Terça-feira, 04.02.14

Resistência anunciam digressão «Palavras ao Vento»

Resistência anunciam digressão «Palavras ao Vento»

Os Resistência regressam aos palcos em abril próximo, com a digressão “Palavras ao Vento”.

O coletivo, composto por Alexandre Frazão, Fernando Cunha, Fernando Júdice, José Salgueiro, Mário Delgado, Miguel Ângelo, Olavo Bilac, Pedro Ayres Magalhães, Pedro Jóia, Rui Luis Pereira e Tim, vai passar, entre os dias 12 e 27 de abril, pelas Caldas da Rainha, Porto, Lisboa, Braga e Figueira da Foz.

 

O Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha recebe o grupo a 12 de abril. Três dias depois, no dia 15, é a Casa da Música, no Porto, a acolher o espetáculo dos Resistência que, no dia 16, sobem ao palco do Centro Cultural de Belém. A 19 e 27 de abril, a banda atua no Theatro Circo, em Braga, e no Centro de Artes e Espetáculos, na Figueira da Foz, respetivamente.

 

Os bilhetes para os espetáculos já estão à venda nos locais habituais.

 

Retirado do Sapo Música

publicado por olhar para o mundo às 12:33 | link do post | comentar
Sexta-feira, 29.11.13

Rock psicadélico no regresso do Clubbing à Casa da Música

Rock psicadélico no regresso do Clubbing à Casa da Música
O Optimus Clubbing regressa à Casa da Música, no sábado, com a banda de música psicadélica "Unknown Mortal Orchestra", o rock minimalista de "Archie Bronson Outfit" e vários DJ.

A banda americana e neozelandesa "Unknown Mortal Orchestra" leva ao palco da Sala Suggia a sua música rock, numa fusão de psicadelismo, "soul", percussões e funk.

 

O trio - composto por Ruban Nielson, na guitarra e voz, Jake Portrait, no baixo, e Riley Geare, na bateria - surgiu em 2010 e teve como influência bandas como Rolling Stones, Beatles, Pink Floyd e Soft Machine.

 

"Unknown Mortal Orchestra"foi banda suporte de "Grizzly Bear" e "Liars", e editou este ano o segundo álbum intitulado "II".

 

O Optimus Clubbing vai também contar com a presença da dupla de rock minimalista "Archie Bronson Outfit" e com o início da residência do projecto "Acousmatics/Mathematics na Digitópia".

 

Os Bares vão receber a dupla de DJ do Porto "Fina & Segura", Miguel Quintão - conhecido pelo programa Bons Rapazes na Antena 3 -, "DJ Pitchy" e "Neonlogic".

 

Retirado do Sol

publicado por olhar para o mundo às 22:30 | link do post | comentar
Quinta-feira, 24.10.13

Milton Nascimento regressa a Portugal e comemora 50 anos de carreira

Milton Nascimento


Milton Nascimento regressa a Portugal e comemora 50 anos de carreira

 

O cantor brasileiro celebra meio século de carreira nos dias 26 e 27 de Outubro nos Coliseus de Lisboa e Porto, com António Zambujo e Carminho como convidados especiais.


Este concerto serve também de apresentação do CD e DVD ao vivo chamado "Uma Travessia", gravado no Rio de Janeiro, com 23 de seus maiores sucessos numa colectânea imperdível. Participações de nomes como Wagner Tiso e Lô Borges também estão presentes nesta nova produção, que já está disponível para compra em formatos físico e digital.


Já em Portugal, o concerto faz parte integrante da digressão “Milton Nascimento – Uma Travessia”, que sublinha 3 marcos que se constituem como capítulos iniciais, fundadores e propulsores, da história do músico carioca.


Em 1962, com o amigo Wagner Tiso, fundou os W’s Boys, em 67 participou com grande reconhecimento no “Festival Travessia”, cinco anos depois editou um dos discos mais distintos dos anos 70, “Clube da Esquina”. A tournée “Milton Nascimento – Uma Travessia”, passará pela América Latina, Estados Unidos e Europa, ressoando, claro, em Portugal.


Para a festa ser inequivocamente memorável, Milton Nascimento convida para alguns duetos, um dos pares mais elogiados do fado actual, Carminho e António Zambujo. A fadista, que já havia colaborado com Milton Nascimento na sua última edição, “Alma”, pisará o palco dos Coliseus de Lisboa e do Porto. António Zambujo brilhará na capital, junto de uma das suas maiores referências.

publicado por olhar para o mundo às 21:44 | link do post | comentar
Quinta-feira, 05.09.13

Dianne Reeves CCB :: 24 Outubro :: 21h

Diane Reeves


Dianne Reeves
CCB :: 24 Outubro :: 21h

 
Grandeza com requinte: é a descrição da aura de Dianne Reeves.

cantora de jazz regressa ao CCB (grande auditório) com um mix global dos seus stylings, dos seus ritmos fascinantes envoltos em batidas Afro-Caribean dos seus anos em tour com Harry Belafonte nos anos 80 e sensuais infusões brasileiras do guitarrista da sua banda, Romero Lubambo do Rio de Janeiro.

Reeves foi a única cantora a conseguir arrecadar 3 Grammysconsecutivos.  A sua versatilidade enquanto interprete não encontra rival, um talento facilmente comprovado canção após canção.

Aqui vai uma pequena amostra do que podem ver.

É sem dúvida um concerto a não perder!

publicado por olhar para o mundo às 21:20 | link do post | comentar
Domingo, 21.04.13

Novembro traz Aimee Mann e Warpaint de volta a Portugal

Novembro traz Aimee Mann e Warpaint de volta a Portugal

Aimee Man actua a 7 de Novembro na Casa da Música, no Porto, e no dia seguinte na Aula Magna, em Lisboa. Depois chegam as Warpaint, que têm concerto marcado para 12 na Aula Magna e 13 no Hard Club, no Porto.

Cinco anos depois de ter estado em Portugal, Aimee Man regressa para dois concertos intimistas, em Lisboa e no Porto. A mesma receita se aplica às outras norte-americanas que poderemos ouvir em Novembro - as Warpaint.

 

Com uma carreira sólida que dispensa apresentações, Aimee Mann, 52 anos, chamou à atenção em 2000 quando editou o terceiro disco de originais,Bachelor No. 2 or, the Last Remains of the Dodo, onde estava incluído o single Wise Up, que integrou a banda sonora do filme Magnólia. Grande parte da banda sonora do filme de Paul Thomas Anderson, com a sua inesquecível chuva de sapos, foi aliás assinada e cantada por Mann.

O trabalho com o realizador, em que cenas e canções foram escritas em simultâneo, foi alvo de um certo fenómeno de culto e permanece a maior referência do percurso de Aimee Mann. Mas o talento da cantora e compositora norte-americana estende-se para além desse momento. Em 2005, apareceu com The Forgotten Arm e no ano a seguir lançou One More Drifter in the Snow.


Seguiu-se então @#%&*! Smilers em 2008 e, finalmente, no ano passado Aimee Mann editou Charmer, trabalho que apresentará agora em Portugal. Neste mais recente longa-duração, produzido por Paul Bryan, baixista de Mann, a norte-americana contou com James Mercer, vocalista dos The Shins, no single Soon Enough.

 

 

Os bilhetes estão à venda nos locais habituais a partir de sexta-feira e têm o preço de 30 euros para o concerto do Porto. Em Lisboa o preço varia entre os 30 e os 40 euros, dependendo do lugar escolhido.

 

No mesmo dia serão também postos à venda os bilhetes para os concertos das Warpaint. Depois de no ano passado terem actuado no Optimus Alive, as norte-americanas têm estado a trabalhar no sucessor de The Fool, editado em 2010, esperando-se que em Novembro apresentem já novas músicas.

 

 

Segundo o comunicado da Everything Is New, a produtora responsável pelo concerto, as Warpaint vão ter em palco convidados especiais, cujos nomes ainda não foram divulgados. Também para o concerto das Warpaint o preço dos bilhetes varia: em Lisboa vai dos 23 aos 30 euros, no Porto é fixo (23 euros).

 

Retirado do Público

publicado por olhar para o mundo às 16:02 | link do post | comentar
Domingo, 31.03.13

Em Abril, Adriana Calcanhotto em Portugal:

Adriana Calcanhoto


Olhos de onda 


“Nunca vou esquecer do meu primeiro concerto em Lisboa, sozinha com minha guitarra e uma audiência mágica, em Outubro de 2000. Na primeira noite caí de amores pela cidade, e por Portugal, dentro dela... naquela noite entrei em Portugal, ou Portugal entrou em mim, vá lá, para sempre.”


Em Abril, Adriana Calcanhotto traz o seu novo espectáculo a solo a Portugal. A digressão que se prolonga por duas semanas, tem início no palco da Culturgest, para celebrar o 20º aniversário da sala Lisboeta, percorre o país e ilhas, terminando na Guarda, com um novo concerto pensado propositadamente para esta ocasião. Este espectáculo marca o seu regresso à guitarra depois da longa pausa forçada por uma lesão na mão direita “Andava doida para retomar a guitarra, portanto para inventar um roteiro pensado para Portugal, para pegar a estrada, pela janela do quarto, pela janela do carro, trancafiada em quartos de hotel enquanto Portugal está lá fora, tocando compulsivamente para que o concerto seja lindo e inesquecível como só em Portugal pode ser.”


