Benfica numa final europeia 23 anos depois

Cardozo

Equipa de Jorge Jesus venceu Fenerbahçe por 3-1 e estará pela nona vez na luta por um título europeu. Chelsea será o adversário.

 

Pela primeira vez desde 1990, o Benfica volta a estar numa final europeia. A equipa portuguesa apurou-se para o jogo decisivo da Liga Europa, após derrotar o Fenerbahçe (3-1), e vai discutir o título com o Chelsea.

 

Depois de uma derrota por 1-0 em Istambul, o Benfica precisava de ganhar na Luz para estar pela nona vez numa final europeia. E as coisas começaram a correr bem. Fruto de uma entrada pressionante, a equipa de Jorge Jesus empatou a eliminatória logo aos nove minutos de jogo, com Gaitán a finalizar, após um cruzamento de Lima.

 

Só que aos 22 minutos o árbitro assinalou penálti num lance em que Garay tocou a bola com a mão, embora tenha ficado a sensação de que não houve intenção. O holandês Kuyt não desperdiçou e empatou o jogo (1-1), colocando outra vez os turcos em vantagem na eliminatória.

 

O golo do Fenerbahçe obrigava o Benfica a marcar por duas vezes para se apurar para a final de Amestersão. E a equipa de Jesus voltou a mostrar boa capacidade de reacção.

 

Ainda antes do intervalo, Cardozo fez o 2-1, com um remate à entrada da área (35’).

 

Já na segunda parte, a equipa conseguiu o tão desejado golo do apuramento, outra vez por Cardozo (66’), após um lançamento de linha lateral.

 

Depois de ter vencido duas finais da Taça dos Campeões Europeus, em 1961 e 1962, o Benfica tentará agora um terceiro triunfo europeu, o primeiro na Liga Europa. Será em Amesterdão, precisamente a cidade onde há 51 anos a equipa lisboeta venceu o Real Madrid (5-3) na conquista do segundo título europeu.

 

O adversário será o Chelsea, que venceu o Basileia por 3-1, confirmando o apuramento para a segunda final europeia seguida, depois de na época passada ter conquistado a Liga dos Campeões.

 

Retirado do Público

publicado por olhar para o mundo às 22:29 | link do post | comentar