CMB acaba de colocar à venda a 2ª edição do catálogo “O Regresso das Bandeiras”

o regresso das bandeiras.jpg

 

CMB acaba de colocar à venda a 2ª edição do catálogo “O Regresso das Bandeiras”

 

A Câmara Municipal do Barreiro acaba de colocar à venda a 2ª edição do catálogo “O Regresso das Bandeiras”, publicação de suporte à exposição temporária com o mesmo nome, realizada em parceria com o Arquivo Nacional/Torre do Tombo que, durante o ano de 2016, levou ao Espaço Memória perto de 3 milhares de visitantes, num evento que deu relevo a um acontecimento da história do Barreiro e hoje, sabemo-lo, da história nacional, até então pouco estudado e conhecido. Tratou-se da “Jornada de Agitação e Luta contra a Ditadura Salazarista, a Guerra e o Fascismo”, que culminou com a colocação de várias bandeiras vermelhas em vários pontos da Vila do Barreiro no dia 28 de Fevereiro de 1935.

 

O catálogo tem o preço de 7,5 € e pode ser adquirido no Espaço Memória, na Biblioteca Municipal do Barreiro, no Auditório Municipal Augusto Cabrita e no Posto  de Turismo da Câmara Municipal do Barreiro. 

Recorde-se que este catálogo - cujo trabalho de investigação histórica e conteúdos foi da responsabilidade técnica municipal Rosalina Carmona, com conceção, design e logótipo criado pela empresa WeenOne - foi lançado pela primeira vez a 19 de novembro de 2016 no Espaço Memória, tendo esgotado rapidamente. Na ocasião, Carlos Humberto de Carvalho, Presidente da Câmara Municipal do Barreiro, disse que a Autarquia cumpria “uma obrigação, um dever, uma homenagem à nossa Terra que tanto admiramos. O Barreiro não esquece o terror do período de ditadura e os que lutaram pela liberdade, democracia e pelo futuro”.

Neste sentido, “O Regresso das Bandeiras” visa homenagear e destacar todos os que lutaram. “É função dos poderes públicos preservar essa memória”, considerou.

“Queremos assumidamente tomar partido pela Democracia, pela Liberdade”, salientou o Autarca, considerando que “é preciso não desistir, é necessário definir estratégias de defesa dos Direitos e da Liberdade, semear a esperança, construir um tempo novo. Os povos merecem bem-estar, desenvolvimento, Paz e Liberdade”.

 

CMB 2017-07-25

publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar