Sábado, 30.09.17

A FAMILIA ADDAMS, MUSICAL no Cineteatro Municipal D. João V

familia addams.jpg

 

 
A FAMILIA ADDAMS
 
MUSICAL
31 OUT |21:30H |12€
Classificação Etária M6

 
Lembra-se da aterradora família mais simpática de sempre, da série televisiva, série de animação e, mais recentemente, longa-metragem? Venha então conhecer o fantástico musical que esta inspirou. Wednesday cresceu e está apaixonada! Isso não pode significar coisa boa.
 
Sofia de Castro assina esta produção que o Estúdio de Teatro Musical da Primeiro Acto – Escola de Musicais.
publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Lendários concertos do Halloween de 1977 de Frank Zappa serão editados numa caixa especial

zappa.jpg

Lendários concertos do Halloween de 1977 de Frank Zappa serão editados numa caixa especial a 20 de outubro

O álbum clássico “Zoot Allures” será reeditado em vinil de 180 gramas

Em 1977 os concertos de Halloween de Frank Zappa já eram lendários. Os concertos começaram no final dos anos 1960, mas foi a partir de 1972 que estes espetáculos ganharam uma dimensão monumental e passaram a realizar-se anualmente, tendo Nova Iorque sido a cidade escolhida para albergar este acontecimento a partir de 1974. Entre 28 e 31 de outubro de 1977, Zappa e a sua banda deram seis concertos históricos para 3 mil pessoas no Palladium, em Nova Iorque. Todas as atuações foram gravadas, e quatro delas foram filmadas, imagens que resultaram no filme “Baby Snakes”.

Depois de ter sido anunciado que Frank Zappa voltará a andar em digressão como holograma, o Zappa Family Trust e a Universal orgulham-se de anunciar que a lendária residência do Halloween de 1977 de Zappa será lançada pela primeira vez na sua totalidade numa altura em que se assinala o 40.º aniversário desses espetáculos. A caixa “Halloween 77” inclui os seis concertos, com 158 temas (misturados em 2016 a partir das gravações originais) que se encontram numa pen USB denominada “Zappa’s Oh Punky”, com qualidade áudio 24-bit WAV. Nesta pen também se pode encontrar o booklet digital, com 28 páginas, que contém fotografias nunca antes vistas e textos escritos por Joe Travers, Ahmet Zappa (coprodutor desta caixa), além de vários testemunhos na primeira pessoa de vários colegas de banda de Zappa, membros da sua equipa e fãs que presenciaram esses concertos, incluindo o guitarrista Adrian Belew, o percussionista Ed Mann, o teclista Thomas Nordegg, o tour manager Phil Kaufman e a fã Janet “The Planet” Walley. Esta pen USB é editada numa caixa especialmente concebida para esta altura do ano e que contém uma máscara retro e um fato de Halloween. Além da caixa, será ainda lançado um triplo CD que inclui o concerto de Halloween na sua totalidade, além de alguns temas do concerto de 30 de outubro. Os fãs que quiserem ouvir um dos espetáculos em especifico terão o concerto da sua escolha disponível digitalmente no dia de lançamento.

 

Originalmente, estavam agendados quatro espetáculos entre 28 e 31 de outubro, mas Zappa acabou por acrescentar mais duas atuações devido à intensa procura do público, tendo dado no total seis concertos em quatro dias. A residência completa é agora apresentada tal como aconteceu, sem overdubs ou quaisquer outras mudanças. O áudio foi remisturado do zero a partir das fitas de gravação originais, o que envolveu um tratamento térmico desenvolvido por Joe Travers, responsável pelo imenso arquivo de Frank Zappa.

Halloween 77” não é apenas um dos objetos favoritos dos fãs de Zappa, mas também inclui atuações e arranjos raros e inéditos. Esta caixa inclui o primeiro lançamento oficial da versão instrumental de “Conehead”. Estas cinco versões são bem diferentes da canção que veio a ser incluída no disco de 1981 de Zappa, “You Are What You Is”. A raramente tocada “Läther” foi interpretada nos seis concertos, bem como a igualmente rara “Wild Love”, que deu origem a novos solos em cada noite.

Continuando a reedição em vinil da discografia de Zappa pelo Zappa Family Trust e pela Universal, será também reeditado a 20 de outubro o álbum “Zoot Allures”, em vinil de 180 gramas. “Zoot Allures” inclui duas das peças de Zappa para guitarra que se tornaram a sua marca distintiva, “Black Napkins” e “Zoot Allures”. O álbum tornou-se um dos favoritos dos fãs desde o seu lançamento em 1976. Concebido originalmente como um álbum duplo, Zappa acabou por reduzi-lo a um só disco, depois da pressão da editora. Esta reedição em vinil de 180 gramas foi masterizada este ano a partir das gravações originais, por Bernie Grundman.

publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar
Sexta-feira, 29.09.17

“Fever To Tell”, é o álbum de estreia dos Yeah Yeah Yeahs

yeah.jpg

 

“Fever To Tell”, o álbum de estreia dos Yeah Yeah Yeahs, reeditado a 20 de outubro

Reedição estará disponível numa caixa Deluxe, em vinil e formato digital

A 20 de outubro, a Interscope Records e a Universal Music vão lançar uma reedição em vinil do álbum seminal dos Yeah Yeahs Yeahs, a estreia inovadora que teve por título “Fever To Tell”. O álbum estará disponível numa caixa Deluxe de edição limitada, em LP e em formato digital Deluxe. “Shake It”, um tema inédito da era de “Fever To Tell”, está disponível como instant grat com a pré-venda desta reedição.

O trio de Nova Iorque afirmou sobre este lançamento: “Um amigo de um amigo perguntava-nos constantemente se alguma vez iriamos editar o ‘Fever To Tell’ em vinil, uma vez que não estava disponível há 10 anos. O que não está certo. Por isso, aqui está o disco em vinil, pela primeira vez em 10 anos, com uma série de fotografias, maquetes e um pequeno filme que documento quase a nossa queda, e outros objetos de memorabilia, tudo feito com amor e o habitual sangue, suor e lágrimas dos Yeah Yeah Yeahs.

Um dos melhores álbuns do século XXI, “Fever To Tell” foi lançado em 2003 e foi muito influente ao ter ajudado a moldar o som do início dos anos 2000 com temas como “Date With a Night”, “Maps” e “Y Control”. Aquando do seu lançamento, Karen O, Nick Zinner e Brian Chaser já se tinham afirmado como um grupo com uma força ao vivo imparável. “Fever To Tell” apresentou uma banda que num minuto poderia tocar o rock’n’roll mais frenético e emocionante e logo de seguida a balada mais delicada. A sonoridade única da banda acabou por ser imitada várias vezes na década que se seguiu, mas a química que se sente neste álbum não é replicada facilmente. Este álbum acaba por ser um retrato de uma era que soa igualmente fascinante agora que se aproxima o 15º aniversário do álbum, a ser celebrado em 2018.

 

Para celebrar esta reedição, a banda anunciou espetáculos em Los Angeles (25 de outubro, no Fonda Theatre) e em Brooklyn (7 de novembro, no Kings Theatre). Estas duas datas sucedem-se às duas datas em festivais já conhecidas (28 de outubro no Growlers 6 Festival, em Long Beach, e 10 de novembro no Sound on Sound Festival, em Austin).

caixa Deluxe de edição limitada inclui 2LPs de 180 gramas, o álbum novamente remasterizado por Stephen Marcussen, 29 temas áudio, 9 maquetes inéditas, 8 lados B e raridades (entre eles 2 inéditos – “Shake It” e “Boogers”), 5 pósteres com fotos exclusivas de Nick Zinner, Spike Jonze, Lance Bangs, Julian Gross, Patrick Daughters e Cintamani Calise, um livro de 164 páginas com fotografias do arquivo pessoal de Nick Zinner, mais 16 páginas do bloco de notas pessoal de Karen O, um postal autografado, e uma pen USB de 8GB com os 29 temas áudio, além de 90 minutos de vídeos, incluindo 26 minutos de imagens inéditas dos bastidores da digressão de 2003 no Reino Unido, atuações ao vivo, dois filmes feitos por fãs e quatro telediscos.

A edição em duplo LP inclui o álbum original novamente rematerizado por Stephen Marcussen em vinil de 180 gramas pela primeira vez e 5 pósteres com fotos exclusivas de Nick Zinner, Spike Jonze, Lance Bangs, Julian Gross, Patrick Daughters e Cintamani Calise.

Esta versão remasterizada de “Fever To Tell” também estará disponível em formato digital (além do alinhamento original, inclui as várias maquetes inéditas, bem como os lados B e as raridades).

publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Última apresentação de 2017 do espetáculo de rua baseado na personagem do Polegarzinho é em São Pedro do Sul,

polegar.jpg

 

 
CARTA DO PEQUENO GRANDE POLEGAR ONDE SE DESPEDE TEMPORARIAMENTE DUMA LONGA JORNADA TEATRAL
 
São Pedro do Sul, Largo da Câmara
Sábado, 30 de setembro de 2017, às 21:30

O Pequeno Grande Polegar 
Trigo Limpo teatro ACERT na Rede Cultural Viseu Dão Lafões

 

Minhas queridas amigas e amigos,
 
Após o meu nascimento físico no ano passado, tenho tido uma vidinha encantadoramente agitada. Viajei por muitas cidades da CIM Viseu Dão Lafões (Mangualde, Vila Nova de Paiva, Penalva, Vouzela, Sátão, Aguiar da Beira, Nelas, S. Pedro do Sul e, claro, Tondela, terra onde nasci pela mão do Trigo Limpo teatro ACERT). Percorri 726Km a toda a bolina para me encontrar com centenas de participantes que, em cada localidade, me acolheram como um verdadeiro herói. Pertenci, durante uma semana, a todas estas terras, deliciando-me com o entusiasmo das pessoas em dar a conhecer o seu amor por nelas viverem e a sentirem-se felizes por receber em dia do espetáculo, visitantes.


A minha história ganhou novas roupagens, integrando as lendas dos sítios por onde passei. Os meus progenitores do Trigo Limpo teatro ACERT deram-me oportunidade de ser um personagem teatral que ganhou novos fôlegos em cada uma das andanças. O berço que me transportava, um imenso camião TIR (veja-se do que sou merecedor na mão dos meus amigos), foi cama onde me acomodavam delicadamente para aguentar cada nova jornada.


É assim o teatro. Uma roda viva com a trouxa às costas, procurando criar momentos de felicidade a quem a ele assiste.


Vou agora, em S. Pedro do Sul, apresenta-me publicamente pela última vez neste ano rodopiante. Recolho à minha morada em Tondela, onde descansarei até à chegada do tempo quente. Não pensem que vou ter frio, pois terei os meus parentes do Trigo Limpo teatro ACERT a cobrirem-me de mimos.
 
Até para o ano!
Este vosso,
Pequeno Grande Polegar

publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar
Quinta-feira, 28.09.17

Jacob Banks lança “Unknown (To You)”

banks.jpg

 

Jacob Banks lança “Unknown (To You)” 

Tema apresenta o primeiro álbum do cantautor britânico 

O cantautor Jacob Banks acaba de lançar “Unknown (To You)”, o primeiro single do seu aguardado álbum. O tema, que originalmente fez parte do EP aclamado pela crítica “The Paradox”, teve desde sempre um significado especial para Jacob, que agora decidiu revisitar o tema, gravando uma versão mais despida e focada na voz. Inspirado pelos novos arranjos, Jacob sentiu que “Unknown (To You)” devia servir como introdução do seu primeiro álbum. A canção estreou no programa Beats 1 de Zane Lowe, que coescreveu o tema com Jacob, tendo o mesmo sido produzido por Robin Hannibal e misturado por Tom Elmhirst.

Um músico autodidata, Jacob começou a cantar, a tocar guitarra e a compor canções aos 20 anos. Depois de gravar canções para os amigos e de atuar no circuito de open mic, Jacob editou por si mesmo o EP “The Monologue”, em 2013, ao qual se sucedeu o EP “The Paradox”, em 2015, e o EP “The Boy Who Cried Freedom”, no início de 2017. A voz crua, vulnerável e profundamente íntima de Jacob, bem como as suas letras universais, receberam rapidamente críticas elogiosas de publicações como Time Magazine, Billboard, Vogue, The Fader, Complex e Nylon, enquanto o The New York Times reconheceu Jacob como um dos 12 artistas mais notáveis da edição de 2017 do South by Southwest.

Além de ter feito as primeiras partes de Alicia Keys, Sam Smith e Emeli Sandé, Jacob já atuou em importantes festivais de todo o mundo, incluindo o Lollapalooza e o Firefly, nos EUA. Durante este outono vai embarcar na digressão “Into the Wild”, com datas na Europa, EUA e Canadá.

Como a Time Magazine proclamou, “preparem-se para serem surpreendidos por Jacob Banks”.

 

 

publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

REVIST' Ó FADO - TEATRO DE REVISTA no Cineteatro Municipal D. João V

revistofaado.jpg

 

 
REVIST' Ó FADO
 
TEATRO DE REVISTA
20 OUT| 21:30H |12,5€
Classificação Etária M14

 

Na REVIST'Ó FADO, podemos assitir a divertidas rábulas humorísticas, confiadas aos actores Paulo OliveiraAna Paula MotaLuis Viegas e Filipa Giovanni, intercaladas com actuações de temas sempre cantados ao vivo (de que são nossa proposta preferencial os nomes de António Pinto Basto e Manuela Bravo). Uma produção que faz as delícias dos apreciadores de bom Teatro no Género Comédia e/ou de revista, com a presença de dois tão populares e conhecidos nomes de nossa Canção Popular Portuguesa e do Fado.
publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

LILA DOWNS RECEBE SEXTA NOMEAÇÃO PARA GRAMMYS LATINOS

lila downs.jpg

 

 

LILA DOWNS RECEBE SEXTA NOMEAÇÃO PARA GRAMMYS LATINOS

 

Lila Downs é uma daquelas cantoras que dispensa apresentações. Com mais de vinte anos de carreira, milhões de discos vendidos, milhares de espetáculos e plateias rendidas ao seu talento, os prémios tornaram-se naturais.

 

A cantora e compositora mexicana acaba de ser nomeada mais uma vez para os Grammys Latinos e integra a lista de cinco nomeados na categoria “Melhor Álbum Pop Vocal Tradicional”, com “Salón, Lágrimas y Deseo”, editado em 2017.

 

Lila Downs já tinha sido nomeada três vezes para os Grammys, tendo arrecadado um prémio; e das cinco nomeações para os Grammys Latinos, ganhou por quatro vezes o galardão. “Salón, Lágrimas y Deseo”, o mais recente trabalho de Lila Downs, editado pela Music In My Soul (editora do grupo Rhodes Music Entertainment), torna-se assim em mais um dos grandes discos da carreira de uma das figuras maiores da música mexicana.

 

 

publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

40 Anos da banda sonora de “Saturday Night Fever” celebrados com reedições especiais

saturday.jpg

 

40 Anos da banda sonora de “Saturday Night Fever” celebrados com reedições especiais

Esta banda sonora icónica dos Bee Gees foi remasterizada e agora será lançada em vários formatos: 2CD, 2LP, uma caixa Super Deluxe e ainda em formato digital

Em 1977, “Saturday Night Fever” registou e impulsionou um movimento cultural global como poucos filmes antes, ou até mesmo depois, com sua icónica banda sonora, que levou os Bee Geesa liderar as pistas de dança do filme. Um sucesso esmagador a nível mundial, que o tornou um clássico essencial de sempre, "Saturday Night Fever (The Original Movie Soundtrack)" gerou quatro singles n.º 1 e ganhou o GRAMMY Award para o Álbum do Ano. No dia 17 de novembro, o 40.º Aniversário desta banda sonora ilustre será celebrado com reedições em vários formatos, incluindo uma caixa Super Deluxe que junta o álbum remasterizado e remixes à versão Director’s Cut do filme, restaurado em 4K para este aniversário.

“Há quarenta anos, ‘Saturday Night Fever’ foi lançado e o impacto que teve ainda hoje é inexplicável. Já na altura foi inexplicável”, escreve Barry Gibb, dos Bee Gees, no seu novo ensaio para a edição do 40.º Aniversário de "Saturday Night Fever (The Original Movie Soundtrack)".

 

A caixa do 40.º Aniversário de "Saturday Night Fever (The Original Movie Soundtrack)" inclui 2CDs com o álbum original remasterizado e duas remisturas de Serban Ghenea, o álbum remasterizado num duplo LP de 180 gramas, um disco Blu-ray com a versão Director’s Cut do filme, restaurado em 4K para este aniversário, mais material bónus. Esta caixa de colecionador inclui ainda um livro de 23 páginas com novos ensaios escritos por Barry Gibb, Bill Oakes (supervisor musical de “Saturday Night Fever” e produtor da banda sonora), John Badham (realizador) e David Shire (músico e compositor da música original do filme), além de fotografias dos Bee Gees e imagens do filme, um slipmat exclusivo para gira-discos, um conjunto de cinco postais e uma cópia do póster original do filme. A nova edição Deluxe de 2CD da banda sonora junta o álbum remasterizado a 4 remisturas de Serban Ghenea.

Composto e interpretado maioritariamente pelos Bee Gees, este álbum lendário inclui grandes êxitos mundiais como “Stayin’ Alive”, “Night Fever”, “How Deep Is Your Love”, “More Than A Woman”, e “If I Can’t Have You”. O álbum recebeu 15 Galardões de Platina nos EUA, vendendo mais de 15 milhões de cópias. "Saturday Night Fever (The Original Movie Soundtrack)" vendeu mais de 40 milhões de unidades em todo o mundo. O álbum manteve-se em 1.º lugar do top de vendas nos EUA durante 24 semanas consecutivas, e esteve na tabela da Billboard durante 120 semanas. No Reino Unido liderou o top durante 18 semanas consecutivas. Em 2004, "Saturday Night Fever (The Original Movie Soundtrack)" foi incluído no GRAMMY Hall Of Fame, além de em 2013 ter sido integrado no registo discográfico da Biblioteca do Congresso dos EUA para preservação, uma honra que é dada a todas as obras “com uma importância significativa a nível cultural, histórico e estético”.

publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

CTE - TEATRO - QUEM TEM MEDO DE VIRGINA WOOLF?

quem tem medo.jpg

 

SÁB 30 SET 21H30

TEATRO

QUEM TEM MEDO DE VIRGINA WOOLF?

C/ ALEXANDRA LENCASTRE E DIOGO INFANTE
 

 

 

AUDITÓRIO 15€


TEATRO | 120 MIN / 10 MIN INTERVALO | M/12


Publicado em 1962, Quem tem medo de Virginia Woolf? esbate-se no espaço entre a realidade e a ilusão, explorando esta matéria no contexto doméstico de um casal de meia-idade armadilhado numa relação amargurada. Alexandra Lencastre e Diogo Infante são Martha e George, nesta versão de um dos maiores clássicos contemporâneos da dramaturgia norte-americana, assinado por Edward Albee.


George e Martha regressam a casa, de madrugada, vindos de uma festa na universidade onde George dá aulas.  O pai de Martha, director da universidade, apresenta o novo corpo docente, do qual faz parte um novo professor (José Pimentão), que está acompanhado pela sua mulher (Lia Carvalho). É assim que Martha os convida a ir a sua casa. Quando os convidados chegam, George e Martha discutem. No início o jovem casal manifesta algum desconforto, mas à medida que a noite avança, e o álcool começa a surtir efeito, deixam-se envolver no mundo tumultuoso e perturbador dos anfitriões. O que começa como uma noite de Jogos e Brincadeiras transforma-se num monstruoso duelo psicológico entre George e Martha, com inevitáveis repercussões nos convidados.



Alexandra Lencastre, Diogo Infante, Lia Carvalho, José Pimentãointerpretação, Edward Albee texto, João Perry versão, Ana Luísa Guimarães e de Miguel Granja  tradução, Diogo Infante direção ,Catarina Amaro cenografia Luís Duarte desenho de luz , Maria Gonzaga figurinos, Rui Rebelo banda sonora, Leonor Buescu assistência de direção, Força de Produção produção 

publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Gwen Stefani lança “You Make it Feel Like Christmas”

stefani.jpg

 

Gwen Stefani lança “You Make it Feel Like Christmas” a 6 de outubro

Álbum já está disponível em regime de pré-venda com o download do tema título, um dueto com Blake Shelton

Gwen Stefani, superestrela global vencedora de três prémios Grammy, vai lançar o seu primeiro álbum de Natal, “You Make It Feel Like Christmas”, a 6 de outubro. A 20 de outubro, será lançada uma edição limitada em vinil branco. O disco conta com temas originais e clássicos natalícios e já está disponível em regime de pré-venda. Os fãs que reservarem já “You Make It Feel Like Christmas” recebem o download imediato do tema que dá título ao álbum, um dueto com Blake Shelton. Oiça Gwen Stefani com Blake Shelton, sendo que o single já está disponível para compra em todas as lojas digitais.

 

No site oficial www.gwenstefani.comestão também disponíveis vários packs natalícios com merchandise, CD, vinil branco, T-shirt, postais de Natal e ornamentos.

You Make It Feel Like Christmas” conta com seis originais e seis clássicos natalícios. O primeiro single, “You Make It Feel Like Christmas”, foi composto por Gwen Stefani, Blake Shelton, busbee e Justin Tranter, enquanto os outros originais foram escritos por Gwen Stefani, busbee e Justin Tranter.“You Make It Feel Like Christmas” foi produzido por busbee e Eric Valentine.

Conheça o alinhamento de “You Make It Feel Like Christmas” de Gwen Stefani

  1. “Jingle Bells”

  2. “Let It Snow”

  3. “Silent Night”

  4. “My Gift Is You”

  5. “When I Was A Little Girl”

  6. “Last Christmas”

  7. “You Make It Feel Like Christmas feat. Blake Shelton”

  8. “Under The Christmas Lights”

  9. “Santa Baby”

  10. “White Christmas”

  11. “Never Kissed Anyone With Blue Eyes”

  12. “Christmas Eve”

publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

posts recentes

últ. comentários

  • Minha esposa dorme durante a relacao eu viro chego...
  • Minha esposa as vezes dorme , aí eu paro viro de l...
  • hmmm fixe! Será uma daquelas edições para colecion...
  • Interessante
  • gosto do suave tom da sua voz :)
  • Vou procurar para ouvir =)Beijinhos
  • Neste Natal só te desejo duas coisas: TUDO e NADA!...
  • Recomendadíssimo!!Para quem não conhece a sonorida...
  • Great article!

Posts mais comentados

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds

blogs SAPO