Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

20
Nov12

CineFiesta 2012: Cinco dias para descobrir o cinema espanhol para lá de Almodóvar

olhar para o mundo

<i>O Espírito da Colmeia</i>, de Victor Erice, é um dos filmes em exibição no festivalO Espírito da Colmeia, de Victor Erice, é um dos filmes em exibição no festival (DR)


A exibição das três longas-metragens do cineasta espanhol Victor Erice é o ponto alto da 5.ª edição da CineFiesta 2012. Esta mostra de cinema espanhol decorre entre quarta-feira e domingo (dia 25) no cinema São Jorge e na Cinemateca Portuguesa, em Lisboa, antes de subir ao Porto, de 26 de Novembro a 2 de Dezembro.


Erice é um dos grandes mestres vivos do cinema de nuestros hermanos, estatuto amplificado pela raridade com que dá notícias. Assinou apenas três longas-metragens – O Espírito da Colmeia (1973, para muitos o melhor filme espanhol de sempre), O Sul (1983) e O Sonho da Luz – O Sol do Marmeleiro (1992), que serão exibidas na Cinemateca Portuguesa respectivamente quinta-feira (22), sexta-feira (23) e sábado (24). Este ano, Erice interrompeu o seu silêncio para contribuir para a longa-metragem colectiva encomendada por Guimarães Capital da Cultura 2012, Centro Histórico, ao lado de Manoel de Oliveira, Pedro Costa e Aki Kaurismäki.

Na Cinemateca Portuguesa terá lugar um curto ciclo de documentários contemporâneos de cineastas como Mercedes Alvárez, José Luís Guerín e Iñaki Lacuesta, enquanto o cinema São Jorge será o centro de uma mostra da muita produção comercial recente. A inauguração decorre quarta-feira às 19h com a presença do realizador Jaume Balagueró (co-autor da série [REC]), apresentando em ante-estreia o seu filme Enquanto Dormes, que chegará às nossas salas em Janeiro. Segue-se às 21h30 Blancanieves de Pablo Berger, nomeado espanhol ao Óscar de melhor filme estrangeiro, filme mudo a preto e branco ambientado no meio da tauromaquia nos anos 1930, com a presença da actriz Angela Molina.

Entre as obras a exibir contam-se Também a Chuva, com Gael García Bernal, realizado por Iciar Bollaín e escrito por Paul Laverty, habitual argumentista de Ken Loach (dia 24 às 21h30); e uma aclamada animação para adultos, Arrugas de Ignacio Ferreras, sobre o quotidiano de um lar de terceira idade (dias 24 e 25 às 19h30).

Organizada pela Secretaria de Estado da Cultura de Espanha e pelo Instituto do Cinema e das Artes Audiovisuais de Espanha com a distribuidora Zon Audiovisuais, a CineFiesta transfere-se a partir de segunda-feira (26) para o Porto, onde o mesmo programa será exibido até 2 de Dezembro no cinema Zon Lusomundo Dolce Vita, no Teatro do Campo Alegre e na biblioteca Almeida Garrett. Os pormenores da programação podem ser consultados no site oficial

 

Noticia do Público

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub