Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

02
Mar16

Fértil Cultural - Notícias férteis

olhar para o mundo

noticiasferteis.png

 

 

Caros Amigos,

 

Bem-vindos àquele que é conhecido como o mês do teatro. Desta vez vamos celebrá-lo como nunca, com um mês repleto de actividades.

 

Começamos por Ponte de Lima onde vamos circular com a nossa última criação Morro de Amores. O espectáculo vai passar por cinco freguesias do concelho e termina no dia 19 de Março no Teatro Diogo Bernardes. Esta itinerância pretende a descentralização da cultura e do teatro em Ponte de Lima, um trabalho que há muito a Fértil Cultural anseia e agora começa.

 

No dia 13 de Março, a convite da Junta de Freguesia de Vila do Conde, iremos apresentar a Companha de Mulheres, um projecto comunitário com as mulheres de Caxinas e Poça da Barca, que irão fazer uma reflexão sobre as suas vidas. Este espectáculo insere-se nas comemorações Dia Internacional da Mulher.

 

Para finalizar o mês, mais um vez iremos participar na Queima do Judas de Vila do Conde. Um espectáculo comunitário e de rua que envolve várias associações locais. Esta é já a 11ª edição deste evento. Este ano será apresentado no Mercado Municipal de Vila do Conde com a temática ligada ao local: Mercados e Feiras de Vila do Conde. A apresentação está marcada para o Sábado de Aleluia, conforme manda a tradição e desta vez calha no dia 26 de Março, dia que antecipa o Dia Mundial do Teatro. Queimemos o Judas e celebremos o Dia Mundial do Teatro todos juntos.

 

Contamos convosco.

Abraços da Fértil Cultural

 
Fértil . Associação Cultural
Casa da Pedreira . Rua do Barroco, 195 . 4760-496 Gondifelos [VN Famalicão]
fertilcultural.org . +351 918 224 697
02
Mar16

ACERT - PRINCIPEZINHO NO SÉC. XXI

olhar para o mundo

princepezinho.jpg

 

 

PRINCIPEZINHO NO SÉC. XXI
Projeto Gerações xxi aLer+
Leitura Encenada
Diferentes gerações trabalham o “Principezinho” em oficina de escrita e leitura encenada


Trigo Limpo Teatro Acert Universidade Sénior do Rotary Club de Tondela e Escola Secundária de Tondela

 

No ano letivo passado, teve início o projeto Gerações xxi aLer+, uma iniciativa que contou com Oficinas de Escrita Criativa e uma Oficina de Comunicação Intergeracional realizadas pelo Trigo Limpo Teatro Acert. O trabalho durante o presente ano letivo incidiu na construção e apresentação de uma leitura encenada que tem como base o texto O Principezinho no século xxi e os textos produzidos nas oficinas mencionadas. Este projeto será trabalhado com alunos da Escola Secundária de Tondela e com a Universidade Sénior de Tondela, sendo o Trigo Limpo Teatro Acert o responsável pela encenação desta produção que juntará diferentes gerações à volta de um mesmo texto, trabalhando a partilha, a aprendizagem mútua e o reconhecimento da intemporalidade das palavras.

 

Local:  Auditório 1
Data/Hora:  Sex, 18 mar'16 às 10:30 e às 14:30

Coordenação das Oficinas de Escrita Criativa e encenação: Ilda Teixeira
Participação: Alunos da Escola Secundária de Tondela e elementos do Rotary Club de Tondela

02
Mar16

Agenda cultural de Beja, Março de 2016

olhar para o mundo

beja.png

 

 

Em março, mês que os Romanos dedicaram a Marte, Deus da Guerra, chega a primavera, enaltece-se o papel da Mulher, homenageia-se a juventude, a criatividade e a cultura; reconhece-se a importância dos Centros Históricos.


No contínuo propósito de promover a parceria e a qualidade do trabalho dos agentes culturais locais, do gosto pela nossa história e cultura, do convívio familiar e geracional, do contacto com a beleza natural do nosso concelho, o Município propõe uma programação variada.


Destaca-se a 3.ª edição do FITA – Festival Internacional de Teatro do Alentejo, organizado pela Associação Lendias d´Encantar, de Beja, que trará à cena, no Pax Julia, diferenciadas performances de várias companhias de teatro internacionais.
A Poesia será festejada, na Biblioteca Municipal José Saramago: musicalmente, recordando Martinho Marques, e com oficinas e performances, por Gisela Cañamero. 

 

No Pax Julia - Teatro Municipal atuarão, entre outros, os Deolinda e os bejenses Tango Paris. As exposições “Amor com Humor” e o ”Prémio Fotojornalismo 2014” são imperdíveis. “Correr e Caminhar na Ponte” 25 de Abril, “Na Rota dos Cheiros”, Trindade, e a Idade do Bronze, em Santa Clara do Louredo, são as propostas para aliar conhecimento, história, atividade física e natureza.
Bons motivos para não ficar em casa!

 

Para informações adicionais consultar
https://issuu.com/camaramunicipaldebeja/docs/agenda_de_beja_mar__o_2016_issuu_

 

02
Mar16

JAKE BUGG Anuncia novo álbum, 'On My One'

olhar para o mundo

jakebugg.jpg

 


JAKE BUGG

Anuncia novo álbum, 'On My One', a 17 de junho



"Gimme the Love" é o primeiro single

A 17 de junho Jake Bugg lança o seu muito aguardado novo álbum, "On My One”, o qual será apresentado pelo explosivo primeiro single, "Gimme the Love", uma mistura viciante entre a guitarra característica de Bugg com batidas funky.
 
O título deste álbum é um ditado que se diz na cidade natal de Jake Bugg, Nottingham, e que quer dizer fazer as coisas por si próprio, o que vai ao encontro da natureza deste disco. "Vi isto como o passo lógico no meu desenvolvimento enquanto compositor. Foi um desafio, mas era algo que sentia que tinha de ser feito", diz o músico. 
 
Jake Bugg compôs as 11 canções deste novo álbum, tocou quase todos os instrumentos e produziu a sua maioria (Jacknife Lee produziu três temas). Os resultados são surpreendentes. Depois do grande sucesso dos seus dois primeiros álbuns, o duplamente platinado "Jake Bugg" (2012) e o seu sucessor, "Shangri La" (2013), chega agora este novo "On My One", que afirma Jake Bugg como um dos mais entusiasmantes talentos do Reino Unido da atualidade.  
 
Gravado entre Londres, Los Angeles e Nottingham, são muitos os destaques deste novo álbum, como a comovente "Love Hope and Misery", com o seu refrão impactante, "Bitter Salt" ou a soulful "Never Wanna Dance" e, claro, o tema que dá título ao disco.
 
Em toda a sua diversidade, o "coração" deste "On My One" está na música blues. "Os blues são o meu género preferido", admite Jake. "Quer seja soul ou hip hop, tudo vem dos blues. Para mim os blues significam somente poder cantar as minhas emoções e expressar a minha dor, para que outros também possam sentir algo. Essa é a beleza da música. Gostaria de pensar que consegui fazer isso neste disco."
 
Gravar três álbuns com apenas 21 anos não é um feito banal. Mas conseguir criar sozinho um álbum como "On My One", atravessando com naturalidade géneros como os blues, a pop, o rap, a folk, a soul e a música country é prova de um talento para a composição de canções verdadeiramente notável.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub