Quinta-feira, 08.01.15

Cine-Teatro de Estarreja - CTE assinala a chegada do Ano Novo ao estilo vienense

concerto.jpg

 

 

CTE assinala a chegada do Ano Novo ao estilo vienense

 

Estarreja dá as boas-vindas a 2015 ao estilo de Viena com o Grande Concerto de Ano Novo da Original Johann Strauss Orchestra e Strauss Festival Ballet Ensemble. Este domingo, dia 11 de janeiro, pelas 17h, o CTE veste-se de dourado e recebe cerca de 30 músicos e bailarinos num programa de duas horas recheado pelas mais belas valsas, polcas e marchas do austríaco Johann Strauss II (1825-1899).

 

Grande Concerto de Ano Novo carrega a elegância do tradicional momento musical que assinala a chegada de cada ano na capital austríaca. Interpretadas pelos músicos da Original Johann Strauss Orchestra, a valsa Danúbio Azul, uma das obras orquestrais mais conhecidas de todos os tempos, e a festiva marcha Radetzky não vão falhar o alinhamento, captando a essência da obra de Strauss. Neste espetáculo, a Strauss Festival Ballet Ensemble encarrega-se do corpo de baile, mostrando o encanto das coreografias e romantismo do vestuário, capazes de levar os espetadores numa viagem ao universo glamouroso de Viena.

De regresso a Portugal, esta prestigiada formação inclui o Cine-Teatro de Estarreja na sua digressão europeia. Os bilhetes para o Grande Concerto de Ano Novo encontram-se à venda nos locais habituais (Bilheteira CTE, site da Bilheteira Online, lojas Fnac, CTT e El Corte Inglés).

 

DOM 11 JAN 17H00
Grande Concerto de Ano Novo
The Original Johann Strauss Orchestra e Strauss Festival Ballet Ensemble
[MÚSICA] 25€ Plateia | 20€ Balcão /
/ 22,5€ Plateia | 18€ Balcão (Cartão Amigo, Cartão Sénior eJovem Municipal)

Concerto com Babysitting

+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__

publicado por olhar para o mundo às 21:17 | link do post | comentar
Quarta-feira, 15.10.14

ACERT - NAJLA SHAMI - Concerto OuTonalidades

 Auditório 1 Data/Hora:  Sáb, 25 out'14 às 21h45

 

NAJLA SHAMI
(Galiza | Palestina)
Concerto OuTonalidades


Preço: 5/7,5 * €

Compositora galaico-palestiniana procura o diálogo entre as suas origens e as suas referências atuais

Cantora e compositora nascida em Compostela, filha de três culturas: palestiniana, galega e argentina, cresceu entre Galiza e Kuwait. Interessada pela música desde a infância, começa a estudar e cantar com 9 anos, fazendo parte de diversos coros polifónicos e formações de música tradicional galega. Nessa altura cria as suas primeiras canções, mas é aos 17 anos, idade em que começa a tocar a guitarra, quando as suas composições se tornam mais pessoais e a sua voz vê-se influenciada por estilos como o jazz, funk e world music.
Gradualmente incorpora novas influências na sua linguagem, achegando sonoridades de Portugal, Brasil e África que mistura com as suas raízes e com o jazz, e imprime uma profunda pegada na sua evolução.
(…) Ela mesma destaca como valor da sua música o seu ecleticismo, e é precisamente essa abertura a todos os estilos que dá à sua música uma frescura e uma originalidade que a faz diferente a outras propostas.

Bibliosons – 21/10/13

Preço:
7,50€ / Associado: 5€ / Descontos: 6€ / Desempregado: 2,50€

 Auditório 1
Data/Hora:  Sáb, 25 out'14 às 21h45

Ficha Técnica


Najla Shami: voz e calimba
Sérgio Tannus:
guitarra, cavaquinho, percussões e coros
Pedro Pascual:
Acordeão diatónico e mandola

Espetáculo integrado no 18º Outonalidades circuito português de música ao vivo organizado pela D’Orfeu.

publicado por olhar para o mundo às 22:38 | link do post | comentar
Quarta-feira, 28.05.14

Os R5 vêm a Portugal e os Like Us vão fazer a 1ª parte!

R5

 

Os R5 vêm a Portugal e os Like Us vão fazer a 1ª parte!

Os R5 estão em digressão com a sua "Louder World Tour"  e vão atuar em Lisboa no dia 14 de junho no Coliseu dos Recreios e em Braga no dia 15 de junho no Teatro Circo.

Os Like Us, banda portuguesa que lançou recentemente o seu álbum de estreia, vão fazer a 1ª parte.

Os R5 são uma banda composta pelos irmãos Riker, Rocky, Ross e Rydel Lynch. A banda ganhou notoriedade pelo papel recorrente de Riker Lynch na série Glee, e pelo protagonismo de Ross Lynch em “Austin & Ally“ e em “Teen Beach Movie”, duas produções da Disney. No passado dia 7 de Abril, os R5editaram o primeiro álbum “Louder",   no qual os singles "Pass Me By"  e "(I Can't) Forget About You"  têm o maior destaque.

A banda pop portuguesa Like Us vai fazer a primeira parte do concerto, naquela que será a sua primeira apresentação ao vivo, antes dos R5 no Coliseu de Lisboa.

Lançaram o single de apresentação, "You Mean The World to Me",  há cerca de dois meses  e desde a então a banda tem provado ser o novo fenómeno da pop em Portugal: o vídeo está perto de alcançar as 150,000 visualizações e a página de facebook dos  Like Us  já ultrapassou os 15,000 likes.

Podemos ouvi-los no "Sol de Inverno", a novela campeã de audiências transmitida pela SIC,  com duas músicas -  "Assim Não Consigo Viver"  e"The Signs",  dois momentos que mostram a versatilidade da banda. Além do videoclip oficial, a banda mostrou um pouco mais com o  Medley  onde dão a conhecer alguns dos temas que fazem parte do álbum homónimo.

O disco de estreia dos Like Us foi editado no dia 28 de Abril e é um disco Cidade FM.


Site Oficial
Facebook
Twitter

Like Us - Facebook 
Like Us Twitter

publicado por olhar para o mundo às 21:36 | link do post | comentar
Quarta-feira, 11.12.13

Concerto 11 de Dezembro Festival Música Viva 2013

Festival música viva 2013


Espaço-tempo da música portuguesa contemporânea e afirmação da sua vitalidade; plataforma de circulação e confronto de ideias e de estéticas.


Os dois primeiros concertos do Festival Música Viva 2013, Gerações em Diálogo, terão lugar já amanhã, a 11 de Dezembro com início às 19h00 no Teatro Municipal São Luiz em Lisboa.


Gerações em Diálogo põe em perspectiva música de novíssimos compositores portugueses e intérpretes, ao lado de um pioneiro de referência.

 

É um convite à descoberta de novas peças de uma nova geração, com estreias de alunos da Escola de Artes da Universidade de Évora e do Curso de Música Electrónica e Produção Musical da ESART do Instituto Politécnico de Castelo Branco; lado a lado com a descoberta de novas peças em estreia portuguesa de Trevor Wishart, compositor, teórico e inovador radical do Reino Unido, cuja investigação e trabalho no domínio da arte sonora, assim como no contexto do desenvolvimento de novos softwares de tratamento e síntese electrónica, se tornaram fundamentais para circunscrever o modus operandi neste terreno artístico. Um percurso notável que Trevor Wishart interpretará à frente da Orquestra de Altifalantes!

publicado por olhar para o mundo às 10:37 | link do post | comentar
Quarta-feira, 30.10.13

Paula Fernandes: cantora brasileira edita novo disco e actua em Portugal

Paula Fernandes


Paula Fernandes: cantora brasileira edita novo disco e actua em Portugal.

Ouvir no iTunes

 

Uma das artistas brasileiras mais reconhecidas da actualidade está de volta. “Multishow ao vivo: Paula Fernandes – Um Ser Amor” saiu esta segunda-feira e promete dar continuidade ao majestoso legado platinado da cantora brasileira, que a colocou entre os artistas que mais venderam em todo o mundo, no ano de 2011.


Além do novo disco, a cantora traz a Portugal digressão "Meus Encantos" e actua já no dia 2 de Novembro, no MEO Arena, e no dia 3 de Novembro, no Multiusos de Guimarães.


Em “Multishow ao vivo: Paula Fernandes – Um Ser Amor”, Paula Fernandes assume o seu talento em pleno. Ao longo de 22 memoráveis canções, é possível ouvir os grandes êxitos, como “Eu Sem Você”, mas também colaborações inéditas, como “Coração na Contramão”, com e Zezé Di Camargo & Luciano.


A carreira de Paula Fernandes em Portugal é notável, onde se registam mais de 20,000 discos e 5,000 DVD’s vendidos de “Ao Vivo” (2011). Recentemente, o álbum “Meus Encantos” (2012) foi editado no mercado português e atingiu a dupla platina. 

publicado por olhar para o mundo às 19:09 | link do post | comentar
Sexta-feira, 25.10.13

Misty Fest - SPAIN

Misty Fest


A MELHOR MÚSICA NAS MELHORES SALAS


Spain
SPAIN
17 DE NOVEMBRO | LISBOA, CINEMA S. JORGE | 21H30
18 DE NOVEMBRO | PORTO, CASA DA MÚSICA | 21H00


Desde 1995, ano da edição de The Blue Moods of Spain, que os Spain de Josh Haden, filho do lendário contrabaixista de jazz Charlie Haden, podem reclamar para si o invejável estatuto de banda de culto.  De facto, os Spain são presença frequente em artigos retrospectivos sobre os anos 90, mas estão longe de serem apenas uma memória, tendo colecionado uma considerável discografia desde a sua estreia, incluindo o muito recente 'The Soul of Spain', editado em finais de 2012.


Descritos como uma mistura entre os Spiritualized e um quarteto de cool jazz, os Spain interromperam a carreira no início da década passada e regressaram ao ativo em 2007.'The Soul of Spain' significa, por isso, um regresso às canções uma década depois das últimas criações originais, o que transforma este reencontro com o público português numa ocasião especialíssima.

publicado por olhar para o mundo às 10:46 | link do post | comentar
Quarta-feira, 23.10.13

Dianne Reeves em Lisboa para apresentar ”Beautiful Life”

Dianne Reeves em Lisboa para apresentar ”Beautiful Life”


Dianne Reeves em Lisboa para apresentar ”Beautiful Life”

A cantora de jazz norte-americana Dianne Reeves antecipará, num concerto, no dia 24 de Outubro, no Centro Cultural de Belém, as canções do novo álbum, "Beautiful Life", que só será editado na Europa lá para Novembro.

Entretanto e no dia em que completará 57 anos, dia 23 de Outubro, Dianne Reeves dará um pequeno concerto na FNAC do Chiado, antecipando alguns dos temas do álbum que a traz a Lisboa. 

"Beautiful life", que conta com um conjunto eclético de convidados, entre os quais Gregory Porter e Esperanza Spalding, é como que um agradecimento "a todas as coisas que uma pessoa vive numa vida inteira", disse em declarações à agência Lusa.
"As pessoas podem interpretar o título como quiserem, mas para mim, fico agradecida pela vida que tive", disse, reconhecendo ser uma optimista, mesmo em tempo de pessimismos.
"É verdade, também estamos todos [norte-americanos] a viver um período de crise, mas a verdade é que para conseguirmos ultrapassar e mudar alguma coisa, primeiro temos que mudar a nossa mente", opinou.

Nascida em Detroit, a cidade que este ano declarou falência, Dianne Reeves conviveu desde sempre com o jazz, por influência familiar, e teve em Sarah Vaughan uma das suas referências vocais, mas estendeu o seu interesse musical também às sonoridades da América Latina, à música brasileira e ao r&b.

É das poucas artistas que se pode gabar de ter conquistado três prémios Grammy consecutivos, sobretudo pela técnica e interpretações vocais, embora também assine a autoria de alguns dos temas que grava.

Em "Beautiful Life" interpreta 12 canções, entre as quais "Waiting in vain", de Bob Marley, "Dreams", de Fleetwood Mac, "32 Flavors", de Ani DiFranco, e "I want you", de Marvin Gaye.

Apesar dos elogios e dos prémios, Dianne Reeves descarta qualquer responsabilidade em ser importante para quem está na plateia: "Eu gostava de dizer que tenho importância na vida das outras pessoas, mas não sei. Só sei que acabo por trazer alegria".

Dianne Reeves editou o primeiro álbum em nome próprio em 1982, há trinta anos, mas não quer ser nostálgica em relação ao que já fez: "Estou mais focada na música que existe agora e gosto muito dos músicos que tocam agora, porque também ouvem coisas antigas. Adoro ver o que há no horizonte e ver o que andam a fazer".

Depois do concerto em Lisboa, no qual estará acompanhada dos músicos Peter Martin, Reginald Veal, Romero Lubambo e Terreon Gully, Dianne Reeves regressará a Portugal semanas depois para actuar no primeiro Festival de Jazz de Beja, que começa no dia 13.

 

Retirada do HardMúsica

publicado por olhar para o mundo às 23:57 | link do post | comentar
Segunda-feira, 07.10.13

Gregory Porter estreia-se em Portugal esta semana

Gregory Porter


Gregory Porter estreia-se em Portugal esta semana

Concertos no dia 9 Outubro no CCB e dia 11 na Casa da Música. Encontro dia 9 de Outubro na Fnac do Chiado.

 

Gregory Porter estreia-se em Portugal dia 9 Outubro, no Grande Auditório do CCB, e dia 11 de Outubro na Sala Suggia da Casa da Música. Também no dia 9 de Outubro, o norte-americano marca presença na Fnac do Chiado, pelas 15h30, para uma conversa com João Moreira dos Santos (autor do programa «Jazz a Dois» / Antena 2).


Esta é uma oportunidade única para conhecer ao vivo o “rei” do Jazz contemporâneo e “Liquid Spirit”, o mais recente álbum do músico norte-americano. Dono de uma extraordinária presença em palco, Gregory Porter já é comparado com Joe Williams, Nat King Cole, Donny Hathaway e Marvin Gaye.


Melhor que ninguém, Gregory Porter funde o universo do jazz e da soul. Sincero e desarmante performer, possui um groove que nunca desvanece. Dono de uma das vozes mais cativantes na música de hoje, Porter canta com a alma transmitindo emoção e intelecto com a sua voz. Os altos e baixos do romance, a infância e o mundo que o rodeia são algumas das temáticas abordadas em “Liquid Spirit”.


Os bilhetes já se encontram à venda nos locais habituais e o preço varia entre os 18€ e os 35€.


publicado por olhar para o mundo às 20:47 | link do post | comentar
Quarta-feira, 24.07.13

Jamie Cullum actua em Portugal no EDP Cool Jazz 2013

Jamie Cullum

 

Jamie Cullum Actua em Portugal dia 26 no EDP Cool Jazz 2013

 

A partir dessa data, na compra de ‘Momentum’, os fãs recebem um CD extra com 5 temas ao vivo gravados em Lisboa no Concerto Mais Pequeno do Mundo da Rádio Comercial. Exclusivo Fnac.

 

Jamie Cullum regressa a Portugal esta sexta-feira para mais um dos seus memoráveis concertos. O regresso dá-se no âmbito do Festival EDP Cool Jazz, cerca de dois meses depois de Cullum ter editado o seu novíssimo disco, ‘Momentum’, e de nos ter visitado para algumas acções promocionais.

 

Nesta visita promocional, o cantor/compositor fez um showcase, no Hotel Sheraton em Lisboa, para uma plateia muito reduzida com pouco mais de duas dezenas de fãs. É deste concerto, promovido e transmitido no programa Concerto Mais Pequeno do Mundo, da Rádio Comercial, que foram retirados os 5 temas que integram o CD extra, CD este que será oferecido na compra da edição standard de ‘Momentum’, em exclusivo, na Fnac. A edição desta espécie de ‘bootleg’ é limitada e estará, pela primeira vez, disponível no stand da Fnac presente no recinto do EDP Cool Jazz.

 

A rádio comercial fará também a transmissão do concerto de dia 26 de Julho, em directo, na rádio e a partir do seu website: http://www.radiocomercial.iol.pt/

 

 

Jamie Cullum voltará a Portugal em concerto dia 26 de Novembro, no Coliseu do Porto.

publicado por olhar para o mundo às 19:55 | link do post | comentar

Concerto de Maria João é “cartão-de-visita" do Jazz em Agosto

Concerto de Maria João é “cartão-de-visita

O concerto de Maria João, na quinta-feira, na celebração dos 30 anos do Centro de Arte Moderna, é o “cartão-de-visita do Jazz em Agosto”, que começa no próximo dia 02, disse o diretor artístico Rui Neves. Em declarações à Lusa, Rui Neves recordou que escolha de Maria João, para o concerto do aniversário do Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian (CAM), se deve ao facto de “ter sido o seu quinteto, que integrava o saxofonista Carlos Martins, quem inaugurou a primeira edição do Jazz em Agosto”, em 1984.

 

“O Jazz em Agosto nasceu no CAM, foi veiculado pelo extinto Serviço Acarte, que marcou a vida cultural de Lisboa, e que foi fundado em 1983, por Madalena Perdigão”, recordou o responsável, recordando o Serviço de Animação, Criação Artística e Educação pela Arte. Referindo-se ao concerto de quinta-feira, Rui Neves afirmou que “Maria João é uma cantora que tem evoluído e quer ir sempre mais além, trazendo agora um projeto, ‘Ogre’, em que há uma preponderância da voz e da eletrónica”.

 

No espetáculo de entrada livre, no anfiteatro da Fundação, Maria João sobe ao palco com João Farinha (fender rhodes e sintetizadores), André Nascimento (eletrónica), Júlio Resende (piano) e Joel Silva (bateria).

 

Meses antes do primeiro Jazz em Agosto (JeA), Maria João lançara o primeiro disco com o seu quinteto, seguindo-se, após o festival, o longa duração "Cem Caminhos".

 

A programação da 30.ª edição do Festival, que decorre de 02 a 11 de agosto, apresenta dez concertos no anfiteatro, um ciclo de cinema na sala polivalente do CAM e inclui a edição do livro “Partidas/Chegadas - Novos Horizontes no Jazz”, que reúne ensaios originais sobre 50 músicos que participaram no JeA, ao longo dos seus 29 anos, "músicos que são mais inquietos e mais criativos", rematou.

 

Os textos são da autoria de “três importantes críticos e pensadores do jazz”, a saber o canadiano Stuart Broomer, o escocês Brian Morton e o norte-americano Bill Shoemaker, havendo uma edição em português e outra em inglês da obra. Entre os músicos recordados estão Cecil Taylor, Evan Parker, John Zorn, Peter Brötzman, Sun Ra, Carlos Zíngaro e Rodrigo Amado.

 

Quanto ao cartaz deste ano, Rui Neves disse à Lusa que foram escolhidos “músicos que tenham contribuído para a identidade do Jazz em Agosto”, alguns que já atuaram em anteriores edições, mas, desta vez, apresentam-se com outros projetos.

 

O destaque da edição deste ano é para John Zorn, “músico americano dos mais prolíficos”, que assinala o 60.º aniversário, celebração a que o festival se associa, apresentando os três projetos do compositor e saxofonista com companheiros da sua carreira, nomeadamente Marc Ribot, Jamie Saft, Trevor Dunn, Kenny Wollesen, Joey Baron, Cyro Baptista e Ikue Mori.

 

A abertura do JeA, no dia 02 de agosto, é marcada pela estreia em Portugal do projeto The Dreamers/John Zorn@60, com John Zorn, na direção, composto por Marc Ribot (guitarra elétrica), Jamie Saft (teclados), Trevor Dunn (contrabaixo e baixo elétrico), Kenny Wollesen (vibrafone), Joey Baron (bateria) e Cyro Baptista (percussão).

 

No JeA apresentam-se também “dois grupos emblemáticos de John Zorn, The Dreamers, explorando uma via 'lounge', e o Electric Masada, sintonizado com os primórdios do jazz elétrico”, explicou Rui Neves. O “baterista histórico Max Roach”, que se apresentou no JeA de 1995, é evocado com a estreia em Portugal do projeto “Drumming GP plays Max Roach M’Boom”.

 

O jazz escandinavo, que tem marcado presença regular no JeA, estará presente este ano com o Trio Elephant9, acrescido do guitarrista Reine Fiske, os The Thing, trio que se estreou em Portugal na edição de 2004, e que este ano atua “em dimensão ampliada de septeto”, e o The Thing XXL, em que “se destacam Peter Evans e Terrie EX, e do qual não há qualquer registo discográfico”.

 

O trompetista Peter Evans, que se estreou em Portugal no JeA de 2009, apresenta este ano, em estreia europeia, o seu novo octeto, “onde a eletrónica tem papel determinante, e que será mais um novo passo deste músico cuja projeção internacional continua a crescer”.

 

Anthony Braxton, “músico veterano, plenamente reconhecido pelo seu contributo inovador, poli-instrumentista”, que atuou em 2000 e 2006, apresentará um projeto recente, “dando ênfase a uma certa música de câmara”, o Falling River Music Quartet.

 

O concerto de encerramento “é uma associação que o trompetista de Chicago Rob Mazurek imaginou: unir dois trios que dirige - São Paulo Underground e Chicago Underground - e convidar o lendário músico, companheiro de John Coltrane na sua derradeira fase, a mais radical, o saxofonista Pharoah Sanders, constituindo um sexteto inusitado que se estreou mundialmente com grande efeito, no ano passado”, afirmou Rui Neves.

 

O cinema vai marcar presença em nove sessões, que incluem o “Ciclo John Zorn: Treatment for a film in fifteen scenes”, uma síntese de quatro filmes produzidos por Zorn, que tem como ponto de partida um guião escrito pelo músico, e que foi apresentada, no ano passado, no New York Film Festival.

 

Retirado do Sapo Música

publicado por olhar para o mundo às 12:51 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

First Class Radio 

posts recentes

últ. comentários

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds



blogs SAPO