Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

30
Jul13

OS NOVOS DESAFIOS DOS CAMINHOS DE SANTIAGO EM PORTUGAL

olhar para o mundo

OS NOVOS DESAFIOS DOS CAMINHOS DE SANTIAGO EM PORTUGAL


Esta quarta-feira, dia 31 de Julho, pelas 21h30, o Museu de Arte Sacra da Covilhã recebe a conferência “Os Caminhos de Santiago”, promovida pela Câmara Municipal da Covilhã, em parceria com o Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja (DPHADB). O historiador de arte José António Falcão, director deste organismo fundado em 1984, usará da palavra para explicar os novos desafios que os Caminhos de Santiago enfrentam em solo nacional.


No Alentejo, o Caminho tem vindo a ser alvo, durante a última década, de um intenso trabalho de redescoberta por parte do Departamento do Património Histórico e Artístico, precisamente sob a direcção de José António Falcão, conservador de museus e professor universitário, que é um dos peritos internacionais do tema, frequentemente ouvido pelas entidades responsáveis pelas rotas jacobeias em Espanha, França, Irlanda ou Itália. A recuperação dos antigos itinerários de peregrinação, a redescoberta de pontos-chave do Caminho, a interpretação do património cultural e natural a ele associado e a qualificação do acolhimento dos peregrinos são algumas das prioridades deste projecto-piloto, que tem vindo a alargar a sua rede de parcerias, num acesso diálogo com as instituições e entidades locais que possam prestar apoio, ao nível local ou regional. Esta cooperação envolve já diversas autarquias, paróquias, associações, corporações de bombeiros e confrarias, com realce para as Santas Casas da Misericórdia, que contam, entre as suas valências históricas, a ajuda aos peregrinos.

 

Prova deste empenhamento por parte do DPHADB, foi a recente assinatura do Protocolo de Colaboração com a Ordem Soberana e Militar de São João do Hospital, de Rodes e de Malta, no passado dia 25 de Julho, coincidente com as festividades de Santiago Maior. São ainda levadas a cabo inúmeras actividades e encontros em torno do Caminho, de Norte a Sul, inscrevendo-se, esta quarta-feira, Covilhã no ciclo de conferências Jacobeias de 2013. Beja e Covilhã estão, aliás, há muito ligadas pelo Caminho, numa sequência de rotas que cruzam transversalmente o país e seguiam amiúde em paralelo às canadas reais, os caminhos próprios da transumância, outro património comum do Baixo Alentejo e da Beira Interior.

 

Os Caminhos de Santiago em território nacional


O Caminho de Santiago, designação das diferentes vias utilizados pelos peregrinos que seguem em direcção à catedral de Santiago de Compostela, remonta ao século IX e atravessa toda a Europa, desde os confins da Rússia e da Escandinávia até à bacia do Mediterrâneo e às costas das Ilhas Britânicas. Constitui, igualmente, o primeiro Itinerário Cultural Europeu, de acordo com uma prestigiosa classificação do Conselho da Europeu, em 1987. Alguns anos mais tarde, a UNESCO outorgou-lhe o estatuto de Património Cultural da Humanidade, sucessivamente em Espanha (1993) e em França (1997) – algo que se pretende alargar a outros países europeus.

 

Portugal é, desde o início da nacionalidade, um segmento privilegiado desta vasta rede cultural, que se encontra presente ao longo de quase todo o seu território continental. No Alentejo, o Caminho tem vindo a ser alvo, durante a última década, de um intenso trabalho de redescoberta por parte do Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja, sob a direcção de José António Falcão. Trabalho que conta com a participação de especialistas de universidades e museus portugueses, franceses, irlandeses, espanhóis e alemães e está a produzir frutos significativos, permitindo trazer à luz do dia monumentos, obras de arte e documentos de arquivo há muito esquecidos.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub