Sexta-feira, 27.10.17

Novembro - 4ª edição do Mês da Fotografia do Barreiro

fotografia.png

 

 

Novembro

 

4ª edição do Mês da Fotografia do Barreiro

 

Em novembro, realiza-se, no Barreiro, o Mês da Fotografia. Trata-se de um ciclo de programação em que se privilegia a área das Artes Visuais, constituindo uma grande aposta da Câmara Municipal do Barreiro.

 

Nesta quarta edição, o Mês da Fotografia continua a apostar na apresentação de exposições de qualidade, em encontros de fotógrafos com o público, em sessões para a comunidade educativa. Foram convidados a participar na programação Daniel Blaufuks, Pepe Brix e Luís Mileu, num projeto realizado em parceria com Ricardo Henriques.

De salientar que o Mês da Fotografia é organizado em parceria com o Clube de Fotógrafos do Barreiro. Fruto desta colaboração irá estar em exposição o trabalho de Carlos Matos, será lançado o livro de Abílio Neves e o Mês da Fotografia irá estar presente também em mercados e a estações de transportes.

A programação na área do Serviço Educativo, continua a ser uma das grandes apostas do Mês da Fotografia, constituindo alicerces na formação, envolvendo a comunidade educativa com o objetivo de realizar novas aprendizagens, novas linguagens.

 

PROGRAMA

 

 

 

CMB 2017-10-25

 

publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar
Quarta-feira, 27.09.17

“RASTROS – INSTANTES DO OLHAR” CHEGAM DIA 4 DE OUTUBRO À CASA-MUSEU MEDEIROS E ALMEIDA

rastros.png

 

“RASTROS – INSTANTES DO OLHAR” CHEGAM DIA 4 DE OUTUBRO À CASA-MUSEU MEDEIROS E ALMEIDA

 

Entrada gratuita 


A Galeria de Exposições Temporárias da Casa-Museu Medeiros e Almeida, em Lisboa, recebe “Rastros – Instantes do Olhar”, uma exposição de fotografias de António Pedro de Freitas, que estará patente ao público entre 4 e 28 de outubro.

 

António Pedro de Freitas, arquiteto de formação, dedica-se desde os anos 70 à fotografia analógica, evoluindo numa atitude experimental para a fotografia digital. Nesta exposição encontram-se trabalhos selecionados deste fotógrafo de um período de 12 anos, mais precisamente, entre 2003 e 2015.

 

O designer britânico Robin Fior referiu-se à obra de António Pedro de Freitas, considerando que no seu trabalho "o sujeito é a própria fotografia e o registo, a cunhagem, a inscrição, a gravação da luz (...) quando fere, risca, arranha e deixa marcas na emulsão".

 

António Pedro de Freitas trabalhou nos anos 80 em Londres como arquiteto. Na fotografia, participou com 12 fotos na obra "Crença e Abandono do Guardião da Porta", de Helder Moura Pereira, publicada em 1983 pela editora Contexto. Em 1989, a convite do poeta Al Berto, realizou uma exposição individual de fotografia no Centro Cultural Emmerico Nunes, em Sines. Em 2014, a editora Buy the Book publicou a sua obra Rastros, com prefácio de Robin Fior. 

 

Morada e horário Casa-Museu Medeiros e Almeida
Rua Rosa Araújo, 41 – Lisboa
Tel. (+351) 213 547 892
www.casa-museumedeirosealmeida.pt

 

De 2.ª feira a sábado das 10h00 às 17h00 [NOVO HORÁRIO]
Encerra aos domingos

 

Entrada gratuita para a exposição “Rastros – Instantes do Olhar”, de António Pedro de Freitas, na Galeria de Exposições Temporárias
Patente entre 4 e 28 de outubro

 

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

NaturBRR – Mostra de Imagem de Natureza da Cidade do Barreiro trouxe ao Concelho grandes nomes da fotografia

natubr.jpg

 

NaturBRR – Mostra de Imagem de Natureza da Cidade do Barreiro trouxe ao Concelho grandes nomes da fotografia

 

A NaturBRR – Mostra de Imagem de Natureza da Cidade do Barreiro, no sábado, 23 de setembro, trouxe ao Concelho grandes nomes da fotografia nacional. Jacinto Policarpo, João Cosme, Luís Afonso, Luís Quinta e Ricardo Lourenço foram os oradores de um evento que atraiu ao Auditório da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro, onde decorreu o evento durante toda a tarde, mais de 120 amantes da fotografia.

 

O “Barreiro é uma terra com um passado ferroviário, industrial”, “mas somos muito mais que isso”: “Temos do ponto de vista da biodiversidade valores a preservar”, sublinhou, na Abertura, o Vereador responsável pelo Centro de Educação Ambiental (CEA) da Mata da Machada e Sapal do Coina. Para isso, salientou Bruno Vitorino, há que conquistar pessoas para “a causa”, dar a conhecer os valores. É nesse sentido, explicou, que se integra uma iniciativa como a NaturBRR.

 

“Dar a conhecer o nosso património natural, preservar o nosso património natural” é, conforme referiu, o objetivo estratégico. E a presença dos fotógrafos especialistas no evento, concretizou, serve, também, para mostrar “o potencial que a imagem tem” neste particular.

 

“Somos um Concelho bonito”, disse o Presidente da CMB. Carlos Humberto de Carvalho enumerou algumas “paisagens lindíssimas” do Concelho, referiu a “extensa zona ribeirinha”, reconhecendo as consequências negativas da vila industrial ao nível da “imagem” e do “território” – “consequências da vida, da história, do desenvolvimento do Concelho do Barreiro”. “Mas temos coisas lindíssimas”, reiterou: “É preciso apreciar o património industrial que o Barreiro tem”.

 

Na atualidade, defendeu, a preservação é um “desafio da humanidade”, “de todos”. E, rematou, “através da arte podemos chegar muito longe”.

 

A NaturBRR foi promovida pelo CEA da Mata da Machada e Sapal do Coina, da CMB.

 

Esta foi a 1ª edição de uma Mostra que pretende valorizar e divulgar o património natural através da imagem, junto dos amantes da fotografia e do público em geral.

 

Refira-se, ainda, que a exposição de fotografia, de lançamento, da NaturBRR, “Aves do Sapal”, assinada por Jacinto Policarpo –, que esteve patente ao público no B Planet – Barreiro Retail Planet, até 23 de setembro, está, agora, até 7 de outubro, no centro comercial Forum Barreiro.

 

 

CMB 2017-09-26

publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar
Quarta-feira, 03.05.17

Mês da Fotografia 2017 - Concurso de Fotografia, Normas de Participação

fotografia.png

 

Mês da Fotografia 2017

Concurso de Fotografia | Normas de Participação

 

Estão abertas as inscrições para o Concurso de Fotografia, no âmbito da 4ª edição do Mês da Fotografia, promovido pela Câmara Municipal do Barreiro. O objetivo deste concurso consiste na procura de novos valores, fomentar, reconhecer, premiar e difundir a criatividade e sentido estético da produção fotográfica contemporânea. Pretende-se, ainda, incentivar a produção fotográfica proporcionando a sua apresentação pública.

A entrega de candidaturas decorre até dia 6 de outubro de 2017, devendo as candidaturas ser enviadas por correio registado ou entregues presencialmente durante o horário de funcionamento do Auditório Municipal Augusto Cabrita (3ª a domingo, das 14h às 20h – encerra à 2ª feira). O tema do Concurso é livre.

 

De acordo com as Normas de Participação (consulte em www.cm-barreiro.pt):

  1. a) A inscrição é gratuita. As fotografias apresentadas devem ser inéditas, nunca tendo sido avaliadas por um júri.
  2. b) Este concurso está aberto a qualquer tendência, abordagem e linguagem fotográfica, sem exceção, permitindo assim que se revelem novos valores e novas perspetivas da Fotografia.
  3. c) A participação está aberta a todos aqueles que tenham idade igual ou superior a 18 anos ou que complete 18 anos até ao final de 2017.
  4. d) Os trabalhos a concurso devem fazer-se acompanhar de Memória Descritiva do projeto a concurso, Biografia do Autor, Identificação Pessoal e a Ficha de Inscrição, devidamente preenchida e assinada. Todos os materiais solicitados devem ser entregues também em formato digital. O não envio destes documentos compromete a participação no concurso.
  5. e) Só serão aceites trabalhos em suporte papel, a cores ou a preto e branco, com número mínimo de três e um máximo de cinco fotografias por concorrente, do mesmo formato e com a mesma qualidade de impressão.
  6. f) Só serão aceites suportes fotográficos com as dimensões mínimas de 20x30/20x20 cm e máximas de 30x40/40x40 cm.
  7. g) As fotografias a concurso, bem como a memória descritiva, não devem vir identificadas com o nome do autor.
  8. h) Não deverão ser entregues obras originais. A Câmara Municipal do Barreiro não se responsabiliza por qualquer deterioração, roubo ou perda dos documentos entregues.
  9. i) Cada concorrente deverá declarar na ficha de inscrição a autoria dos trabalhos e que autoriza a sua publicação e exibição, não estando a Câmara Municipal do Barreiro obrigada a atribuir-lhe qualquer remuneração.
  10. j) As obras devem ser enviadas dentro de envelope fechado, devidamente identificados no verso com o respetivo título e nome do autor.

 

Durante o Mês da Fotografia 2017, que terá lugar em novembro, realizar-se-á uma exposição constituída por 10 projetos fotográficos, previamente selecionados pelo júri do concurso, composto por três profissionais da área da Fotografia.

O Júri avaliará os trabalhos a concurso segundo os seguintes critérios:

  1. a) Inovação, criatividade e características estéticas do trabalho
  2. b) Coerência e qualidade global do conjunto, assim como a originalidade

do assunto abordado.

 

CMB 2017-04-28

publicado por olhar para o mundo às 09:13 | link do post | comentar
Sexta-feira, 07.04.17

"Parque de Monserrate recebe imagens vencedoras do "International Garden Photographer Of The Year"

IGPOTY_2017_Cartaz.jpg

 

 

6 de abril a 9 de outubro

Parque de Monserrate recebe imagens vencedoras do “International Garden Photographer Of The Year”

 

- 10.ª Edição do maior concurso de fotografia de jardins, plantas, flores e botânica

- 39 Imagens premiadas, em exposição

- Vencedor: Lee Acaster

- Portuguesa Dina Vieira premiada na categoria “O Verde na Cidade”

- Mark Zylinski venceu na categoria “Parques de Sintra”

 

Sintra, 6 de abril de 2017 – A partir de hoje, há mais um motivo para visitar o Parque de Monserrate. Integrada na natureza envolvente, a principal competição e exposição mundial de fotografia especializada em jardins, plantas e botânicas, “International Garden Photographer Of The Year” (IGPOTY), já está patente ao público, até dia 9 de outubro.

Pelo sétimo ano consecutivo, o Parque de Monserrate volta a acolher ao ar livre 39 imagens premiadas nas categorias “Wildflower Landscapes” (Paisagens Silvestres), “Beautiful Gardens” (Jardins Belos), “The Beauty of Plants” (A Beleza das Plantas), “Bountiful Earth” (Terra Generosa), “Trees, Woods and Forests” (Árvores, Bosques e Florestas), “Breathing Spaces” (Espaços para Respirar) “Macro Art” (Arte Macro), “Wildlife in the Garden” (Vida Selvagem no Jardim), “Greening in the City” (O Verde na Cidade) e da categoria especial “Parques de Sintra”. As fotografias são apresentadas num painel com um formato de 1x1 metro, em suportes de madeira de acácia, de árvores que caíram na Serra de Sintra e que a Parques de Sintra aproveitou para este efeito.

Entre as fotografias expostas, está a do vencedor geral da competição, Lee Acaster, que se inspirou no cenário do Parque Nacional de Snowdonia, no País de Gales, para ganhar a categoria “Árvores, Bosques e Florestas”, com a imagem “Left”.

Também as fotografias da portuguesa Dina Vieira estão entre as 39 expostas em Monserrate. Um 2.º lugar e uma Menção Elogiosa na categoria “O Verde na Cidade”, com as imagens “Roof Garden” e “Under The Bridge”, respetivamente.

Este ano, a Parques de Sintra voltou a ser parceira do evento com uma categoria especial, cujas fotografias devem evidenciar ter sido captadas num dos polos tutelados pela empresa. Mark Zylinski foi o grande vencedor desta categoria, com a fotografia “Running Free”, que retrata crianças a correr no Parque de Monserrate. Além do prémio monetário de 350 €, Mark Zylinski recebe ainda um bilhete anual “Amigos dos Parques de Sintra” (válido para todos os polos geridos pela Parques de Sintra, sem limite de entradas), e a sua fotografia será reproduzida no catálogo da exposição “IGPOTY 10″.

As inscrições para a 11.ª edição já estão abertas em www.igpoty.com. O concurso é aberto a fotógrafos profissionais mas também a amadores, e anualmente a exposição dos trabalhos vencedores é inaugurada nos Kew Gardens (Reino Unido), percorrendo posteriormente diversos locais do mundo.

A competição IGPOTY foi criada em 2007 por cinco membros da “Garden Photographers’ Association” do Reino Unido, e tornou-se internacional em 2008, ano da primeira exposição nos “Royal Botanic Gardens”, em Kew.

publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar
Segunda-feira, 03.04.17

AMAC - Exposições inauguram a 23 de abril

Nuno Cabrita_1premio_web (3).jpg

 

 

Exposições inauguram a 23 de abril

 

Arbórea”, fotografia e “Tentationes”, escultura

 

O Auditório Municipal Augusto Cabrita recebe, de 23 de abril a 21 de maio, as exposições ARBÓREA, fotografia de Nuno Cabrita, vencedor da 3ª edição do Concurso do Mês da Fotografia do Barreiro, e escultura de Pedro Miranda da Silva. As mostras inauguram no dia 23 de abril, pelas 17h00.

 

23 abril a 21 maio | domingo | Piso 1 – Galeria Branca

ARBÓREA, exposição de fotografia de Nuno Cabrita, vencedor da 3ª edição do Concurso do Mês da Fotografia do Barreiro

Imagens soltas, captadas ao longo dos anos, que em conjunto fazem algum sentido.

Temos em nós um mundo submerso em informação, veloz, hiperativo, egoísta por opção e profundamente desumano. Subsistimos num meio desnecessariamente complexo. Perdemos há muito a capacidade de comunicarmos com nós próprios, de ver, de apreciar a lentidão do próprio tempo.

Arbórea, uma passagem por aquelas que, mesmo imóveis, muito tempo antes de nos afirmarmos como detentores de um subconsciente já produziam e transformavam o suporte para a nossa existência.

 

23 abril a 21 maio | domingo | Piso 1 – Galeria Amarela

TENTATIONES, exposição de Escultura de Pedro Miranda da Silva

Apresentação do trabalho desenvolvido ao longo de um ano pelo artista vencedor do III Concurso do Ateliê Municipal do Barreiro. Os trabalhos tiveram como ponto de partida o tríptico "Tentações de Santo Antão" de Hieronymus Bosch.

"(...) Todo o percurso inicial que nos é proposto por Pedro Miranda da Silva é preenchido por tentações e pelo “escuro” de vária ordem, mas que vai sendo gradualmente substituído pelo reconhecimento de uma “luz” que “está em viagem até nós” e que aqui nos é proposta pela pureza formal e a procura da perfeição (Perfectio quaerere) na arte." Francisco Palma (2017)

 

Recorde-se que o AMAC recebe também em abril as seguintes iniciativas:

 

1 abril | sábado | 22h00 | Concerto LIBERDADE, com SÉRGIO GODINHO - ESGOTADO

 

8 abril | sábado | 15h00 às 18h00 | Aniversário CORUTIB – Coro da Universidade da Terceira Idade

 

22 abril | sábado | 21h30 | Espetáculo SOLÁRIO, pelo PROJÉCTOR – Companhia de Teatro do Barreiro

 

Público-alvo: M/12

Duração: 60 min.

Ingresso: 3,00€

 

Organização: União de Freguesias do Alto Seixalinho, Santo André e Verderena

Informações: 212 068 230 ou bilheteira@cm-barreiro.pt

 

 

30 abril | domingo | 15h00 às 16h30 - Dia Mundial do Jazz | SALA DE ENSAIOS

AMAC JÚNIOR

JungleBrassBand da Escola de Jazz do Barreiro | OFICINA DE MÚSICA

Ingressos: 3,00 €

Duração: 1h30m

Faixa-etária: dos 6 aos 10 anos

Inscrições: 212 068 232

 

 

30 abril | domingo | 17h30 | Concerto com a Big Band da Escola de Jazz do Barreiro

Sob a temática “Let’s Swing”, onde serão interpretados temas dos compositores Glen Miller e Benny Goodman, coreografados pelo grupo de bailarinos de Lindy Hop, de Lisboa.

Ingressos: 5,00 €

M/6 anos

 

 

CMB 2017-03-30

publicado por olhar para o mundo às 09:13 | link do post | comentar
Terça-feira, 28.03.17

IGPOTY chega ao Parque de Monserrate com fotografias vencedoras da portuguesa Dina Vieira

IGPOTY_2017_Cartaz.jpg

 

 

IGPOTY chega ao Parque de Monserrate com fotografias vencedoras da portuguesa Dina Vieira

 

- IGPOTY começa a 6 de abril no Parque de Monserrate

- Esta é a principal competição internacional de fotografia especializada em jardins e botânica

- Portuguesa premiada com um 2.º lugar e uma Menção Honrosa na categoria “Greening in the City”

- 18.000 participantes de todo o mundo nesta edição

 

 

Sintra, 27 de março de 2017 A portuguesa Dina Vieira foi este ano premiada pelo International Garden Photographer Of The Year (IGPOTY) com as fotografias “Roof Garden” (2.º lugar) e “Under the Bridge” (Menção Honrosa), na categoria “Greening in the City”. Esta é a 10.ª edição do IGPOTY, a principal competição e exposição mundial de fotografia especializada em jardins, plantas, flores e botânica, criada no Reino Unido, em 2007, e que contou este ano com um total de 18.000 participantes. De 6 de abril a 9 de outubro, 39 das fotografias vencedoras deste concurso, entre as quais as de Dina Vieira, podem ser vistas a céu aberto no Parque de Monserrate.

 

Foi precisamente no Parque de Monserrate, em 2012, que Dina Vieira se cruzou pela primeira vez com o concurso IGPOTY. Desde então que participa nesta competição, e confessou uma “imensa honra” ver premiadas agora duas das suas fotografias numa das suas categorias preferidas “Greening in the City”.

 

Aos 66 anos, e ao fim de quase 25 anos a captar imagens a alta velocidade como fotógrafa profissional do desporto automóvel, nas pistas de Fórmula 1 e a nomes incontornáveis que ainda hoje lhe povoam as memórias – de Fittipaldi a Ayrton Senna –, Dina Vieira descobriu recentemente uma nova atitude na arte de fotografar: “entrei em modo slow photo”. Foi em 2012 que Dina Vieira resolveu mudar o foco da sua objetiva para as paisagens naturais. O desafio levou-a a participar em workshops de fotografia promovidos pela Parques de Sintra e a vencer, em 2013, na sessão da primavera, o concurso Captar Sintra – Biodiversidade das Estações, organizado no âmbito do projeto BIO+Sintra, com a imagem “Biodiversidade em Monserrate”. “A Parques de Sintra, no seu papel ímpar de preservação e divulgação da Natureza e do Património, promoveu workshops de fotografia e tive a oportunidade de participar em alguns, no maravilhoso Parque de Monserrate, de que sou totalmente fã”.

 

O poder contemplativo das paisagens, a força vivencial dos ambientes urbanos e a beleza inigualável da Natureza passaram a ser os seus novos alvos fotográficos, de que são testemunhas as imagens vencedoras.

 

O Parque das Nações, em Lisboa, serviu de cenário para a captação da fotografia “Roof Garden”, que conseguiu o 2.º lugar na categoria “Greening in the City” do IGPOTY. “Numa das minhas deambulações fotográficas pela zona, o meu olhar foi atraído pela localização invulgar de um conjunto de Yuccas, no topo de um edifício também já de si com formas e cor invulgares. Tinha comigo uma Lumix GX-1 convertida para fotografar com infravermelhos que me pareceu poder acentuar o impacto gráfico e geométrico da imagem. Parece que correu bem”.

 

Quanto à imagem em que conseguiu uma Menção Honrosa na mesma categoria, “Under the Bridge”, Dina Vieira inspirou-se na imponência da Ponte 25 de Abril, com o rio Tejo como pano de fundo. “Ao contemplá-la, pareceu-me insólita a desproporção entre a ponte e as árvores por baixo da mesma. Posicionei-me para acentuar esse desequilíbrio. A opção pelo preto e branco pareceu-me a mais adequada para eliminar do olhar o acessório e poder concentrá-lo no fundamental”.

 

O International Garden Photographer of the Year, cujas inscrições para a 11.ª edição já estão abertas (www.igpoty.com), consiste na principal competição e exposição mundial de fotografia especializada em jardins, plantas, flores e botânica, aberta a fotógrafos profissionais mas também amadores. Este ano, de 6 de abril a 9 de outubro, esta exposição ao ar livre no Parque de Monserrate contará com 39 imagens premiadas nas categorias “Wildflower Landscapes” (Paisagens Silvestres), “Beautiful Gardens” (Jardins Belos), “The Beauty of Plants” (A Beleza das Plantas), “Bountiful Earth” (Terra Generosa), “Trees, Woods and Forests” (Árvores, Bosques e Florestas), “Breathing Spaces” (Espaços para Respirar) “Macro Art” (Arte Macro), “Wildlife in the Garden” (Vida Selvagem no Jardim), além da já mencionada “Greening in the City” (Verde na Cidade) e da categoria especial “Parques de Sintra”.

publicado por olhar para o mundo às 09:13 | link do post | comentar
Terça-feira, 21.03.17

PROJECTO 33 - PAULA ROSA NA SALA JOSÉ AFONSO

paula rosa.jpg

 

 

21 de Março | terça-feira | 21h30 | Sala José Afonso

 

PROJECTO 33

 

O Projecto 33 é uma iniciativa do grupo de fotografia da ARTISET, implementado e dinamizado por António Correia, que mensalmente convida um fotógrafo para apresentar o seu trabalho.

 

Em Março, Paula Rosa é a fotógrafa convidada.

 

Organização: ARTISET | CMS

publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar
Terça-feira, 07.03.17

RIA FORMOSA TRANSFORMADA EM GALERIA DE ARTE

riaformosa.jpg

 

RIA FORMOSA TRANSFORMADA EM GALERIA DE ARTE

 

Retratos da Ria
De 01 Março a 30 Abril 2017
Cais de Faro, Olhão, Fuseta, Santa Luzia e Tavira e os das ilhas de Faro, Deserta, Farol, Culatra, Armona, Fuseta e Tavira

 
Retratos na Ria é uma exposição onde fotografias são libertadas na paisagem natural das margens da Ria Formosa. Um convite ao conhecimento da Ria e dos seus Cais através de uma exposição inusitada de 12 fotografias que apelam à descoberta das múltiplas margens da Ria Formosa. Os Cais de Faro, Olhão, Fuseta, Santa Luzia e Tavira e os das ilhas de Faro, Deserta, Farol, Culatra, Armona, Fuseta e Tavira acolhem esta exposição de 01 Março a 30 Abril 2017.

Jorge Jubilot é um dos mais criativos fotógrafos algarvios da actualidade. A sua marca é a inspiração da paisagem para imagens únicas onde transparece a essência e a alma algarvia. Em colaboração com a banda OrBlua, produziu uma colecção fotográfica intitulada Retratos Cinéticos, editada em formato híbrido Livro/CD. Essa colecção é agora exibida na exposição Retratos na Ria

Produzida pela Fungo Azul, com curadoria de Carlos Norton, está inserida no Programa 365 Algarve, como forma de estimular o gosto pela arte e atrair olhares para a beleza natural e artística da exposição.

Em cada cais, uma imagem, uma peça que convida a desfrutar da Ria e a deixarem-se viajar pelas águas tranquilas para descobrir o conjunto das 12 fotografias. Uma forma peculiar de libertar a arte, tornando‐a simplesmente acessível a passageiros e visitantes através dos barcos carreira dos cais da Ria e de contextualizar as fotografias na expressão visual do cenário natural dos Retratos na Ria.

Retratos da Ria
De 01 Março a 30 Abril 2017
Cais de Faro, Olhão, Fuseta, Santa Luzia e Tavira e os das ilhas de Faro, Deserta, Farol, Culatra, Armona, Fuseta e Tavira

publicado por olhar para o mundo às 09:13 | link do post | comentar
Quinta-feira, 02.03.17

VALE DA ESTRANHEZA - Próxima exposição na Casa Da Cultura de Setúbal.

exposição.jpg

 

 

VALE DA ESTRANHEZA | Próxima exposição na Casa Da Cultura | Setúbal.

Abre no dia 3, sexta-feira, às 22h00 (patente até dia 3 de Abril de 2017)

 

BERNARDO SOUSA SANTOS [b.1989, Beja].


Vive e trabalha no Porto, licenciou-se em Fotografia e Cultura Visual no IADE, completou ainda o mestrado em Práticas Artísticas Contemporâneas (MPAC) na FBAUP. O seu trabalho intervém maioritariamente no campo expandido da fotografia. Entre as últimas exposições destacam-se Sen-tido(s)/ Direction(s) (2014) e (Des) Hemisférios (2015). Recentemente foi ainda assistente de produção em Pictures and Cream na galeria Cristina Guerra. É um dos sócios fundadores da SOM-BRA Cineclube FBAUP e do colectivo de ilustração e design gráfico Gunardo.

 

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

First Class Radio 

posts recentes

últ. comentários

  • Minha esposa dorme durante a relacao eu viro chego...
  • Minha esposa as vezes dorme , aí eu paro viro de l...
  • hmmm fixe! Será uma daquelas edições para colecion...
  • Interessante
  • gosto do suave tom da sua voz :)
  • Vou procurar para ouvir =)Beijinhos
  • Neste Natal só te desejo duas coisas: TUDO e NADA!...
  • Recomendadíssimo!!Para quem não conhece a sonorida...
  • Great article!

Posts mais comentados

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds



blogs SAPO