Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

25
Out16

Metallica Nova canção, "Atlas Rise!", lançada no Halloween

olhar para o mundo

metallica.png

 

Metallica

Nova canção, "Atlas Rise!", lançada no Halloween 

Single faz parte do próximo álbum do grupo, “Hardwired… To Self-Destruct”

Para celebrar em grande este Halloween, os Metallica vão revelar aos seus milhares de fãs espalhados por todo o mundo, a partir das 19h00 (de Portugal) uma nova canção, “Atlas, Rise!”, aquele que é já o terceiro tema revelado do próximo álbum de estúdio do grupo, intitulado “Hardwired… To Self-Destruct” e que chegará às lojas no próximo dia 18 de novembro. A canção sucede-se a “Hardwired” e “Moth Into Flame”. 

 

De forma a ajudar os fãs a entrarem no espírito do Halloween, a partir desta sexta-feira, 28 de outubro, os admiradores dos Metallica de todo o mundo podem visitar algumas lojas de discos independentes e ter a oportunidade de conseguir uma máscara de Halloween de edição limitada de  “Hardwired… To Self-Destruct”. Dentro de cada máscara os fãs encontrarão um código que lhes dará acesso especial a ouvirem esta nova “Atlas, Rise!” 30 minutos antes do lançamento oficial. Para saber que lojas vão aderir a esta iniciativa, consulte o seguinte link.

 

 “Hardwired… To Self-Destruct” é o primeiro álbum de estúdio dos Metallica desde o multiplatinado “Death Magnetic”, lançado em 2008. O álbum foi produzido por Greg Fidelman, que já tinha feito as misturas e sido o engenheiro de som de “Death Magnetic”, e já está disponível em regime de pré-venda em www.metallica.com, em vários formatos: CD, vinil, digital, Deluxe e Deluxe Deluxe.

 

 

 

24
Out16

Andrea Bocelli 20 anos de “Romanza” celebrados com reedição

olhar para o mundo

romanza.jpg

 

Andrea Bocelli

20 anos de “Romanza” celebrados com reedição a 18 de novembro

Artista italiano atuará a 25 de março de 2017 na MEO Arena, em Lisboa, nas comemorações dos 80 anos da Rádio Renascença

Para celebrar os 20 anos desde o seu lançamento, chegará às lojas a 18 de novembro uma edição especial do 20.º aniversário do aclamado álbum “Romanza”. Considerado um disco de viragem do percurso de Andrea Bocelli, sendo ainda hoje o álbum italiano mais vendido de sempre, esta reedição conta com o disco original remasterizado, mais três temas bónus, entre eles duas novas versões do lendário “Com Te Partirò (Time To Say Goodbye)”. 

 

“Para mim ‘Romanza’ é, acima de tudo, um compêndio da minha história pessoal e da minha história enquanto artista – é um pedaço do meu coração que, através do milagre da música, tenho tido a possibilidade de partilhar com o mundo”, diz Andrea Bocelli.

 

“Com Te Partirò (Time To Say Goodbye)” foi interpretada por Andrea Bocelli e a soprano britânica Sarah Brightman em 1996, no final do campeonato de boxe que sagrou Henry Maske campeão. O duelo, que foi transmitido para 21 milhões de espectadores em todo o mundo, revelou Andrea Bocelli (que até então já era um herói local) ao mundo. Rapidamente a canção alcançou os tops de vendas em todo o mundo e tornou-se mesmo o single que mais rapidamente vendeu na história. Até hoje mantém-se entre os singles mais vendidos de sempre, com 12 milhões de cópias em todo o mundo.

 

“Romanza – The 20th Anniversary Edition” também inclui versões remasterizadas de algumas das canções preferidas de Bocelli, como “Vivere”, “Vivo Per Lei”, “Miserere” e a canção que dá título ao disco.

 

“Foi remasterizado para melhorar a qualidade sonora, tornando a sua audição mais clara e imersiva, sendo que acrescentei novos conteúdos musicais que espero que sejam uma agradável surpresa para todos aqueles que gostam do álbum”, diz Andrea Bocelli.

 

Para celebrar o seu 20.º aniversário, o artista gravou duas novas versões surpreendenes de “Com Te Partirò (Time To Say Goodbye)”, uma acompanhado de uma orquestra completa e outra em formato acústico, sendo o cantor acompanhado somente pelo piano. Bocelli também regravou “Il Mare Calmo Della Sera”, belíssimo tema que faz parte do primeiro álbum de estúdio do tenor.

 

A versão digital do álbum também inclui uma versão instrumental orquestrada de “Com Te Partirò (Time To Say Goodbye)”.

 

Entretanto, o tenor já tem data marcada para um novo encontro com os seus admiradores portugueses: a 25 de março de 2017, atuando na MEO Arena, em Lisboa, a propósito das comemorações dos 80 anos da Rádio Renascença.

 

 

24
Out16

Bob Dylan - “No Direction Home” nas lojas a 28 de Outubro

olhar para o mundo

dylan.png

 

Bob Dylan | “No Direction Home” nas lojas a 28 de Outubro

Cantautor foi distinguido recentemente com o Prémio Nobel da Literatura. Documentário estará disponível em DVD e Blu-ray

Depois de ter sido agraciado pela Academia Sueca com o distinto Prémio Nobel da Literatura, agora celebra-se também o 10.º aniversário do documentário “No Direction Home: Bob Dylan”, realizado por Martin Scorsese, com uma reedição deluxe em Blu-ray, sendo que também estará disponível uma versão standard em DVD. Estas novas edições do 10.º aniversário chegam às lojas a 28 de outubro e incluem duas horas e meia de material bónus e conteúdo até hoje nunca visto, nomeadamente cenas alargadas do filme e grandes entrevistas com ScorseseDave van Ronk e Liam Clancy.

Ambos os formatos estarão também disponíveis numa caixa deluxe de edição especial que inclui tanto as versões em DVD como em Blu-ray e o conteúdo bónus, bem como uma revista exclusivamente produzida pelo próprio Bob Dylan que inclui reproduções de artigos históricos sobre o músico, e três fotografias litográficas de alta qualidade, reunidas num portfolio de luxo.

Todas as versões de “No Direction Home” estão disponíveis em regime de pré-venda na loja oficial do documentário

 

 

23
Out16

Emeli Sandé lança novo single: “Garden"

olhar para o mundo

emile sandé.jpg

Emeli Sandé lança novo single: “Garden" 

“Long Live the Angels”, segundo álbum de estúdio da cantora, chega às lojas a 11 de novembro

Estreou recentemente uma das novas canções de Emeli Sandé, intitulada “Garden” e na qual participam Jay Electronica e Áine Zion. Uma canção repleta de emoção e que é uma verdadeira surpresa. O tema faz parte de “Long Live the Angels”, novo álbum de estúdio da cantora britânica, com data de lançamento marcada para o próximo dia 11 de novembro.

 

“’Garden’ é uma das minhas canções preferidas do álbum”, diz Emeli. “É uma expressão de liberdade e paixão, duas partes importantes da vida que não explorei até há poucos anos atrás. Foi uma honra enorme poder trabalhar com um génio como Jay Electronica e estou muito entusiasmada de mostrar um novo talento muito especial, Áine Zion.” 

 

“Garden” tanto é reminiscente das raízes urban de Sandé, ao mesmo tempo que também leva a cantora por territórios musicais ainda por explorar. A canção não só nos dá uma visão mais profunda da personalidade musical de Emeli Sandé, como continua a representar um sentido de liberdade sem compromissos que já distinguia o single “Hurts” e que é o grande foco do novo álbum, “Long Live the Angels”. 

 

“Long Live the Angels” é um dos lançamentos mais aguardados do momento, tendo entrado diretamente para o 1.º lugar do top de pré-vendas aquando do seu anúncio e um mês depois mantém-se no top 5. O single “Hurts” está no top 10 de vendas do iTunes, sendo que a digressão de Sandé irá fazer por uma série de locais mais intimistas esgotou em apenas nove minutos.

 

 

23
Out16

Apresentação do Livro “Quem tem coragem?” na Biblioteca Municipal do Barreiro

olhar para o mundo

cartaz_apresentação_coragem.jpg

 

Apresentação do Livro “Quem tem coragem?” na Biblioteca Municipal

 

O livro “Quem tem coragem?”, de José Canita, será apresentado no próximo dia 29 outubro, sábado, pelas 16h00, no Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro.

A entrada é livre.

 

Sinopse:

José Canita, aos 50 anos de idade, deixa um emprego de 22 anos e após um acidente de viação, que lhe podia tirar a vida, decide iniciar uma nova fase da sua vida – ajudar pessoas!

Desde criança, sempre foi uma pessoa de sonhos, lutando por eles, mesmo passando por grandes obstáculos.

Como foi possível sobreviver à violência doméstica, e ao bullying?

Como foi possível vencer a obesidade, a hipertensão e os valores elevados do colesterol e triglicéridos?

Como foi possível resistir aos vícios do álcool, do tabaco e da droga?

Como é ser livre? Como se consegue?

Tudo isto, e muito mais pode descobrir neste livro, agora ao seu dispor.

Se é estudante, anda à procura do primeiro emprego, está empregado, é um desempregado, ou é empreendedor, então este também é o livro certo para si.

Um livro para despertar consciências, indicado para todas as pessoas que ainda não atingiram a sua felicidade, o seu bem-estar e equilíbrio físico, mental e espiritual.

Biografia:

Tem 50 anos, é formado em Engenharia de Produção Agrícola, tendo outras formações específicas nas áreas da Agro-Indústria, Política Agrícola Comum, Projetos de Investimento, Economia Social, Distribuição Alimentar, Logística, Marketing, Vendas, Comunicação, Gestão de Empresas, Gestão de Marcas, Gestão de Qualidade, Eventos, Neurociência e Liderança. A comemorar em 2015, os 25 anos de carreira profissional, iniciou a mesma nas Agro-Indústrias, inicialmente na Incotal, passando depois pela Agro-Divor (grupo Sonae), de onde saiu em 1992 para a Carmim. Foi Diretor Geral desde 1999, terminando por iniciativa própria em 11 de julho de 2014, com a sua saída do grupo.

Ao longo destes anos, foi mentor e gestor de vários projetos e marcas líderes de mercado. Desenvolveu trabalho também ao nível do recrutamento, criação, gestão, formação e treino de equipas de vendas. Neste momento iniciou o seu percurso de Autor, com este seu primeiro livro, e em simultâneo é Consultor, Formador e Palestrante. Mentor do projeto QUEM TEM CORAGEM?, que  integra a TOUR PORTUGAL, a qual irá passar por 50 cidades portuguesas e mais 25 outras localidades/Escolas Secundárias e Universidades, no âmbito dos seus 25 anos de carreira profissional.

 

 

CMB 2016-10-21

22
Out16

Violão brasileiro em Águeda, com o OuTonalidades!

olhar para o mundo

violão.png

 

 

20º OuTonalidades traz alianças internacionais à casa-mãe do circuito, em Águeda.
Fábio Neves, do Rio de Janeiro para o intimismo do bard’O!

sexta 28 outubro, 22h00
Espaço d’Orfeu | ÁGUEDA
entrada livre


Fábio Neves, guitarrista brasileiro, é o próximo convidado do Espaço d’Orfeu para as noites de OuTonalidades em Águeda. O músico carioca dá o seu recital de guitarra e viola caipira em Águeda, na próxima sexta-feira, 28 de outubro, às 22h00. É resultado de uma das alianças internacionais do circuito português, este ano com Espanha, França e, pela primeira vez, com o Brasil.

No espetáculo "Beira Rio - A Viola Brasileira de Fábio Neves", o músico apresentará a sua leitura musical sobre obras brasileiras nos seus instrumentos de corda, promovendo paralelos entre as linguagens musicais no Brasil e em Portugal. O reportório do concerto adianta peças do novo álbum de Fábio Neves, que será lançado em breve.

Este concerto de Fábio Neves sucede à presença da também brasileira Kátya Teixeira, no mesmo espaço, no mês passado. O ciclo do 20º OuTonalidades em Águeda encerrará a 2 de dezembro, com o Espaço d’Orfeu a acolher o rock dos franceses [Caméra].




Programa completo do 20º OuTonalidades:
http://www.dorfeu.pt/outonalidades
http://www.facebook.com/outonalidades

21
Out16

La NONNA - Estreia 21 outubro no Teatro Municipal do Barreiro

olhar para o mundo

la nonna.jpg

 

La NONNA

 

Estreia 21 outubro no Teatro Municipal do Barreiro

 

 O Teatro Municipal do Barreiro recebe, às sextas e sábados, pelas 21h30, a partir de 21 de outubro, a peça de teatro “La Nonna”, pela Companhia de Teatro do Barreiro “Arteviva”. É uma comédia de Roberto Cossa, com encenação de Luís Pacheco.

 

Sobre o espetáculo

Um enorme desafio, uma experiência gratificante que me deixou mais uma vez de coração cheio, trabalhar neste espaço e com esta equipa tem sido fundamental para mim. Depois de “Viva o Casamento” e “A Rosa Enjeitada” surge “La Nonna” um dos textos do dramaturgo argentino Roberto Cossa mais divulgados e premiados. Trata-se de uma peça onde o realismo crítico e o teatro do absurdo se cruzam. O texto é magnífico, os atores maravilhosos e encenar este espetáculo foi a melhor coisa que me podia ter acontecido.

“La Nonna” é uma avó centenária que devora tudo o que lhe passa pelas mãos e que com o seu egoísmo conduz a família à autodestruição. Mas o que representa a Nonna afinal? Será uma metáfora sobre a sociedade…? O estado…? Um percurso onde a comédia se pode tornar na mais cruel tragédia…

Luís Pacheco

 

O autor

Roberto Cossa, Dramaturgo Argentino

Nasceu a 30 de novembro de 1934 em Buenos Aires, Argentina, onde ainda vive.

Enquanto jornalista passou por Clarín, La Opinión, o Cronista Comercial e esteve dez anos como correspondente ‘clandestino’ para a Prensa Latina, agência de notícias cubana.

Como dramaturgo, juntamente com Ricardo Halac, integra a Geração do Novo Realismo. Foi também um dos impulsionadores do Teatro Abierto (uma reação cultural contra a ditadura militar argentina de grande influência na sociedade da época).

Roberto ‘Tito’ Cossa é autor de várias obras como Tute Cabrero, La Nonna, Gris de Ausencia e Yepeto.

Em 1977 estreou La Nonna, a sua peça de maior sucesso. La Nonna continua a ser uma referência no teatro argentino, tendo sido adaptado para filme em 1979.

Em 1994 foi galardoado com o Prémio Konex de Platino destinado ao mais importante escritor de teatro da década na Argentina.

Em 2007 foi nomeado presidente da Sociedade Geral de Autores da Argentina.

Ficha Artística e Técnica

La Nonna (1976)

De Roberto Cossa

Encenação Luís Pacheco

Assistente de Encenação Ana Sofia Samora

Interpretação Alexandre Antunes, Ana Samora, Ângela Farinha, Bruno Vitoriano, Henrique Gomes, Manuela Ramos Félix e Rui Félix 

​Design de Cenário Eugénio Silva | Construção e Montagem António Santinho | Figurinos e Adereços Manuela Ramos Félix | Desenho de Luz João Oliveira Jr. | Operação Técnica Paulo Palma | Design gráfico Alexandre Antunes | Fotografia de Cartaz Teresa Vitorino | Fotografia de Cena Nelson Tondela | Produção Executiva Catarina Santana | Apoio Geral João Henrique Oliveira | Agradecimentos a Céu Madeiras, Jorge Cardoso.

Classificação M/12 anos.

 

Reservas

910 093 886

 

Bilheteira

sexta e sábado, das 20h30 às 21h30

 

Bilhetes

Preço normal: 5€

Desconto grupos >10: 3€ 

 

CMB 2016-10-20

20
Out16

Barreiro - Novembro, Programação AMAC

olhar para o mundo

era uma vez.png

 

Novembro

Programação AMAC

 

Além da programação inserida no âmbito do Mês da Fotografia 2016 (http://www.cm-barreiro.pt/frontoffice/pages/792?news_id=5947), o Auditório Municipal Augusto Cabrita recebe, em novembro o Teatro de Marionetas “Habia Una Vez Dos Pies” e o espetáculo de Dança “DanceUp Ballet”.

 

 

AMAC JÚNIOR | ARTES PERFORMATIVAS

 

6 novembro | domingo | 16h00 | Habia Una Vez Dos Pies | TEATRO DE MARIONETAS
Atividade inserida na Festa da Marioneta, promovida pela ARTEMREDE

Verónica González tem dois pés como quase todas as personagens deste mundo… Mas, os seus pés são especiais: interpretam personagens grotescas que vivem, sonham, riem e choram em pequenas histórias, onde o absurdo e a poesia se fundem de uma forma mágica.

Estas “marionetas” de carne e osso não utilizam palavras, uma vez que se expressam através de uma linguagem gestual convincente da atriz, acompanhada por uma banda sonora muito particular.

Fantasia, humor, ritmo e cor são as chaves do êxito deste espetáculo que tem recebido as melhores criticas em Itália, Espanha, Bélgica, Holanda, Suíça, França, Alemanha, Bulgária, Roménia, Grécia, Chipre, Croácia, Inglaterra, Andorra, Japão, Singapura, Rússia, Argentina, Canadá e Chile.

Um espetáculo que vai emocionar dos pés à cabeça!

Faixa Etária – M/4

Duração – aprox. 60 min.

Ingresso – 3,00 €

 

ARTES PERFORMATIVAS

 

13 novembro | domingo | 16h00 | DanceUp Ballet | DANÇA

Coordenado por Ana Nascimento

Faixa Etária – M/6

Duração  – aprox. 60 min.

Ingresso  – 2,00 €

 

Bilheteira AMAC – 21 206 82 30 | Horário: 3ª a domingo, das 14h00 às 20h00
Posto de Turismo – 21 206 82 87 | Horário: 3ª a sábado, das 9h30 às 13h00 e das 14h30 às 18h00

 

 

 

CMB 2016-10-19

20
Out16

FRANCES - Álbum de estreia, “Things I’ve Never Said”, nas lojas a 17 de março

olhar para o mundo

frances.jpg

 

FRANCES  

Álbum de estreia, “Things I’ve Never Said”, nas lojas a 17 de março

Em janeiro de 2017 será lançada uma nova versão do single “Grow”

A cantautora britânica Frances anunciou ontem o lançamento do seu muito aguardado álbum de estreia, “Things I’ve Never Said”. O disco inclui os singles “Let It Out”, “Say It Again” e a já conhecida balada “Grow” e será lançado a 17 de março do próximo ano. 

Dificilmente Frances esperaria que “Grow”, canção que gravou pela primeira vez no seu próprio quarto, quando ainda estava a dar os primeiros passos humildes no mundo da música, se tornaria uma das suas canções mais adoradas. 

Avançando no tempo até hoje, a cantora de 23 anos conta agora com artistas como Greg Kurstin (Adele), Jimmy Napes (Sam Smith, Alicia Keys) e Howard Lawrence (Disclosure) como colaboradores do seu primeiro álbum de estúdio. Aclamada pela crítica e nomeada para prémios como o BBC Sound of 2016 e os BRITs Critics Choice Awards, ao longo deste período Frances também deu atuações surpreendentes no Festival de Glastonbury, em Coachella, no SXSW, Lollapalooza, entre outros. Entre nós, estreou-se ao vivo, num concerto especial na edição deste ano do EDP Cooljazz.

Com mais de 30 milhões de streams do seu catálogo no Spotify e 5 milhões de visualizações dos seus vídeos, a base de fãs global de Frances cresceu exponencialmente desde que lançou os primeiros EPs pela Kitsuné e Communion.

 

“Things I’ve Never Said” é um conjunto de canções profundamente emotivas que retratam os últimos dois anos da história de Frances. Desde baladas tocantes e honestas como “Let It Out” e “Cry Like Me”, a produções pop clássicas e inventivas como “Say It Again”, o álbum acaba por representar o alcance impressionante desta jovem artista. Isso reflete-se no seu single, “Grow”, tema com o qual lançou a carreira e que a revelou ao público e à indústria. Uma nova mistura da canção estará disponível para compra e escuta a partir de janeiro de 2017. 

Uma performer que ao vivo é subtilmente talentosa, Frances vai ainda interpretar o seu novo single “Don’t Worry About Me” na campanha de recolha de fundos contra o cancro Stand Up To Cancer, no Channel 4, esta sexta-feira, dia 21. “Grow” fará ainda parte da banda sonora do filme “Mum’s List”, de Niall Johnson.

O álbum “Things I’ve Never Said” estará disponível nos formatos standard (11 canções) e deluxe (15 canções).

 

 

20
Out16

Parques de Sintra assinala bicentenário do nascimento de D. Fernando II com exposição no Palácio da Pena

olhar para o mundo

Prato_lowres_Creditos_PMSL_Joao_Krull.jpg

 

“Fernando Coburgo fecit: a atividade artística do rei-consorte”

Parques de Sintra assinala bicentenário do nascimento de D. Fernando II com exposição no Palácio da Pena

 

- Exposição inaugura a 29 de outubro

- A mostra é dedicada à obra artística do monarca e revela acervo nunca exposto

- A exposição vai estar patente até 30 de abril de 2017, nos Aposentos de D. Manuel II

 

Sintra, 19 de outubro de 2016 – A Parques de Sintra inaugura no próximo dia 29 de outubro, às 19h00, nos Aposentos de D. Manuel II, no Palácio Nacional da Pena, a exposição “Fernando Coburgo fecit: a atividade artística do rei-consorte”. A mostra assinala o bicentenário do nascimento de D. Fernando II, criador do Parque e Palácio da Pena, e é dedicada à obra artística do monarca.

 

A exposição tem a curadoria de Hugo Xavier, conservador do Palácio, e revela um numeroso conjunto, nunca exposto, de desenhos, gravuras e documentos manuscritos adquiridos em 2012 pela Parques de Sintra, e outros objetos entretanto incorporados, com destaque para uma moldura com pratos em cerâmica pintados pelo rei. “A exposição que agora se apresenta ao público permite revelar um acervo recentemente adquirido do legado artístico do rei e que se insere num investimento mais vasto de aquisições de objetos históricos destinadas a enriquecer as coleções daquele monumento”, destaca o presidente do Conselho de Administração da Parques de Sintra, Manuel Baptista.

 

A mostra conta ainda com algumas doações efetuadas por descendentes da Condessa d’Edla, segunda mulher do monarca, e com peças cedidas por particulares e instituições, como o Museu Nacional de Arte Antiga, Palácio Nacional da Ajuda, Museu-Biblioteca da Casa de Bragança e, dentro do universo da PSML, o Palácio Nacional de Queluz.

 

O rei-artista

Homem culto, elegante, melómano, grande colecionador e mecenas das artes, D. Fernando II, rei-consorte de Portugal pelo seu casamento com D. Maria II, ficou conhecido pelo cognome de “rei-artista”. Hábil desenhador, gostava acima de tudo de experimentar, destacando-se essencialmente na área da gravura, numa primeira fase, e na pintura sobre cerâmica, numa fase mais tardia.

 

Vários foram os temas desenhados e gravados pelo rei, da vida familiar com os filhos, a cenas do meio social que frequentava. Dedicou também atenção ao reino animal, onde revela a sua predileção por cavalos, passando pelos costumes, mitos e heróis, representando tradições populares portuguesas, figuras associadas a mitos heroicos húngaros e personagens históricas.

 

A atividade artística do monarca, que assinava as suas peças com o característico monograma/assinatura F e C sobrepostos (Fernando Coburgo) seguidos do f. de fecit (do latim fez), manteve-se uma constante até ao ano da sua morte, ocorrida em 1885, aos 69 anos de idade.

 

Aposentos de D. Manuel II reintegrados no circuito de visita

A exposição “Fernando Coburgo fecit: a atividade artística do rei-consorte” apresenta-se nos antigos aposentos de D. Manuel II, situados no piso nobre do Torreão do Palácio Nacional da Pena, recentemente restaurados. Em 2010, estes compartimentos foram encerrados, não só devido à contínua degradação originada pelo clima, mas também para servirem de apoio ao grande restauro do Salão Nobre, que decorreu de 2011 a 2013.

 

Em 2016, os aposentos foram alvo de intervenção. Foram recuperados os estuques dos tetos, assim como as paredes, janelas e pavimentos. Foi dada particular atenção aos vestígios de cor que ainda se puderam encontrar nas paredes, assim como portas e ombreiras. Serão estas cores que se utilizarão, de resto, na musealização permanente das salas.

 

Terminada a exposição, estes compartimentos serão musealizados e reintegrados na lógica discursiva do Palácio. “Deste modo, o interregno causado pela exposição terá um desenlace muito positivo no contexto deste grande investimento de investigação, restauro e re-musealização que a PSML tem vindo a fazer no Palácio Nacional da Pena”, destaca o diretor do Palácio, António Nunes Pereira.

 

A mostra vai estar patente até 30 de abril de 2017.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub