Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

08
Jan16

Mágico Hélder Guimarães - Campeão Mundial de Magia, pela primeira vez em Portugal!

olhar para o mundo

verso.jpg

 

CAMPEÃO MUNDIAL DE MAGIA

HELDER GUIMARÃES

APRESENTA

"VERSO" NO TEATRO DA TRINDADE

 

Mágico Helder Guimarães | Campeão Mundial de Magia, pela primeira vez em Portugal!
 
Helder Guimarães, Campeão Mundial de Magia apresenta “Verso”, o seu novo espetáculo, em estreia mundial no Teatro do Bolhão, no Porto, de 14 a 17 de Janeiro e de 20 a 23, no Teatro da Trindade em Lisboa.


O mágico que arrecadou dois Óscares da Magia, é o único português com o título de campeão mundial, em mais de 70 anos de história da Federação Internacional de Sociedades Mágicas.


«Verso» é um ensaio artístico com uma forte componente teatral e humorística, para lá da magia, onde Helder Guimarães constrói uma espécie de zona cinzenta, entre o real e o irreal, que nos leva a questionar a realidade do passado. Será este resultado de uma construção mental? E quanto ao que se acredita ser real? Será totalmente científico ou, por vezes, um ato de fé?


Tudo isto é possível, num espetáculo que promete grande interação com o público, o qual é sempre chamado a intervir, tornando tangível o irreal mágico. Ficção e histórias reais constroem um protagonista invisível denominado mistério.


Concebido para entrar em cena primeiramente em Nova Iorque, “Verso” será apresentado ao público português em primeira mão, já que é este o trabalho que Helder Guimarães constrói vincando as suas raízes. Quanto à estreia na Broadway está já marcada para o final do ano.
 
A viver nos Estados Unidos há alguns anos, Helder Guimarães mantém uma forte ligação à cidade que o viu nascer e a estreia deste espetáculo no Porto é a cereja no topo do bolo.


Com 32 anos, Helder Guimarães, vive em Los Angeles e venceu, por duas vezes o Prémio de Mágico do Ano, na categoria de Magia de Salão. Um galardão atribuído pela Academia de Artes Mágicas de Hollywood,


«Nothing to Hide», o seu último espetáculo, recebeu rasgados elogios da crítica especializada e conquistou espectadores como Eva Mendes, Maria Sharapova, Barbara Streisand, Steve Martin, Aziz Ansari, Ryan Gosling, JJ Abrahams, Zack Galafinakis, Jimmy Kimmel, Woody Allen ou Aimee Mann. Após inúmeras repetições, salas lotadas e recordes de bilheteria na Geffen Playhouse, em Los Angeles, o espetáculo entrou nos trilhos da Broadway. Lugar onde o mágico português enche as salas de espetáculos, batendo recordes de assistência e bilheteira.

08
Jan16

Até 31 de janeiro | 3ª edição do Concurso para Atribuição do Ateliê Municipal do Barreiro

olhar para o mundo

barreiro.jpg

 

Até 31 de janeiro | 3ª edição do Concurso para Atribuição do Ateliê Municipal do Barreiro

 

O prazo para a entrega de candidaturas para o Concurso de Atribuição do Ateliê Municipal do Barreiro prolonga-se até 31 de janeiro. Trata-se de um concurso aberto a todos os artistas do Concelho do Barreiro. As candidaturas deverão ser enviadas para a Divisão de Promoção Cultural, no Auditório Municipal Augusto Cabrita (AMAC), Avenida Escola dos Fuzileiros Navais, Parque da Cidade, 2830-150 Barreiro, ou entregues em mão na receção do AMAC.


O Ateliê Municipal integra-se no Plano Estratégico de Desenvolvimento das Artes Visuais no Barreiro e tem como objetivo dinamizar e promover a criação artística no Concelho, oferecer condições de trabalho a artistas locais visando uma crescente profissionalização, desenvolver a descentralização cultural pelas freguesias, incentivar os artistas a desenvolver trabalho no âmbito das Artes Visuais e dinamizar o contacto entre os artistas e a comunidade.

 

Mediante marcação prévia, através do endereço eletrónico cultura@cm-barreiro.pt, podem ser efetuadas visitas ao espaço do Ateliê Municipal, em horário a acordar com ambas as partes.

 

O Ateliê Municipal do Barreiro situa-se na Rua de Bissau, nº 4, cave, na Freguesia de Santo André.

Mais informações: 212 068 232 ou cultura@cm-barreiro.pt.

CMB 2016-01-05

 

08
Jan16

QUEM FEIO AMA - ESPECTÁCULO DE HOMENAGEM A ANTÓNIO FEIO

olhar para o mundo

Quem_Feio_Ama.jpg

 

QUEM FEIO AMA
ESPECTÁCULO DE HOMENAGEM A ANTÓNIO FEIO

A RECEITA DESTE ESPECTÁCULO REVERTE A FAVOR
DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CUIDADOS PALIATIVOS

COM

ALDO LIMA
AMOR ELECTRO
ANA BOLA
ANTÓNIO JORGE GONÇALVES
ANTÓNIO MACHADO
BANDA FEIO & FRIENDS
BRUNO NOGUEIRA
CLÁUDIA CADIMA
COMPANHIA OLGA RORIZ
EDUARDO MADEIRA
FERNANDA SERRANO
FILIPE HOMEM FONSECA
JORGE MOURATO
JOSÉ PEDRO GOMES
MARCO HORÁCIO
MARIA RUEFF
MARIZA
MIGUEL GUILHERME
NUNO LOPES
SÓNIA ARAGÃO
VIRGÍLIO CASTELO

 

CENTRO CULTURAL DE BELÉM - GRANDE AUDITÓRIO
TERÇA-FEIRA, 26 JANEIRO, 21H
Bilhetes à venda na Fnac e na Ticketline
Preços: a partir de 10€

08
Jan16

Palácio Nacional da Pena: Gabinete da Rainha D. Amélia recuperado

olhar para o mundo

1_Gabinete_Rainha_D.Amelia_lowres_creditos_PSML_Wi

 

 

Palácio Nacional da Pena: Gabinete da Rainha D. Amélia recuperado

 

- Recuperação celebra o 150º aniversário da Rainha D. Amélia

- Reconstituição de acordo com três épocas da história do Palácio

- Restaurados mobiliário e peças decorativas expostas

 


Sintra, 5 de janeiro de 2016 – A Parques de Sintra terminou a recuperação do Gabinete da Rainha D. Amélia, no Palácio Nacional da Pena, em dezembro, com um investimento de cerca de 35.000 euros, repartido por 4 anos. A recuperação está finalizada após um profundo trabalho de estudo, restauro e reorganização com vista à reconstituição possível dos interiores de acordo com a vivência do Palácio, com enfoque para o período de D. Fernando II, de forma a obter um equilíbrio entre os objetos e o contexto arquitetónico. O mobiliário e as peças decorativas expostas no local foram restaurados, assim como a pintura mural. O pavimento do espaço foi alvo de uma limpeza profunda, procedendo-se ainda à sua estabilização. Também as coberturas e os pavimentos foram reparados e foi renovada a instalação elétrica.

 

A reorganização do gabinete pretende ser uma síntese de três épocas determinantes para o Palácio Nacional da Pena: o período de habitação de D. Fernando II e da Condessa d’Edla, entre cerca de 1860 até 1890; o período de 1890 a 1910, que correspondeu à ocupação destes aposentos pela rainha D. Amélia; e por fim, o período da Primeira República, justificada pela pintura mural deste compartimento, datada de 1917.

 

A forma e dimensão do antigo Gabinete da Rainha D. Amélia resultam da adaptação do antigo convento manuelino de 1511, efetuada pelo rei D. Fernando II, a partir de 1839. O piso em questão apresentava 14 celas, conforme a planta publicada por José Teixeira em 1986. Aquando da transformação, a sala foi remodelada e dividida em tramos de abóbadas fingidas com nervuras, simulando uma construção em pedra, mas sendo efetivamente construída em estrutura de madeira rebocada.

 

A conceção da organização do interior do Gabinete da Rainha D. Amélia apresentou alguns desafios, relacionados com a necessidade de conjugação dos três períodos diferentes e com a ausência de algumas peças.

 

Por um lado, desconhece-se o paradeiro do mobiliário original que foi retirado após a morte de D. Fernando II. Por outro lado, o mobiliário do tempo da monarquia não se conjugava com a pintura mural, criada apenas em 1917. Assim, foi desenvolvido um projeto de interiores que conjuga opções de reintrodução de objetos históricos no compartimento, assim como de outros em substituição dos originais, ausentes.

 

Da reorganização do gabinete, destaca-se a recuperação da secretária com alçado da rainha, assim como as estantes de pau-santo e um contador hispano-árabe do século XIX que foi transferido para o Palácio Nacional de Sintra em 1939, e que regressa agora ao local original. O estirador da rainha, que não se encontrava neste local, mas que demonstra a atividade artística de D. Amélia, completa o conjunto.

 

A Condessa d’Edla é também personagem fundamental na história deste espaço e surge representada por diversos elementos que foram mantidos no gabinete pela rainha D. Amélia: uma mesa de torneados abertos e duas colunas torsas e a sua coleção de porcelana de Meissen.

 

Um dos dois armários entalhados que a Condessa d’Edla tinha nesta sala, recentemente adquirido, encontra-se agora em exposição, embora mais tarde, no tempo da rainha D. Amélia, não pertencesse a este espaço.

 

A representação do período da República está aqui, sobretudo, patente na pintura mural de Eugénio Cotrim, de 1917. Sabe-se que o presidente Sidónio Pais investiu no Palácio Nacional da Pena, que utilizou para promoção turística do país e com fins sociais, festejando ali o Dia da Criança.

 

A referida pintura mural foi alvo de uma intervenção de recuperação para a estabilização das superfícies, limpeza profunda dos resíduos de cola - utilizados numa outra intervenção de recobrimento das paredes com tecido -, preenchimento de fissuras e lacunas e ainda a reposição do esquema decorativo, ausente numa área significativa do teto.

 

Os trabalhos em causa não implicaram, em nenhum momento, a interrupção dos percursos de visita, de acordo com a política habitual de “Aberto para Obras” da Parques de Sintra, em que é permitido aos visitantes acompanharem o progresso das intervenções.

 

Funções do Gabinete da Rainha D. Amélia

 

O compartimento serviu diversas funções ao longo do período de ocupação doméstica do Palácio Nacional da Pena. Numa fatura da Casa Barbosa e Costa, de 1866, referente a aquisições de D. Fernando II, o gabinete aparece denominado como “Sala da Música”, enquanto que no inventário orfanológico de D. Fernando II (inventário dos bens que constituíam a herança do monarca, por altura do seu falecimento), elaborado 20 anos depois, lê-se a designação “Sala da Senhora Condessa”. A partir de 1890 as funções da sala alteram-se e passa a designar-se “Gabinete de Trabalho da Rainha Senhora D. Amélia”, designação que se manteve até meados da década de 1980, altura em que o compartimento ficou conhecido como “Sala de Estar da Família Real”, por vezes também informalmente denominado de “Sala Íntima”.

 

Além das diversas funções, o agora chamado de Gabinete da Rainha, foi também alvo de diversas configurações. Uma fotografia antiga de Carlos Relvas mostra-o com um revestimento de tecido, cobrindo paredes, abóbadas, nervuras, o fogão de sala e inclusivamente alguns móveis de assento. A fotografia de uma publicação de 1905 mostra-o como sala de estudo e desenho, com as paredes revestidas com tecido ou papel de padrões. Os objetos expostos – pratos, armas e até a secretária de D. Amélia – permitem reconhecer o gabinete da última rainha de Portugal, de acordo com os inventários de 1897, 1907 e 1910. A pintura mural atual foi efetuada em 1917 por Eugénio Cotrim, conforme a assinatura em cima à esquerda, na parede norte junto à porta de entrada. Desconhece-se o contexto da execução desta pintura mural, já em plena República e numa altura em que o Palácio já estava aberto ao público.

 

Segundo o Diretor do Palácio Nacional da Pena, Arquiteto António Nunes Pereira, “o Gabinete da Rainha D. Amélia apresenta-se assim como um testemunho das diferentes gerações que no Palácio deixaram a sua herança, mantendo, no entanto, como figura tutelar a rainha D. Amélia, cujo 150º aniversário se celebrou em 2015 e que ficou assinalado com esta recuperação”.

08
Jan16

TRÊS É DEMAIS CHEGA AO CASINO LISBOA

olhar para o mundo

tresedemais.jpg

 

A PARTIR DE DIA 7 DE JANEIRO,
HÁ TRÊS HUMORISTAS À SOLTA NO CASINO LISBOA

É stand-up? É teatro? É improviso? Tudo isto, ou nada disto, ou serão drogas?

É talvez uma batalha ideológica entre 3 humoristas, só dois chegam ao fim!

Ser pai ou… não ter filhos, ser casado ou… divorciado, seduzir ou… acasalar, treinar ou… comer, ter amigos ou… seguidores, fazer amor ou… ter sexo, estes e outros temas serão abordados em 3 perspectivas diferentes, por 3 amigos que vão estar juntos em palco, pela 1ª vez.

Um espectáculo com drama, acção, suspense, porcarias que os homens inevitavelmente sempre fazem e com alguma sorte, se tivermos tempo...comédia?

Uma sala, três humoristas, tantos temas...mas somente dois chegam ao fim e quem decide é você!


Com: ANTÓNIO RAMINHOS, LUÍS FILIPE BORGES E MARCO HORÁCIO

Auditório dos Oceanos, Casino Lisboa  I  7 a 31 de Janeiro
5ª a Sábado às 21h30 e Domingos às 17h
Preços: a partir de 10€

07
Jan16

52º aniversário da Biblioteca Municipal “HISTÓRIAS VIVAS” e “TOP LEITURA”

olhar para o mundo

cartaz_HISTÓRIAS VIVAS_JANEIRO.jpg

 

 

52º aniversário da Biblioteca Municipal

 

“HISTÓRIAS VIVAS” e “TOP LEITURA”

 

A Biblioteca Municipal do Barreiro comemora o seu 52º aniversário já no próximo sábado, 9 de janeiro, com as iniciativas “Histórias Vivas na Biblioteca” e “TOP Leitura”.

 

A primeira sessão de 2016 de “Histórias Vivas” está agendada para as 11h00. “O País da Roupa”, de Maria Lourdes Soares, com ilustrações de Natalina Cóias, é o título do livro escolhido pela Companhia de Teatro do Barreiro – Arteviva – para a sua encenação, na sala multiusos da Biblioteca. 

 

Esta atividade tem entrada livre e destina-se a crianças dos 4 aos 12 anos.

 

Sinopse

A história contada suscita a imaginação. Nela podemos encontrar refletida a vida real e, a partir do enredo, identificar a diversidade do mundo e do pensar. Pois é assim a vida: colorida, mexida, suja e limpa, velha e nova, umas vezes bem à mão, outras vezes ausente, mas que sempre se quer para sempre. Como a roupa!...

 

De seguida, pelas 12h00, terá lugar o "TOP Leitura", no qual serão distinguidos os melhores leitores do ano 2015, nas categorias: infantil, juvenil, adulto e sénior.

 

CMB 2016-01-04

05
Jan16

“Borbolino”, espectáculo para a infância, em Aveiro!

olhar para o mundo

borbolino.png

 

“Borbolino”, espectáculo para a infância, em Aveiro!

domingo 10 e domingo 17 Janeiro 2016
(sessões às 11h00 AM)
@ Livraria Gigões & Anantes | Aveiro
https://www.facebook.com/gigoeseanantes/


A criação d’Orfeu para a infância “Borbolino” apresenta-se em Aveiro, na livraria Gigões & Anantes, nos próximos domingos, 10 e 17 de Janeiro, pelas 11h00 da manhã. Dose dupla para crianças e famílias conhecerem o grilo cantor que, do livro, saltou para o palco!

Este espectáculo conta-nos a história de uma formidável amizade entre uma criança e um grilo cantor apaixonado, que juntos descobrem os valores mais importantes da vida. Um espectáculo sonoro e plástico interpretado por Ricardo Falcão, com encenação de Filipa Mesquita, que demonstra como podemos ser diferentes, mas criar laços infinitos e íntimos. É a adaptação para espectáculo de marionetas do livro infantil “Borbolino” de Odete Ferreira, que se encontra à venda na livraria Gigões & Anantes, bem como os bilhetes para os espectáculos de 10 e 17 Janeiro.

Mais sobre Borbolino:
http://www.dorfeu.pt/borbolino (o espectáculo)
http://www.dorfeu.pt/edicao/borbolino (o livro)

03
Jan16

Salvador Martinha anuncia novas datas “NA PONTA DA LINGUA”!

olhar para o mundo

salvadormartinha.png

 

 
Salvador Martinha anuncia novas datas “NA PONTA DA LINGUA”!
 

Depois do sucesso da primeira tour, que arrancou no Porto em Junho passado,Salvador Martinha anuncia novas datas “Na Ponta da Língua”, já no início do novo ano, dias 7, 8, 9, 14 15 e 16 de Janeiro no Teatro Trindade, em Lisboa. Para o norte e centro estão, para já, agendados três espetáculos, 29 de Janeiro Theatro Circo de Braga, 30 de Janeiro no Casino da Póvoa e 16 de Fevereiro em Coimbra.

Pois é…tudo sabido e de resposta sempre pronta, na ponta da língua, Salvador Martinha fala…na sua linguagem própria, originando expressões que nos são familiares, que nos associam a ele e fala de temas bem presentes no quotidiano de todos nós. Desde as tendências à relação homem-mulher, é tudo passado a pente fino. Boas piadas e fisicalidade à mistura, a plateia não será, seguramente, esquecida e, sem aviso prévio, qualquer pessoa do público passa a ser o sidekik da noite.

Salvador Martinha é, actualmente, dos humoristas portugueses mais prolíficos e dispensa apresentações. Exemplo disso é a ligação forte que tem com o seu público através das redes sociais: youtube (25,200paxs), facebook (216,000paxs), instagram (32,000pxs), twitter (186,000 seguidores) e vine.

SOBRE SALVADR MARTINHA
Depois de ter trilhado um caminho nos canais da televisão por cabo, Sic Radical e Canal Q, onde teve total liberdade para desenvolver a sua própria linguagem, popularizou-se na série Sal, emitida pela Sic, onde fazia dele mesmo. Recentemente gravou um programa de stand up comedy para a Fox Comedy que se encontra, neste momento, em exibição neste canal. Actualmente integra a equipa do programa da manhã da RFM "Café da Manhã", podemos dizer que é um dos humoristas portugueses mais prolíficos. 
 
NA PONTA DA LINGUA

LISBOA - 7, 8 e 9, 14, 15 e 16 de Janeiro | Teatro da Trindade 
BRAGA - 29 de Janeiro 2016 | Theatro Circo

PÓVOA DO VARZIM - 30 de Janeiro | Casino da Póvoa

COIMBRA - 16 de Fevereiro | TAGV Coimbra 


Duração: 70 minutos

Espetáculo para M/16

Bilhetes: Entre 10€ e 15€ (à venda nos locais habituais e na bilheteira do teatro/cinema)

Produção: H2N

03
Jan16

CTE: Carmen Souza, André Gago, Tiago Rodrigues e Diogo Infante para os primeiros meses de 2016

olhar para o mundo

Cartaz_Digressao_Plaza_Suite_crop.jpg

 

 

CTE: Carmen Souza, André Gago, Tiago Rodrigues e Diogo Infante para os primeiros meses de 2016

 

O Cine-Teatro de Estarreja já tem em mãos a nova agenda recheada de programação cultural para os primeiros três meses de 2016. São 20 espetáculos, 1 estreia nacional, mais 12 sessões de cinema e 10 apresentações dedicadas ao público escolar.

 

Em vésperas de Natal, é esta a surpresa que o Cine-Teatro de Estarreja (CTE) guarda no sapatinho. Prestes a alcançar 300 mil espectadores, o equipamento estarrejense continua a apresentar boa saúde cultural com propostas novas pensadas para cada público, nas diferentes áreas artísticas.

 

Além do ciclo Concertos Íntimos com Carmen Souza & Theo Pascal (30 jan.), Miguel Ângelo (19 mar.) e João Pedro Pais (21 mai.), o 1º trimestre de 2016 fica marcado pela estreia nacional de “Lobo Mau”, espetáculo de teatro de marionetas concebido pela Companhia Red Cloud em coprodução com o CTE. O projeto, para maiores de 6 anos, será apresentado pela primeira vez dia 6 de março, numa sessão dedicada a famílias.

 

Outro destaque tem Diogo Infante e Alexandra Lencastre como protagonistas. “Plaza Suite” (27 fev.) é a bem humorada peça de teatro que volta a juntar os dois atores para falar sobre amor e desgaste conjugal. Com encenação de Adriano Luz, a peça do americano Neil Simon circula pela primeira vez nos palcos portugueses.

 

Também em fevereiro, depois da festa do Carnaval de Estarreja, Ricardo Azevedo, fundador dos EZ Special, apresenta o seu novo trabalho a solo num concerto apimentado pelos grandes êxitos que pautaram cerca de 15 anos de carreira. Em exclusivo no CTE, dia 19 de fevereiro, Ricardo Azevedo faz-se acompanhar pelo Quarteto de Cordas do Conservatório de Música de Aveiro de Calouste Gulbenkian.

 

O novo espetáculo de Nilton é outra das confirmações para março, pintando o cartaz do CTE com as cores animadas do stand up comedy. Pioneiro do stand up comedy em Portugal, Nilton descobriu o conceito com o ator norte-americano Robin Williams e, há quase 20 anos, não deixa de surpreender os portugueses com a sua irreverência.

 

Café-Concerto vive de música

 

Em 2016, The Galway Band (9 jan.) inauguram a programação do espaço situado no 1º piso do CTE, com música de inspiração celta para festejar a chegada do novo ano.

 

Ainda em janeiro, no dia 16, o ator André Gago apresenta o espetáculo “A Flor do Lácio”, cantando e revisitando poetas da língua portuguesa ao lado dos músicos Carlos Mil-Homens, João Penedo e Gustavo Roriz.

 

Por sua vez, Ricardo Antão, Sandro Andrade e Vasco Valente compõem o trio TRItono, em resposta ao desafio lançado pelo Município de Estarreja a vários artistas do concelho. O concerto de TRItono (17 jan.), com entrada gratuita, pertence ao espólio da exposição coletiva “pastiCidade”, que comemora o 10º aniversário da Elevação de Estarreja a Cidade. O roteiro da exposição que reflete sobre Estarreja, patente até dia 26 de janeiro em vários espaços municipais, passa agora no CTE co estes músicos a revelar um importante produto cultural concelhio: as Bandas Filarmónicas.

 

O cartaz do Café-Concerto do CTE completa-se com a presença de João Só, dia 24 de março, numa aparição a solo onde o badalado músico apresenta o álbum “Até que a morte nos separe”.

 

Tiago Rodrigues coreografa para a Companhia Instável

 

Assim, tipo… dança contemporânea” dá nome ao espetáculo que o encenador Tiago Rodrigues coreografou para a Companhia Instável e que chega ao palco do CTE no próximo dia 22 de janeiro. Bruno Alexandre, Diletta Bindi e Liliana Garcia (vencedora da última edição do programa televisivo “Achas que sabes dançar?”) são os bailarinos que compõem o elenco de um espetáculo carregado por boas doses de ingenuidade e ironia. Mafalda Deville deu assistência aos ensaios e, dia 19 de janeiro, orienta um workshop de repertório, destinado a bailarinos e estudantes de dança.

 

Apurar sentidos culturais

 

Além da estreia nacional do espetáculo “Lobo Mau”, a programação inserida no LAC - Laboratório de Aprendizagem Criativa contempla espetáculos para escolas como “Danças a Nascer” (12 a 14 jan.), de Maria Belo Costa e Raquel Fradique, e “Ulisses - de volta à Casa Partida” ( 24 a 26 fev.) de Carla Galvão, Cláudia Andrade e Mafalda Saloio. O workshop de dança e repertório com Mafalda Deville é outra atividade promovida no âmbito do LAC, sem esquecer a oportunidade de conhecer o processo de fusão musical de Carmen Souza e Theo Pascal. A cantora de origens cabo-verdeanas, considerada uma das grandes revelações na world music e jazz europeu, e o talentoso baixista português dão a conhecer o seu background e a forma como constroem a sua música numa masterclass agendada para o dia anterior ao concerto, ou seja, dia 29 de janeiro.

Em 2014, o Município de Estarreja criou o LAC, rede que abraça os projetos educativos dos vários equipamentos municipais, com o objetivo de continuar a captar, formar e fidelizar públicos, trabalhando com a comunidade e tendo sempre presentes os princípios da Educação pela Arte e da Aprendizagem ao Longo da Vida.

 

Star Wars no primeiro domingo de janeiro

 

O cinema no CTE continua a somar cada vez mais adeptos. De 2014 para 2015 o público de cinema cresceu 76%, passando de uma média de 97 pessoas por sessão, em 2014, para 151 pessoas por sessão, em 2015. O cinema digital foi o grande impulsionador deste aumento, permitindo um cartaz de filmes mais atual. A estreia nacional de “Star Wars: O Despertar da Força” foi no passado dia 17 de dezembro e o filme já tem sessão marcada para o grande ecrã do CTE. Dia 3 de janeiro, às 17h00, a continuação da saga A Guerra das Estrelas promete uma grande viagem espacial. No mesmo dia o CTE exibe “Hotel Transylvania 2” para todas as famílias.

 

Toda a programação cultural do CTE para o primeiro trimestre de 2016 encontra-se disponível em www.cineteatroestarreja.com. Os bilhetes para todos os espetáculos já se encontram à venda na Bilheteira do CTE, no site da Bilheteira Online, lojas Fnac, CTT e El Corte Inglés.

03
Jan16

Mês do romantismo celebrado nos parques e monumentos de Sintra

olhar para o mundo

D_Fernando_e_Condessa_dEdla_decada_1870_creditos_P

 

 

Mês do romantismo celebrado nos parques e monumentos de Sintra

 

“Celebrar o Romantismo na Pena” no Dia de S. Valentim

Palácio Nacional de Queluz recebe festa de carnaval do séc. XVIII

Atividade “Aqui Há Burro!” junto ao Convento dos Capuchos

 

Sintra, 30 de dezembro de 2015 No mês de fevereiro, a Parques de Sintra propõe celebrar o Dia dos Namorados com uma visita guiada ao refúgio da história de amor entre D. Fernando II e Elise Hensler, segunda esposa do rei: o Chalet da Condessa d’Edla, no Parque da Pena. A visita “S. Valentim: Celebrar o Romantismo na Pena” decorrerá precisamente a 14 de fevereiro e vai permitir conhecer melhor esta criação de caráter mais privado, menos histórico e com uma maior proximidade à natureza.

 

Nem só de amor vive o mês de fevereiro e o Carnaval também será assinalado, desta vez com um regresso ao século XVIII. A atividade “Carnaval no Palácio de Queluz” tem lugar a 7 de fevereiro e permitirá aos inscritos participar num ateliê de máscaras após o qual são envolvidos num momento de música e dança setecentista num dos antigos salões de festas do Palácio Nacional de Queluz.

                                                                                                       

As famílias podem ainda participar na atividade “Aqui Há Burro!”, a decorrer na Tapada de D. Fernando II (junto ao Convento dos Capuchos), nos dias 13 e 27 de fevereiro. Na “Reserva de Burros – Passeios e sensibilização ambiental”, os burros serão grandes cúmplices de crianças e adultos numa atividade na qual é contada a sua história ao longo dos séculos, enquanto se desmistificam algumas ideias sobre este animal.

 

 

 

PROGRAMAÇÃO

 

Apresentações de Arte Equestre

Regularmente - treinos, 10 de fevereiro – apresentação, 26 de fevereiro – gala; Picadeiro Henrique Calado

O Picadeiro Henrique Calado recebe regularmente treinos, apresentações e galas da responsabilidade da Escola Portuguesa de Arte Equestre, e que estão abertos ao público.

- Tarifário: Gala – 26Fevereiro - 25€ // Treinos – 8€ // Apresentação– 15€ (gratuito para crianças até aos 5 anos)

- Mais informações: www.arteequestre.pt / info@parquesdesintra.pt / +351 21 923 73 00

 

 

Carnaval no Palácio de Queluz

Domingo, 7 de fevereiro, 15h00, Palácio Nacional de Queluz

Num ambiente festivo e de grande criatividade que transporta para o século XVIII, a celebração do Carnaval no Palácio de Queluz contará com um ateliê de máscaras após o qual os participantes, acompanhados por personagens de época, serão envolvidos ativamente num momento de música e dança setecentista num dos antigos salões de festas do Palácio de Queluz.

- Destinatários: recomendado para famílias com crianças a partir dos 6 anos

- Duração: 2h

- Tarifário: 9€/participante
- Requer inscrição e pagamento prévios: 
info@parquesdesintra.pt; +351 21 923 73 00

- Nota: A realização da sessão depende de um número mínimo de participantes

 

 

Aqui Há Burro!

Sábados, 13 e 27 de fevereiro, 10h00 e 12h00, Tapada de D. Fernando II (junto ao Convento dos Capuchos)

Pacientes, afáveis e muito calmos, os burros serão grandes cúmplices de crianças e adultos nesta aventura, ao longo da qual é contada a sua história ao longo dos séculos, explicado que são meigos, não dão coices nem mordem (quando tratados com respeito), não são nervosos (quando se assustam param, em vez de fugir), são fortes e espertos. Segue-se um passeio pela floresta: as crianças montam e os adultos conduzem os animais à mão.

- Destinatários: recomendado para famílias com crianças dos 3 aos 12 anos

-Duração: 1h30

- Tarifário: 10€/participante

-Aconselha-se inscrição prévia: info@parquesdesintra.pt; +351 21 923 73 00

- Nota:os passeios poderão ser cancelados, caso as condições meteorológicas sejam adversas

 

 

  1. Valentim: Celebrar o Romantismo na Pena (visita guiada)

Domingo, 14 de fevereiro, 15h00, Chalet da Condessa d’Edla (Parque da Pena)

Elemento chave no contexto da Pena, o Chalet da Condessa d’Edla é testemunho não só da relação amorosa entre D. Fernando e Elise Hensler, sua segunda esposa, mas também de uma outra faceta do romantismo fernandino que nos presenteia com uma criação de caráter mais privado, menos histórico e com uma maior proximidade à Natureza, também ela típica do Romantismo. Esta visita guiada dá a conhecer o Jardim e Chalet da Condessa d’Edla, classificados como Imóvel de Interesse Público em 1993, integrando-se na Paisagem Cultural de Sintra, classificada pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade desde 1995. Parcialmente destruído por um incêndio em 1999, este edifício de grande valor cultural, histórico e artístico, foi recuperado com o intuito de o devolver ao seu estado original e de requalificar a área envolvente e respetiva coleção botânica.

- Destinatários: todos

- Duração: 1h30

- Tarifário: 13,5€ (bilhete de entrada 8,5€ + suplemento de visita guiada 5€) – não inclui entrada no Palácio da Pena

- Requer inscrição prévia:info@parquesdesintra.pt; +351 21 923 73 00

- Notas: a realização da atividade depende de um número mínimo de participantes; a visita ao Jardim pode ser cancelada devido a condições meteorológicas adversas

 

 

Do Parque à Tapada: a Natureza em Sintra e em Mafra

Sábado, 20 de fevereiro, 10h00, Tapada de Monserrate e 15h30, Tapada de Mafra

Programa conjunto de visita a Sintra e a Mafra, que dá a conhecer a diversidade de ecossistemas do Parque Natural de Sintra – Cascais - área protegida à qual pertence a Tapada de Monserrate - e a magnífica floresta antiga e autóctone que caracteriza a Tapada Nacional de Mafra. Na Tapada de Monserrate o visitante explora a história natural da serra de Sintra, o microclima peculiar que a caracteriza e a torna tão mística, conceitos como a forest food, a sucessão ecológica, as espécies invasoras, entre outros. Ao longo do percurso os visitantes serão ainda surpreendidos pela presença de esculturas em madeira de mamíferos de médio e grande porte, atualmente inexistente na serra de Sintra mas que, num passado recente, habitaram esta paisagem. Em Mafra, por um trilho menos explorado, os visitantes descobrirão uma floresta que atingiu o seu ponto de maturidade e que, ao estar protegida por um muro, consegue garantir condições de excelência para espécies vulneráveis e mesmo em perigo de extinção que aqui se alimentam, reproduzem e se abrigam.

- Destinatários: todos

- Duração: 1h30 em Monserrate, 2h00 em Mafra

- Tarifário: adultos: 13€/participante | Jovens e seniores: 11€/participante | Famílias (2 adultos + 2 crianças): 45€

- Requer inscrição prévia: info@parquesdesintra.pt; +351 21 923 73 00

- Nota: a realização da atividade depende de um número mínimo de participantes. As visitas poderão ser canceladas, caso as condições meteorológicas sejam adversas.

 

 

Sessões de Horticultura Biológica - outono/inverno 2015-2016

Sábado, 20 de fevereiro, 9h30, Quintinha de Monserrate

Formadora: Graça Ribeiro, especialista em Horticultura Biológica.

A decorrer na Quintinha de Monserrate durante todo o período de outono/inverno. Em todas as sessões é abordado um tema, na componente teórica, e as práticas anunciadas têm lugar nas hortas da Quintinha. Todos os meses será ainda feita a manutenção das culturas já instaladas, segundo as boas práticas da agricultura biológica. A quarta sessão será dedicada à compostagem.

 

17 de outubro: Sessão I - “Planificação da horta de outono/inverno”

14 de novembro: Sessão II - “As sementeiras”

12 de dezembro: Sessão III - “A Fertilização Orgânica”

16 de janeiro: Sessão IV - “A Compostagem”  

20 de fevereiro: Sessão V - “A Importância de Diversificar a Horta”

  • Sementeira de ervilhas de debulhar
  • Sementeira de viveiro de alhos-porros 
  • Colocação de tutores nas ervilhas de quebrar
  • Plantação de cebolas 

12 de março: sessão VI - “Técnicas de Cultivo e Manutenção da Horta”

 

- Destinatários:público interessado em adquirir conhecimentos em Horticultura no Modo de Produção Biológico

- Duração: 4h30

- Tarifário por sessão: 20€/participante

- Requer inscrição e pagamento prévios: info@parquesdesintra.pt ou +351 21 923 73 00

- Nota:a realização da atividade depende de um número mínimo de participantes

 

 

Património em Gestos

Sábado, 20 de fevereiro, 14h30, Parque de Monserrate

Visita aos jardins e Palácio de Monserrate, com interpretação em Língua Gestual Portuguesa. A visita aos jardins, uma das mais belas criações paisagísticas do Romantismo em Portugal, que alberga mais de 3.000 espécies de plantas de vários cantos do mundo, passa pelo Vale dos Fetos, Jardim do México, Roseiral e Relvado, terminando no Palácio de Monserrate.

- Destinatários: direcionada para visitantes surdos, mas aberta a todos os interessados

- Duração: 1h30

- Tarifário pessoa com deficiência: 8,25€ (bilhete de entrada 3,25€ + suplemento de visita guiada 5€)

- Tarifário regular: 11,5€ (bilhete de entrada 6,50€ + suplemento de visita guiada 5€)

- Requer inscrição prévia: info@parquesdesintra.pt; +351 21 923 73 00

- Nota: esta atividade conta com o apoio e a participação da APS – Associação Portuguesa de Surdos. Recomenda-se uso de calçado confortável e indumentária adequada às condições meteorológicas. A visita poderá ser cancelada, caso as condições meteorológicas sejam adversas, ou adaptada apenas ao interior do Palácio de Monserrate.

 

 

Sentir o Património - Descobrir o Parque de Monserrate através das Sensações

Sábado, 20 de fevereiro, 10h00, Parque de Monserrate

Por entre ruínas românticas e cascatas, o visitante descobrirá os Jardins de Monserrate através do tato, audição e olfato. Será possível tocar na água da cascata, perceber variações de temperatura, e conhecer várias espécies botânicas, sentindo texturas e odores exóticos. Em redor do Palácio de Monserrate será possível conhecer todos os materiais que constituem as fachadas.

- Destinatários: direcionada para visitantes cegos ou com baixa visão mas aberta a todos os interessados

- Duração: 1h30

- Tarifário pessoa com deficiência: 8,25€ (bilhete de entrada 3,25€ + suplemento de visita guiada 5€)

- Tarifário regular: 11,5€ (bilhete de entrada 6,50€ + suplemento de visita guiada 5€)

- Requer inscrição prévia: info@parquesdesintra.pt; +351 21 923 73 00

- Nota: Esta atividade conta com o apoio da ACAPO – Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal. Recomenda-se uso de calçado confortável e indumentária adequada às condições meteorológicas. A visita poderá ser cancelada, caso as condições meteorológicas sejam adversas, ou adaptada apenas ao interior do Palácio de Monserrate.

 

 

Jardins de Monserrate sem Barreiras

Sábado,20 de fevereiro, 10h30, Parque de Monserrate

Visita direcionada para pessoas com mobilidade condicionada que poderão percorrer os jardins com autonomia através de um equipamento que quebra a barreira da inclinação e facilita a mobilidade de cadeiras de rodas manuais. Contará com a exploração do Vale dos Fetos, Jardim do México, Roseiral, Relvado e Lagos, no Parque de Monserrate.

- Destinatários: direcionada para visitantes com mobilidade condicionada

- Duração: 1h30

- Tarifário pessoa com deficiência: 8,25€ (bilhete de entrada 3,25€ + suplemento de visita guiada 5€)

- Tarifário regular: 11,5€ (bilhete de entrada 6,50€ + suplemento de visita guiada 5€)

- Requer inscrição prévia: info@parquesdesintra.pt; +351 21 923 73 00

- Nota: o visitante poderá trazer a sua própria cadeira de rodas ou utilizar a cadeira de rodas disponibilizada pela Parques de Sintra (sem custo acrescido). Aberto a acompanhantes. O equipamento de tração adapta-se à grande maioria das cadeiras de rodas. A visita poderá ser cancelada, caso as condições meteorológicas sejam adversas.

 

 

Concerto para Bebés – Um Dia na Floresta

Domingo, 21 de fevereiro, 10h30, Palácio de Monserrate

Um Dia Na Floresta recria o ambiente de festa que se vive na Natureza. Trechos de música clássica, arranjados especialmente para bebés, com palavras simples, ritmos contagiantes e jogos de rimas, proporcionam um momento de envolvente magia para os mais pequenos. Através de histórias cantadas, o concerto convida todos a viver a aventura imaginária de um Um Dia Na Floresta, através das suas personagens: o dia que nasce, as flores que cantam, o cuco que assobia, a formiga corredora, o caracol que põe os pauzinhos ao sol, o lagarto pintado, a fada desaparecida e a lua que chega quando o sol se põe.

 

Programa:

  • O Dueto das Flores” (Ópera Lackmé, de Delibes, séc. XIX);
  • “Amanhecer” (Grieg, séc. XIX);
  • “Canção do Cuco” (adaptado de Benjamim Britten, séc. XX);
  • “Canção da Formiga” e a “Canção da Fada”, (adaptações de modinhas luso-brasileira do séc. XVIII);
  • “Paçoca” (um chorinho do séc. XX);
  • “Canção do Caracol”;
  • “Canção do Adeus”: o Adágio do Inverno, das Quatro Estações de Vivaldi.

 

- Destinatários: recomendado para famílias com crianças a partir dos 3 meses

- Duração: 45 min

- Tarifário: adulto + 1 criança até aos 48 meses: €20,00 / Adultos e crianças com mais de 48 meses: 15€

- Requer inscrição e pagamento prévios:info@parquesdesintra.pt; +351 21 923 73 00

- Nota: a realização da atividade depende de um número mínimo de participantes

 

 

Exposição - Melhores Imagens do BIO+Sintra

Todos os dias, 10h00 – 17h00, Info Parques de Sintra

Exposição das imagens premiadas pelo júri na sessão de verão dos Concursos de Fotografia “Captar Sintra – A Biodiversidade das estações”, promovidos no âmbito do projeto BIO+Sintra. No espaço Info Parques de Sintra é possível ver os três vencedores da última sessão dos concursos e as quatro menções honrosas atribuídas pelo júri. Adicionalmente estão expostas no Palácio de Monserrate todas as imagens vencedoras do 1º ano do “Captar Sintra”.

- Tarifário: gratuito

 

 

Documentário “A Sinfonia”

Sábados e domingos, 15h30 – 16h30, Info Parques de Sintra

Documentário "A Sinfonia", produzido no âmbito do projeto BIO+Sintra, em exibição no espaço Info Parques de Sintra, todos os sábados e domingos, com entrada livre. O documentário apresenta dez importantes valores naturais, pela voz de biólogos especialistas, conduzidos por João Rodil, conhecido escritor e historiador local. Pretende-se tornar pessoal e emocional o envolvimento do espetador na salvaguarda do equilíbrio dos ecossistemas da Serra de Sintra.

- Legendado em inglês

- Tarifário: gratuito

- Saber mais:www.youtube.com/user/lifebiomaissintra

 

 

Passeios a Cavalo e de Pónei

Todos os dias, Parque da Pena

Passeios a cavalo em que o visitante percorre, de uma forma diferente, os caminhos e trilhos do Parque da Pena. A duração dos passeios a cavalo pode variar entre os 30 e os 90 min., ou as 3h e as 6h. No programa mais longo existe a possibilidade de visitar outros polos sob gestão da Parques de Sintra e mesmo agendar um almoço em local a especificar. Todos os passeios são feitos mediante acompanhamento dos tratadores dos cavalos, que guia os visitantes através do percurso.

A pensar nas crianças, a Parques de Sintra dispõe também de uma atividade que permite aos mais novos terem a sua primeira experiência a cavalo num pónei, treinado especialmente para o efeito e acompanhados também por um dos seus tratadores.

- Passeios a cavalo: 10€/30 min, 25€/90 min, 50€/3h, 100€/6h (acresce o bilhete de entrada no Parque da Pena)

- Passeios de pónei: 5€/15 min (acresce o bilhete de entrada no Parque da Pena)

- Mais informações e reservas:info@parquesdesintra.pt; +351 21 923 73 00

- Nota: a realização do passeio depende das condições meteorológicas

- Saber mais: www.parquesdesintra.pt/experiencias-e-lazer/passeios-a-cavalo/

 

 

Passeios de Charrete

Parque da Pena

Os passeios de charrete no Parque da Pena proporcionam uma verdadeira viagem no tempo num percurso entre o Vale dos Lagos e o Chalet da Condessa d’Edla, passando pela Quinta da Pena e o Jardim da Condessa d’Edla. Este passeio pode ser livre ou acompanhado por um guia especializado. Conduz os visitantes à descoberta da História deste Parque e dos seus criadores, das espécies botânicas e animais que surgem ao longo do percurso e dos edifícios históricos e recantos do jardim que se encontram no trajeto.

- O passeio pode incluir até 6 adultos ou 4 adultos e 4 crianças

Durante a época baixa disponível apenas mediante reserva prévia

- Tarifário: 75€/1hora (acresce o bilhete de entrada no Parque da Pena, onde os programas decorrem)

- Nota: A realização da atividade depende das condições meteorológicas

- Saber mais: www.parquesdesintra.pt/experiencias-e-lazer/passeios-de-charrete/

- Mais informações e reservas:info@parquesdesintra.pt; +351 21 923 73 00

 

 

Exposição “Vitrais e Vidros: Um Gosto de D. Fernando II”

Todos os dias, Palácio Nacional da Pena

Exposição de um notável conjunto de vitrais dos séculos XIV a XIX, no qual se insere o mais antigo vitral conhecido em Portugal. Inclui também elementos da coleção de vidros do Palácio da Pena, uma das mais representativas coleções da história do vidro europeu existente no nosso país. Recentemente, passou também a englobar algumas peças que pertenceram à coleção de vidros do rei D. Fernando II e que são das reservas do Museu Nacional de Arte Antiga.

- Tarifário: bilhete para o Palácio Nacional da Pena

- Saber mais: www.parquesdesintra.pt/evento/exposicao-vitrais-e-vidros-um-gosto-de-d-fernando-ii/

 

Pág. 5/5

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub