Pela 1º vez, Ana Muller disponibiliza canções antigas para streaming

ana muller.jpg

 

Pela 1º vez, Ana Muller disponibiliza canções antigas para streaming
Faixas como “Fragmentar” e “Roseira” fazem parte da coletânea “2012-2016”

 

Após alcançar os seus primeiros dois milhões de audições nas plataformas de streaming apenas com seu EP de estreia, a capixaba Ana Muller lança a coletânea “2012-2016”, contendo as faixas mais pedidas pelos fãs e que ainda não haviam sido distribuídas digitalmente, como “Fragmentar”, “Roseira”, “Me Olha” (com participação de Rodrigo Alarcon) e “Sorte”.

Todas as canções já faziam parte de seus shows e podiam ser ouvidas apenas no Youtube e no Soundcloud, as primeiras plataformas usadas pela cantora para se divulgar no início da carreira, e onde alcançou 13 milhões de audições nos primeiros anos. As dez faixas selecionadas para o registro foram compostas pela própria cantora e estão disponíveis pela primeira vez no Spotify, Deezer, Napster, Tidal, Apple Music, iTunes e Google Play, com edição e masterização especial assinada por Rodrigo Miguez no Estúdio Mira, no Rio de Janeiro, respeitando as limitações das gravações caseiras e originais feitas em equipamentos rudimentares.

“Eu vivi com depressão por treze anos e finalmente consegui vence-la ao fim de 2016. Estas músicas fazem parte de um período diferente não só da minha carreira, mas do que eu entendia de mim mesma. Olho para elas com carinho e fico muito feliz de poder dividir essa superação com meus fãs”, revela a cantora de 25 anos.

Apesar disso, este trabalho não constitui um álbum e nenhuma destas canções está descartada para fazer parte do tracklist do primeiro long play da artista, previsto para meados de 2018 pelo selo Garimpo, braço fonográfico da página Brasileiríssimos, que conta até o momento com nove milhões de fãs no Facebook.

Ainda para este ano, Ana pretende lançar um clipe e continuar com a turnê de divulgação do EP auto intitulado lançado no início de 2017, que já passou por 16 estados e deverá investir no interior do país e em capitais ainda não visitadas no primeiro semestre do ano.

 

 

publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar