Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

30
Jan16

AMAC Barreiro - Fevereiro Programação Cultural

olhar para o mundo

miguelaraujo.jpg

 

 

Fevereiro

 

Programação Cultural

 

No mês mais pequeno do ano, fevereiro, o Palmo e Meio regressa com um ciclo de programação dedicado aos mais novos, dos 0 aos 10 anos de idade. Mas a programação cultural do Barreiro não se esgota, em fevereiro, no Palmo e Meio. Para além dos espetáculos para crianças, no Auditório Municipal Augusto Cabrita terá também lugar o concerto com Miguel Araújo, que está já esgotado. No que diz respeito às artes visuais, encerra, em fevereiro, a exposição de fotografia “Geografia Humana”, de Joel Santos, inauguram as exposições “Relevo Particular”, desenhos e gravura de Joana Geraldes, e do Concurso Internacional EUROPAN, e mantêm-se as exposições “Zona Estreita”, com fotografias de Vitor Cid, e “Rostos em Grelhas de Palavras Cruzadas”, do artista barreirense Paulo Freixinho. No âmbito do AMAC Júnior, destaque para a Oficina de Dança Xururuca.

 

 

Artes Performativas

 

12 fevereiro | sexta-feira | 21h30 | Concerto de Miguel Araújo | Auditório Municipal Augusto Cabrita | MÚSICA | ESGOTADO

 

Miguel Araújo é um dos artistas mais completos da nova geração. É hoje considerado um dos grandes nomes da música portuguesa, destacando-se como compositor, letrista, cantor e músico, sendo bem sucedido em cada uma destas vertentes que compõem a sua multifacetada e eclética carreira. São já muitas as canções da sua autoria, cantadas por si e por outros (Os Azeitonas, dos quais faz parte; António Zambujo, Ana Moura, Carminho) que fazem parte do espólio das grandes canções populares portuguesas deste século. Como escreveu o Expresso em 2012, “é notório que Miguel Araújo se tornou um dos melhores fabricantes de canções que o país viu surgir este século”.

 

Tem dois álbuns editados a solo - “Cinco Dias e Meio” (EMI, 2012) e “Crónicas da Cidade Grande” (Warner Music, 2014) – e várias nomeações - Prémios Sociedade Portuguesa de Autores 2012 (melhor canção do ano para “Os Maridos das Outras”); Gala “Melhores do Ano da RTP”; Globos de Ouro 2013 (melhor canção e melhor intérprete individual; Prémios LUX 2012 (“Personalidade Masculina do Ano); Globos de Ouro 2014 (como membro d’Os Azeitonas e autor da canção “Ray-dee-oh”, nomeados para “Melhor Banda” e “Melhor Canção do Ano”); “Cinco Dias e Meio” foi considerado um dos álbuns do ano pela redação da revista Blitz e “Crónicas da Cidade Grande” foi considerado o melhor álbum português no semestre, em junho de 2014, pelos leitores da revista Blitz.

 

Faixa Etária – M/6

Duração  – aprox. 60 min.

Ingressos: 12,50€

Bilhetes à venda no AMAC e Posto de Turismo

 

21 fevereiro | domingo | 10h30| Xururuca - Terra.Corpo |  Sala de Ensaios do Auditório Municipal Augusto Cabrita | DANÇA - Oficina para Famílias | AMAC JÚNIOR

 

A Oficina de Dança para Bebés é um espaço lúdico onde são desenvolvidas diferentes técnicas de consciência corporal, exploração sensorial e criativa do movimento, dança-contacto e relaxamento entre pais e filhos/famílias com crianças a partir dos 6 meses de idade. A Oficina realiza-se em sessões com a duração de uma hora e meia, com um momento final de partilha e sensibilização para as diferentes necessidades e momentos do desenvolvimento infantil, sistematizados dentro de uma perspetiva holística da Criança e da Pessoa. Porque o movimento não se inventa, descobre-se! E descobre-se de forma mais feliz em família.

 

Faixa Etária – Bebés dos 18 aos 36 meses de idade

Duração  – 90min.

Ingresso  – 5,00 € (bebé e adulto)

 

Artes Visuais

 

Até 14 fevereiro 2016 | Geografia Humana, JOEL SANTOS | Auditório Municipal Augusto Cabrita | EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA

Piso 0 | Galeria Vermelha e Azul

 

Enquanto seres humanos somos guiados pelos mesmos objetivos — amar e ser amado, proteger e ser protegido, criar e destruir, viver e permitir viver —, mas as estratégias usadas para os alcançar e o espaço onde as nossas ações se desenrolam combinam-se de uma forma infinitamente distinta. Ao viajar pela geografia humana aprendemos mais sobre os outros, mas sobretudo sobre nós próprios.

Esta mostra de fotografias, algumas delas nunca antes expostas, por Joel Santos, revela-nos uma perspetiva singular sobre os valores, os costumes, as tradições, as atividades e as crenças de alguns dos povos da Indonésia, Myanmar, Mongólia e Etiópia, aliando a pluralidade da natureza humana à diversidade do planeta Terra.

 

 

27 fevereiro a 27 março | RELEVO PARTICULAR, Joana Geraldes | Auditório Municipal Augusto Cabrita| EXPOSIÇÃO DE GRAVURA

Piso 0 – Galeria Vermelha

Inauguração: 27 fevereiro, 18h00

 

A gravura é um ofício completo – relevar e revelar da matriz ao papel, o relevo esculpido na madeira, escavado no linóleo, riscado no zinco, raspado no cobre; o relevo das mãos e das rugas do tempo; a manifestação superada dos ácidos como a expressão de surpresa de um rosto; a tinta nos sulcos de uma matriz como nas nossas impressões digitais; e a partilha de tudo isto faz com que seja, a gravura, Relevo Particular

 

19 a 28 fevereiro | Exposição do Concurso Internacional EUROPAN | Auditório Municipal Augusto Cabrita

Piso 0 

Inauguração: 19 de fevereiro, 21h00

 

O Concurso Internacional Europan 13, com o tema “A Cidade Adaptável” tem como objetivo promover a realização de operações experimentais sobre o habitat e permitir encontrar respostas arquitetónicas e urbanas inovadoras, para os locais colocados a concurso.

O território da Antiga Estação Ferro-Fluvial do Sul e Sueste, que o Barreiro colocou a concurso, é uma área essencialmente associada à atividade ferroviária, que tem vindo a ser abandonado de modo gradual, originando vários espaços de dimensões significativas, atualmente sem quaisquer funções urbanas.

Com uma localização e componente paisagística, enquadrada pelo estuário do Tejo e pelo rio Coina, apresenta uma “luz” muito própria, no sentido quase cinematográfico do termo, miradouro e cais, palco e cenário.

O desafio, as diferentes abordagens, e as propostas que resultaram do concurso, são ferramentas que podem nesta fase, ajudar a lançar uma “discussão” positiva sobre o território.”

 

 

Serviço Educativo

 

Inserido na exposição Rostos em grelhas de Palavras Cruzadas, de Paulo Freixinho, existirá o Cantinho das Palavras Cruzadas. Constituído por uma grelha em branco e letras, que podem ser manuseadas, no qual as crianças serão convidadas a fazer e/ou criar as suas próprias Palavras Cruzadas (estilo Scrabble).

Neste local, decorrerão diversos ateliês com as diversas escolas do concelho.

O Cantinho das Palavras Cruzadas é indicado para idades entre os 8 e os 12 anos. A duração das sessões varia entre os 15 minutos e os 60, dependendo do número de participantes. Máximo de uma turma por sessão.

 

Visitas/ateliês gratuitos para escolas, mediante marcação prévia para a bilheteira do AMAC. Funcionam às 3ªs-feiras, das 10h00 às 11h00 ou das 14h30 às 15h30.

 

 

A programação Palmo e Meio pode ser consultada em anexo e em www.cm-barreiro.pt.

 

 

CMB 2016-01-27

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub