Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

09
Set12

Quem precisa de amor para o sexo?

olhar para o mundo
Quem precisa de amor para fazer sexo?

Se o assunto é sexo descompromissado, as jovens brasileiras estão mais desprendidas que os rapazes de sua idade. A conclusão é de uma pesquisa realizada pelo site de relacionamentos ParPerfeito, que ouviu mais de mil usuários cadastrados. Segundo o levantamento, 54,55% das entrevistadas com idade entre 18 e 24 anos disseram que não precisam de amor para fazer sexo. 

 

Este índice de desassociação entre a relação sexual e o envolvimento amoroso foi o maior registrado pela pesquisa (veja quadro nesta página). Entre os homens da mesma faixa etária, metade (50%) admitiu que transa sem necessariamente sentir amor pela parceira.


“Acho que rola muita hipocrisia em querer dizer que as pessoas só transam quando estão amando”, declara a recepcionista e estudante universitária Michele*, 21 anos. “Claro que todo mundo faz sexo sem amor! Uma coisa não precisa estar ligada à outra. Se você pode ter os dois juntos, ótimo. Se não, dá para aproveitar do mesmo jeito”.


Também estudante universitário, Hugo, 19 anos, à primeira vista não discorda de sua contemporânea de geração. “Sexo pode ser feito de todas as formas”, garante o rapaz. “Acredito que com amor é mais prazeroso. Você até se sente mais seguro na hora H, mas mesmo sem amor também é válido”.


Na faixa etária imediatamente subsequente, de 25 a 35 anos, os homens parecem estar mais descolados: 52,08% disseram não se importar nem um pouco em fazer sexo sem envolvimento amoroso. Mesmo assim, este índice, que é o mais alto na categoria masculina, ainda é um percentual inferior ao das mulheres mais jovens que se realizam sexualmente com “não amados”.


Mãos dadas

Para a maioria dos brasileiros, no entanto, sexo só vale a pena ser feito se for com amor, mostra o mesmo estudo. Sessenta e um por cento das mulheres pesquisadas afirmaram pensar desta maneira. E 58,64% dos homens também. 

 

Os níveis mais altos de vinculação entre o ato sexual e a vida amorosa estão entre aqueles que têm mais de 46 anos, tanto entre homens quanto entre mulheres. Sessenta e nove vírgula trinta e um por cento delas e 66,67% deles responderam que só fazem sexo com amor.


Se por um lado a pesquisa mostra que sexo e amor andam de mãos dadas para a maior parte dos brasileiros, por outro revela também que sem sexo não há amor que resista.


Instadas a definir o percentual de até quanto o sexo representa num relacionamento, 43,67% das mulheres disseram que ele era responsável por 75% do sucesso de uma relação. Outras 15,19% chegaram a afirmar que 100% de um relacionamento amoroso depende do sexo. Somadas, as duas opções representam mais da maioria das entrevistadas: 58,86%.


Os homens demonstraram dar mais importância ainda ao papel do sexo em um relacionamento: 62,72% deles indicaram que a qualidade sexual representa entre 75% e 100%. Os que assinalaram a primeira opção representam 38,45% do total de entrevistados. Já os que disseram que o sexo responde pela totalidade do sucesso de uma relação a dois chegam a 24,27%.


No outro extremo da questão, apenas 2,91% dos homens declararam que o sexo só respondia por um quarto do êxito de um relacionamento. Entre as mulheres, um índice quase igual: 3,16%.

  

* A pedido dos entrevistados, os nomes são fictícios.
  

Retirado de Jornal de Hoje

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub