Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

30
Dez12

Porto termina o ano com pouca Festa no estoril

olhar para o mundo
O FC Porto despediu-se de 2012 com um empate. A equipa de Vítor Pereira cedeu uma igualdade (2-2) no Estoril, em partida da segunda jornada do Grupo A da Taça da Liga.

 

Num campo onde já tinham ganho (2-1) para a I Liga, os “dragões” estiveram em desvantagem por duas vezes, mas conseguiram recuperar e evitar a terceira derrota da temporada. Com o triunfo do V. Setúbal sobre o Nacional (3-1), o apuramento para as meias-finais da Taça da Liga decide-se entre “dragões” e sadinos, dentro de semana e meia.

 

Vítor Pereira não fez qualquer poupança no Estoril. O lugar de James Rodríguez — que não foi opção, por motivos físicos — foi ocupado por Kelvin, que tem feito alguns jogos pela equipa B. De resto, os “dragões” apresentaram-se com a equipa habitualmente titular. Mas isso não fez com que o FC Porto entrasse bem no encontro. Pelo contrário, o domínio inicial pertenceu ao Estoril, que mostrou solidez e procurava sair rapidamente para o ataque.

 

Num lance de bola parada, o emblema do Estoril inaugurou o marcador. Na transformação de um livre directo, Steven Vitória colocou os “canarinhos” em vantagem (15’). O golo foi um abanão para um FC Porto que jogava, até aí, de forma previsível e sem intensidade.

 

Os “dragões” começaram a aproximar-se com perigo da baliza do Estoril, e o 1-1 surgiu aos 31’, num lance em que o guarda-redes dos anfitriões não fica isento de culpa. Numa bola alta à entrada da área, Mário Matos saiu da baliza mas falhou a intercepção. Jackson Martínez cabeceou para a baliza deserta e fez o 15.º golo da temporada.

 

A equipa orientada por Vítor Pereira podia ter chegado ao intervalo na frente do marcador, mas desperdiçou as oportunidades de que dispôs. Na marcação de um livre, Danilo rematou fortíssimo e a bola não passou longe da baliza (40’). E João Moutinho recebeu a bola de Lucho mas tocou fraco, para as mãos do guarda-redes do Estoril (42’).

 

No segundo tempo voltou a ser a equipa da casa a entrar melhor. E, aos 53’, Luís Leal teve o golo nos pés em duas ocasiões. Valeu ao FC Porto um Helton gigante na baliza, ao defender o remate e a recarga do avançado são-tomense.

 

Mas o aviso estava dado. E o 2-1 chegou aos 61’. O árbitro Jorge Ferreira assinalou grande penalidade por mão de Otamendi, e Steven Vitória não desperdiçou a oportunidade, “bisando” na partida e fazendo o seu sexto golo da temporada.

 

A reacção do FC Porto foi premiada nos derradeiros instantes do encontro: aos 89’, João Moutinho, com um grande remate, fez o 2-2 e evitou a derrota.     

 

Retirado do Público

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub