Sexta-feira, 12.05.17

XIII Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja arranca a 26 de maio

 banda desenhada.png

 

XIII Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja arranca a 26 de maio

 

De 26 de maio a 11 de junho, o centro histórico de Beja recebe a 13ª edição do Festival Internacional de Banda Desenhada, que reúne, em Beja, vários autores da 9ª arte.

 

O Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja realiza-se este ano entre os dias 26 de Maio e 11 de Junho, abraçando, pelo segundo ano consecutivo, exclusivamente o Centro Histórico da cidade e em especial o Largo do Museu Regional, epicentro desta Festa da BD.

 

Ao todo, são 18 as exposições patentes ao público, e 10, os países representados, da Argentina à Dinamarca, passando por Angola e pela Roménia. Para além das exposições, o Festival oferece aos visitantes uma Programação Paralela bastante diversificada onde pontuam as apresentações de projetos, as conversas à volta da BD, o lançamento de livros, as sessões de autógrafos, workshops ou os concertos desenhados.

 

Como não podia deixar de ser, o Festival tem também à disposição dos visitantes o Mercado do Livro - a maior livraria do país durante este período, com mais de 60 editores presentes - e uma zona comercial com várias tendas instaladas (venda de action figures, arte original, posters, prints, etc.)

 

O Festival inaugura sexta-feira, 26 de Maio, às 21h00, no Pax Julia – Teatro Municipal.

 

Na sexta-feira 26 e no sábado 27 as noites são de concertos desenhados (a programação só termina às 4h00 da manhã.)

 

O primeiro fim-de-semana (26, 27 e 28 de Maio) reunirá os autores representados nas exposições.

O Festival pode ser acompanhado no site www.festivalbdbeja.com ou em www.facebook.com/bedetecabeja.

publicado por olhar para o mundo às 00:13 | link do post | comentar
Quinta-feira, 26.05.16

XII Festival Internacional de Banda Desenhada

BANDADESENHADA.png

 

 

XII Festival Internacional de Banda Desenhada

 

Uma grande Festa que começa já no dia 27, a partir das 21h00, no Pax Julia – Teatro Municipal, e que se estenderá noite dentro com os Concertos Desenhados, no Largo do Museu
 
 
 

Entre os dias 27 de Maio e 12 de Junho, Beja recebe mais de 50 autores de banda desenhada um pouco de todo o Mundo: de Eduardo Risso (um dos autores de Batman) a Edmond Baudoin (Mestre da BD Mundial), passando por Tiago Baptista, Maria João Worm ou Diniz Conefrey.

 

Serão 22  exposições de BD distribuídas pelo Centro Histórico da cidade, em 14 núcleos, sendo o principal, o Pax Julia, que recebe diversos autores de BD, no primeiro fim-de-semana.

 

Nesta edição passarão por Beja nomes bastantes conhecidos da Banda Desenhada, assim como, autores em início de carreira, como é habitual neste evento, que proporciona, igualmente, 15 dias de programação paralela, com cinema, mercado do livro e concertos desenhados.

 

Uma grande Festa que começa já no dia 27, a partir das 21h00, no Pax Julia – Teatro Municipal, e que se estenderá noite dentro com os Concertos Desenhados, no Largo do Museu, até às 3h00!

 
 
Para informações adicionais consultar
www.festivalbdbeja.bedeteca.net

publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar
Quinta-feira, 12.06.14

Depois de Galliano, folk do Québec com Yves Lambert no Festim!

sexta 13 Junho, 22h00 – Cineteatro Alba, ALBERGARIA-A-VELHA
sábado 14 Junho, 22h00 - Centro das Artes do Espectáculo de SEVER DO VOUGA
YVES LAMBERT TRIO (Québec, Canadá)


Info bilhetes / reservas: http://www.festim.pt/2014/publico/

 

YVES LAMBERT TRIO (Québec, Canadá)

 

 

 

 



Chega ao Festim com a sua inigualável figura e no máximo apuro da sua linguagem musical, acompanhado ao bandolim, ao violino e à inevitável percussão com os pés. Yves Lambert é um ‘bon vivant’ nas rédeas de um harmónio, de onde parecem sair mais notas do que a singeleza do instrumento permitiria. Yves é um dos maiores responsáveis, senão o principal, da pujança da música tradicional do Québec. Carisma, maturidade, virtuosismo e celebração, tudo isto é Yves Lambert. E este seu trio, uma respiração de frescura e alegria das raízes do empolgante folk do Québec!

http://www.festim.pt/
Richard Galliano (França) * Yves Lambert (Québec, Canadá)     
Bollywood Masala Orchestra (Índia) * Coetus (Espanha)
Fanfare Ciocarlia (Roménia) * The Skatalites (Jamaica)
Mehdi Nassouli (Marrocos)

6 Junho a 25 Julho 2014 |  6ª edição
ÁGUEDA * ALBERGARIA-A-VELHA * SEVER DO VOUGA
OVAR * ESTARREJA * OLIVEIRA DO BAIRRO


http://www.dorfeu.pt/
http://dorfeu.blogspot.com/
http://www.facebook.com/dOrfeuAC

 

publicado por olhar para o mundo às 12:07 | link do post | comentar
Sábado, 07.06.14

Filmes premiados no AVANCA em exibição no Cine-Teatro de Estarreja

Filmes premiados no AVANCA em exibição no Cine-Teatro de Estarreja

 

Filmes premiados no AVANCA em exibição no Cine-Teatro de Estarreja

No mês de junho, o Cine-Teatro de Estarreja recebe uma extensão do AVANCA com exibição dos filmes premiados nas últimas edições do festival. As sessões inserem-se no ciclo Quintas de Cinema e anunciam a chegada da 18ª edição do certame.

 

The Ambulance”, de Goran Radovanović, vencedor do AVANCA 2011 na categoria de Melhor Longa-Metragem, será exibido esta quinta-feira, dia 5 de junho, às 21h30. Trata-se de um filme histórico contemporâneo que reflete o drama das profundas mudanças sociais que a sociedade sérvia sofreu na virada deste século. “The Ambulance” é precedido pela exibição da curta-metragem “O Acidente”, de André Marques.

Dia 19 de junho à mesma hora, o Cine-Teatro de Estarreja recebe o filme “Eastalgia”, da realizadora ucraniana Daria Onyshchenko. Vencedor da edição de 2013 do festival internacional de cinema AVANCA, “Eastalgia” percorre três cidades e três histórias de amor. “Conto ao Vento” é a curta-metragem de animação que antecede a exibição do filme, no âmbito do ciclo Quintas de Cinema. A curta de Cláudio Jordão já recebeu 16 prémios em 6 países e fez parte da seleção oficial de vários festivais de renome no cinema de animação.

Something Good Out Of Life” é uma história sobre o eterno Sonho Americano, vivida na costa Europeia. O filme do romeno Dan Pita venceu o Avanca 2012 como Melhor Longa-Metragem e chega ao Cine-Teatro de Estarreja no dia 26 de junho, às 21h30, numa sessão precedida pela curta-metragem “Nau Catrineta”, de Artur Correia.

Além dos filmes premiados nas últimas edições do AVANCA, o cartaz de cinema do Cine-Teatro de Estarreja inclui ainda “O Lobo de Wall Street”, do realizador Martin Scorsese, com Leonardo DiCaprio, numa sessão agendada para domingo, 22 de junho, às 21h30. O cinema de animação regressa a 6 de julho com “Epic - O Reino Secreto”.

AVANCA - Encontros Internacionais de cinema, televisão, vídeo e multimédia - é uma organização conjunta do Cine Clube de Avanca e da Câmara Municipal de Estarreja e tem vindo a consolidar-se, de ano para ano, como um dos festivais de cinema mais importantes do país. A 18ª edição decorre nos dias 18, 23 a 27 de julho com workshops, exibição e competição de filmes. São mais de 2000 filmes inscritos, provenientes de mais de 60 países.


+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__

publicado por olhar para o mundo às 10:19 | link do post | comentar
Quinta-feira, 16.01.14

Ky-Mani Marley e Jonh Butler Trio, primeiras confirmações no Summol Summer Fest

Ky-Mani Marley e Jonh Butler Trio, primeiras confirmações no Summol Summer Fest

Ky-Mani Marley é o primeiro nome confirmado para a sexta edição em 2014. Segundo filho mais novo de Bob Marley, herdou o génio do pai, bem como a defesa dos valores jamaicanos.

 

Artista de coração, jamaicano de corpo inteiro, promove o espírito e a filosofia da sua geografia, sem desdenhar o legado genético, mas acrescentando talento e criatividade individuais: solidificando o seu nome... a sua arte.


Seguindo as raízes do reggae, não deixa de explorar elementos da world music, hip hop, blues, rock e grass roots, nas melodias quentes que compõe.

 

Outro grande nome já confirmado que também irá actuar no primeiro dia do Festival é o de John Butler Trio.


Vindos da Austrália, são enérgicos, luminosos e já com um reportório consideravel, têm correspondido de forma irrepreensível às expectativas da crítica especializada e, claro, do público.


Editores já de cinco discos vêm ao Sumol Summer Fest apresentar o seu novo trabalho "Flesh Blood".

Artistas confirmados até ao momento:

 

Dia 27
Ky-Mani Marley
Jonh Butler Trio

 

Preços:


Até 28 de Fevereiro
Passe de dois dias sem campismo - 40 euros
Passe de dois dias com campismo - 55 euros

 

De 01 de Março até ao festival

 

Bilhete diário - 40 euros
Passe de dois dias sem campismo - 50 euros
Passe dois dias com camping (inclui Welcome Party) – 65 euros
Bilhetes à venda nos locais habituais.

Vídeo

 

Retirado do HardMúsica

publicado por olhar para o mundo às 10:17 | link do post | comentar
Terça-feira, 10.12.13

Festival do Baião em Lisboa de 13 a 15 de Dezembro

Baião em Lisboa

 

O Festival do Baião que se realiza entre 13 e 15 de Dezembro na Fábrica do Braço de Prata já se encontra com os bilhetes esgotados.

 

O Baião in Lisboa Festival dará este ano maior ênfase à parte musical, tentando assim trazer um conceito novo para os Festivais de Forró na Europa e proporcionar uma experiência diferente aos participantes.


Os Bailes decorrem das 17:00 às 20:00 finalizando-se com música ao vivo e alguns DJS.

O bilhete “Full Parties” dará ao participante direito à permanência no local dos workshops durante os concertos da tarde e também nas três noites, nas salas indicadas no programa.

Os bilhetes para os wokshops já estão esgotados mas a organização conjugou esforços para que mais e mais entusiastas do forró não ficassem de fora do maior evento de dança e música do género, procurando encontrar forma de acolher o maior número de interessados em viver este espírito de alegria e partilha do forró.

Informamos assim da última oportunidade para quem só agora teve conhecimento deste festival: bilhetes “Full Party + Concertos Noite” que permite acesso a seis bailes e oito concertos.

A todos os que pretendam participar devem apressar-se nesta última oportunidade de usufruir do Forró.

 

Retirado do HardMúsica

publicado por olhar para o mundo às 21:29 | link do post | comentar
Quarta-feira, 23.10.13

Temps d´Images regressa a Lisboa

Temps d´Images regressa a Lisboa


Temps d´Images regressa a Lisboa

O Festival Temps D´ Images está em Lisboa a partir de 23 de Outubro para apresentar 15 espectáculos, quatro instalações, duas conferências e 89 filmes, "com uma aposta nas estreias", disse à agência Lusa fonte da organização. 

O festival acontece este ano em 11ª edição, e já teve uma inauguração antes do início oficial, da instalação de vídeo de Salomé Lamas intitulada "Theatrum Orbis Terrarum", no Museu Nacional de Arte Contemporânea - Museu do Chiado.

Doze espaços culturais de Lisboa vão receber esta edição, que arranca oficialmente na quarta-feira, 23 de Outubro, com uma leitura de Jorge Silva Melo e John Romão de textos do autor grego Dimitris Dimitriadis, no Teatro da Politécnica, pelas 19:00.

Em declarações à agência Lusa, António Câmara Manuel, director do festival produzido pela Dupla Cena, indicou que "a grande novidade desta edição é que pela primeira vez todos os projectos são novas criações".
"Num ano de crise e de redução de verbas para apoios aos artistas, foi possível criar muitas novas obras e apostar no risco da estreia", disse o responsável à Lusa.

A programação de espectáculos da 11ª edição do festival, lançado pelo canal francês ARTE, e que decorreu pela primeira vez em Paris, Bruxelas e Roma, vai decorrer até 22 de dezembro na capital.



Retirado do HardMúsica

publicado por olhar para o mundo às 23:56 | link do post | comentar
Quinta-feira, 03.10.13

Invicta recebe o festival gastronómico "Francesinha na Baixa"

Invicta recebe o festival gastronómico


Invicta recebe o festival gastronómico "Francesinha na Baixa"

A segunda edição do festival gastronómico “Francesinha na Baixa” entre os dias 03 e 13 de Outubro, na praça D. João I, no Porto, com a participação de cinco estabelecimentos de restauração da cidade.

O evento, que teve a sua primeira edição em Novembro do ano passado, ocorrerá num espaço coberto e os cinco restaurantes apresentarão propostas de francesinhas a oito, 10 e 12 euros.

A organização, a cargo da empresa Essência do Vinho e da cervejeira Unicer, com o apoio da Câmara Municipal do Porto, disse à agência Lusa que o acesso ao recinto custa três euros, "para haver o mínimo de triagem".

 

Esta edição apresenta uma mão cheia de cervejarias emblemáticas da cidade, novas cervejas artesanais, cozinha e música ao vivo.


O "Francesinha na Baixa" funcionará ao ritmo de 12 horas diárias, do meio-dia à noite, onde os visitantes poderão optar entre cerca de 20 propostas de francesinhas: de carne assada, com bife, de linguiça de porco preto, com vitela fumada, com camarão, de carnes brancas, vegetariana, com e sem ovo, “especial”, em “pão de cruz”, entre outras opções, sempre a 8€, 10€ e 12€. Entradas e sobremesas completam o menu.

 

Será no evento que a Super Bock fará o novo lançamento das cervejas artesanais Selecção 1927, a Munich Dunkel.

 

Em comunicado explica que esta cerveja foi "elaborada a pensar na harmonização com pratos de sabor intenso, já a pensar no outono, a nova cerveja artesanal é produzida com malte especial de Munique. Revela uma tonalidade castanha e brilhante, espuma cremosa e notas frutadas e fumadas, a chocolate, malte e alfarroba, com final frutado e tostado". 


A Munich Dunkel, tem uma produção limitada a 6.000 garrafas numeradas.   

 

No festival os visitantes poderão ainda presenciar sessões de cozinha ao vivo com os chefes Hélio Loureiro e Nuno Inverneiro, desafiados a reinterpretar a famosa iguaria tripeira que o portal “AOL Travel” elegeu como uma das dez melhores sanduíches do mundo.      


Retirado do HardMúsica

publicado por olhar para o mundo às 22:03 | link do post | comentar
Domingo, 15.09.13

Douro Film Harvest, sem estrelas mas com muita gastronomia

Douro Film Harvest, sem estrelas mas com muita gastronomia Douro Film Harvest, sem estrelas mas com muita gastronomia 

Sophia Loren, Andie MacDowell ou Bo Derek, foram as estrelas convidadas das anteriores edições do Festival Douro Film Harvest, no entanto, segundo Manuel Vaz, director de festival, “a estrela este ano é a própria programação e o reforço nas experiências que nós temos oferta”.

Uma das novidades da 5ª edição do Douro Film Harvest que decorrerá entre 14 e 21 de Setembro, será a Douro Village, um espaço com provas de vinho, demonstrações de cozinha e feira do livro temática, que será montada em frente ao Teatro Rivoli, e onde decorrerá o grosso das exibições.

O restaurante Clérigos, no Passeio dos Clérigos, será outro espaço do festival para experimentar o que é designado pela organização como “cinema experience”, com apresentação de filmes, tertúlias e jantares temáticos.

Com um orçamento de cerca de 100 mil euros (o mais baixo de sempre), o festival exibirá 24 filmes ligados à temática do vinho e da comida, todos em estreia nacional.

Nesta edição do Douro Film Harvest será prestado uma homenagem ao realizador duriense João Botelho.

O festival arranca com uma pré-apresentação do seu programa “Curtas da Casa” em Provosende, Sabrosa, que com a Quinta do Portal, no mesmo concelho e a Quinta do Pôpa, em Tabuaço, perfazem os locais do interior duriense onde haverá projecção de cinema.

Os outros espaços serão o teatro municipal Rivoli e o edifício Axa, no Porto, onde será possível ver o “Curtas da Casa”, uma competição nacional de curtas-metragens com filmes que têm de ser rodados na região duriense ou no rio Douro e com argumento relacionado com o povo, as tradições, as tendências e o imaginário deste território.

Entre os filmes a ser exibidos há a destacar “Jiro dreams of sushi”, de David Gelb, um documentário sobre o mais famoso chef de sushi de Tóquio, Jiro Ono e para “The wine of summer” que conta com Sónia Braga no elenco e que vai estar em estreia mundial no festival

Entre os vários realizadores presentes, salienta-se a presença de Jonathan Nossiter, realizador de “Resident Alien” e de “Mondovino”, documentário sobre o mundo da enologia que foi nomeado para a Palma de Ouro em Cannes.

Será também apresentado um episódio de “Quo Vademus?”, uma série televisiva realizada por Nossiter, na sequência do sucesso de “Mondovino”.

Manuel Vaz salientou que este é um “projecto privado” e defendeu a anterior aposta em estrelas do cinema, com a o facto de “a promoção externa” ser “obrigatória para o sucesso de um território”.

 

A opção de concentrar o festival no Porto, depois de terem desaparecido alguns apoios na região duriense, foi também defendida por Manuel Vaz com a ideia de ”que o Porto é a porta de entrada do Douro” e que “o Porto abre uma janela muito maior para o Douro” mas persistindo na ideia de que este é um “evento descentralizado”.

 

Retirado do Hardmúsica

publicado por olhar para o mundo às 22:09 | link do post | comentar
Quarta-feira, 04.09.13

Joaquim Pinto, James Franco e Gore Vidal no QueerLisboa 2013

Joaquim Pinto, James Franco e Gore Vidal no QueerLisboa 2013

17ª edição do festival de cinema gay e lésbico decorre de 20 a 28 de Setembro e foi apresentada esta quarta-feira em Lisboa.

 

E Agora? Lembra-me, o documentário auto-biográfico de Joaquim Pinto que saiu do recente festival de Locarno com o Grande Prémio do Júri, terá a sua primeira exibição oficial em Portugal integrado no 17.º Queer Lisboa. A edição 2013 do Festival Internacional de Cinema Queer (de temática LGBT - lésbica, gay, bissexual e trans-género) decorre de 20 a 28 de Setembro próximo no cinema São Jorge e no Teatro do Bairro, em Lisboa, e a sua programação foi esta quarta-feira divulgada.

 

O Queer 2013 vai trazer igualmente a ante-estreia em Portugal do filme de James Franco e Travis Mathews, Interior. Leather Bar., sobre as lendárias "cenas cortadas" do policial de William Friedkin com Al Pacino A Caça, bem como o documentário de Nicholas Wrathall The United States of Amnesia, retrato do recém-falecido escritor e ensaísta americano Gore Vidal.
 
Com 93 filmes nas suas várias secções, escolhidos de entre cerca de 700 obras submetidas à organização, o 17º Queer Lisboa tem este ano uma forte presença portuguesa, num total de 15 entradas. Entre elas encontram-se duas longas-metragens na competição oficial: Noches de Espera, de Tiago Leão, e O Carnaval é um Palco, a Ilha uma Festa, de Rui Mourão. O festival exibirá igualmente a curta de João Pedro Rodrigues O Corpo de Afonso, encomenda de Guimarães Capital da Cultura. A organização do certame apontou o modo como a actual situação política e económica europeia afecta as comunidades LGBT como "fio condutor" da programação da edição 2013 do Queer. Uma das secções paralelas, Queer Focus, olha aliás este ano para a ligação entre a cidade e a comunidade LGBT.
 
Quatro júris distintos serão encarregues de escolher os melhores filmes nas quatro principais secções competitivas do festival: Melhor Longa-Metragem, Melhor Curta-Metragem, Melhor Documentário e a nova In My Shorts, dedicada às curtas "escolares" realizadas no âmbito de cursos de cinema. Cinta Pelejà, directora do DocLisboa, os realizadores Cláudia Varejão, António da Silva e Carlos Conceição e a produtora Maria João Mayer são alguns dos nomes escalados para os quatro júris internacionais.
 
Entre as longas a concurso encontram-se Interior. Leather Bar., que, estreado nos festivais de Sundance e Berlim, terá estreia portuguesa no início de Outubro, e In the Name of, da polaca Malgoska Szumoska (realizadora deElas, com Juliette Binoche), sobre a atracção homossexual de um padre por um jovem delinquente. Mantêm-se as populares retrospectivas Queer Pop e Queer Art (este ano sob o genérico Queer Sci-Fi Art) e as Noites Hard, dedicadas ao cinema pornográfico, destacam este ano o realizador Avery Willard.
 
A abrir o festival, no dia 20, estará o documentário do americano Malcolm Ingram Continental, sobre a lendária sauna nova-iorquina do mesmo nome, e a encerrar, a 28, o filme de Michael Mayer Out in the Dark, sobre uma história de amor entre um israelita e um palestiniano.
 
O programa pode ser consultado a partir de hoje no site oficial em www.queerlisboa.pt, e os bilhetes encontram-se já à venda nas bilheteiras das salas.
 
Seis escolhas


E Agora? Lembra-me, o documentário/ensaio auto-biográfico sobre a vivência de vinte anos com o HIV e com a hepatite C do cineasta Joaquim Pinto terá a sua estreia portuguesa na 17ª edição do Queer Lisboa. Apresentado a concurso no Festival de Locarno, venceu aí o Grande Prémio do Júri e ainda o prémio da Federação Internacional de Críticos de Cinema (FIPRESCI).

 

 O Carnaval é um Palco, a Ilha uma Festa é o título do documentário de Rui Mourão apresentado na secção competitiva do 17º Queer Lisboa. Trata-se de um olhar sobre as festas de carnaval açorianas na ilha Terceira, inspirada pelo comentário casual de uma terceirense “apaixonada” por elas.

 

 O filme-ensaio Interior. Leather Bar. chega ao Queer Lisboa 2013 com assinalável notoriedade internacional, antes de uma estreia portuguesa em início de Outubro. O encontro entre James Franco, actor de filmes comoHomem-Aranha ou Oz, o Grande e Poderoso, e o cineasta Travis Mathews ocorre sob o signo do controverso policial de 1980 de William Friedkin A Caça, ambientado no submundo gay nova-iorquino.

 

Gore Vidal – The United States of Amnesia é o título do documentário que Nicholas Wrathall dedicou ao escritor e ensaísta norte-americano, exibido no Queer Lisboa. Vidal ainda colaborou activamente com o cineasta, que rodou parte significativa do filme antes da sua morte em 2012.

 

 The Comedian, apresentado na secção competitiva do Queer Lisboa, é um dos objectos mais peculiares do recente circuito de festivais. A primeira longa do britânico Tom Shkolnik, sobre a vida pessoal e amorosa complicada de um comediante londrino, foi inteiramente improvisada pelo elenco frente à câmara, em takes únicos, e montada ao longo de um ano a partir de 90 horas de imagens.

 

I Am Divine é outro dos documentários apresentados no Queer Lisboa. O realizador Jeffrey Schwarz conta a história de Harris Glenn Milstead, aliás Divine, o ícone queer popularizado através dos filmes do cineasta de culto John Waters, como Pink Flamingos, Female Trouble ou Laca, falecido em 1988 com apenas 42 anos.

 

Retirado do Público

publicado por olhar para o mundo às 20:59 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

First Class Radio 

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds



blogs SAPO