Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

17
Fev13

O Mali vai a Sines: Amadou & Mariam, Rokia Traoré e Bassekou Kouyaté confirmados no festival

olhar para o mundo

O Mali vai a Sines: Amadou & Mariam, Rokia Traoré e Bassekou Kouyaté confirmados no festival

 

Depois da passagem (às escuras!) pela Gulbenkian em Novembro passado, a dupla Amadou & Mariam está de volta

 

Em ano de 15.ª edição, o Festival Músicas do Mundo (FMM), em Sines, apresentará uma programação em modo best of, recuperando para esse efeito protagonistas de alguns dos mais memoráveis concertos da sua história. Já seria, por isso, de prever uma generosa embaixada maliana, mas há um lado simbólico evidente na associação do FMM a um momento crítico na vida do país africano, em apoio a uma música (e às suas culturas) seriamente sob ameaça. O Ípsilon sabe que os primeiros concertos confirmados para a edição de 2013 do FMM - a decorrer entre 18 e 27 de Julho - são a dupla Amadou & Mariam (dia 18), a cantora Rokia Traoré (dia 25) e o mago do ngoni Bassekou Kouyaté - em destaque neste mesmo suplemento, com entrevista sobre o álbum Jama Ko e a vida dos músicos pós-golpe de estado entre as páginas 14 e 16.

Amadou & Mariam e Rokia Traoré integraram igualmente a presente temporada da Fundação Calouste Gulbenkian, tendo apresentado em Lisboa espectáculos únicos - Eclipse era um concerto às escuras que aproximava o público da condição invisual e da força das canções do duo; Roots, de Rokia, era uma homenagem à tradição mandinga que influenciou o seu percurso, num espectáculo para voz e cordas. Em Sines, no entanto, o foco incidirá sobre as versões de palco dos seus mais recentes álbuns, lançados com grande projecção internacional. Folila juntou Amadou Bagayoko e Mariam Doumbia a alguns dos seus maiores admiradores no universo pop/rock: gente dos TV on the Radio, Scissor Sisters, Yeah Yeah Yeahs ou Santigold, tudo num disco produzido por Marc-Antoine Moreau. Traoré, por seu lado, lança no início de Abril Beautiful Africa, álbum produzido pelo músico inglês John Parish (habitual colaborador de PJ Harvey, actualmente a gravar com o luso-iraniano Mazgani) e editado pela Nonesuch, editora de Laurie Anderson, Devendra Banhart, John Adams ou Emmylou Harris que recentemente se virou para o Mali, contratando também Fatoumata Diawara e Oumou Sangaré, bem como o "Jimi Hendrix do Níger", Bombino. Kouyaté, por seu turno, actuou pela última vez em Portugal precisamente no FMM, em 2008, regressando com o terceiro álbum e uma nova formação do seu grupo Ngoni Ba.

 

Retirado do Público

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub