Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

04
Out12

Lisboa Open House – 54 edifícios para visitar gratuitamente

olhar para o mundo
O Antigo Hotel Vitória é um dos 54 edifícios abertos gratuitamente durante o fim-de-semanaO Antigo Hotel Vitória é um dos 54 edifícios abertos gratuitamente durante o fim-de-semana (Miguel Manso)

São mais de 50 edifícios que se podem visitar durante sábado e domingo, o que obriga a uma escolha. As hipóteses são muitas: há casas particulares e edifícios públicos, palácios, teatros, edifícios comerciais, igrejas, zonas como o Bairro de Alvalade (“à procura dos Verdes Anos de Belarmino”), e locais tão inesperados como as instalações da RTP ou a Estação de Tratamento de Águas Residuais de Alcântara. Alguns estão habitualmente abertos ao público, outros não. Mas mesmo naqueles que podemos visitar noutras alturas do ano, temos neste fim-de-semana a oportunidade de o fazer numa visitas guiada, em alguns casos com os arquitectos responsáveis pelo projecto.

 

A escolha passará, obviamente, pelos interesses pessoais, mas deixamos aqui algumas pistas, com cinco sugestões de locais possivelmente menos conhecidos ou mais difíceis de visitar habitualmente. 

Teatro Thalia (Fortunato Lodi/Gonçalo Burne com Diogo Seixas Lopes e Patrícia Barbas, 1842/2012)
O teatro foi projectado no século XIX pelo arquitecto italiano Lodi para o entretenimento particular do Conde Farrobo. Fê-lo à semelhança do Teatro Nacional D. Maria II mas numa escala mais reduzida. O Thalia, onde se representaram diversas óperas, foi destruído por um incêndio e esteve muito tempo em ruínas, mas o local, que está na dependência do Ministério da Educação e Ciência, foi recentemente recuperado e pode novamente acolher espectáculos. 

Antigo Hotel Vitória (Cassiano Branco, 1936-37)
É actualmente centro de trabalho do Partido Comunista Português, e um dos prédios mais marcantes da Avenida da Liberdade, com as suas varandas a terminar em estruturas circulares. Durante o período em que funcionou como hotel, os seus quartos foram frequentados por espiões alemães durante a II Guerra Mundial. 

Casa Sofia e Manuel Aires Mateus – Sofia e Manuel Aires Mateus, séc. XVIII/2003-06
Não é todos os dias que se tem a oportunidade de visitar a casa particular de dois arquitectos, recuperada pelos próprios. Neste caso, é um edifício do século XVIII situado na encosta do Castelo, com um jardim e vista sobre as coberturas da Baixa e o rio. Pode-se perceber como é que os arquitectos adaptam um edifício secular às necessidades actuais, e ouvir histórias como a da descoberta inesperada de uma cisterna durante as obras. 

Centro de Comando Operacional de Lisboa – Gonçalo Louro & Cláudia Santos Arquitectos Lda, 2007
Também não é todos os dias que se pode entrar no espaço que acolhe todos os sistemas de comando e controlo da circulação ferroviária da zona centro. O edifício tem, explica a organização da Open House, “características técnicas e funcionais de grande complexidade, nomeadamente na construção espacial da sala de comando.” 

Supremo Tribunal de Justiça – vários autores, séc. XVIII
É uma lição de História entrar no local que representa o topo da organização judiciária em Portugal. O Supremo Tribunal de Justiça, a funcionar desde 1833, foi logo instalado no Palácio. O edifício formava o terceiro dos seis quarteirões pombalinos no lado Nordeste da Praça do Comércio, reconstruída após o terramoto de 1755. 

 

Notícia do Público

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub