Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

20
Out14

Barreiro - EXPOSIÇÃO "ENTRE CORES E PALAVRAS"

olhar para o mundo

EXPOSIÇÃO "ENTRE CORES E PALAVRAS"

 

 

DE 25 DE OUTUBRO DE 2014 A 28 DE FEVEREIRO DE 2015

 

EXPOSIÇÃO “ENTRE CORES E PALAVRAS”

 

“Entre Cores e Palavras” é o nome da exposição de ilustração de Danuta Wojciechowska que irá inaugurar no próximo dia 25 de outubro, pelas 17h00, no Auditório Municipal Augusto Cabrita. Está previsto, na ocasião, um apontamento de Flamenco com Catarina Boavida (baile), acompanhada por Nuno Rocha e Joana Paz (guitarras). A entrada é livre.

Os jornalistas estão, desde já, convidados a acompanhar este evento.

 

"Nesta exposição, o público é convidado a iniciar este percurso com a entrada no mundo dos pequenos leitores, onde a ilustração é uma semente da palavra escrita. Seguidamente, percorre-se o universo literário de escritores cujos textos se fundem numa constelação de imagens que unem inteligência e sensibilidade.

Por fim, as ilustrações sustêm-se, também, em temáticas prementes: identidade, património, direitos e liberdade, são alguns dos tópicos condutores que concluem este percurso.

Mais do que ilustrações encerradas num livro ou expostas numa parede, cada imagem de Danuta representa a expressão da liberdade criativa que a artista oferece a cada um de nós."

 

Elementos biográficos:

Danuta Wojciechowska nasceu no Québec, Canadá.

Formada em design de comunicação, na Escola Superior de Design de Zurique (ZHdK), fez uma pós-graduação em educação pela arte no Emerson College, em Inglaterra.

Vive e trabalha em Lisboa onde dirige o ateliê Lupa Design.

Em 2003, recebeu o Prémio Nacional de Ilustração.

Em 2004, foi a candidata portuguesa ao Prémio Hans Christian Andersen.

No mesmo ano, as suas ilustrações foram selecionadas para a Exposição Internacional da Feira do Livro para Crianças de Bolonha. Dinamiza oficinas de ilustração para adultos, jovens e crianças que promovem a criatividade e a literacia visual ligada ao livro infantil.

 

Auditório Municipal Augusto Cabrita | Avenida da Escola de Fuzileiros Navais, Parque da Cidade, 2830 -150 Barreiro. Email: cultura@cm-barriero.pt

 

CMB 2014-10-17

19
Out14

Barreiro - Dança "Portucale" | AMAC

olhar para o mundo

 

 

Dança "Portucale" | AMAC

 

AMAC | 16 DE NOVEMBRO

 

“PORTUCALE”, PELA COMPANHIA DE DANÇA DANCEUP BALLET

 

O Auditório Municipal Augusto Cabrita, no Barreiro, recebe, no domingo, 16 de novembro, pelas 16h00, o espetáculo de Dança Contemporânea “Portucale”, pela companhia DanceUp Ballet.

 

 

"Portucale" é o mais recente projeto da Companhia DanceUp Ballet, retrata a música portuguesa, dentro dos mais variados géneros. O Fado, música de intervenção, música popular portuguesa, entre outros. É apresentada a cultura tradicional portuguesa, num dos géneros mais representativos, a música, conciliada com a dança, onde todos os movimentos e sons transmitem a genuinidade de Portugal.

 

 

Público alvo: M/5

1ª parte:

- Grupo de Ballet do GDR “Os Leças” e Bailarino Gonçalo Silva

2ª parte:

- DanceUp Ballet

 

Bilhetes: 2 €

À venda no AMAC - reservas e informações: bilheteira@cm-barreiro.pt ou no  Posto de Turismo (210 990 837)

 

CMB 2014-10-17

 

19
Out14

ENRIQUE IGLESIAS - "Bailando" continua a bater recordes

olhar para o mundo

ENRIQUE IGLESIAS  "Bailando" continua a bater recordes

 

 

ENRIQUE IGLESIAS

"Bailando" continua a bater recordes

O grande sucesso do álbum "Sex and Love"

"Bailando", mais recente single de Enrique Iglesias, acaba de garantir um novo recorde ao músico espanhol: o tema é o 13.º de Iglesias a atingir o número 1 na tabela da Billboard de música de dança, um novo máximo.

O tema, terceiro single retirado do mais recente álbum do músico, "Sex and Love", permanece também em destaque na tabela da Billboard dedicada à música latina, contando já 22 semanas no primeiro lugar do top. Em Portugal, "Bailando", na sua versão com o cantor Mickael Carreira, está também em destaque nas tabelas de vendas e streaming, com lugares cimeiros no iTunes, Deezer e plataformas MEO, entre outros.

"Bailando" foi durante cinco semanas a faixa mais vendida em Portugal de acordo com os dados da Associação Fonográfica Portuguesa (AFP), estando agora no segundo lugar do top.

19
Out14

JESSIE J - Novo álbum "Sweet Talker" já está disponível

olhar para o mundo

JESSIE J  Novo álbum "Sweet Talker" já está disponível

 


JESSIE J

Novo álbum "Sweet Talker" já está disponível

Novo single e vídeo "Burnin´ Up" já disponível

O novo álbum de Jessie J, "Sweet Talker", já chegou às lojas! O disco chega depois do primeiro single "Bang Bang” e do mais recenete single, "Burnin´ Up", tema com a colaboração do rapper 2 Chainz.
 
"Burnin´ Up", produzido por Ricky Reed e Axident, está já disponível nas lojas digitais, lado a lado com "Bang Bang", single de avanço do novo álbum da inglesa, o terceiro da sua carreira. O tema, com a participação das cantoras Ariana Grande e Nicki Minaj, bateu já a marca de um milhão de singles vendidos e permanece nos lugares cimeiros da tabela pop de airplay das rádios norte-americanas. O vídeo foi já visto mais de 22 milhões de vezes na Internet.
 
"Bang Bang" estreou-se no final de julho no mercado norte-americano, tendo chegado na primeira semana a número 6 da tabela Billboard Top 100, dedicada às novidades musicais mais quentes do momento. "Burnin´ Up", agora lançado, ambiciona ser também um sucesso e é mais um momento que antecipa um dos álbuns mais esperados do ano.
 
"Sweet Talker" é composto por 12 canções na sua edição convencional, sendo que uma edição "deluxe" do trabalho terá três outras faixas. A violinista Lindsey Stirling e os míticos De La Soul são alguns dos convidados do disco para além de 2 Chainz, Ariana Grande e Nicki Minaj. A produzir as faixas do álbum estão nomes com o Max Martin, Savan Kotecha, Ilya, Diplo, Tricky e The Dream.

 

 

16
Out14

Teatro - AMAC Barreiro - "40 e então"

olhar para o mundo

AMAC | 28 de novembro | "40 e então"

 

 

AMAC, 28 DE NOVEMBRO

 

“40 E ENTÃO?”

 

O Auditório Municipal Augusto Cabrita, no Barreiro, recebe, no dia 28 de novembro, pelas 21h30, a comédia “40 e então?”. Os bilhetes estão à venda no AMAC e Posto de Turismo.

 

Ana Brito e Cunha, Fernanda Serrano e Maria Henrique regressam ao palco dez anos depois do sucesso de Confissões das Mulheres de 30. Com elas trazem histórias, muitas. São histórias comoventes, histórias divertidas, histórias de afetos, histórias novas, histórias antigas que os anos fazem viver de forma diferente. São histórias contadas por outras mulheres, com vivências diferentes, a quem a idade não assusta ou, se calhar, assusta e muito.

Em 40 e então? a vida é assumida sem tabus ou adoçante. A idade é um posto e as atrizes dão voz a textos seus e a autoras como Ana Bola, Helena Sacadura Cabral, Sílvia Baptista, Inês Maria Meneses, Rita Ferro, Rute Gil e, sobretudo, a todas as mulheres que já estiveram, estão ou vão entrar na década da ternura.

 

Direção Sónia Aragão; Textos Ana Bola, Ana Brito e Cunha, Fernanda Serrano, Helena Sacadura Cabral, Inês Maria Meneses, Leonor Xavier, Maria Henrique, Sílvia Baptista, Sónia Aragão, Rita Ferro e Rute Gil; Figurinos Isabel Carmona; Desenho de Luz Luís Duarte; Interpretação Ana Brito e Cunha, Fernanda Serrano e Maria Henrique

 

“40 e Então?”

Produtora/ Companhia : UAU

Teatro Comédia

M/16

Duração: 1h30 sem intervalo

Plateia 12,50€ |  Frisa 10,00€

Locais de venda:  AMAC (bilheteira@cm-barreiro.pt) Posto de Turismo (210 990 837)

 

CMB 2014-10-15

 

15
Out14

ACERT - NAJLA SHAMI - Concerto OuTonalidades

olhar para o mundo

 Auditório 1 Data/Hora:  Sáb, 25 out'14 às 21h45

 

NAJLA SHAMI
(Galiza | Palestina)
Concerto OuTonalidades


Preço: 5/7,5 * €

Compositora galaico-palestiniana procura o diálogo entre as suas origens e as suas referências atuais

Cantora e compositora nascida em Compostela, filha de três culturas: palestiniana, galega e argentina, cresceu entre Galiza e Kuwait. Interessada pela música desde a infância, começa a estudar e cantar com 9 anos, fazendo parte de diversos coros polifónicos e formações de música tradicional galega. Nessa altura cria as suas primeiras canções, mas é aos 17 anos, idade em que começa a tocar a guitarra, quando as suas composições se tornam mais pessoais e a sua voz vê-se influenciada por estilos como o jazz, funk e world music.
Gradualmente incorpora novas influências na sua linguagem, achegando sonoridades de Portugal, Brasil e África que mistura com as suas raízes e com o jazz, e imprime uma profunda pegada na sua evolução.
(…) Ela mesma destaca como valor da sua música o seu ecleticismo, e é precisamente essa abertura a todos os estilos que dá à sua música uma frescura e uma originalidade que a faz diferente a outras propostas.

Bibliosons – 21/10/13

Preço:
7,50€ / Associado: 5€ / Descontos: 6€ / Desempregado: 2,50€

 Auditório 1
Data/Hora:  Sáb, 25 out'14 às 21h45

Ficha Técnica


Najla Shami: voz e calimba
Sérgio Tannus:
guitarra, cavaquinho, percussões e coros
Pedro Pascual:
Acordeão diatónico e mandola

Espetáculo integrado no 18º Outonalidades circuito português de música ao vivo organizado pela D’Orfeu.

15
Out14

TAKE THAT - Novo single "These Days" já disponível para escuta

olhar para o mundo

TAKE THAT  Novo single "These Days" já disponível para escuta

 


TAKE THAT

Novo single "These Days" já disponível para escuta

Tema antecipa novo álbum "III"

"These Days" é o novo single dos Take That. O tema, já disponível para escuta, marca o regresso do grupo após o maior período de pausa desde que os Take That voltaram ao ativo, em 2006. 

O tema, que será lançado a 23 de novembro, é o primeiro registo gravado a três - os Take That são atualmente formados por Gary Barlow, Howard Donald e Mark Owen e é este o trio que lançará até final do ano o sétimo álbum de estúdio do grupo britânico.

"These Days", produzido por Greg Kurstin, é um tema diferente de todos aqueles feitos desde a reunião do grupo. Refrescante e a fazer lembrar os tempos iniciais dos Take That, o single junta elementos dos anos 1970, como o riff de guitarra, a um refrão que fica na memória logo na primeira escuta. "These Days" é apenas um exemplo da variedade de estilos que o novo álbum do grupo incorpora. John Shanks, Stuart Price e Jeff Lynne são outros dos produtores que colaboraram com os Take That no seu novo disco.

O álbum "III" começou a ser escrito no começo do ano. Jason Orange, que esteve com a banda nos últimos 25 anos, anunciou em setembro que iria sair dos Take That. Na ocasião, o músico declarou que o grupo mantinha o seu "total apoio e incentivo" para esta nova fase. "III" foi gravado no estúdio privado dos Take That, situado nos míticos Abbey Road Studios, em Londres.
 

 

15
Out14

ACERT - A EVOLUÇÃO DA ESPÉCIE segundo Maria de Betânia

olhar para o mundo

 

A EVOLUÇÃO DA ESPÉCIE  segundo Maria de Betânia

 

A EVOLUÇÃO DA ESPÉCIE
segundo Maria de Betânia
Exposição



Um silencioso circo de loiça cheio de animais mutantes, criaturas híbridas, estéreis.

Maria de Betânia é uma artista plástica que costuma viver e trabalhar por Lisboa. Nasceu no ano de 1983, em Viseu, cidade berço dos seus pais, avós e bisavós.
Talvez para colmatar a sua dificuldade com as palavras, talvez para corresponder ao forte incentivo da sua família, foi descobrindo e desenvolvendo habilidades nos campos do desenho e da pintura.
Já crescida, desistiu do sonho pouco fecundo de ser arquitecta e seguiu os seus estudos pela Pintura na antiga Academia Real de Belas-Artes, em Lisboa. (…)
Betânia é uma moça que adora usar saias e vestidos, com um fascínio por flamingos e por azul cobalto, que se interessa pela Arte da Pré-História e pelas coisas que se avistam no céu.
Fruto destas suas rigorosas observações celestes-extra-intra-terrestres, surge “A evolução da espécie segundo Maria de Betânia”, uma exposição de cerâmica contemporânea onde Betânia revela parte do seu animalário pessoal. Animalário este que se encontra bem distante do nosso querido cão de louça ou da enorme coleção de animais de cores vibrantes e brilhantes de tradição bordalliana.
Numa clara referência à teoria evolucionista de Darwin, vamos assistir a um silencioso circo de loiça cheio de animais mutantes, criaturas híbridas, estéreis, que habitam uma outra Terra: aquela Terra invisível, interminável, imensurável que contém a Vida e a Morte. É que as mutações destes indivíduos foram causadas por fatores internos a estes, as suas mudanças externas correspondem a tentativas de adaptação e adequação a movimentos estranhos que ocorrem algures no interior de cada um.
Para terminar, uma sugestão: a de passar pela página Maria de Betânia na rede social Facebook - www.facebook.com/iambetania - e acompanhar todo processo por detrás desta exposição.

Maria de Betânia


Entrada Gratuita

Local:  Galeria Novo Ciclo ACERT
Data/Hora:  De 18 out'14 a 22 nov'14

Ficha Técnica


INAUGURAÇÃO: sábado, 18 de outubro de 2014 às 21:00
Visitas guiadas escolas: 27 de outubro e 10 novembro de 2014
Visita guiada no Finta: 15 de novembro de 2014 às 21:15

14
Out14

AMAC JUNIOR | Sopa de Jerimu | 26 de outubro

olhar para o mundo

 

sopa jerimu.jpg

 

PROGRAMAÇÃO AMAC JÚNIOR

 

“A SOPA DE JERIMU”

 

O Auditório Municipal Augusto Cabrita retomou a programação cultural com as famílias, ao fim-de-semana, com o projeto AMAC Júnior. Até dezembro de 2014, apresenta com um conjunto de eventos de natureza artística nas áreas da dança, música, teatro, multimédia e cinema. O próximo espetáculo, de teatro e dança, é “A Sopa de Jerimu”, a 26 de outubro, pelas 16h00.

 

 

26 outubro | 16h00 | Auditório Municipal Augusto Cabrita

A Sopa de Jerimu [Circolando] | Teatro e Dança

 

JERIMU s.m. BOTÂNICA planta da família das Cucurbitáceas que produz uma abóbora amarela e é também conhecida por jirimu e jirimum; outras plantas da mesma família; abóbora destas plantas.

Sopa de Jerimu é um espetáculo a solo para uma mulher e várias abóboras… então já não é a solo! Estão lá a menina, a porqueira, a chila, a bolina, a cabaça, todas diferentes e todas abóboras.

Na sua cozinha, esta mulher convive com as abóboras, ouve-lhes os segredos e mergulha em si, descobrindo coisas que não conhecia.

Rola que rola e volta a rolar...

Aquela que quebrar à sopa irá parar...

As entranhas revelam-se e a sopa ferve na panela.

Nascem histórias... as abóboras transformam-se... na verdade são conhecidas universalmente pelos seus poderes transformadores. Florescem, amadurecem, crescem, crescem, crescem e apodrecem. Da mesma forma também a personagem vivência transformações.

Este projeto é um elogio à beleza e à magnitude da abóbora.

A Sopa fica pronta e o público é convidado a prová-la.

A Abóbora é o resultado do engordar do ovário do fruto onde estão encerradas as sementes. Uma grande cavidade cheia de pevides encerradas em placentas. Pela sua forma redonda que pode atingir dimensões desmesuradamente grandes é inevitavelmente feminina. Habituados a comprar abóboras cortadas em cubos em cuvetes plásticas no supermercado, o contato com abóboras inteiras, pode ser revelador para muitos, especialmente para os mais novos. Depois de estabelecida a empatia com a abóbora e com a personagem, quem pode recusar-se a provar a sopa de abóbora? Será este particular contacto das crianças com a abóbora frutífero na sua relação futura com sopa?

No final, o público é convidado a visitar a cozinha, o espaço cénico e a desvendar as relíquias abóbora guardadas em gavetas.

E NO FINAL, O QUE FAZEMOS NÓS?

Público-alvo – Maiores de 6 anos

Duração – 50 min

Ingressos – 2€

 

No âmbito da parceria Background/Continente, na apresentação do cartão Continente é efetuado um desconto de 50% no valor do espetáculo.

 

 

CMB 2014-10-14

13
Out14

Ben Howard: Novo disco em Exclusivo no MEO Music

olhar para o mundo

ben howard.jpg

 


BEN HOWARD

Novo disco "I Forget Where We Were" já disponível, em exclusivo , no MEO Music

Uma semana antes do lançamento oficial, o MEO Music disponibiliza, a partir de hoje, em exclusivo e na íntegra, o segundo álbum de Ben Howard, "I Forget Where We Were". Para ouvir aqui .
 
Produzido pelo músico inglês com a ajuda do seu baterista, Chris Point, o novo disco de Howard integra dez temas novos, incluindo o single de avanço, o tema-título " I Forget Where We Were ".
 
"I Forget Where We Were" sucede a "Every Kingdom", de 2011, disco que vendeu mais de um milhão de cópias e foi nomeado para um Mercury Prize, prestigiado galardão da indústria musical britânica. Ben Howard venceu em 2012 dois Brit Awards, um para artista revelação e um segundo para artista masculino do ano.
 
"Small Things", "In Dreams", "Evergreen" ou "Conrad" são algumas das novas composições do músico de 27 anos. "I Forget Where We Were" foi gravado em Devon, Inglaterra . 


O MEO Music é um serviço de streaming multiplataforma que permite o acesso a um catálogo de milhões de músicas no computador, smartphone, tablet e televisão sem limitações nem publicidade associadas.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D