Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

27
Out12

benfiquistas escolheram mais do mesmo

olhar para o mundo

Luis Filipe Vieira ganhou eleições do Benfica

Vieira reeleito presidente do Benfica com 83% dos votos

Os sócios do Benfica apostaram na continuidade e reelegeram ontem Luís Filipe Vieira como presidente do clube para o seu quarto mandato. Vieira voltou a ter uma maioria esmagadora (83,02%), mas inferior em relação a outras votações (95,6% em 2006, 91,7 em 2009 e 90,5 em 2003), enquanto Rui Rangel, o líder da Lista B, obteve apenas 13,83%. Votaram 22.676 sócios, o que corresponde à maior votação de sempre da história do clube, ultrapassando o anterior recorde fixado em 2000, quando Manuel Vilarinho bateu Vale e Azevedo, com 21.804 sócios votantes.

Vieira recolheu a preferência de 18.139 sócios votantes, o que corresponde a um total de 383.988 votos. Em Rangel votaram 3.744 sócios que valeram 64.299 votos. Foi a primeira vez que o agora reeleito presidente ficou abaixo dos 90% dos votos, sendo, ainda assim, a sexta maior diferença em eleições do clube.

Serão quatro anos (a primeira vez que tal acontece) de um mandato que irá durar até 2016 e que transforma Vieira, de 63 anos, no presidente há mais tempo no cargo, ultrapassando Bento Mântua, que dirigiu o clube entre 1917 e 1926. Acabou por não se fazer sentir nas urnas o acto de contestação que ocorrera no início do mês com o chumbo das contas do último exercício em Assembleia Geral, após o qual foi anunciada a candidatura de Rangel. Vieira vai ter a oportunidade de prosseguir o seu modelo de gestão, apostando mais no investimento e mantendo o passivo consolidado inferior a 370 milhões de euros sob controlo.

O juiz desembargador de 54 anos lançou a candidatura a menos de duas semanas do acto eleitoral e, apesar das intervenções públicas diárias, não conseguiu convencer os benfiquistas com o seu discurso de ruptura com uma gestão que considera ruinosa. A Rangel, que pretendia ser um presidente remunerado caso fosse eleito, restará ficar como um rosto de oposição a Vieira e pensar numa eventual candidatura em 2016.

Nos últimos dias de uma campanha em que não houve debate entre os dois candidatos, mas muitas acusações de parte a parte, Vieira lançou um dos seus grandes trunfos, o corte de relações com a Olivedesportos no que diz respeito aos direitos televisivos. Depois da última proposta da empresa de Joaquim Oliveira, 111 milhões divididos por cinco anos, o presidente “encarnado” avançou para a solução de transmitir os jogos na Benfica TV, mas não esclarecendo exactamente em que moldes, com que parceiros ou que receitas espera obter com este modelo.

Terá, porém, a seu lado José Eduardo Moniz, um especialista no audiovisual, que entrou na lista vencedora depois de, em tempos, ter sido uma voz muito crítica. Foi uma lista para a qual Vieira chamou muitos dos seus fiéis (Rui Gomes da Silva, Rui Cunha) e também antigos opositores (Moniz e Varandas Fernandes).

No que diz respeito ao futebol, que continuará a ter Rui Costa como um dos rostos, Vieira traçou objectivos ambiciosos para o mandato: três títulos nacionais e a presença numa final europeia, sendo que o ideal para os “encarnados” seria estar na final da Liga dos Campeões de 2014, que se realiza no Estádio da Luz — nos três primeiros mandatos do actual presidente, o Benfica conquistou dois campeonatos e não foi a qualquer final europeia. Quanto ao futuro de Jorge Jesus, Vieira não se comprometeu com a continuidade do técnico para lá da próxima época.

A lista vencedora

DIRECÇÃO
Presidente: Luís Filipe Ferreira Vieira 
Vice-Presidente: Rui Manuel Frazão Henriques da Cunha 
Vice-Presidente: Rui Gomes da Silva 
Vice-Presidente: Domingos José Soares d’Almeida Lima)
Vice-Presidente: José Eduardo Soares Moniz 
Vice-Presidente: Nuno Ricardo Gaioso Jorge Ribeiro 
Vice-Presidente: João Manuel Varandas Fernandes 
Vice-Presidente (suplente): Alcino Morgado António
Vice-Presidente (suplente): Sílvio Rui Neves Correia Gonçalves Cérvan 

ASSEMBLEIA GERAL
Presidente: Luís Filipe Nunes Coimbra Nazaré 
Vice-Presidente: Virgílio Duque Vieira 
1.º Secretário: Jorge Ascensão de Mendonça Arrais 
2.º Secretário: Bernardo Soares de Albergaria e Sousa 
Secretário (Suplente): Ricardo Fortuny Martorell 

CONSELHO FISCAL
Presidente: Nuno Afonso Henriques dos Santos 
Vice-Presidente: Rui António Gomes do Nascimento Barreira 
Vogal: Gualter das Neves Godinho 
Vogal: João de Castro e Quadros da Costa Quinta 
Vogal: José Manuel da Silva Appleton 
Vogal Suplente: João Carlos L Simões Paço 


Noticia do Público

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub