Quarta-feira, 26.07.17

TRIGO LIMPO teatro ACERT - O Pequeno Grande Polegar em Vila Nova de Paiva

polegar.jpg

 

Espetáculo de rua baseado na personagem do Polegarzinho, esta é a história de como um sonho pode mudar a vida de qualquer comunidade.

 

O Pequeno Grande Polegar 
Rede Cultural Viseu Dão Lafões

Vila Nova de Paiva, Praça do Município
Sábado, 29 de julho de 2017, às 21:30

 

TRIGO LIMPO teatro ACERT prossegue, no quadro da Rede Cultural Viseu Dão Lafões, em Vila Nova de Paiva a digressão pelos territórios da Comunidade Intermunicipal Viseu - Dão Lafões.


Mais um engenho cénico (O Pequeno Grande Polegar) é o mote para um espetáculo de teatro de rua com a participação da comunidade.

Uma semana de intenso trabalho artístico com a comunidade de Vila Nova de Paiva na construção de um espetáculo que ganha singularidades pela adaptação à arquitetura local e pela abordagem narrativa com elementos da história local.


Tudo decorre num processo de formação que, após 5 dias, faz de cada espaço exterior um palco natural mágico que contagia o sempre numeroso público que se identifica com a presença de um novo e gigante morador teatral.


Um texto e música originais que deambulam pelo universo dos contos populares, invocando os malefícios de uma desertificação que pretende por fim ao apego e memórias dos habitantes pelo chão onde nasceram e cresceram. O nascimento de um novo habitante que é pequeno no sentimento, mas que se torna gigante pelo advento de uma nova esperança de felicidade.


O Trigo Limpo teatro ACERT é a companhia portuguesa que, cria engenhos cénicos de grandes dimensões, realizando uma itinerância que tem, em cada localidade, os habitantes como protagonistas de um processo que deixa sinais memoráveis, atraindo público que se inteira e valoriza os elementos de identidade de cada localidade.

 

Acompanhe a digressão no site do Polegar

 

Apresentação seguinte:
5 de Agosto de 2017 o pequeno grande Polegar em Penalva do Castelo

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar
Quinta-feira, 06.07.17

TEATRO INFANTIL - VEM AI OUTRA HISTÓRIA, VITÓRIA no Cineteatro Municipal D. João V

outra historia.jpg

 

 
VEM AI OUTRA HISTÓRIA, VITÓRIA
 
TEATRO INFANTIL
23 JUL | 16:00H |5€
Classificação Etária M3
 
A saga de Vem aí outra história, Vitória continua de vento em popa com novos episódios que fazem as delicias dos mais pequenos . A incansável Zazá é a contadora de histórias que vestindo a pele de quatro personagens de diferentes países da Europa, vai contando contos tradicionais portugueses, envolvendo todo o público numa viagem bem divertida! Encenação e interpretação de Ana Castelo.

publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar
Quarta-feira, 05.07.17

TEATRO VILLARET - EDUARDO MADEIRA CONVIDA...

eduardo madeira.png

 

EDUARDO MADEIRA CONVIDA...

A Força de Produção e a Show Bees têm o enorme prazer em anunciar mais um excelente motivo para ir ao teatro nas noites quentes de Verão!
 Eduardo Madeira volta a convidar amigos de incrível talento e intenso charme pessoal para noites quentes de stand up comedy, música e performances sortidas. Todas as segundas, de 31 de Julho a 28 de Agosto, pelas 21h30, no mítico Teatro Villaret. Neste espectáculo, cada segunda-feira será única e irrepetível com convidados supresa todas as semanas.
Diz quem já viu que é de ver.

 

TEATRO VILLARET
31 de Julho a 28 de Agosto
Todas as Segundas-Feiras às 21h30

Preço: 12 €

publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar
Quinta-feira, 29.06.17

O Pequeno Grande Polegar em Mangualde pelo Trigo Limpo teatro ACERT

polegarzinho.jpg

 

 

O Pequeno Grande Polegar 
Início da digressão 2017

Mangualde, Largo Dr. Couto
Sábado, 1 de julho de 2017, às 21:30

 

Espetáculo de rua baseado na personagem do Polegarzinho, esta é a história de como um sonho pode mudar a vida de qualquer comunidade.

 

O pequeno grande Polegar conta a sua história nos concelhos da Comunidade Intermunicipal Viseu - Dão Lafões.

De terça-feira, 27 a sexta-feira, 30 de junho a equipa do Trigo Limpo teatro ACERT está em Mangualde a coordenar os ensaios para a integração comunitária. O pequeno grande Polegar é um espetáculo de teatro de rua, com música ao vivo e a participação de elementos da localidade onde se apresenta.


A história do pequeno grande Polegar baseia-se na narrativa popular e conta a vida de uma pequena aldeia apenas com cinco habitantes e que, por falta de nascimento de nova gente, se vê em risco de ser excluída do mapa. Em desespero a aldeia deseja que nasça um bebé, nem que seja tão pequenino que caiba na palma da mão. O menino nasce, salva a aldeia, mas…
Mas, depois do nascimento, uma nova série de peripécias vão acontecer, desde a dificuldade em alimentar “o pequeno”, até à chegada do circo à aldeia…

 

Uma gigantesca aventura a ter lugar sábado em Mangualde, no âmbito da Rede Cultural Viseu Dão Lafões.

Acompanhe a digressão no site do Polegar

 

Apresentação seguinte:
29 de Julho de 2017 o pequeno grande Polegar em Vila Nova de Paiva

publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar
Sexta-feira, 23.06.17

MAIS RESPEITO QUE SOU TUA MÃE! NO TEATRO VILLARET

respeitosoutuamãe.jpg

 

MAIS RESPEITO QUE SOU TUA MÃE!CONTINUA NO TEATRO VILLARET A PARTIR DE 30 DE JUNHO

Quem acha que no Verão só há praia e festas, desengane-se! Joaquim Monchique e o elenco de MAIS RESPEITO QUE SOU TUA MÃE! estão aqui para ficar e prometem tornar o seu Verão ainda mais divertido.

MAIS RESPEITO QUE SOU TUA MÃE! termina a temporada no Auditório dos Oceanos, Casino Lisboa, a 25 de Junho e passa directamente para o TEATRO VILLARET, a partir de dia 30 de Junho. O espectáculo que marca os 30 anos de carreira de Joaquim Monchique vai estar em cena de Quinta a Domingo.

Com lotações esgotadas desde a estreia, a 29 de Março deste ano, MAIS RESPEITO QUE SOU TUA MÃE! já foi visto por mais de 60 mil espectadores e preparara-se agora para continuar a conquistar plateias ao longo do Verão, desta feita numa das salas mais queridas de Lisboa.

MAIS RESPEITO QUE SOU TUA MÃE! acompanha as peripécias de Esmeralda Bartolomeu (Joaquim Monchique), a dona de casa mais famosa da Baixa da Banheira e da sua - bastante peculiar - família.


TEATRO VILLARET
A partir de 30 Junho

Quinta a Sábado às 21h30 e Domingos às 18h
Preço: 16€

publicado por olhar para o mundo às 00:13 | link do post | comentar
Quinta-feira, 22.06.17

COMMEDIA A LA CARTE - CIRCUS no CTE

comedia.jpg

 

 
SÁB 24 JUN 21H30

COMÉDIA

COMMEDIA A LA CARTE - CIRCUS

 
 

AUDITÓRIO |1ª Plateia 20€ | 2ª Plateia 18€ | 1º/2º Balcão 16€


COMÉDIA | 90 MIN | M/12


Senhoras e senhores, meninas e meninos bem-vindos ao maior espectáculo do mundo!
Talvez não seja o maior!
Nem possivelmente seja um espectáculo!
E para vos dizer a verdade nem sequer são bem-vindos.
Circus!
Cuspidores de fogo, homem bala, a mulher barbuda, trapezistas, malabaristas, ilusionistas, domadores de leões... Nada disto poderão ver!
Já palhaços, somos três!
Pam pararapam pam pam

Com um espectáculo daquilo que designam de "Improve Comedy", género em que se auto-intitulam de pioneiros em Portugal, os Commedia a la Carte criam as suas rábulas a partir do que lhes é proposto pelo público sendo mais que provável que este se acabe por juntar aos três actores em palco.



Carlos M. Cunha, César Mourão, Ricardo Peres Atores, Autores

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

CTE - VISITAS GUIADAS + CURTAS DE TEATRO FORA DE PORTAS

visitas guiadas.jpg

 

 

MULTIDISCIPLINAR

VISITAS GUIADAS + CURTAS DE TEATRO FORA DE PORTAS

 

CTE - VÁRIOS ESPAÇOS 3€ / ENTRADA GRATUITA (CARTÃO AMIGO, CARTÃO SÉNIOR E JOVEM MUNICIPAL)


MULTIDISCIPLINAR | 75 MIN | M/12


12º Aniversário CTE


Aos doze anos de idade, o Cine-Teatro de Estarreja dá a conhecer os seus bastidores. O invisível visível, aos olhos de todos aqueles que têm sentido na plateia a magia do palco, com o orgulho de serem muitos. O que estará por trás do som, das luzes, do espaço cénico? O que é uma régie e uma teia? Será que o camarim tem adrenalina? São estas e outras respostas que poderá descobrir nesta visita guiada conduzida pela experiente equipa do CTE, onde haverá Curtas de Teatro Fora de Portas, a acontecer em espaços não convencionais. Esta viagem lúdica cultural é a prenda do aniversariante pelo calor que nos trazem todos aqueles que se sentem em casa, na vossa casa.


Curtas de Teatro Fora do Palco


Nú Palco de Miguel Ponte


Uma Mulher à Janela ou a Carta da Corcunda ao Serralheiro de Ilda Teixeira


Guarda-Chuvas de Chocolate de Paulo Morgado e Ruy Malheiro


[promovido pelo Cine-Teatro de Estarreja]

publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar
Quarta-feira, 21.06.17

TRIGO LIMPO teatro ACERT estreia mais um espetáculo de teatro de rua "JOÃO BRANDÃO TEATRAL CIRCUS"

trigo limpo.jpg

 

João Brandão teatral circus

Coprodução: Trigo Limpo teatro ACERT + Eptoliva
+ Academia Artística do Município de Tábua + Teatro Perro

 
Sábado 24 de julho de 2017 às 23:00
Domingo 25 de julho de 2017 às 22:00
Apresentações junto à Câmara Municipal de Tábua
 
João Brandão, personalidade icónica e habitante ilustre de Midões (Tábua), celebrado num espetáculo comunitário de teatro de rua. Este espetáculo parte de um desafio da Câmara Municipal de Tábua ao Trigo Limpo teatro ACERT para a criação de um espetáculo de teatro de rua com os alunos da EPTOLIVA do “Curso de Artes do Espetáculo – Interpretação” da Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil,  em contexto de trabalho.

Este acontecimento resulta de uma forte conjugação de vontades para projetar o trabalho cultural realizado em Tábua pelas organizações artísticas que dinamizam o tecido associativo local e sustentam o dinamismo de uma programação que faz do Centro Cultural um espaço de eleição para um melhor serviço público para os habitantes e espectadores.

Tão natural como a vida, logo se impôs João Brandão — personalidade icónica e habitante famoso de Midões (Tábua) — como personagem misterioso para desenvolver uma narrativa teatral ficcional capaz de capitanear um argumento que se prolongasse para além da realidade que, no fim de contas, tem versões ainda tão contraditórias. Cada vivente acrescenta mais um ponto a uma história que, a priori, é tão epopeica e tão fantástica no imaginário popular. Enganem-se aqueles que procurarão neste espetáculo a verdade histórica, pois a dramaturgia explorará a vida misteriosa de um personagem à deriva por esse mundo fora.

O envolvimento da comunidade como protagonista coletivo da narrativa fantasista e dos músicos da Academia Artística do Município de Tábua como acompanhantes da viagem ficcional asseguram uma odisseia onde uma aventura sem limites geográficos será guiada por aquilo que poderia ser um sonho de cárcere do João Brandão.

Durante meses, um intenso trabalho de escrita narrativa que conduziu à versão teatral que irá ser apresentada. Os ensaios apaixonantes com o elenco de atrizes e atores, a criação poética e musical e o juntar de novelo protagonizado pela um coletivo de entusiásticos participantes amadores (que amam o que fazem), representam um cativante investimento artístico que perdurará certamente na memória das grandes realizações culturais de Tábua.
 
A encosta do jardim em frente do Município será o palco gigante e natural que será transformado por uma cenografia onde viajarão as aventuras dum João Brandão que nos transportará por episódios imaginários da história portuguesa e de muitas outras paragens.

Ficha artística e técnica

 

Direção artística, guião dramatúrgico, versão teatral de José Rui Martins, sobre texto original de R.M. Ribeiro
Assistência de encenação: Gi da Conceição, Pedro Sousa, Raquel Costa e Sandra Santos

Intérpretes do curso da EPTOLIVA: Carina Mendes, Carlos Ribeiro, Diogo Gonçalves, Inês Loureiro, Inês Nunes, Marco Faria, Marta Mesquita e os alunos de outros cursos da EPTOLIVA: Ana Sofia Costa, Cátia Correia, Leandro Araújo e Tiago Santos

Intérpretes locais: Alexandre Brito, André Neves, Beatriz Fernandes, Beatriz Nunes, Elisabete Almeida, Fátima Rosa, Filipa do Vale, Filipe Caetano, Gonçalo Fernandes, Guiomar Pedroso, Jikke Otte, Joana Gomes, Mariana Santos, Noé Silva, Odete Claro, Paula do Vale, Pedro Nunes e Sílvia Nunes

Poemas e canções: Ricardo Fonseca Mota
Cenografia: José Rui Martins
Figurinos e adereços: Cláudia Ribeiro
Interpretação e direção musicais: Academia Artística do Município de Tábua, sob a direção do Maestro Pedro Carvalho
Compositor e instrumentista de cavaquinhos: Luís Pedro Madeira
Direção de montagem: Natália Rodrigues
Desenho e operação de luz: Paulo Neto
Desenho e operação de som: Luís Viegas
Assistente de montagem: Rui Sérgio Henriques
Coordenação de implantação de palcos: António Eliseu
Apoio à produção: Daniel Marques, Maria José Costa e Sónia Garcia (Centro Cultural de Tábua)
Assistentes de cena, interpretação e apoio à montagem: António Gonçalves, António Rebelo, Ilda Teixeira, Natália Rodrigues, Pompeu José, Raquel Silva e Sandra Santos
Assistentes de produção: Luís Branquinho, Marta Costa e Rui Coimbra
Design gráfico: Carlos Mesquita

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

A Volta ao Mundo em 80 Minutos

voltaaomundo.jpg

 

 

A Volta ao Mundo em 80 Minutos

Dois meses de sucesso no Salão Preto e Prata do Casino Estoril

 

Unanimemente considerado como o melhor espectáculo desde sempre apresentado no Casino Estoril, o último grande show que Filipe La Féria apresenta no Salão Preto e Prata do Casino Estoril tem arrastado multidões de espectadores e é já considerado um sucesso sem precedentes.

 

Inspirado na célebre obra de Júlio Verne e tendo como protagonista João Baião no auge da sua carreira como comediante e incomparável comunicador “A Volta ao Mundo em 80 Minutos” é uma maravilhosa viagem através dos principais países do mundo em 80 minutos de ritmo, graça, loucura e surpresa.

 

O público ri às gargalhadas e fica deslumbrado com a encenação de La Féria, com as vozes e presenças arrebatadoras de Dora, também ela num regresso fabuloso sempre acarinhada pelo público ao lado de Filipe de Albuquerque em Passepartout que acompanha Baião nesta grande aventura, Paula Sá está magnifica e leva o público ao rubro ao lado de Ricardo Soler, com a sua voz inigualável que o faz ser nesta geração um dos melhores cantores de sempre da música portuguesa.

 

Mas o público também é surpreendido pelas revelações Catarina Pereira, Carina Leitão e Samuel de Albuquerque que são aplaudidos em cada número que apresentam.

 

Um dos grandes trunfos do espectáculo são os 18 magníficos bailarinos dirigidos por Marco Mercier além do duo de acrobatas que diariamente arriscam a vida neste grande espectáculo.

 

A música dirigida pelo Maestro Miguel Camilo e as vozes por Tiago Isidro e Dale Chappell contribuem para este grande sucesso de La Féria e da sua equipa nesta fabulosa “Volta ao Mundo em 80 Minutos” que de Quinta a Sábado às 21h30 e Sábado e Domingo às 17h00 se apresenta no Salão Preto e Prata do Casino Estoril.

 

Todos os espectadores que quiserem jantar têm preços especiais num pacote de Jantar + Espectáculo nos restaurantes do Casino Estoril.

publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar
Terça-feira, 20.06.17

BAMBA,VAMBA,WAMBA nos Recreios da Amadora

bamba wamba.jpg

 

Mais recente criação de Nuno Pino Custódio:  BAMBA,VAMBA,WAMBA nos Recreios da Amadora 


O Teatro dos Aloés acolhe nos dias 23, 24 e 25 de Junho (sexta e sábado às 21h30/domingo às 16h)  a  ESTE - Estação Teatral.  

 

“Três actores e um palco vazio. A evocação do mesmo rei, perpassando uma paisagem cultural ibérica pelo mito revisitado de Bamba (Vamba ou Wamba - c. 643-687/688 DC). Mito fundacional, revelador da circunstância humana, ontem como hoje. Um período muito concreto da história política peninsular, onde o teatro, enquanto arte do espectáculo, só pode contribuir para a sua universalidade.  É este o desafio da Estação Teatral, quando se busca sempre o compromisso de que uma nova encenação se estabeleça, antes de mais, como um dispositivo que só pode funcionar em conexão directa com o público, no reconhecimento de que o teatro se desdobra num verbo que, na verdade, são dois: ver-fazer. São doze anos de actividade explorando uma linguagem integral que possibilite afirmar esta arte do espectáculo como uma manifestação viva, ante a complexidade e os desafios de um Século XXI que redefine, por exemplo, algo tão híbrido quanto o estatuto do agente e do espectador." (Nuno Pino Custódio)

Ficha Artística:
Dramaturgia e encenação: Nuno Pino Custódio em co-criação com Pedro da Silva, Roberto Querido e Tiago Poiares;  Apoio dramatúrgico; Pedro Miguel Salvado;  Interpretação: Pedro da Silva, Roberto Querido e Tiago Poiares;  Espaço e Figurinos: Estação Teatral;  Dispositivo cénico:Pedro Novo;  Desenho de luz e montagem: Pedro Fino;  Produção: Alexandre Barata; Cartaz e design de comunicação: Hugo Landeiro Domingues; Fotografia: Miguel Proença

publicado por olhar para o mundo às 00:13 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

First Class Radio 

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds



blogs SAPO