Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

05
Jan13

Sporting perde e fica a tocar a linha de despromoção

olhar para o mundo

Sporting perde e fica a tocar a linha de despromoção

Os "leões" somaram a quinta derrota no campeonato e foram ultrapassados pelo Olhanense e pela Académica na classificação. O Paços confirmou em Lisboa uma performance sensacional na Liga.

 

O movimento “Dar Rumo ao Sporting” reforçou bastante a lista de signatários para convocar uma assembleia geral extraordinária de destituição de Godinho Lopes da presidência do clube. Os sócios contestatários da actual direcção promoveram a sua causa antes da partida com o Paços de Ferreira e a equipa leonina contribuiu inestimavelmente para o sucesso da iniciativa com mais uma derrota (0-1), que a deixou a um ponto da zona de despromoção.

 

As diferenças entre o Sporting e o Paços de Ferreira são inúmeras e podem bem traduzir-se pelos adeptos que assistiram ao encontro em Alvalade: 10 pacenses e mais de 20 mil sportinguistas. Mas a nível competitivo, na actual temporada, a realidade é um universo completamente inverso. Os nortenhos ocupam a quarta posição, com dez pontos de vantagem sobre o conjunto da capital, podem perfeitamente alcançar as meias-finais da Taça de Portugal e da Taça da Liga, enquanto os “leões” já saíram da luta por qualquer troféu.

O ano de 2013 não trouxe novidades aos adeptos sportinguistas. Mais uma derrota, a quinta no campeonato (terceira em casa), a que se somam outros seis empates. Frente a uma das três melhores defesas da Liga, o segundo pior ataque da competição ficou em branco. E o Paços nem teve de se esforçar muito para sair de Alvalade com três pontos. Um golo de Hurtado, em cima do intervalo, bastou para manter a equipa orientada por Paulo Fonseca bem firme nos lugares de acesso à UEFA.

 

Mesmo assim, foi a equipa da casa que mais prometeu nos instantes iniciais, quando surgiu determinada a apagar a péssima imagem deixada em Vila do Conde, a fechar 2012 (uma derrota por 3-0, frente ao Rio Ave, que significou o afastamento do último título que ainda podia disputar esta temporada). Mas o melhor que conseguiu foi um cabeceamento de Capel ao poste, aos 33’, numa das raras desconcentrações defensivas dos visitantes.

 

A equipa lisboeta foi perdendo consistência com o avançar do cronómetro e, após o intervalo, o cenário manteve-se. Mesmo sem demonstrar o melhor que já apresentou esta época, o Paços lá chegou ao golo, na primeira grande oportunidade que criou e no melhor momento. Em cima do intervalo, Josué teve via aberta pelo centro do terreno, antes de soltar a bola para Hurtado marcar, após uma diagonal pela esquerda.

 

A reacção do Sporting não surgiu na restante metade da partida, aproveitando os nortenhos para controlar o encontro, com bastante serenidade. A impotência de Franky Vercauteren, treinador leonino, ficou patente a um minuto do final do tempo regulamentar, quando trocou Cédric por Ricardo Esgaio. Os descontos não trouxeram nenhum milagre e o Paços manteve em Alvalade uma longa imbatibilidade fora de casa em jogos do campeonato, que dura já desde Abril de 2012.

 

O Sporting continua a viver o impensável: tem apenas mais um ponto do que o penúltimo classificado (o V. Setúbal), quando faltam apenas dois jogos para encerrar a primeira volta da Liga. 

 

Noticia do Público

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub