Domingo, 11.06.17

London Grammar: “Truth Is A Beautiful Thing”, o novo álbum

london.jpg

 

London Grammar: “Truth Is A Beautiful Thing”, o novo álbum, já nas lojas

Grupo britânico vai apresentar o novo disco em Portugal no Super Bock Super Rock, a 14 de julho

Acaba de chegar às lojas o muito aguardado segundo álbum de estúdio dos London Grammar, “Truth Is A Beautiful Thing”, editado com o selo Metal & Dust/Ministry of Sound.

Do álbum já são conhecidos os singles “Rooting for You”, “Big Picture” e “Oh Woman, Oh Man”, que em conjunto somam mais de 7 milhões de visualizações no YouTube/VEVO.

Tal como o álbum de estreia, “If You Wait”, este novo álbum foi composto quase exclusivamente por Hannah, Dot e Dan, que abordam nestes novos temas as muitas experiências que viveram depois de trinta meses na estrada.

 

 

O trio trabalhou com artistas como o oscarizado produtor Paul Epworth (Florence & The Machine, Bloc Party), o nomeado para os prémios Mercury Jon Hopkins (Brian Eno, King Creosote) e o produtor Greg Kurstin (Sia, Beck), bem como Tim Bran e Roy Kerr, que também trabalharam com o grupo na estreia “If You Wait”. 

Tendo sido distinguidos com o Ivor Novello Award por “Strong”, dois prémios AIM Independent Music (nas categorias de Artista Independente Revelação e Novo Artista Independente Mais Ouvido), além terem sido nomeados para os Brit Awards como Artista Revelação, o álbum de estreia dos London Grammar, “If You Wait”, vendeu quase 2 milhões de cópias em todo o mundo.

Agora regressam com “Truth Is A Beautiful Thing”, que será apresentado em Portugal, no próximo dia 14 de julho, no festival Super Bock Super Rock.

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar
Sexta-feira, 09.06.17

30 anos de “Hysteria”, dos Def Leppard, celebrados com reedição a 4 de agosto

deff leppard.jpg

 

30 anos de “Hysteria”, dos Def Leppard, celebrados com reedição a 4 de agosto

Reedição estará disponível em vários formatos: “Super Deluxe” – 5CD 2DVD; “Deluxe” – 3CD; “Standard” – 1CD; e 2LP

Ícones lendários do rock’n’roll britânico, os Def Leppard vão celebrar o 30.º aniversário do seu álbum seminal, “Hysteria”, um dos mais bem vendidos e influentes na história recente da música, com o lançamento de “Hysteria (Remastered 2017)”, a 4 de agosto. Esta edição de aniversário remasterizada estará disponível em váriosformatos: “Super Deluxe” – 5CD 2DVD; “Deluxe” – 3CD; “Standard” – 1CD; duplo LP e ainda uma edição limitada em 2LP coloridos. A reedição revela lados b, temas ao vivo e outros temas extra, como “In the Round In Your Face (Live)”, disponível agora pela primeira vez em CD!

“É difícil acreditar que já passaram 30 anos desde o lançamento de ‘Hysteria’… em muitos aspetos, parece mesmo que foi ontem. Por isso, para assinalar este feito, quisemos fazer algo muito especial para os nossos fãs e dar-lhes a versão definitiva do álbum, uma que incorpore todas as memórias e macos históricos que captámos em fita e alguma da loucura que vivemos na estrada. Espero que isto signifique tanto para vocês como para nós” – Joe Elliot

 

 

“Olho para trás, para toda a experiência do ‘Hysteria’, com entusiamo e com algumas memórias ternas e trágicas. Foi o nosso zénite comercial graças à persistência do Mutt Lange em criarmos um híbrido artístico entre hard rock e a música pop, recorrendo a todos os géneros disponíveis como inspiração. Foi um álbum de rock que granjeou sete singles de sucesso. Missão cumprida.” – Phil Collen.

Disco de audição essencial para fãs de todo o mundo, “Hysteria” é, indiscutivelmente, um dos álbuns rock mais celebrados de todos os tempos, tendo vendido mais de 30 milhões de cópias em todo o mundo.

Entre os vários formados em que esta reedição estará disponível, destaque-se a edição Super Deluxe, composta por 5CD, 2DVD e quatro livros – “Story Of”, um livro de fotografias de Ross Halfin, “Discography”, “Hysteria Tour Program” e “Tour Poster”.

Com mais de 100 milhões de álbuns vendidos em todo o mundo, e dois reputados Diamond Awards nos EUA, os Def Leppard - Joe Elliott (voz), Phil Collen (guitarra), Rick "Sav" Savage (baixo), Vivian Campbell (guitarra) e Rick Allen (bateria) – continuam a ser uma das forças mais importantes da música rock. Ao longo da sua carreira, a banda produziu uma série de álbuns clássicos e inovadores que elevaram a fasquia para as futuras gerações de fãs e artistas. Os concertos espetaculares do grupo e o seu arsenal de êxitos são sinónimo do seu nome, contribuindo para que os Def Leppard sejam considerados uma instituição na indústria da música e dos concertos ao vivo. Atualmente, a banda encontra-se a dar uma digressão esgotada na América do Norte.

publicado por olhar para o mundo às 09:13 | link do post | comentar

“Witness” é o novo álbum de Katy Perry

katty.jpg

 

“Witness”, o novo álbum de Katy Perry, lançado esta sexta-feira

Disco está disponível em regime de pré-venda com os singles “Swish Swish”, “Chained to the Rhythm” e “Bon Appétit”

O aguardado novo álbum de Katy Perry, “Witness”, está disponível em regime de pré-venda, sendo editado já esta sexta-feira. Os fãs que fizerem já a sua reserva do álbum em formato digital recebem imediatamente os singles “Swish Swish (feat. Nicki Minaj)", o platinado “Chained to the Rhythm (feat. Skip Marley)” e “Bon Appétit (feat. Migos)”.

Recentemente, Katy foi a principal convidada do talk-show “The Tonight Show Starring Jimmy Fallon, tendo também atuado no último episódio da mais recente temporada do programa televisivo “Saturday Night Live”. A cantora também apresentou no “The Late Late Show Carpool Karaoke Primetime Special 2017”.

Entretanto, foi anunciada a digressão mundial de promoção a “Witness”. A “Witness: The Tour” arranca em setembro nos Estados Unidos, chegando à Europa em maio do próximo ano, onde se vai manter final de junho de 2018.

Entre algumas das principais datas desta digressão mundial, destacam-se dois concertos em Nova Iorque – a 2 de outubro no Madison Square Garden e a 11 de outubro no Barclays Center – e ainda um concerto no Staples Center, em Los Angeles, a 7 de novembro.

Katy estreou-se na Capitol Records em 2008 com “One of the Boys”, depois de assinar pela editora em 2007. Cimentou o seu estatuto de superestrela global com o álbum seguinte, “Teenage Dream” (2010). “PRISM”, o álbum de 2013, entrou para o n.º 1 dos tops do iTunes em 100 países e vendeu mais de 12,5 milhões álbuns em todo o mundo. Com os singles “Firework” e “Dark Horse” a ultrapassarem, cada um, os 10 milhões de vendas e streams, Katy é a primeira artista feminina a conquistar dois RIAA Digital Single Diamond Awards. Nos 10 anos que se manteve com a Capitol, ultrapassou os 18 mil milhões de streams, além das vendas ajustadas de álbuns somarem as 40 milhões de unidades e 125 milhões de temas. É ainda a pessoa com mais seguidores no Twitter em todo o mundo. Katy atuou para mais de dois milhões de pessoas durante a digressão de 151 datas “Prismatic World Tour”, além de ter atuado no Super Bowl, sendo a sua atuação a mais vista de sempre na história do evento.

 

 

publicado por olhar para o mundo às 00:13 | link do post | comentar
Quinta-feira, 08.06.17

Joana Serrat em concerto no Saídos da Caixa (CCC Caldas da Rainha)

joana serrat.jpg

 

Joana Serrat

8 junho @ Saídos da Caixa, CCC Caldas da Rainha

 

Desta vez trazemos ao Saídos da Caixa, evento da CCC Caldas da Rainha no dia 8 de junho, uma das mais interessantes e premiadas cantautoras espanholas, Joana Serrat.

Em 2016 Joana lançou o álbum "Cross the Verge" produzido por Howard Bilerman (nomeado aos Grammy pelo disco "Funeral" dos Arcade Fire), gravado nos estúdios Hotel2tango em Montreal (Godspeed You Black Emperor entre outros) e onde participam músicos como Neil Halstead (Slowdive e Mojave 3).

Nas palavras da cantora, este disco traz-nos o sentimento de perda, o dar tudo para que uma relação se fortaleça e perdure, que de repente também se perde como se de um tornado se tratasse.

Joana conta com o prémio Pop-Eye para melhor álbum nacional para o seu disco de 2014, "Dear Great Canyon". Se "Dear Great Canyon" representava a “vida feliz” de Joana Serrat, "Cross the Verge" encontra a autora na fase descendente desse sentimento e na sua jornada a caminho da reconquista do seu espaço emocional.

 

 

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

PJ Harvey e Ramy Essam gravam juntos single inédito: “The Camp”

pj.jpg

 

PJ Harvey e Ramy Essam gravam juntos single inédito: “The Camp”

Receitas da canção revertem para ajudar crianças no vale libanês de Bekaa

PJ Harvey e o artista egípcio Ramy Essam juntaram-se para compor e graver “The Camp”, um tema que esperam que aumente a conscientização e o apoio muito necessário para a saúde e o bem-estar educacional das crianças deslocadas no Vale Bekaa do Líbano.

The Camp” será lançada em formato digital já esta sexta-feira, 9 de junho. Harvey e Essam gravaram o tema em Bristol com John Parish, colaborador de longa data de Harvey, que produziu e misturou o tema, além de tocar bateria e guitarra. Os artistas vão doar todos os lucros líquidos da canção para a Beyond Association, no Vale Bekaa, uma organização não-governamental libanesa. A Beyond Association fornece serviços como o acesso à educação, aos cuidados de saúde e ao apoio psicossocial, principalmente através de terapia artística, neurofisioterapia e atividades recreativas.

“É difícil compreender a escala da crise no Líbano, um país de 4 milhões que recebeu 1 milhão de refugiados sírios”, afirma o fotojornalista Giles Duley, cujas fotografias fazem parte do vídeo oficial, com montagem de Rick Holbrook. “A infraestrutura do país está a chegar ao seu limite, e em nenhum lugar essa situação é mais desesperada do que no Vale Bekaa. No entanto, existem algumas organizações incríveis a fazer um trabalho incrível, efetivo e abnegado no terreno, e de todas as ONGs que documentei, nenhuma me impressionou mais do que a Beyond. Visitar as suas escolas e testemunhar os seus programas é ver a esperança - e isso é algo que temos de apoiar.”

 

Discutindo como o projeto se concretizou, PJ Harvey explica como instintivamente soube que queria colaborar com Essam, fosse para contribuir para um dos seus projetos em curso ou para algo completamente novo. “Comecei a reunir ideias em papel e enviei-lhe maquetes de duas ou três canções”, lembra Harvey. Uma dessas canções tornou-se em “The Camp”.

Ao discutir o assunto do tema, Ramy Essam fala das suas experiências durante a revolução nas ruas do Egito. “Lidei com lutas, espancamentos, tortura e perda de amigos", explica. Enquanto a luta de Essam continua, fala com carinho da oportunidade única de trabalhar com PJ Harvey. "É uma pessoa humilde e uma artista verdadeira que só em sonhos poderia imaginar conhecer - e agora estou a cantar com ela por uma causa importante, pela humanidade", disse Essam sobre a colaboração. "Foi uma honra trabalhar com PJ Harvey, e achei muito inspirador. Deu-me a oportunidade de, durante um bocado, viver o meu sonho.”

“Quando Polly e Ramy me pediram para criar algumas imagens para ‘The Camp’, não tive dificuldades em escolher que fotografias queria usar”, diz Giles Duley. “No meu trabalho, documentei os efeitos do conflito e do desastre humanitário em todo o mundo, mas poucos tiveram um impacto tão grande em mim como o drama humano que presenciei na ilha de Lesvos em 2015. Pensei que já tinha visto tudo, mas posso dizer honestamente que nunca me senti tão assoberbado como pelo drama humano que presenciei ao passar por essas praias. A sua grande escala foi difícil de compreender; a falta de resposta é impossível de explicar ou de desculpar. Então, são essas imagens das praias e da viagem dos refugiados da Grécia para a Alemanha que usamos no vídeo de ‘The Camp’.”

publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar
Quarta-feira, 07.06.17

“One Love Manchester”: Mais de 11 milhões de euros foram arrecadados em concerto de beneficência

one love.jpg

 

“One Love Manchester”: Mais de 11 milhões de euros foram arrecadados em concerto de beneficência

Ariana Grande reeditou recentemente “One Last Time” como um single de beneficência. Todas as receitas da venda da canção revertem para o fundo “We Love Manchester Emergency”

Milhares de espectadores em todo o mundo ligaram-se no passado domingo ao concerto de beneficência “One Love Manchester”, que teve lugar no Emirates Old Trafford, encabeçado por Ariana Grande e amigos em homenagem às vitimas e famílias que foram tragicamente afetadas pelo ataque de Manchester.

O concerto, que esgotou em poucos minutos, contou com uma plateia de 50 mil pessoas que viram alguns dos maiores artistas do mundo a juntarem-se em menos de uma semana para, juntos, realizaram um espetáculo ao vivo único.

Muitos aplaudiram fortemente quando esse nome supremo da pop que são os Take That brindaram o público com “Shine”. O trio interpretou uma trindade de êxitos antes de chamar ao palco Robbie Williams que atualizou a letra da canção “Strong” com um canto épico: “Manchester – we’re strong! We’re strong.” A noite teve vários momentos emotivos, particularmente quando Ariana se juntou ao Parrs Wood High School Choir para uma interpretação emotiva do seu single “My Everything”.

Ao longo de todo o espetáculo deram-se encontros surpreendentes. Ariana Grande juntou-se aos Black Eyed Peas para uma interpretação especialmente acutilante do sucesso “Where Is The Love” e Pharrell convidou Miley Cyrus para a ajudar a animar o público durante o êxito “Happy”. Ariana fez ainda uma versão especial de “Don’t Look Back With Anger”, dos Oasis, com Chris Martin. Depois de muita especulação durante a semana, Liam Gallagher apareceu de surpresa em palco para atuar no concerto de beneficência.

O elenco completo de “One Love Manchester” juntou-se no final a Ariana para interpretar “One Last Time”, que acaba de ser reeditado como um single de beneficência, sendo que as receitas das vendas a nível mundial revertem para o fundo We Love Manchester Emergency.

 

 

publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Luis Fonsi: voz de "Despacito" atua em Portugal

luiz fonsi.jpg

 

Luis Fonsi: voz de "Despacito" atua em Portugal a 18 e 19 de julho

Luis Fonsi sobe ao palco do Campo Pequeno (Lisboa) no dia 18 e um dia depois segue para o Pavilhão Multiusos de Gondomar

Despacito” é o verdadeiro hino de 2017. A canção de Luis Fonsi e Daddy Yankee está nas bocas do mundo e já originou, inclusivamente, parcerias muito bem-sucedidas com a superestrela pop Justin Bieber. Há muito que se aguarda com grande expectativa a estreia em palcos nacionais de Luis Fonsi, que acontecerá finalmente já no mês de julho.

O músico vai apresentar “Despacito” e outros grandes êxitos no dia 18 de julho no Campo Pequeno, em Lisboa, e um dia depois no Pavilhão Multiusos de Gondomar.

Despacito” é um fenómeno global imparável. O vídeo deste tema, realizado por Carlos Perez/Elastic People soma mais de 1,7 mil milhões de visualizações, sendo ainda o vídeo que, na história do YouTube, mais rapidamente ultrapassou a marca das 1,5 mil milhões de visualizações. Já a versão de “Despacito” que junta Luis Fonsi e Daddy Yankee a Justin Bieber já conta com 250 milhões de visualizações no YouTube.

 

No Spotify o single acumula cerca entre 10,5 e 11 milhões de streams diários, sendo que a versão com Justin Bieber encontra-se há um mês em 1.º lugar no top Spotify Global. O single atingiu ainda o 1.º lugar do top de vendas do iTunes em 16 países.

Fonsi afirmou sentir-se “profundamente grato pela grande aceitação que tem tido este tema e feliz por poder partilhar este grande êxito com o meu colega e amigo Daddy Yankee. ‘Despacito’ é uma homenagem à minha terra, Porto Rico, ao seu ritmo e sabor, e enche-me de orgulho saber que estamos a contagiar tantas pessoas em todo o mundo com a nossa música e alegria.” 

Despacito” foi composto por Fonsi e Daddy Yankee em colaboração com a compositora Erika Ender, tendo sido produzido por Andrés Torres e Mauricio Renginfo.

Este e muitos outros sucessos de Luis Fonsi vão abrilhantar a muito aguardada estreia do músico em Portugal: 18 de julho no Campo Pequeno e 19 de julho no Pavilhão Multiusos de Gondomar. A não perder!

publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

“hopeless fountain kingdom”, o novo álbum de Halsey

hopeless.jpg

 

“hopeless fountain kingdom”, o novo álbum de Halsey, já nas lojas

Vídeo do novo single, “Now Or Never”, soma quase 81 milhões de streams no Spotify

Halsey, a multiplatinada artista revelação da pop alternativa, acaba de lançar o seu segundo álbum de estúdio, “hopeless fountain kingdom”. “hopeless fountain kingdom”, que conta com produção executiva de Halsey, Benny Blanco, Greg Kurstin, Lido e Ricky Reed, conta com convidados como Quavo, Lauren Jauregui e Cashmere Cat.

“A Halsey podia escrever uma letra a dizer que estava no meu frigorífico e, mesmo assim, isso iria soar poético”, diz Benny Blanco, que produziu o primeiro single, “Now Or Never”. “Ela tem a proeza de te conseguir fazer rir e chorar ao mesmo tempo e fazer com que tudo isso seja natural.”

Now Or Never” acaba de atingir a marca de Ouro no mercado norte-americano. “hopeless fountain kingdom” será apresentado ao vivo ao longo deste ano, numa digressão que arranca a 29 de setembro e na qual Halsey estará acompanhada de PartyNextDoor e Charli XCX. Enquanto isso, o processo criativo deste álbum foi muito estimulante.

 

“[Halsey] tem um ponto de vista muito marcado e ela dedica mesmo muito pensamento e muito cuidado nas suas letras”, diz o produtor Greg Kurstin. “Compor com ela foi inspirador.”

“Não tinha ideia o quão incrível como compositora era a Halsey antes de nos conhecermos”, reforça o produzir Ricky Reed. “Normalmente ela chegava e descrevia uma cena visual louca: ‘Imagino o Jimi Hendrix a solar numa Catedral Roaman, com a luz a atravessar os vitrais e ele com uma camisa havaiana.’ Alimento-me desse tipo de inspiração”, diz Reed. “O que fazia era que começava a construir a canção a partir dessa visão e quando eu eu terminava ela já tinha as letras para o tema. Para mim, ela é brilhante e uma verdadeira lenda viva.”

Após atuações no “The Tonight Show starring Jimmy Fallon” e nos Billboard Music Awards, Halsey atuará a 8 de junho no “The Late Show with Stephen Colbert” e a 9 de junho no “The Today Show”.

Até à data, “Now or Never” soma mais de 81 milhões de streams no Spotify e 22 milhões de visualizações combinadas no YouTube/VEVO. “Eyes Closed”, o single que se sucede, já gerou 9,2 milhões de streams no Spotify. Já na semana passada, o tema “Strangers (feat. Lauren Jauregui)” cativou a atenção dos ouvintes e granjeou um grande apoio de publicações como a “Elle”, “Spin” ou “Billboard”.

Halsey chegou ao reinado da cultura pop em 2015 com o álbum “Badlands”, do qual foram retirados cinco singles que atingiram marca de ouro e platina. O disco entrou diretamente para o 2.º lugar do Billboard Top 200 e chegou à marca de platina em menos de um ano. Halsey esgotou arenas por onde passou e este ano foi nomeada para os Grammys na categoria de Melhor Performance Pop de um Duo/Grupo com “Closer”, êxito feito em parceria com os The Chainsmokers que recebeu sete platinas. O seu reinado continua com “hopeless fountain kingdom”.

publicado por olhar para o mundo às 09:13 | link do post | comentar
Terça-feira, 06.06.17

Ice Cube: Ícone da rap da West Coast assina pela Interscope Records e reedita “Death Certificate”

ice cube.jpg

 

Ice Cube: Ícone da rap da West Coast assina pela Interscope Records e reedita “Death Certificate”

Reedição do álbum “Death Certificate” inclui três novos temas, entre eles o single “Good Cop, Bad Cop”, e está disponível em pré-venda

A Interscope Records acaba de anunciar que assinou contrato com Ice Cube, autêntico ícone do rap da West Coast. Conhecido por ser uma das figuras mais importantes da história do rap, Ice Cube começou a sua carreira com o célebre grupo N.W.A., há duas décadas. No pico do sucesso do grupo, Ice Cube decidiu sair da formação e começar uma carreira a solo. Com mais de 10 milhões de álbuns vendidos até à data, Cube junta-se à editora depois de vários anos a lançar música de forma independente através da sua Lench Mob Records, através da qual saiu em 2006 “Laugh Now, Cry Later”, que atingiu a marca de Ouro no mercado norte-americano.

O primeiro projeto desta parceria é uma edição do 25.º aniversário do altamente controverso segundo álbum de Ice Cube. “Death Certificate: 25th Anniversary Edition” será editado a 9 de junho. Esta reedição incluirá três novas canções: “Only One Me”, “Dominate the Weak” e o single “Good cop, Bad Cop”. Lançado originalmente a 29 de outubro de 1991 e produzido por OG Cube, Sir Jinx e Boohiemen (DJ Pooh, Bobcat e Rashad Coes), esse álbum incendiário atingiu o n.º 1 da tabela da Billboard de Álbuns de R&B/Hip Hop e vendeu mais de cinco milhões de cópias em todo o mundo, sendo um retrato tudo da vida no bairro de South Central, em Los Angeles, através dos olhos de um dos maiores e melhores contadores de histórias do rap.

 

 

Gravado pouco depois do espancamento de Rodney King em 1991, Cube contextualiza a dureza que caracteriza “Death Certificate”, declarando um “estado de emergência” e dividindo este opus de 20 temas em duas partes. “The Death Side é um espelho de onde estamos hoje, enquanto ‘The Life Side’ representa uma visão para onde precisamos de ir.” O tom revolucionário do álbum é estabelecido logo no tema de abertura "The Wrong Ni*** To F*** Wit".

Na época o álbum esteve envolto em controvérsia, tendo sido alvo de críticas da ativista Angela Davis, do Simon Wiesenthan Center (organização judaica de direitos humanos) e até do estado de Oregon, que tornou o disco ilegal, mas “Death Certificate” acabou por ser considerado uma obra-prima, sendo que Ice Cube foi aclamado pelos seus comentários sociopolíticos incisivos. Vinte e cinco anos depois, Cube afirma que o álbum se mantém relevante. “Infelizmente, a nossa comunidade está a lidar com muitos dos mesmos problemas”, diz. “Só espero que os jovens millenials que se sentem sem forças possam canalizar a sua raiva e frustração ao ouvir este disco.”

Death Certificate: 25th Anniversary Edition” está a partir de hoje disponível em regime de pré-venda. Quem fizer a reserva recebe imediatamente uma das canções inéditas, “Only One Me”.

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Lorde desvenda novo single: “Perfect Places”

lorde.jpg

 

Lorde desvenda novo single: “Perfect Places”

“Melodrama”, o segundo álbum de Lorde, chega às lojas a 16 de junho. Já disponível em regime de pré-venda

Depois de uma intensa atuação no Big Weekend da Radio 1, no Reino Unido, e aproximando-se da data de lançamento do seu segundo álbum, “Melodrama”, Lorde revela hoje um novo single deste tão aguardado disco, “Perfect Places”. Este tema eufórico serve de cenário para um verão descontraído, sendo um verdadeiro hino para todos os que são jovens de coração. “Perfect Places” já se encontra disponível.

Este ano, Lorde vai encabeçar os cartazes de alguns dos principais festivais de música, como Glastonbury, Governors Ball, Bonnaroo, Lollapalooza, Rsokilde, Outside Lands, Life Is Beautiful, e outros.

Perfect Places” foi coproduzida por Lorde. “Melodrama” está disponível em regime de pré-venda, sendo que quem fizer já a sua reserva do álbum recebe imediatamente o tema “Liability”, produzido por Lorde e Jack Antonoff, e o primeiro single deste disco, “Green Light”, produzido por Lorde, Jack Antonoff e Frank Dukes.

Em 2013, a jovem de 16 anos Lorde confirmou-se calmamente, mas com confiança, como a voz de uma geração com o seu álbum de estreia, “Pure Heroine”. O álbum atingiu a marca de tripla platina, vendendo mais de 4 milhões de discos em todo o mundo, além de ter sido premiado com dois prémios Grammy e um prémio BRIT. Do álbum foram ainda retirados os singles “Royals” (um sucesso internacional que foi sete vezes platina) e “Team” (quádrupla platina).

Em 2014, Lorde atuou com os Nirvana na cerimónia do Rock and Roll Hall of Fame e no ano passado fez também a curadoria da banda sonora oficial do filme “The Hunger Games: A Revolta – Parte 1” e gravou o tema “Yellow Flicker Beat” como o single principal. Este ano, Lorde regressou finalmente à música com o single “Green Light”, do muito aguardado segundo álbum, com data de lançamento marcada para 16 de junho.

 

 

publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

First Class Radio 

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds



blogs SAPO