Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

04
Nov15

Trigo limpo Acert - Cicatriz Ou a mulher que foi mordida por um leão

olhar para o mundo

cicatriz.jpg

 

Cicatriz

Ou a mulher que foi mordida por um leão


Nos tempos que correm, a realidade cavalga desbragadamente o absurdo. O humor tem de se reinventar a cada momento, tal é a velocidade com que o fantástico das situações e as personagens que lhe dão sustento trocam de pele. O Trigo Limpo teatro ACERT volta a fazer uma incursão por um género dramático desafiante. Um texto criado por Carlos Santiago faz emergir uma dramaturgia que evolui no processo de ensaios, em leituras que testaram as intencionalidades e a afinação da escrita teatral.
 

Quarta e quinta, 4 e 5 de novembro às 21:30
Oficina Municipal do Teatro - O Teatrão
Sexta, 20 de novembro às 21:30
Cine Teatro Municipal de Serpa
04
Nov15

Notícias Férteis . Novembro 2015

olhar para o mundo

ferteis.png

 
Chegamos ao mês da estreia da nossa nova criação de teatro, “Morro de Amores”. Este espectáculo parte de um trabalho comunitário realizado este verão com o grupo sénior do Centro de Convívio de Nine. A partir das histórias das senhoras que participaram nesse projecto, apresentamos no verão passado o “Amor (quase) Perfeito” e, partindo das mesmas histórias, criamos agora, o “Morro de Amores”. Tínhamos como finalidade duas criações com base no mesmo ponto de partida, histórias de amores reais ou fictícias contadas pelas senhoras do Centro de Convívio.
 
Morro de Amores” de Rui Alves Leitão e encenado por Neusa Fangueiro, tem estreia marcada para 19 e 20 de Novembro na Casa das Artes de Famalicão e é uma co-produção da Fértil Cultural com a Casa das Artes de Famalicão e o Teatro Diogo Bernardes. Convidamos a trabalhar connosco nesta produção Alexandre Sá e Isabel Costa para o elenco, Migvel Tepes na cenografia e Paulo Neto no desenho de Luz. Podem seguir o processo da criação em fertilcultural.org.
 
Sobre o “Amor (quase) Perfeito”, foi agora publicado o vídeo documentário sobre os bastidores da criação realizado por Rúben Marques, e pode ser visto em fertilcultural.org/amor-quase-perfeito.
 
Ainda na temática selecionada para os nossos trabalhos de 2015, o “Amor”, estamos a receber, de vários artistas de todo o mundo, obras no formato MailArt e ArtByMail com vista a um exposição que iremos ter na Casa da Pedreira em Dezembro de 2015 com o título “desAMORes”. O curador desta exposição é o enVide neFelibata e podem ir vendo as obras que temos recebido em yzonk.com/desamores. Fica também o convite a quem quiser enviar obras e participar nesta exposição.
 
Para terminar lembramos que a nossa colaboração com o Teatro Art’Imagem na sua 105º produção,BemMarMeQuer a partir da obra “Mar Me Quer” de Mia Couto, volta a cena na Quinta da Caverneira [Águas Santas, Maia] entre os dias 20 e 22 de Novembro.
 
Contamos convosco,
Abraços da Fértil.
 
   
 
Fértil . Associação Cultural
Casa da Pedreira . Rua do Barroco, 195 . 4760-496 Gondifelos [VN Famalicão]
fertilcultural.org . +351 918 224 697
03
Nov15

Teatro Municipal do Barreiro | “A Odisseia de Ulisses...Manuel”

olhar para o mundo

odisseia.jpg

 

 

Sábados, 16h00, Teatro Municipal do Barreiro

 

“A Odisseia de Ulisses...Manuel”

 

A Arteviva – Companhia de Teatro do Barreiro volta apresentar, a partir de 7 de novembro, a peça “A Odisseia de Ulisses...Manuel”, uma adaptação e encenação de Paula Magalhães da obra de Maria Alberta Menéres. Esta peça sobe ao palco do Teatro Municipal do Barreiro aos sábados, pelas 16h00.

 

O Ulisses Manuel, e as suas amigas regressam com as aventuras por terras e "mares nunca dantes navegados", ao sabor da imaginação.

Não percam a oportunidade de ver ou rever em família este clássico e mostrar aos seus filhos como é fácil aprender a Odisseia a brincar.

Esta peça é uma adaptação de "Ulisses" de Maria Alberta Menéres, livro recomendado pelo PNL para o 6º ano de escolaridade.

 

Bilheteira e Reservas: arteviva.reservas@gmail.com | Tel. 212 060 860 | 910 083 541

Em dias de espetáculo, a bilheteira abre uma hora antes.

 

Ficha Artística e Técnica

Obra original "Ulisses" de Maria Alberta Menéres

Adaptação e Encenação - Paula Magalhães

 Interpretação - Ana Sofia Samora/Sara Santinho, Catarina Santana/Rita Conduto, Susana Marques e Vítor Nuno

 Música - Miguel Ramos Félix | Letras - Ana Lúcia Santos | Movimento - Andreia Martins | Cenografia - João Pimenta | Figurinos e adereços - Ana Pimpista e Oficina de Costura Criativa | Construção de cenário e apoio aos adereços - João Pimenta e João Henrique | Desenho e Montagem de Luz - João Oliveira Jr. | Design gráfico - Ana Sofia Pinto | Fotografia - Cláudio Ferreira | Divulgação e produção - Rita Conduto | Agradecimentos a Ana Isabel Beira, Eugénio Silva, Joana Pimpista, João Oliveira Jr., Miguel Bexiga (estagiário da Escola Profissional Bento Jesus Caraça), Rui Lopes e Vanda Robalo. 

 Classificação: M6

CMB 2015-11-03

03
Nov15

Nega Jaci no Teatro do Bairro dia 25 de Novembro

olhar para o mundo

negajaci.jpg

 

 

Nascida em Salvador, Bahia, Nega foi convidada na adolescência para integrar o Grupo Cultural Bagunçaço (projecto direccionado às crianças em situação de risco social). O seu talento para a música foi logo percebido e Jaci tornou-se vocalista de duas bandas, Sucata Mania e Percucia. Com esta última gravou o CD “Toque Bahia”, cujo repertório se identifica com as raízes musicais africanas, um misto de ritmos afro-brasileiros e norte-americanos.


O trabalho desenvolvido enquanto vocalista das duas bandas proporcionou a Jaci a abertura de grandes concertos, como o da cantora Maria Rita. Teve também a oportunidade de cantar para muitas figuras ilustres como o ex-presidente do Brasil, Lula da Silva, e a rainha Sílvia da Suécia – num espectáculo produzido no próprio Castelo Real e onde Jaci se destacou pela sua voz particular.


O timbre da sua voz e o seu carisma chamou a atenção e o interesse da célebre cantora brasileira Margareth Menezes, que a convidou para integrar a sua banda. Nega passou a acompanhá-la durante alguns anos como membro do coro, o que lhe proporcionou a presença em palcos como o Canecão, no Rio de Janeiro, Festival de Verão de Salvador, Micaretas e trios eléctricos em vários estados brasileiros, bem como a gravação de dois álbuns: “Tete a Tete Margareth” e “Festival de Verão Salvador ao vivo”.


Nestes espectáculos, Jaci partilhou o palco com outros grandes nomes da MPB (Música Popular Brasileira) como Ivete Sangalo, Alcione, Cidade Negra, Gabriel O Pensador, Sandra de Sá, Elba Ramalho, Gilberto Gil e Caetano Veloso, entre outros.
 

Agora em Portugal, assista ao concerto de apresentação do álbum
"Nega Jaci canta Chico & Elis e revisita a MPB" no:

 
Teatro do Bairro
Rua Luz Soriano, 63, 1200 246 Lisboa
Quarta-feira , 25 de Novembro às 21:30
 
Abertura de portas 21h
Entrada 5€


Informações e Reservas por telefone
21 347 33 58 ou 91 321 12 63 (16h - 20h)
02
Nov15

Barreira - Festa da Marioneta 2015

olhar para o mundo

frestadamarioneta.jpg

 

 

Festa da Marioneta 2015

 

Peças de teatro “Descobridores” e “Peregrinação” e Visitas Guiadas à Exposição “Descobridores – Uma Viagem feita por Ti” no AMAC

 

 

Em novembro, o Auditório Municipal Augusto Cabrita (AMAC) recebe duas peças de teatro e uma exposição no âmbito da FESTA DA MARIONETA 2015, promovida pela Artemrede. “Descobridores” sobre ao palco do AMAC já no próximo domingo, dia 8 de novembro. “Peregrinação” e a mostra “Descobridores – Uma Viagem Feita por ti” compõem também o programa, dirigido a miúdos e graúdos.

 

 

Exposição DESCOBRIDORES – UMA VIAGEM FEITA POR TI  

 

Patente de 6 a 15 de novembro, de sexta-feira a domingo, no Piso 0 do AMAC, junto à bilheteira.

 

Esta exposição faz parte do espetáculo com o mesmo nome, DESCOBRIDORES, peça do Teatro e Marionetas de Mandrágora (Coprodução Artemrede)

 

A visita guiada, mediante marcação, viaja entre culturas através do simples gesto de tocar, abrir e fechar; na ação que o gesto conduz a revelar, a esconder, a desvendar, a descobrir, a acolher e a cuidar; onde as crianças se tornam num agente ativo ao interagir no espaço, transformando-se em exploradores e descobridores. 

A exposição contou com a coordenação de Vânia Kosta, responsável pela criação plástica de marionetas.

 

Visitas guiadas para crianças dos 2 aos 5 anos, em contexto escolar: de segunda a sexta- feira, das 15h00 às 17h00

Duração: 30m

Horário das sessões:  Das 15h00 às 15h30/ 15h50 às 16h20/ Das 16h30 às 17h00

Visita livre para crianças dos 0 aos 5 anos, a explorar por criança e adulto ao fim-de-semana, das 14h00 às 20h00

Gratuito.

 

 

Descobridores

 

08 novembro |  domingo | Duas sessões - 10h30  para bebés dos 0 aos 2 anos e 17h00 para crianças dos 3 aos 5 anos | Teatro e Marionetas de Mandrágora | Coprodução Artemrede

 

Nascer...chegam pelo mar os descobridores...

Recebidos pela mãe ilha, viajam pelo embalar dos abraços. Em cada terra nasce um menino, em cada terra nasce uma mãe, em Portugal o galo canta, no Brasil os pássaros voam e a mãe é grande, em África a mãe é chão, é terra, na Índia as mãos e os pés da mãe brilham e agitam-se de sons, em Timor a terra é um crocodilo que nos leva a jogar, na China os dragões saltam e a mãe tem mãos que dançam, tocam e embalam. Sonhamos! Terra de cores, cheiros e sons. Uma terra a descobrir com os pais e com aqueles que nos embalam.

 

Duração – 40 minutos, seguido de visita à exposição que acompanha o espetáculo

Ingresso – 5,00€ (bilhete duplo - uma criança acompanhada por um adulto)

 

Ficha Artística e Técnica

Criação e Interpretação: Filipa Mesquita | Criação Plástica: Vânia Kosta |Música: Fernando Mota |Estrutura Cenográfica: Hugo Ribeiro| Apoio à produção: Clara Ribeiro | Apoio à construção: enVide nefelibata, Joana Domingos, José Machado | Coordenação da exposição: Vânia Kost

                                                                                                             

 

Peregrinação

28 novembro |  sábado | 16h00 | Companhia Lafontana | Teatro de Marionetas

 

Abram alas à astúcia prodigiosa e à curiosidade infatigável de Fernão Mendes Pinto, que relatou as “muitas e muito estranhas coisas que viu & ouviu” em “muitos reinos & senhorios das partes Orientais” num livro a que deu o nome de Peregrinação, publicado em 1614, trinta anos após a sua morte. Numa obra que convoca vários géneros literários (livro de viagens, romance picaresco), o nosso viajante expõe-se a perigos e sacrifícios, enfrenta medos e obstáculos, mistura factos e ficção. A sua verve brilha no interior de cenas dramáticas (sim, o teatro do mundo) repletas de rocambolescas imagens e visões (um desejo chamado cinema, também). Partindo deste potencial de expressividade cinematográfica, Marcelo Lafontana promove o cruzamento do seu Teatro de Papel – que já havia visitado com Anfitrião (2004) e O Convidado de Pedra (2005) – com os recursos do audiovisual e do multimédia. Num palco transformado em estúdio de cinema, cenários e personagens desenhados e recortados em cartão são manipulados perante o olhar de câmaras de vídeo. As imagens são recolhidas por um sistema informático que promove o seu tratamento, montagem, mistura, sonorização e inserção de efeitos especiais, tudo em tempo real. O resultado final é projetado numa tela, janela tecnológica que se abre aos sortilégios de uma viagem que se faz viajando, com a imaginação à solta.

 

Faixa Etária –  M/6

Duração – 60m s/intervalo

Ingresso – 3,00€

 

Ficha Artística e Técnica

Encenação e interpretação: Marcelo Lafontana | Dramaturgia: José Coutinhas |Cenografia: Sílvia Fagundes |Direção musical: Eduardo Patriarca | Desenho de luz: Pedro Cardoso| Desenho de cenários e personagens: Luís Félix, Rebeca das Neves| Direção de fotografia: JPedro Martins| Sistema e conteúdos multimedia: Luís Grifu| Assistência de encenação: Rita Nova

http://youtu.be/iTXVNt2nkmY

http://vimeo.com/99052304

http://vimeo.com/97412299

 

CMB 2015-11-02

02
Nov15

VIOLETTA Lança novo disco "Crecimos Juntos"

olhar para o mundo

violetta.jpg

 

VIOLETTA

Lança novo disco "Crecimos Juntos"



Disco inclui todas as músicas da última temporada da série da Disney

Violetta, a adolescente que nos últimos anos conquistou milhares de crianças em todo o mundo e se tornou um dos maiores fenómenos do Disney Channel, está de volta com um novo disco, "Crecimos Juntos", que chega hoje às lojas.
 
Este último disco inclui todas as canções que fizeram parte da mais recente temporada da série televisiva interpretada pela argentina Martina Stoessel, que conta hoje com 18 anos.
 
Além da canção que dá título à banda sonora, "Crecimos Juntos" conta ainda com outros temas já emblemáticos no percurso de Violetta, como "Quando Amore Nell'Aria", "Es Mi Pasión", "Solo Pienso en Ti" ou "Abrazame y verás".
 
"Crecimos Juntos" sucede-se a "En Gira", "Violetta", "A música é o meu Mundo" e "Violetta em Concerto", discos que em Portugal receberam a distinção de disco de Platina e dois discos de Ouro, respetivamente.
 
De lembrar que, no início deste ano, Violetta estreou-se em palcos portugueses, com seis concertos esgotados na MEO Arena, em Lisboa.
02
Nov15

We Love Disney - As canções essências dos filmes Disney reinterpretadas pelas maiores vozes da actualidade

olhar para o mundo

welovedisney.jpg

 

 
WE LOVE DISNEY



AS CANÇÕES ESSÊNCIAIS DOS FILMES DISNEY REINTERPRETADAS PELAS MAIORES VOZES DA ACTUALIDADE

Chega hoje às lojas o resultado de um encontro único: a Verve Records e a Walt Disney Records convidaram alguns dos maiores artistas da pop, rock, R&B e country na actualidade a inscreverem a sua assinatura em canções históricas dos filmes da Disney. O resultado chama-se "We Love Disney".
 
Produzido por David Foster (vencedor de 16 Grammys e presidente da Verve Music Group), este disco para toda a família inclui Ne-yo, Jessie J, Jason Derulo, Gwen Stefani, Ariana Grande, Jhené Aiko, Jessie Ware ou Charles Perry, que re-interpretam temas de filmes como Aladino, Pequena Sereia, Rei Leão, Hércules, O Livro da Selva, Pocahontas, Mary Poppins ou Aristogatos.
 
Sobre a dura tarefa de escolher artistas para um projecto desta dimensão, Fosterrevelou que "a ideia era cobrir todo o espectro. O que eu realmente procurei foram grandes cantores. Subimos o standard bem alto e toda a gente que participou deixou uma marca incrível. As vozes neste álbum são espectaculares". E este disco não podia encontrar melhor casa: desde 1956 que a Verve Records é uma das maiores editoras de jazz do mundo, com um catálogo que inclui nomes como Ella Fitzgerald, Bill Evans, Nina Simone, John Coltrane, Stan Getz ou Billie Holiday.
 
A tracklisting desta compilação é a seguinte:
NE-YO "Friend Like Me" (Aladdin)
Jessie J "Part of Your World" (The Little Mermaid)
Jason Derulo "Can You Feel the Love Tonight / Nants' Ingonyama" (The Lion King)
Gwen Stefani "The Rainbow Connection" (The Muppet Movie)
Ariana Grande "Zero To Hero" (Hercules)
Jhené Aiko "In a World of My Own/Very Good Advice" (Alice in Wonderland)
Fall Out Boy "I Wan'na Be Like You (The Monkey Song)" (The Jungle Book)
Tori Kelly "Colors of the Wind" (Pocahontas)
Kacey Musgraves "A Spoonful of Sugar" (Mary Poppins)
Charles Perry "Ev'rybody Wants To Be a Cat" (The Aristocats)
Jessie Ware "A Dream Is a Wish Your Heart Makes" (Cinderella)
Lucy Hale & Rascal Flatts "Let It Go" (Frozen)
Various Artists "It's a Small World"
 

01
Nov15

O MEU VIZINHO É JUDEU I COM BRUNO NOGUEIRA E MIGUEL GUILHERME I ENSAIO SOLIDÁRIO

olhar para o mundo

Vizinho_Judeu_Ensaio_Solidario_Final_Press_Maillin

 

ENSAIO SOLIDÁRIO: 24 DE NOVEMBRO I 21H30
PREÇO ÚNICO: 8€ (SEM MARCAÇÃO DE LUGARES)
BILHETES À VENDA: WWW.BOL.PT, FNAC E LOCAIS HABITUAIS

Famílias Como As Nossas é uma organização sem fins lucrativos que tem como missão ajudar famílias em situações de crise humanitária urgente.

A receita total será entregue a favor da Organização Famílias como as Nossas

 

Num prédio, numa das maiores cidades da Europa vivem vários casais, algumas pessoas sós, poucas famílias.
A ignorância junta-se à curiosidade quando um vizinho ingénuo, atordoado pela obsessão da sua mulher pelo povo Judeu, interpela o vizinho de baixo questionando a sua identidade.

Bruno Nogueira interpreta um homem sob a influência da mulher que, desesperado, procura satisfazê-la levando-lhe respostas curtas para perguntas demasiado grandes.

Miguel Guilherme carrega a nota biográfica do autor, um judeu ateu massacrado pelas pequenas agressões daqueles que vêm na diferença o perigo e a ameaça.

Com muito humor abrem-se as portas à discussão sobre questões sérias, e as personagens riem-se, também elas, mascarando a dor, do desencontro e das inúmeras contradições que as tornam mais humanas.

Jean-Claude Grumberg é autor de cerca de 50 obras dramatúrgicas, argumentista dos realizadores François Truffaut e Costa-Gravas, e premiado por diversas vezes com o Prix Moliére, Grand Prix da Academie Française, entre outros.

Com os tempos de crise de ideais e de volores, volta o conflito entre “nós e os outros” e o despertar das reacções mais primárias a tudo o que se alimenta do medo e da ansiedade. Com um humor cáustico, o espectador é surpreendido com um volte de face tão absurdo quanto a realidade actual.

Em O Meu Vizinho é Judeu, encontramos dois desconhecidos numa grande cidade, entre a escada e a porta da rua, assistimos ao crescimento de um conflito antigo e, rindo-nos do medo, recuperamos alguma fé na humanidade
.

 

Texto Jean-Claude Grumberg Encenação Beatriz Batarda Tradução Diogo Dória Cenário Wayne dos Santos Figurinos José António Tenente Desenho de Luz Nuno Meira Sonoplastia Sérgio Milhano
Produção Força de Produção

Interpretação BRUNO NOGUEIRA e MIGUEL GUILHERME

A partir de 25 Novembro – Auditório do Casino Estoril
5ª a sábado 21h30 e domingo 17h
Preço único €16

01
Nov15

5 SECONDS OF SUMMER - Anunciam novo DVD e Blu-ray a 20 de novembro

olhar para o mundo


5 SECONDS OF SUMMER

Anunciam novo DVD e Blu-ray a 20 de novembro



"Sounds Good, Feel Good" já está nas lojas

Pouco depois de terem editado o seu segundo álbum de estúdio, "Sounds Good, Feels Good", os 5SOS anunciam o lançamento de um novo DVD e Blu-ray, "How Did We End Up Here? - Live At Wembley Arena", que chegará às lojas a 20 de novembro. O vídeo estará também disponível para download nas lojas online.
 
"How Did We End Up Here?" leva-nos numa viagem muito pessoal ao mundo dos 5SOS, mostrando-nos como se tornaram num dos maiores fenómenos da música pop da atualidade. O filme inclui um documentário com imagens exclusivas de bastidores à medida que a banda viaja de continente em continente, revelando assim o trajeto incrível que estes quatro músicos fizeram desde o seu primeiro concerto, em Sydney, em 2011, até esgotarem três vezes consecutivas o Estádio de Wembley, durante a digressão deste ano. "How Did We End Up Here?" conta com os próprios membros dos 5 SOS a contarem a sua história, além de imagens surpreendentes de um desses concertos no Estádio de Wembley. O filme conta ainda com depoimentos de alguns dos músicos que mais influenciaram os 5 SOS, como Chad Smith dos Red Hot Chili Peppers, Alex Gaskarth dos All Time Low ou os irmãos Madden dos Good Charlotte.
 
"How Did We End Up Here?" é o primeiro DVD e Blu-ray oficial dos 5 Seconds of Summer e inclui ainda vídeos bónus de outros concertos, imagens de bastidores e os telediscos oficiais.
 
Depois da digressão "Rock Out With Your Socks Out", que os trouxe a Portugal pela primeira vez, os 5 SOS vão iniciar em fevereiro de 2016 mais uma digressão mundial, "Sounds Live Feels Live". Devido à crescente procura, a banda anunciou recentemente mais quatro datas no Reino Unido, sendo que já vão dar dois concertos na O2 Arena, em Londres.
 
"Sounds Good Feels Good" foi editado há uma samana e nele estão incluídos os singles "She's Kinda Hot" e o mais recente, "Hey Everybody!", um autêntico hino rock. O vídeo ultrapassou as 3,5 milhões de visualizações em apenas dez dias.
 

 

Pág. 7/7

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub