Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

05
Mai16

PLAZA SUITE COM ALEXANDRA LENCASTRE E DIOGO INFANTE NO COLISEU DO PORTO

olhar para o mundo

plaza.jpg

 

 

FALTAM 25 DIAS PARA PLAZA SUITE CHEGAR AO COLISEU DO PORTO

Nomeada para os Globos de Ouro, na categoria de Melhor Peça de Teatro e com Alexandra Lencastre nomeada para Melhor Actriz de Teatro, Plaza Suite chega ao Coliseu do Porto para três datas memoráveis na Invicta.

Com quatro personagens interpretados por dois actores, Neil Simon, um dos nomes maiores da dramaturgia norte-americana, conta-nos a história de dois casais muito diferentes, que enfrentam momentos cruciais das suas vidas.

Com um humor sofisticado e deliciosamente engraçado, Plaza Suite vai de encontro aos receios de todos aqueles que amam: pode um amor durar para sempre?

A resposta, nem sempre fácil e muito menos óbvia, fica ao critério do público. Mas uma coisa é certa: a promessa de uma noite inebriante e o prazer de ver Alexandra Lencastre e Diogo Infante, em dois registos distintos, brilharem em palco.

 

"Alexandra Lencastre e Diogo Infante hilariantes e absolutamente senhores da situação".Diário de Notícias

"Uma observação irónicamente crítica do estado das relações sentimentais". Time Out

Texto Neil Simon Tradução Luísa Costa Gomes Encenação Adriano Luz
Assistente de Encenação Isabel Rosa Cenário Fernando Ribeiro Figurinos Isabel Carmona
Música Filipe Melo Desenho de Luz Luís Duarte Produção Força de Produção

Interpretação Alexandra Lencastre, Diogo Infante, Helena Costa e Ricardo de Sá

Coliseu do Porto I 27 a 29 Maio
Sexta e Sábado às 21h30 e Domingo às 16h30
Bilhetes à venda na Fnac e Ticketline
Preços: a partir de 10€

05
Mai16

ACERT - POLICHINELO ZunZum Associação Cultural

olhar para o mundo

polichinelo.jpg

 

POLICHINELO
ZunZum Associação Cultural
Teatro - EscolasPreço: 2 €
Duração: 50 minutos
Classificação: M/6

 

Local:  Auditório 2
Data/Hora:  Seg, 18 jan'16 às 10:30h e 14:30h
Local:  Auditório 2
Data/Hora:  Ter, 19 jan'16 às 10:30h e 14:30h
Local:  Auditório 2
Data/Hora:  De Seg a Qua, 16 a 18 mai'16 às 10:30 e 14:30



Depois do êxito das apresentaçõe para o 5º e 6º ano realizadas em janeiro “Polichinelo” regressa para que mais alunos tenham o prazer de assitir ao espetáculo.

Um grande e misterioso ovo apareceu num Reino muito distante. O Rei, atrapalhado, não sabia o que fazer. A Princesa, destemida, adorou a ideia de o conhecer melhor. Quanto ao vaidoso e ganancioso Conselheiro Mor… bem, na verdade, pouco lhe interessava o ovo. O importante era ser “O Melhor Conselheiro do Reino!”. Com a ajuda do Sábio, Polichinelo leva a sua missão a cabo: proteger o Rei e a Princesa do ganancioso Julião e trazer magia e alegria de volta ao reino e à vida da Princesa.

No entanto ninguém esperava o que viria a acontecer: do grande e misterioso ovo nasceu Polichinelo, um ser diferente dos que até então se conheciam e capaz de ações prodigiosas e inesperadas. Com as suas feições bizarras assusta logo os mais céticos mas, encanta a princesa que não perde uma oportunidade para entrar no mundo dos sonhos e da imaginação. O Palácio enche-se de fantásticas peripécias, aventuras e muitas surpresas, num espetáculo pensado para os mais novos, onde os valores do respeito pela diferença são alicerce fundamental da narrativa e da encenação.




Ficha Técnica

A partir do conto “As Maravilhosas Aventuras de Polichinelo”, de Henrique Marques Junior.

Dramaturgia, Conceção e Direção: Mariana Veloso
Interpretação: Márcia Leite, Paulo Carrilho, Roger Bento, Rui Pêva eVladimiro Pereira
Desenho de Luz: Paulo Neto e Rui Pêva
Escolha musical: Mariana Veloso
Vozes off: Pedro Duvalle
Figurinos e Adereços: Catarina Figueiredo e Daniela Fernandes
Caraterização: Mara Maravilha
Construção de cenários: Oficina do Zé Ferreiro e Rui Pêva
Design Gráfico:Luís Belo
Produção:Teatro Onomatopeia, 2014, Z1Z1-AC
Agradecimentos:
Jorge Fraga, José Loureiro, José Veloso, José Pêva, Marta Santos, Nelson Dias, Paulo Rocha, Carlos Rocha, Paulo Correia

05
Mai16

CTE - LUÍS FRANCO, BASTOS VOZ DA RAZÃO

olhar para o mundo

luis franco bastos.jpg

 

QUI 12 MAI 21H30

AUDITÓRIO 12€
COMÉDIA STAND UP |75 MIN. | M/16

LUÍS FRANCO-BASTOS

VOZ DA RAZÃO
 
 

Depois do enorme sucesso da sua anterior digressão “Roubo de Identidade”, Luís Franco-Bastos regressa à estrada com um espetáculo a solo: “Voz da Razão”. O novo material que Luís Franco-Bastos apresenta baseia-se numa nova perspetiva sobre o mundo, numa nova fase da sua vida, agora que atingiu a maturidade tanto pessoal como artística. Passou por novas experiências, chegou a novas conclusões e a sua visão da política, do futebol, da sociedade, da música ou das relações entre homens e mulheres, é mais complexa e crítica. A esquizofrenia vocal e as personagens que sempre o caracterizaram continuam presentes mas, através da voz dos outros. De todas as vozes que vivem na sua cabeça, passou a dar ouvidos principalmente a uma: a Voz da Razão.


Luís Franco-Bastos intérprete autor
Bridgetown Talent Agency Produção, Mega Hits, Nixon, Fox Comedy, Fnac, MTV Apoio


05
Mai16

CTE - CONCHAS, Teatro Marionetas

olhar para o mundo

conchas.jpg

 

 
DOM 08 MAI 16H00

AUDITÓRIO 4€/BEBÉ/ CRIANÇA | ENTRADA GRATUITA PARA 2 FAMILIARES
LIMITADO A 20 BEBÉS + 40 ACOMPANHANTES
TEATRO DE MARIONETAS | 35MIN. | 0 AOS 5 ANOS

CONCHAS

Conchas” é uma coprodução internacional para bebés, resultante do projeto «Hands full of Shells and Feet full of Flowers», um processo criativo colaborativo desenvolvido pela d’Orfeu AC, Marionetas de Mandrágora e Franzisca Aarfl ot Productions (Noruega).


Partindo da memória coletiva de ambos os países (Portugal e Noruega), misturou-se a música, a expressão dramática e corporal, o movimento e as marionetas num espetáculo icónico, onde a abordagem não-verbal ganha forma através da fusão fonética das duas línguas, criando novas palavras e sons, aliada à musicalidade e à linguagem corporal. "Conchas" conta a história de viajantes, pintados na tela, reais e imaginários, privilegiando os bebés e as suas famílias, porque este público é a semente que germina.


Filipa Mesquita encenação, Clara Ribeiro interpretação e manipulação, Ricardo Falcão interpretação e música elenco Portugal, Idun Losnegård interpretação e dança, Lenka Rozenahl interpretação e manipulação, Ragni Halle manipulação elenco Noruega, Franziska Aarfl ot apoio à dramaturgia, Manuel Maio direção musical, envide neFelibata marionetas cenário e adereços, Tiago Castro produção executiva, Luís Fernandes coordenação do projeto


[Espetáculo promovido pelo Cine-Teatro de Estarreja]

05
Mai16

ACERT - ANTÓNIO E MARIA Teatro Meridional com Maria Rueff

olhar para o mundo

antonioemaria.jpg

 

 

ANTÓNIO E MARIA
Teatro Meridional com Maria Rueff
Teatro


Preço: 7,5/10 * €

Local:  Auditório 1
Data/Hora:  Sáb, 14 mai'16 às 21:45


Teatro Meridional abre a porta para a primeira apresentação de Maria Rueff nos palcos da ACERT

O Teatro Meridional, dando continuidade a duas das suas linhas de trabalho de eleição - criação de novas dramaturgias baseadas em adaptações de textos não teatrais e encenação de textos originais – e colocando uma vez mais o ator no centro da cena, é a Companhia que se orgulha de dar alma, forma e caminho a mais um projeto tão singular da identidade portuguesa.

O objetivo foi partir do grande e profundo universo literário de António Lobo Antunes, com adaptação e escrita para cena de Rui Cardoso Martins, identificando um conjunto de personagens cujas vozes são quase corpóreas e cuja identidade é pertença de uma matriz lusitana.

Mulheres e Homens de diferentes extratos sociais, frágeis, fortes, pessoas ambíguas. Mulheres só desenhadas no silêncio de cenas quotidianas, outras explodindo ou implodindo na poética tantas vezes dolorosa do mundo com humor e intensidade, é o sentido deste espetáculo.

Uma atriz, Maria Rueff, cuja versatilidade no entendimento e na capacidade de concretizar através da construção de personagens a ampla diversidade humana é muito particular, é o corpo, a sensibilidade e a voz que interpelará, na cena, o mundo.

Esta é a 50ª produção do Teatro Meridional.

 

SINOPSE

Para ler e escutar Lobo Antunes é preciso ter a chave certa. Se calhar, a chave mais direta e mais complexa é a mulher. Melhor dizendo, a multidão de mulheres que vivem nos seus livros. Quem diz livros, diz peça de teatro.

O espetáculo ANTÓNIO e MARIA é uma procura, uma surpresa, um monólogo múltiplo de mulheres. Vozes mutantes num corpo iluminado. Um exercício, por assim dizer, de doméstico sublime. Aproveitando uma lição simples do escritor para a vida toda: Espreitar para dentro de uma bota porque às vezes há coisas.

 

PREÇO: 10,00€ / Associado: 7,50€ / Bilhete família disponível



Ficha Técnica


Autor António Lobo Antunes
Dramaturgia e Adaptação Rui Cardoso Martins
Versão Cénica, Encenação e Desenho de Luz Miguel Seabra
Interpretação Maria Rueff
Espaço Cénico e Figurino Marta Carreiras
Música Original e Espaço Sonoro Rui Rebelo
Fotografia Nuno Figueira
Assistência de Encenação e Direção de Cena Vítor Alves da Silva
Assistência de Cenografia Marco Fonseca
Montagem Marco Fonseca e Rafael Freire
Operação Técnica Rafael Freire
Assistente de Produção Susana Monteiro
Produção Executiva Rita Conduto
Assessoria Jurídica Diogo Salema da Costa
Assessoria de Gestão Mónica Almeida
Direção Artística do Teatro Meridional Miguel Seabra e Natália Luiza
Coprodução TM e CCB

05
Mai16

Frances dá música à nova campanha da EDP

olhar para o mundo

frances.jpg

 

 

Frances dá música à nova campanha da EDP

 

Com "Grow", o primeiro single extraído do EP homónimo

 

"Grow é sobre amar alguém e sobre querer manter essa pessoa por perto.", é assim que a cantora apresenta o single, lançado em julho do ano passado.
Esta música faz agora parte do novo spot publicitário da EDP que foi lançado ontem.

 

 
 

A música acompanha a evolução da vida de um casal desde a infância até ao nascimento do filho, pontuada pela cumplicidade dos códigos de luz. Esta é metáfora para a história da EDP e da relação da empresa com as famílias portuguesas. Uma campanha que comunica a nova assinatura "EDP Sempre Presente. Sempre Futuro" e  posiciona a EDP como uma marca/empresa ágil, próxima, que lê os sinais e as necessidades de cada tempo, competitiva e dialogante com os seus stakeholders.
 
"Grow" faz parte do EP de estreia da cantora, editado em 2015
. Foi graças a este lançamento que a crítica a reconheceu como uma das artistas a ter em conta em 2016.

A voz doce de Frances, as canções fortes, letras cruas e profundas e talento ao piano já lhe valeram comparações a Adele e a Sam Smith, sendo unânime pela crítica que é uma artista única que vai dar que falar.

Frances esteve nomeada para os Brits Awards 2016, onde cantou ao vivo o tema "Grow", e ainda para o BBC Sound of 2016. Recentemente, esgotou a salda do Union Chapel e deu o seu primeiro concerto no festival Coachella.

Além de "Grow", Frances já lançou também o aclamado single "Borrowed Time", composto em parceria com Howard Lawrence do duo Disclosure, bem como o tema intimista "Don?t Worry About Me".

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub