Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

28
Fev13

Quarta Divisão é a estreia desta semana do cinema português

olhar para o mundo

Quarta Divisão é a estreia desta semana do cinema português


Quarta Divisão é a estreia desta semana do cinema português

O filme "Quarta divisão", do realizador Joaquim Leitão, apresenta-se como um policial sobre o desaparecimento de uma criança, e estreia hoje, 28 de Fevereiro, nos cinemas portugueses.

 

Um filme produzido por Tino Navarro, que também assina o argumento, onde o ponto de partida é o desaparecimento de um rapaz de nove anos de um colégio privado. 


A polícia monta uma grande operação para o encontrar e para descobrir o que lhe aconteceu.

 

A actriz Carla Chambel interpreta o papel da agente que lidera a equipa policial que irá investigar o caso. Do elenco fazem ainda parte Cristina Câmara, Paulo Pires, Sabri Lucas, Adriano Luz, Martim Barbeiro, Filipe Vargas e João Baptista.

 

Todas as hipóteses são possíveis: O que aconteceu? É desta premissa que a equipa de investigação parte para uma complexa teia de acontecimentos, que vai revelar a verdadeira faceta de quem menos se espera. Num argumento com contornos e meandros que ficam muito para lá do espectável e que se revela surpreendente pela capacidade que tem de prender o espectador.

 

Quem nós julgamos ser inocente pode muito bem surpreender-nos assim como quem julgamos culpados pode apenas ter estado no local errado à hora errada e nem sempre as pistas mais óbvias são as que levam à verdade. 

Entre uma Carla Chambel que interpreta a mulher de pulso forte Helena Tavares, e Cristina Câmara que dá vida à despojada Olga Cabral e Melo, encontramos também Paulo Pires no papel de Filipe Cabral e Melo todos muito longe dos personagens a que nos habituaram no écran e com interpretações verdadeiramente surpreendentes.

 

O filme foi rodado no ano passado e contou com 700 mil euros de apoio financeiro do Instituto do Cinema e Audiovisual, no âmbito dos programas de 2010. 

E é sem dúvida um daqueles filmes portugueses que os espectadores não devem perder, com a certeza que assistirão a um filme de qualidade com o selo português e com um elenco de excelência.

 

Retirado do HardMúsica

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub