Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

12
Fev13

Sexo, é dos casados que elas gostam mais ...

olhar para o mundo

é dos casados que elas gostam mais

 

Entre centenas de estudos científicos perfeitamente entediantes sobre focas, o fim dos combustíveis fósseis ou se Plutão 'merecia' ou não continuar a ser um planeta, por vezes salta cá para fora um paper que quase revoluciona algumas percepções que já tínhamos sobre o nosso mundinho pessoal.

 

Poucas vezes a Academia consegue ter esse impacto no quotidiano, mas a investigação da Universidade de Oklahoma sobre mate poaching tem, acima de tudo, efeitos retroactivos na vida de muito homem que caiu na desgraça da pós-separação e nunca percebeu porque é que a vida de solteiro não é um harém eterno.

 

Conclui a investigação: as mulheres solteiras têm mais tendência a 'perseguir' homens já comprometidos do que ir atrás de solteirões. Há muito que se suspeitava desta evidência agora a ulular, mas as interpretações ao longo dos tempos têm variado com a posição da mulher na sociedade. O homem, esse tem sido sempre o falso galã, pois só agora se começa a perceber até que ponto ele é apenas um elemento com ou sem carga simbólica na relação com outras mulheres. Ele vale aquilo que as outras dão por ele, não o que ele pensa que vale.

 

Nas últimas décadas, na ascensão para uma posição dominante em varridos sectores da sociedade (tal como a investigação científica em relações amorosas!), com o mesmo modus operandi, essa atitude da mulher passou de "pega ladra de maridos" a "cabra glamourosa dominadora". Ora, esta nuance semântica não é desprezível. Já não é "a amante submissa que quer ser a número uno", mas a bitch de Manolo Blahnik, senhora de seu nariz, que está no jogo de roubar o 'gajo' à melhor amiga.

 

Enfim... um bocejo... o assunto já tem muita crónica e muito livreco apenso - aliás, existe nas livrarias toda uma secção dedicada ao género "Descubra a Cabra Secreta Que Há em Si" (Elizabeth Hilts, Bizâncio). Desde aquela teoria em que as mulheres seleccionam os machos pela qualidade e os homens têm pulsão cega quantitativa de espalhar a sementinha sem critério e com o arrependimento da manhã seguinte que a bio-sociologia parece dar à mulher o papel gourmet na evolução.

 

Mas é no mundo dos homens que se resolve um grande mistério com esta investigação.

 

Tirando os melgas abandonados e os cornuti em prantos que rapidamente são ostracizados, os homens pouco falam de relações. É sabido. Mas um dos poucos lamentos (verdadeiros) que trocam há décadas sem resposta plausível era este: "Quando estava com a minha miúda, elas não me largavam... parecia que tinha mel... era impressionante! Agora estou solteiro e nada... não me ligam peva... as mulheres só olham para um tipo para se lixarem umas às outras."

 

É assim crucial que se retirem ilações deste estudo do ponto de vista da sobrevivência da dignidade masculina. O que importa reter é que se voltar para o mercado sem antes ter acautelado o presente vai ter uma grande surpresa. Ai, vai ter vai. Foram anos a repetir aquela bazófia imbecil "ai se eu não fosse casado..." e depois quando finalmente está 'livre' elas desaparecem, esfumam-se de um momento para o outro, as mesmas que ainda ontem deitavam olhares dengosos dão-lhe agora sobrancelha em arco. O que provoca um choque da realidade, e por vezes tem o condão de fazer muito homem voltar com o rabinho entre as pernas para de onde saiu e - ironia - já ter à sua espera o x para assinar o cheque da pensão de alimentos antes de regressar para o hotel.

 

Mas a Ciência não pára e o que interessa é perceber como é que ela nos pode ajudar a ser felizes. Ainda esta semana o Presidente da República vetou a lei da união de facto. Não terá sido por acaso. O casamento é um 'teste de qualidade' que um homem tem que passar... Há, pois, que perceber os sinais. Já sabe: mesmo que não seja casado. Mesmo que esteja só desde sempre. Mesmo que seja um solteirão empedernido, se quer ter algumas hipóteses na sua noitada, não se esqueça de colocar uma aliança no dedo. E boa sorte.

 

Via Expresso

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub