Quarta-feira, 07.06.17

ACERT - Apresentação do Livro JOGO, CORPO E TEATRO

jogocorpo.jpg

 

 

JOGO, CORPO E TEATRO: a arte de fazer amor com o tempo
De João Maria André, Com fotografias de Susana Paiva
Apresentação do Livro

Local:  Galeria ACERT
Data/Hora:  Sáb. 10 de junho de 2017 às 18:00


Preço: 0 €

Um habitante literário e teatral da Acert apresenta uma obra preciosa de reflexão sobre teatro.
 
João Maria André tem brindado a programação da Acert com a apresentação dos seus livros que, pelos conteúdos, constituem obras de reflexão cultural preciosas de grande interesse para os agentes culturais, criadores artísticos e, de forma mais abrangente, para o público que procura mais informação e conhecimento sobre as dinâmicas culturais.

Sobre o livro
Quando se fala de jogo, de corpo e de teatro, fala-se naturalmente de espaço: o espaço cénico, nas suas infinitas potencialidades, como espaço do jogo teatral. Mas a articulação entre jogo, corpo e teatro reclama, como categoria fundamental, o tempo. Nas infinitas potencialidades do espaço, o jogo dos corpos no jogo do teatro é a arte de trabalhar o tempo, no tempo e com o tempo. Ou, para ser mais fiel à sua riqueza e à sua abertura, de trabalhar os tempos, nos tempos e com os tempos. Simples ou complexos, fugazes na duração de cada instante ou eternos na plenitude da sua experiência intensa, é no tempo ou nos tempos que se modulam os corpos no teatro e se faz o teatro dos corpos. Daí que o teatro e a dança sejam as mais efémeras de todas as artes: são artes de fazer amor com o tempo, de o habitar e nele morar num jogo impossível e continuamente recomeçado.

João Maria André


Ficha Técnica


Editora: Angelus Novus

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar
Segunda-feira, 05.06.17

Rafael Coutinho, Lucas Santtana e J.P. Cuenca lançam livro Modo Avião

rafael.jpg

 

 

Rafael Coutinho, Lucas Santtana e J.P. Cuenca lançam livro Modo Avião

 

Obra reúne desenhos coloridos de cerca de 1 metro de comprimento, poemas e prosa. Lançamento será no sábado 10 de junho na Banca Tatuí

O quadrinista Rafael Coutinho, o músico Lucas Santtana e o escritor J.P. Cuenca lançam no início de junho na Banca Tatuí o livro Modo Avião. Editado pela Lote 42, a trama gira em torno de um personagem que embarca em um voo e começa a confabular com outras pessoas sobre inquietações contemporâneas. Ao longo do livro, novos encontros darão lugar a discussões sobre ansiedade, conectividade, solidão e relações humanas. O livro está em pré-venda com frete grátis pela loja virtual da Banca Tatuí (www.bancatatui.com.br) até o começo de junho. 

 

Ao longo do livro, os desenhos do Rafael Coutinho ilustram as histórias e abrem margem para novas interpretações. Cada uma das nove pranchas está impressa em uma folha inteira de quase 1 metro de comprimento, dobrada e encadernada artesanalmente ao miolo do livro. Outros trabalhos do Coutinho, pintados em nanquim, permeiam as páginas do livro e se entrelaçam com as músicas.

“O livro precisou ser tão fundamental ao projeto quanto o texto é para a construção das cenas do disco”, diz Coutinho. “Foi o projeto mais experimental e emocional que já fiz, onde a ambição que nos moveu foi a de traduzir som em imagem, sem ser literal ou didático, buscando por um mergulho profundo no universo retratado pelo Lucas e Cuenca”.

O ensaísta e arquiteto Guilherme Wisnik escreve no prefácio do livro: "O movimento de busca que conduz a narrativa se dá em meio a uma maré de multiplicidade e ambiguidade, colocando o sujeito em um labirinto. Labirinto onde aparecem momentos de forte encontro e comunhão, como em Brasa de Dois, mas também, e sobretudo, de desencontro, evasão, incerteza e sonolência".

Para J.P. Cuenca, é importante que as artes se expandam e se contaminem com outras linguagens. "Modo Avião propõe uma experiência híbrida, no conceito e no formato, mas também nessa narrativa em que você não sabe muito bem o que é real dentro do próprio estatuto daquela ficção", diz.

A narrativa em prosa, escrita a quatro mãos, é misturada à poesia das músicas de Santtana, que lança um disco homônimo. Gravado com microfone binaural, que permite uma audição 360°, próxima do ouvido humano, o trabalho permite uma audição imersiva. As músicas são intercaladas com diálogos interpretados por atores e o próprio músico. "Modo Avião é um convite à pausa nessa sociedade do cansaço, onde ficar 10 minutos longe do celular é um esforço homérico”, afirma Santtana. 

publicado por olhar para o mundo às 00:13 | link do post | comentar
Quarta-feira, 31.05.17

Apresentação do livro “Sintonias” na Biblioteca Municipal do Barreiro

sintonias.jpg

 

Apresentação do livro “Sintonias”

 

No próximo dia 3 junho, pelas 17h00, terá lugar a apresentação do Livro "Sintonias", de Rute Pio Lopes, no auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro.

A entrada é livre.

 

Sinopse

"Sintonias" é o reflexo da cumplicidade entre as imagens e a escrita.

É, no fundo, a simbiose das fotografias e das palavras rimadas, na perspetiva da autora, Rute Pio Lopes.

Essa forma peculiar de contar histórias sob a forma de poema, com base na fotografia e vice-versa, num constante jogo de letras e cores sem monotonia temática, faz deste livro uma obra literária com um singular aspeto estético!

 

Biografia

Nasci em meados de fevereiro de 1970 no Lavradio, Barreiro, onde cresci e tive uma infância e juventude muito ativas e felizes, fruto do convívio com o grupo de amigos que lá tinha, os quais ainda hoje mantenho.

No limiar da maioridade comecei o meu percurso laboral e a par, em horário pós-laboral, a vontade de obter novos horizontes levou-me a ingressar no curso superior de gestão.

Posteriormente, por opção, fixei-me na vila da Moita e iniciei uma nova etapa, da qual destaco o nascimento dos meus amores Pedro e Joana.

A escrita e a fotografia são uma ocupação presente há muito tempo na minha vida e são indissociáveis uma da outra. É aliás, através da fotografia que capto imagens do quotidiano e nelas encontro, amiúde, inspiração para escrever, essencialmente sob a forma de poesia.

Só foi possível chegar a este patamar, vencendo a timidez de tornar públicos os textos que escrevi, graças à insistência de alguns amigos chegados a quem acanhadamente os mostrava. A eles e aos meus filhos, que sempre se dispõem a ler e ouvir com entusiasmo, muito agradeço!

 

CMB 2017-05-26

publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar
Terça-feira, 23.05.17

Espaço Memória recebe apresentação do livro «O Trabalho no Ecrã »

O Trabalho no Ecra-.jpg

 

Espaço Memória recebe apresentação do livro

«O Trabalho no Ecrã – Memórias e Identidades Sociais através do Cinema»

 

O Espaço Memória vai receber, sábado, 27 de maio, pelas 16h30, a apresentação do livro «O Trabalho no Ecrã – Memórias e Identidades Sociais através do Cinema», coordenado por Frédéric Vidal e Luísa Veloso.

 

O livro será apresentado pelo Presidente da Câmara Municipal do Barreiro, Carlos Humberto de Carvalho, e por José Miguel Leal da Silva, engenheiro químico-industrial e Investigador integrado do IHC da FCSH da UNL.

 

«Este livro apresenta e discute os principais resultados de uma investigação coletiva sobre as representações do trabalho no cinema português que decorreu entre julho de 2013 e dezembro de 2015. Adotando o título “O trabalho no ecrã”, com o acrónimo WorkS (Work on Screen), o projeto visou pensar os processos de categorização do mundo social a partir do cinema e dos seus diferentes modos de receção.»

 

O Espaço Memória está situado no Parque Industrial da Baía do Tejo, Rua 17, nº 10.

 

CMB 2017-05-19

publicado por olhar para o mundo às 00:13 | link do post | comentar
Quinta-feira, 11.05.17

Apresentação do Livro “Era um Vaso de Barro”

livro.jpg

 

 

Apresentação do Livro “Era um Vaso de Barro”

 

No próximo dia 19 de maio, pelas 21h00, terá lugar a apresentação do livro “Era um Vaso de Barro”, de Ana Isabel Castro, no Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro.  

A entrada é livre.

 

Sinopse do livro

“Era um Vaso de Barro” foi o título escolhido para a sua primeira obra publicada, em formato livro frasco. Trata-se de apenas um conto, de onde se extraem porções da realidade e inspirado na fotografia, da autoria de Fortunata Beatriz, que constitui a capa do livro”.

 

Biografia

“Ana Isabel Castro nasceu no Barreiro e tem hoje 19 anos.

Frequentou a Escola Secundária de Santo André, onde começou a escrever pequenos textos, ilustrando-os com fotografias também suas, aliando as duas vertentes de que tanto gosta. Atualmente, está a tirar o curso de Línguas, Literaturas e Culturas na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, da Universidade Nova de Lisboa. Contudo, o gosto que nutre pela escrita permaneceu e revela-se nos contos que espelham a sua sensibilidade.

Apesar de nunca ter lançado um livro, conta com alguns dos referidos textos publicados na categoria “postais”, no Jornal Rostos”.

 

CMB 2017-05-09

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar
Quarta-feira, 08.03.17

ACERT XL na Fundação José Saramago - Apresentação do Livro dos 40 anos da ACERT

acertxl.gif

 

ACERT XL
O fio, a trama e a urdidura

João Luís Oliva

 

A Acert, a Editora Afrontamento, a Fundação José Saramago e o autor João Luís Oliva vêm convidar para a apresentação do livro ACERT XL - o fio, a trama e a urdidura. A sessão ocorrerá no dia 10 de Março, pelas 18:30, na Fundação José Saramago (casa dos Bicos - Rua dos Bacalhoeiros 17).

 

A apresentação será feita por Dr. Rui Vieira Nery.

 

Um livro com a chancela das Edições Afrontamento em que, como o autor refere na introdução, «se assinalam 40 anos do percurso da ACERT e da companhia de teatro, inicialmente grupo amador, que lhe deu origem — o Trigo Limpo —, afinal peças do grande tear em que se vai fabricando o colorido pano de fundo de um palco em que todos actuamos, vivendo. Mas também onde se regista e comenta o papel e significado da sua interacção com a teia cultural e social (sempre também política) que envolve espaços e tempos em que se manifesta: o local e o universal, o ontem e o hoje.»
Esta apresentação conta com a honrosa parceria da Fundação José Saramago.

publicado por olhar para o mundo às 00:13 | link do post | comentar
Quarta-feira, 08.02.17

“Foral de Coina – 1516” Obra do investigador José Manuel Vargas, lançada dia 18 de fevereiro no Catica

foraldecoina.jpg

 

 

“Foral de Coina – 1516”

Obra do investigador José Manuel Vargas

lançada dia 18 de fevereiro no Catica

 

“Foral de Coina – 1516” é o título da obra de José Manuel Vargas que vai ser lançada no dia 18 de fevereiro, pelas 15h00, no Catica – Centro Comunitário de Coina. Esta iniciativa, com entrada gratuita, inserida nas comemorações do quinto centenário da atribuição do Foral de Coina, contará com a presença do autor responsável pela investigação histórica.

 

Recorde-se que a atribuição do Foral à Vila de Coina, por D. Manuel, data de 15 de fevereiro de 1516. As Comemorações que assinalam este momento histórico, lançadas há um ano, são promovidas numa parceria entre a Câmara Municipal do Barreiro e a União das Freguesias de Palhais e Coina.

 

Nota curricular do autor

José Manuel Vargas, 1948(Lisboa)

  • Licenciado em História e Mestrado (parte curricular) em Paleografia e Diplomática, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.
  • Professor de História e de História da Arte no Ensino Secundário (1980-2007).
  • Bolseiro da Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses (1996-2000) para transcrição e edição da Chancelaria de D. João II, projeto coordenado por Eduardo Borges Nunes.
  • Participação em múltiplos colóquios e congressos com comunicações sobre forais, ordens militares e temas de história medieval, regional e local.

 

Autor e co-autor de diversos estudos, entre os quais se destacam:

  • Pelas Freguesias de Lisboa. Lisboa: Câmara Municipal, 1993-2000. 5 vols.
  • Colaboração com 21 artigos, no Dicionário de História dos Descobrimentos Portugueses. (dir. Luís de Albuquerque). Lisboa: Círculo de Leitores, Caminho, 1994.
  • Foral de Alhos Vedros. Moita: Câmara Municipal, 2000. (reed. 2014).
  • Foral de Lisboa (1500). Lisboa: Grupo de Amigos de Lisboa, 2000.
  • Os Forais de Belmonte. Belmonte: Câmara Municipal, 2000.
  • Livro da Vereação de Alcochete e Aldeia Galega: 1421-1422. Alcochete: Câmara Municipal, 2005.
  • Sabonha e S. Francisco. Alcochete: Camara Municipal, 2005.
  • Aspectos da História de Alhos Vedros: Séculos XIV a XVI. Alhos Vedros: Junta da Freguesia, 2007
  • Os Forais Manuelinos do Distrito de Setúbal. In II Encontro de Estudos Locais do Distrito de Setúbal. Setúbal: Escola Superior de Educação, 2011.
  • Locais do Distrito de Setúbal. Setúbal: Escola Superior de Educação, 2011.
  • O Foral Novo: Torres Vedras, 1510. C.M. Torres Vedras, 2016.
  • Canha e os seus Forais, Junta de Freguesia de Canha (no prelo).

 

 

Convite Comunicação Social

 

A CMB agradece a confirmação da presença, até às 12h30 de sexta-feira, dia 17, para o contacto de telemóvel da Divisão do Projeto Municipal de Participação, Democracia, Cidadania e Comunicação 91 105 6130.

 

O Catica está situado na Rua D. Manuel I, 16.

 

 

CMB 2017-02-03

publicado por olhar para o mundo às 09:13 | link do post | comentar
Quinta-feira, 02.02.17

ACERT - FREDO de Ricardo Fonseca Mota Lançamento do Livro

fredo.jpg

 

 

FREDO
de Ricardo Fonseca Mota
Lançamento do Livro

 

Local:  Auditório 2
Data/Hora:  Sáb. 11 fev'17 às 21:30



Uma obra galardoada com o Prémio Literário Revelação Agustina BessaLuís 2015 avizinha um escritor, residente em Tábua, com os leitores

Fredo conta a história de Adolfo Maria, um jovem do interior que se muda para Lisboa à procura de um lugar para ser diferente, e a história de Fredo, um homem que teve quatro famílias e morreu sozinho. Dois mundos que se tocam, duas histórias em contramão.

É um elogio aos heróis que nunca foram cantados, aos amores sem testemunho, às mortes solitárias.

“Um livro que cruza vidas aparentemente longínquas. É ainda um elogio aos heróis que nunca foram cantados, aos amores sem testemunho, às mortes solitárias. Uma escrita tão sóbria quanto elegante, que faz com que os olhos se prendam às letras, com o encanto da descoberta de um pedaço de prosa que dá gosto. Para ler sem reservas.”

Entrada Gratuita



Ficha Técnica


Sobre o autor

Ricardo Fonseca Mota nasceu em Sintra em 1987, cresceu em Tábua e acabou de crescer em Coimbra.

Com o pseudónimo Ricardo Agnes publicou o livro de poesia In Descontinuidades (2008) e diversos trabalhos em diferentes publicações. Tem trabalhado com músicos, grupos de teatro, fotógrafos e artistas plásticos.

É formado em Psicologia pela Universidade de Coimbra e, em 2015, foi o mais jovem vencedor do Prémio Literário Revelação Agustina Bessa-Luís.

É um dos impulsionadores do projeto de criação da Associação Cultural de Tábua.

publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar
Quinta-feira, 01.12.16

Apresentação do livro “El Rey D. João II e o Enigma dos Duques”

Lançamento de Livro julieta.jpg

 

 

Apresentação do livro “El Rey D. João II e o Enigma dos Duques”

 

No próximo dia 16 de dezembro, pelas 11h30, terá lugar a apresentação do livro “El Rey D. João II e o Enigma dos Duques”, de Julieta Marques, no auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro.   

 

Sinopse

“O presente livro é mais um ensaio que não sendo propriamente sobre o Almirante Colon, revela documentos que sendo inéditos, não poderiam ficar indiferentes, na afinidade dos acontecimentos que marcaram o reinado de D.João II”.

 

Biografia

“É docente de língua portuguesa, na Universidade Sénior, de Montemor-o-Novo, em voluntariado, depois de terminada a sua atividade como técnica no Museu de Arqueologia do Grupo de Amigos em Montemor-o-Novo.

Ao longo da vida sempre se dedicou à atividade literária, com obra publicada, quer na poesia, conto, ensaios para teatro.

Dedicou-se à investigação de História, em especial na segunda dinastia - tempo e espaço para me dedicar à figura de Cristóvão Colon e ao Rei D.João II, pelos quais publicou três ensaios.

Como sócia fundadora da Associação Cristóvão Colon, tem realizado conferências na defesa da tese de Cristóvão Colon português.

Entre outras áreas, publicou monografias, estudos, atividade de Arquivo - elaborou a compilação da obra, do historiador António A. Banha de Andrade sobre Montemor-o-Novo, publicado em 2015.

Neste contar dos seus setenta e um anos, foi premiada em anos passados, no campo da poesia e do conto para crianças.

É longo o pergaminho que a caracteriza, na simplicidade do dizer e do escrever, dando com a alma o que o peito sente pelo seu semelhante”.

 

 

CMB 2016-11-30

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar
Segunda-feira, 28.11.16

Barreiro - Apresentação do Livro “(Cem)timentos”

Lançamento de Livro.jpg

 

Apresentação do Livro “(Cem)timentos”

 

O livro “(Cem)timentos”, poemas e sonetos de Isabel Caetano, será apresentado no próximo dia 3 de dezembro, sábado, pelas 16h00, no Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro.

A entrada é livre.

 

Sinopse:

“São pequenas histórias inventadas, estados de espírito que revelam o sentimento de quem está longe do País e dos que ama, poemas, versos e sonetos sobre o amor nas suas várias formas.”

 

Biografia da autora:


“Isabel Maria Caetano nasceu a 10 de novembro de 1970 e é natural de Lisboa.

Tem o décimo segundo ano na área de Humanidades que frequentou na Escola Secundária Augusto Cabrita e concluiu na Escola Secundária Alfredo da Silva.

Trabalhou em Lisboa na área da Contabilidade, mudando-se de seguida para o Alentejo-Beja, onde abriu duas lojas, uma de bijuteria e outra de gift, com a crise existente no País emigrou para o Luxemburgo onde ainda se encontra a residir.

Sempre teve o gosto da leitura e da escrita, resolvendo agora aos 45 anos editar o primeiro livro que conta pequenas histórias inventadas, estados de espírito, poemas e sonetos, numa leitura aberta e de fácil compreensão”.

 

 

CMB 2016-12-28

publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

First Class Radio 

posts recentes

últ. comentários

  • Minha esposa dorme durante a relacao eu viro chego...
  • Minha esposa as vezes dorme , aí eu paro viro de l...
  • hmmm fixe! Será uma daquelas edições para colecion...
  • Interessante
  • gosto do suave tom da sua voz :)
  • Vou procurar para ouvir =)Beijinhos
  • Neste Natal só te desejo duas coisas: TUDO e NADA!...
  • Recomendadíssimo!!Para quem não conhece a sonorida...
  • Great article!

Posts mais comentados

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds



blogs SAPO