Mona e Outros Mares lança seu primeiro videoclipe - "Lounge"

mona.jpg

 

 

"Lounge" é o primeiro videoclipe do projeto Mona e Outros Mares, que conta com Alice Marcolino nos vocais, nas composições e na performance cênica e corporal em palco, Camilla Merlot com arranjos de baixo e Leonardo Fazio com arranjos de guitarra. A música do clipe é faixa do EP "Entre Espelhos", lançado virtualmente pelo Lezma Records.

 

Para começar a falar desse vídeo, não dá para não tocar no assunto que é tema da letra da música e que atravessou todo o processo criativo e de produção: a união entre pessoas para transformar o mundo em sua sala de estar. Em “Lounge”, 4 garotas - Alice Marcolino, Camilla Merlot, Gabrielle Joie e Marina Cortes Calle - se reúnem em sua sala de estar para realizar um ritual pagão e invocar uma entidade - Alma Negrot - que lhes conduz ao êxtase e ao gozo de seus corpos, de sua arte, de sua sexualidade e de sua potência perante o mundo. As roupas que vestem todas essas bruxas nas cenas internas foram emprestadas pelo Brechó Itinerante, que tem um acervo maravilhoso e que ajuda com frequência artistas LGBT de São Paulo. Todas essas artistas trabalharam em parceria, pois acreditavam no que estava sendo feito. A união entre artistas é capaz de resultados incríveis, e esse videoclipe não teria sido nada do que foi sem a união entre essas pessoas. Quando todos estão inspirados e tocados por uma ideia, a magia acontece: e o clipe é justamente sobre isso. Tínhamos um orçamento contadíssimo, e foram gastos um total de R$250,00 para a realização do videoclipe com cenografia, alimentação e deslocamentos. As locações foram a casa da própria artista, o terraço de uma amiga e a rua.

 

Ainda falando em união, não podemos não citar o nome de Sillas Henrique. Desde 2015, quando a faixa “Lounge” ficou pronta, Sillas e Alice conversaram e trocaram ideias sobre o clipe. Sonharam e sonharam, gestaram tudo por dois anos, e apenas em 2017 é que conseguiram disposição, tempo, energia e recursos para realizar a tal ideia. Acrescentou-se ao projeto Tom Custódio, outro cantor da cena paulistana, que tem um estilo bastante diferente de Mona e Outros Mares. A ideia é que os dois fizessem clipes cíclicos, de modo que um terminasse onde o outro começa e vice-versa: um não necessariamente viria antes do outro, estariam encadeados pelas imagens e mensagens que transmitem, gerando um ciclo que nunca acaba. “Pânico” e “Lounge” são dois lados de uma mesma moeda que não para de girar.

 

Ou seja, para além de estar na temática da letra, da narrativa do vídeo e da estética escolhida, a união é a base fundamental que sustenta “Lounge”. Agora que o vídeo está no mundo, esperamos que ele inspire novas salas de estar. Pois é essa a nossa principal razão de fazer arte.

 

 

publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar