de proporções épicas. Tendo já ganho vários prémios, incluindo um Grammy, um American Music Award, um Ivor Novello Award e vários Juno Awards, Adams foi ainda distinguido com a Ordem do Canadá e a Ordem da Colúmbia Britânica. Estas distinções foram-lhe entregues devido aos seus contributos para a música popular e pelo seu trabalho filantropo através da sua própria fundação, a Bryan Adams Foundation, o que é uma prova que o seu impacto na cultura pop vai muito além da música.

 

O objetivo de “Ultimate” é condensar o extenso catálogo de Bryan Adams – 13 álbuns de estúdios, 5 álbuns ao vivo, 5 compilações e mais de 75 singles – numa coletânea de 21 temas que capta a verdadeira essência da aclamada carreira deste produtor de êxitos. O disco contém alguns dos seus primeiros sucessos, como “Cuts Like a Knife” e “Run to You”, além de outros temas emblemáticos do seu repertório, como “When You’re Gone” com Melanie C e
Cloud  Number  Nine”. “Ultimate” é, sem dúvida, um objetivo imperdível à coleção de qualquer admirador da estrela de rock canadiana.

Claro que este best of de Bryan Adams não ficaria completo sem o megaêxito internacional
(Everything I Do) I Do It For You”, que só no Reino Unido se manteve em 1.º lugar do top de vendas de singles durante 16 semanas consecutivas. Fazem ainda parte êxitos como
Summer of ‘69”, “Have You Ever Really Loved a Woman?” e a sua colaboração com Rod Stewart e Sting, “All for Love”.

Além dos clássicos, “Ultimate” conta ainda com duas novas canções, “Ultimate Love” e
Please Stay”, sendo que a última fica disponível a todos os que adquirirem o álbum na pré-venda. Estes são os dois primeiros inéditos de Bryan Adams em mais de dois anos.

“Como compositor e músico, estás sempre a criar. É o que tu fazes”, disse Adams. “Por isso, embora esta seja uma coletânea ‘definitiva’, estou sempre a olhar em frente. ‘Please Stay’ e ‘Ultimate Love’ são canções que mostram como nestes tempos incertos estamos, mais do que nunca, à procura do amor.”

publicado por olhar para o mundo às 09:13 | link do post | comentar

Salão de Arte Postal, na Cooperativa Cultural Popular Barreirense

gerraepaz.jpg

 

 

Salão de Arte Postal

 

Hoje, 16 de outubro, pelas 18h00, irá inaugurar o Salão de Arte Postal, na Cooperativa Cultural Popular Barreirense.

 

O Salão será itinerante e estará patente ao público, nos seguintes locais:

De 16 a 30 de outubro | Sala de Exposição da Cooperativa Cultural Popular Barreirense | Barreiro;

De 1 a 14 de novembro | Sala/Espaço de Exposição do Agrupamento de Escolas José Saramago | Palmela;

De 16 a 30 de novembro | Sala/Espaço de Exposição do Agrupamento de Escolas de Santo André | Barreiro;

De 1 a 15 de dezembro | Sala/Espaço de Exposição do Agrupamento de Escolas de Casquilhos | Barreiro.

 

De referir que “Conhecer a Guerra Defender a Paz” é um Projeto concelhio de trabalho em rede, assente na parceria entre os Agrupamentos de Escolas do Concelho do Barreiro, a Câmara Municipal do Barreiro, o Centro de Formação das Escolas dos Concelhos de Barreiro e Moita, a Cooperativa Cultural Popular Barreirense e a RBE - Rede de Bibliotecas Escolares. Teve a duração de dois anos e procurou agregar outros parceiros a nível local e nacional.

 

Este trabalho pretendeu realizar uma ampla reflexão sobre a temática da Guerra, contribuir para o desenvolvimento de uma cidadania pela Paz e promover uma cultura para a paz.

 

CMB 2017-10-16

publicado por olhar para o mundo às 00:13 | link do post | comentar
Segunda-feira, 16.10.17

“Colors” é o novo álbum de Beck

beck.jpg

 

“Colors”, o novo álbum de Beck, chega hoje às lojas

Novo disco é produzido por Greg Kurstin e o próprio Beck 

Já descrito pela Rolling Stone como “uma explosão eufórica de pop experimental”, o 13.º álbum de estúdio de Beck, “Colors”, chega hoje às lojas. Possivelmente o título mais apropriado na discografia de Beck, “Colors” desdobra-se num arco-íris embriagante de surpresas e doces auditivos.

Colors” é o primeiro álbum de inéditos de Beck desde “Morning Phase”, de 2014, que lhe valeu o Grammy de Álbum do Ano na 57.ª cerimónia dos Grammy Awards, bem como as distinções de Melhor Álbum Rock e Melhor Engenharia de Som (Exceto Música Clássica). O álbum contribuiu ainda para que Beck fosse nomeado na categoria de Melhor Artista Masculino Internacional nos Brit Awards de 2015. Além do já revelado tema “Dear Life”, “Colors” conta ainda com os singles: “Dreams”, uma canção de verão com tons psicadélicos que a NPR descreveu como “urgentemente contemporânea e irresistivelmente vintage”, e a retro futurista “Wow”, que a NME definiu como um tema “funk selvagem brilhante”.

 

A crítica tem aclamado fortemente este regresso de Beck aos álbuns com “Colors”:

“Instantaneamente memorável… Outro marco nesta carreira fascinante e imprevisível” – Wall Street Journal

“‘Colors’ é gregário, extrovertido e comemorativo: um grande e brilhante álbum pop” – UNCUT

“‘Colors’ prova que Beck ainda é um dos inventores mais corajosos do rock” – Entertainment Weekly

“O seu melhor disco uptempo desde ‘Odelay’ ... Uma explosão de luz para nos acompanhar ao longo do inverno" – Q Magazine

Colors” foi produzido por Greg Kurstin e Beck, à exceção de “Wow”, produzida por Beck e Cole M.G.N., e “Fix Me” produzida por Beck. O álbum foi misturado por Serban Ghenea, exceto “Dreams” e “Up All Night”, que foram misturadas por Greg Kurstin e Beck.

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Já disponível em formato digital o álbum “Fénix” de Ciro Cruz

ciro cruz.jpg

 

Já disponível em formato digital o álbum “Fénix” de Ciro Cruz

 

“Fénix” é o título do quarto álbum do baixista Ciro Cruz. Conta mais uma vez com convidados ilustres, como o grande acordeonista João Barradas, o génio do Hip Hop brasileiro MC Big Papo Reto e o super talentoso Raphael Lopes, com a sua voz inconfundível. 

 

O tema que dá nome ao álbum “Fénix”, expressa a força do renascer para a vida, interpretado pela força do baixo elétrico de Ciro Cruz. 

 

"Wyza" é o single de apresentação do álbum, e é um tema tributo ao músico Angolano Wyza Kendy. Uma homenagem ao amigo!

 

"One minute" tema  produzido a partir de uma gravação solo autorizada pelo lendário baterista americano Bernard Purdie, dá um toque de jazz ao álbum.

 

"O Meu Maracatú" e "Rio de Janeiro" também são destaques e contam com o contributo dos grandes músicos Ricardo Branco, Nanã Sousa Dias, Pedro Azevedo, Nuno Tavares, Jeff Negreiros e Ivo Martins.

publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Novo álbum dos Tribalistas já nas lojas

tribalistas.jpg

 

Novo álbum dos Tribalistas já nas lojas

Disco inclui os singles “Diáspora”, “Um Só”, “Fora da Memória” e “Aliança”

O álbum que assinala o regresso de Marisa Monte, Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown com o projeto Tribalistas chega hoje finalmente às lojas em formato físico, depois de ter sido lançado inicialmente no final de agosto em formato digital.

A notícia do regresso dos Tribalistas, 15 anos após o primeiro disco, foi avançada de surpresa, para espanto de milhares de fãs que acompanharam em direto, na página do Spotify no Facebook, a apresentação deste novo álbum, homónimo. Ao todo, mais de 5,52 milhões de seguidores, em todo o mundo, acompanharam a apresentação deste novo disco.

Marisa Monte, Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown gravaram “Tribalistas” com músicos como Dadi, Cézar Mendes e Pedro Baby, sendo que a fadista portuguesa Carminho também colabora, nos temas “Os Peixinhos” e “Trabalivre”.

 

Deste novo disco são ainda conhecidos os singles “Diáspora”, “Um Só”, “Fora da Memória” e
Aliança

“Desde que fizemos o primeiro álbum que nunca deixámos de estar próximos nem parámos de compor em parceria. Mas, desta vez, sentimos que tínhamos em mãos uma coleção de canções que soavam mais potentes quando cantadas pelos três em conjunto, daí surgiu o desejo de gravar um novo álbum”, resumiu Marisa Monte.

Além do CD, este novo “Tribalistas” será também editado em DVD, que inclui imagens das gravações em estúdio de todas as canções do álbum, registadas por Dora Jobim.

Lançado em 2002, o primeiro CD/DVD dos Tribalistas vendeu mais de três milhões de cópias e tornou-se rapidamente um fenómeno de popularidade não apenas no Brasil, mas também em vários países do mundo – nomeadamente em França, Itália, Espanha, Portugal e Argentina.

publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Black Sabbath lançam “The End” a 17 de novembro

black sabbath.jpg

 

Black Sabbath lançam “The End” a 17 de novembro

“The End” regista o último concerto do grupo e é editado em DVD CD, Blu-ray CD, duplo CD e triplo vinil de 180 gramas

Há quase cinco décadas, o som do heavy metal foi forjado graças aos Black Sabbath. A banda embarcou no que Ozzy Osbourne descreve como “a aventura mais incrível que alguém poderá imaginar”, uma viagem que viria a definir todo um género.

The End”, que será lançado a 17 de novembro, capta o último destino desta aventura, um concerto de despedida inesquecível na Genting Arena, na cidade natal dos Black Sabbath, Birmingham. Filmado a 4 de fevereiro de 2017, “The End” é um registo deste grupo lendário a celebrar a sua carreira histórica, fechando assim um capítulo monumental na história do rock.

 

Entre os vários êxitos que se podem ouvir em “The End”, estão canções como “Iron Man”, “Paranoid” e “War Pigs”, num espetáculo de efeitos especiais e pirotecnia que espantou os muitos fãs presentes, tendo a banda dado um concerto muito emotivo que ficará para a história. “Uma vez que estávamos em Birmingham, esta era, obviamente, uma noite especial para nós”, disse Tony. “Foi incrível olhar para fora do palco e perceber que todas aquelas pessoas estavam ali para nos ver. Foi um sentimento incrível. Não existe nada como isso.” 

Tanto o DVD como Blu-ray incluem material bónus especial da banda a tocar várias das suas canções favoritas que não integraram o alinhamento da digressão. Estas atuações tiveram lugar nos Angelic Studios, poucos dias depois do último concerto, num registo intimista, sendo as últimas gravações de estúdio da banda. Geezer disse: “Nunca será ‘O Fim’ para mim. Sempre farei parte dos Sabbath e os Sabbath sempre farão parte de mim.”

The End” é editado a 17 de novembro em vários formatos: DVD CD. Blu-ray CD, triplo vinil de 180 gramas e numa edição deluxe limitada de colecionador. Já disponível em regime de pré-venda.

The End” é um registo de um concerto único na vida, um retrato essencial na história da música e uma despedida feita à medida destes ícones do heavy metal que foram verdadeiros inovadores.

publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

First Class Radio 

posts recentes

últ. comentários

  • Minha esposa dorme durante a relacao eu viro chego...
  • Minha esposa as vezes dorme , aí eu paro viro de l...
  • hmmm fixe! Será uma daquelas edições para colecion...
  • Interessante
  • gosto do suave tom da sua voz :)
  • Vou procurar para ouvir =)Beijinhos
  • Neste Natal só te desejo duas coisas: TUDO e NADA!...
  • Recomendadíssimo!!Para quem não conhece a sonorida...
  • Great article!

Posts mais comentados

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds



blogs SAPO