Não é, contudo, um espectáculo de grandes êxitos (porque Adriana prefere o risco), nem aquilo que se possa esperar. São coisas suas, coisas de outros, êxitos, canções esquecidas, tudo na corda bamba ou, para ser mais preciso, na “crista da onda”. Porque o concerto se chama “Olhos de Onda”, a canção inédita acabada de escrever que lhe dá o nome.


“Aqui estamos, eu, a guitarra e algumas canções que adoro, nos reencontrando, como se fosse a primeira vez, nos encontrando pela primeira vez quando é o caso, desejando viver mais uma noite “daquelas”.”


 Em Abril, Adriana Calcanhotto em Portugal:


 12 Abril | Culturgest (Lisboa) * esgotado

13 Abril | Teatro Virgínia (Torres Novas) * esgotado

14 Abril | Culturgest (Lisboa) * esgotado

16 Abril | Casa da Música (Porto)

18 Abril | Teatro José Lúcio da Silva (Leiria)

19 Abril | Teatro Avenida (Castelo Branco) * esgotado

20 Abril | Teatro – Cine (Torres Vedras)

24 Abril | Teatro Micaelense (Ponta Delgada) * esgotado

25 Abril |  Centro Cultural e de Congressos (Angra do Heroísmo)

27 Abril | Teatro Municipal (Guarda)

publicado por olhar para o mundo às 22:23 | link do post | comentar
Segunda-feira, 10.12.12

Primavera Club deixa Espanha para se instalar em Portugal e França

Primavera Club deixa Espanha para se instalar em Portugal e França

As edições de Barcelona e Madrid, que aconteceram este fim-de-semana, foram as últimas

 

Aconteceu pela primeira vez em Guimarães este ano e, inesperadamente, pela última vez em Barcelona e Madrid neste fim-de-semana: o irmão mais novo do gigante Primavera Sound, o Primavera Club, conhecido por ser a versão outonal do festival indie, não vai voltar a acontecer em Espanha mas vai continuar em Guimarães e vai ainda estrear-se em Bordéus, em França.

 

O anúncio foi feito pela organização, que em comunicado explicou que as edições de Barcelona e Madrid, que aconteceram este fim-de-semana e que deram origem à de Guimarães, foram as últimas. O balanço positivo da primeira edição portuguesa e a dificuldade que a organização encontrou este ano com as novas medidas de segurança de algumas salas espanholas que receberam concertos (o que originou uma redução de público) estarão na origem da mudança. A organização teve também problemas em conseguir as licenças municipais para algumas salas previstas no programa.

 

“O Primavera Club vai fazer as malas e deixará de se celebrar em Madrid e Barcelona para mudar a sua actividade para França e Portugal”, lê-se no comunicado, que afirma no entanto que as duas edições espanholas, entre sexta-feira e domingo, correram muito bem. Segundo o diário ABC, o aumento do IVA de 8% para 21% poderá também ter influenciado a decisão.

 

Com menos concertos e decorrendo em espaços fechados, ao contrário do que acontece com o Primavera Sound, o Primavera Club acontecia em simultâneo nas cidades de Barcelona e Madrid desde 2006.

 

Em Guimarães a continuação do festival, que se dividiu entre o Centro Cultural Vila Flor, a Plataforma das Artes e da Criatividade e o Centro de Artes e Espectáculos São Mamede, ainda não tinha sido confirmada. A primeira edição aconteceu este ano numa parceria com a Capital Europeia da Cultura e por isso a sua manutenção ainda não era certa. Sharon Van Etten, Ariel Pink's Haunted Graffiti, Destroyer e The Vaccines foram alguns dos nomes do cartaz.   

 

A mudança na estratégia do Primavera Club acontece, assim, já depois de também o Primavera Sound, igualmente iniciativa espanhola, se ter implementado em Portugal: em 2012 aconteceu pela primeira vez no Parque da Cidade, no Porto; as próximas edições já estão garantidas, com a de 2013 marcada para os dias 30 de Maio a 2 de Junho.

 

Noticia do Público

publicado por olhar para o mundo às 21:35 | link do post | comentar
Domingo, 14.10.12

Primavera chega a Guimarães com Sharon Van Etten e Ariel Pink's Haunted Graffiti

Primavera chega a Guimarães com Sharon Van Etten e Ariel Pink's Haunted Graffiti

Sharon Van Etten actua no primeiro dia do festival
DR

 

Os concertos vão acontecer no Centro Cultural Vila Flor, na Plataforma das Artes e da Criatividade e no Centro de Artes e Espectáculos São Mamede

 

Sharon Van Etten e os Ariel Pink's Haunted Graffiti são dois dos nomes anunciados esta sexta-feira para o cartaz do Primavera Club, a edição de Outono do Optimus Primavera Sound. O festival, que chega a Portugal pela primeira vez, acontece em Guimarães entre os dias 30 de Novembro e 2 de Dezembro.

 

Com menos concertos e em salas, contrastando com as dezenas de actuações no Parque da Cidade, no Porto, mas ainda assim com o carimbo do gigante Primavera Sound, o Primavera Club, que acontece em simultâneo nas cidades de Barcelona e Madrid, este ano entre 5 e 7 de Dezembro, vai sair pela primeira vez de Espanha e a cidade escolhida foi Guimarães, Capital Europeia da Cultura 2012. 

 

Apesar de ter um cartaz mais pequeno que Barcelona e Madrid, a organização do festival anunciou esta sexta-feira os 18 nomes que vão passar por Guimarães e dos quais já se conheciam três: Tinariwen, Swans e The Vaccines. 

 

O cartaz conta ainda com o projecto do músico canadiano Dan Bejar, Destroyer, a sensibilidade de Little Wings e Sir Richard Bishop, o pop de Cats On Fire, e os californianos Lemonade.

 

Machinedrum, DJ Rashad, DJ Spinn, Daughn Gibson, Taragana Pyjarama, Robag Wruhme, The Monochrome Set e Atomic completam os três dias de concertos, divididos entre o Centro Cultural Vila Flor, a Plataforma das Artes e da Criatividade e o Centro de Artes e Espectáculos São Mamede. 

A divisão dos concertos pelas salas será anunciada em breve, assim como a programação completa do festival.

 

Os bilhetes vão estar à venda nos locais habituais, a partir de 15 de Outubro, e têm o preço de 35 euros (três dias) e 25 euros (um dia).

 

Noticia do Ipsilon

publicado por olhar para o mundo às 10:02 | link do post | comentar
Quinta-feira, 04.10.12

Música nas Praças celebra Dia Mundial da Música

Música nas Praças celebra Dia Mundial da MúsicaMúsica nas Praças celebra Dia Mundial da Música

Concertos nas praças da Mouraria e do Chiado celebram, o Dia mundial da Música entre as 10:00 e as 23:00 de sábado 06 de Outubro, levando a música a espaços com entrada é livre.

 

Será a despedida de Verão de uma festa que se limitava ao Chiado mas que este ano seguiu até à renovada Mouraria.

 

Dizem os organizadores que é bem possivel que a próxima edição de Música nas Praças, surpreenda os lisboetas com o alargamento da música a locais onde não se estaria à espera que tal acontecesse. 

Nesta edição os concertos de ensemble e banda estarão na Rua da Mouraria, Rua da Guia, os agrupamentos corais entoarão nas Ruinas do Convento do Carmo, as orquestras e a percussão ouvir-se-ão no Largo de São Carlos e os ateliers educativos estarão no Museu do Chiado.

 

O Hardmusica acompanhará o evento.

 

Retirado do HardMúsica

publicado por olhar para o mundo às 21:15 | link do post | comentar
Sexta-feira, 13.07.12

Pablo Alboran, Raul Midón Pat Metheney encerram Cool Jazz

Pablo Alboran, Raul Midón Pat Metheney encerram Cool Jazz

 

O Festival Cool Jazz está a chegar ao fim e para os três últimos dias traz aos Jardins do Marquês de Pombal em Oeiras vozes conhecidas e admiradas no panorama musical mundial.


No dia 19 haverá lugar a um “concerto duplo” cruzando dois dos mais jovens e excelentes talentos da cena musical americana, Raúl Midón, um americano de ascendência argentina, e a voz de Lizz Wright, uma das mais prometedoras novas cantoras jazz americanas.


A primeira parte será preenchida com a actuação da revelação portuguesa do jazz Elisa Rodrigues, que será acompanhada pelo pianista Júlio Resende.

 

Pablo Alborán, um nome anunciado e fenómeno de popularidade no nosso país, chegará a 21 de Julho para um concerto onde terá como convidada especial Carminho, e o seu “Perdoname” a canção que lhe deu o prémio de cantor do ano em Espanha e que o tornou o cantor mais vendido em Portugal.

 

Com Pablo Alborán estarão Antonio Portillo, na Guitarra e Dir. Musical, Manuel Alvarez, na Guitarra, Antonio De Haro, no Baixo, David Villar noTeclado, Jorge Garcia na Bateria.

 

E o festival termina a 22 de Julho com um dos mais aclamados nomes do jazz contemporâneo. Pat Metheny regressa a Portugal com o seu novo projecto em quarteto, a Pat Metheny Unity Band que acaba de publicar o seu primeiro álbum.

 

Com Pat Metheny, guitarrista, estão Chris Potter, saxofonista, Antonio Sanchez na bateria, Ben Williams, no baixo.

 

Noticia do HardMúsica

 

publicado por olhar para o mundo às 08:59 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

First Class Radio 

posts recentes

últ. comentários

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds



blogs SAPO