Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

11
Set12

A Intimidade decifrada

olhar para o mundo

Intimidade decifrada

Psicoterapeuta esclarece algumas das dúvidas mais comuns sobre sexo

 

Apesar dos inúmeros estudos e notícias sobre sexo com que somos regularmente bombardeados, existem algumas questões tabu que, certamente, também já lhe passaram pela cabeça.

 

São questões e dúvidas com as quais, porventura, já se debateu mas para as quais nem sempre conseguiu obter respostas. O psicoterapeuta Vítor Cotovio responde a algumas das perguntas que mais frequentemente nos chegam.

 

O que é uma sexualidade normal?

 

É a sexualidade satisfatória, gratificante para um casal. É aquela que é feita com amor e respeito pelo outro, independentemente das práticas em jogo.

 

Quantas vezes devo ter relações sexuais?

 

Os casais não se comparam em termos de frequência mas da forma como se sentem. Isso é que está relacionado com a saúde. Cada um deve procurar o que faz sentido para si.

 

Como posso conciliar a vida íntima com a familiar?

 

Ao adquirir a identidade de pai não perde a de companheiro. Crie condições para ter momentos de intimidade, seja deixando os filhos em casa dos avós, seja porque eles têm o seu espaço. Reserve tempo para os dois, o que daí depois resulta logo se vê.

 

O sexo muda com a idade?

 

Há alterações que vão interferir na sexualidade e saúde mas, se uma pessoa tem uma sexualidade normal ao longo da vida, pode envelhecer bem a este nível. Há casais que nessa fase passam para uma sexualidade mais envolvente e de valorização dos preliminares.

 

E após a menopausa?

 

É verdade que as hormonas interferem mas a forma como se lida com as mudanças é fundamental. A mulher não deve ligar aos estereótipos, pensar que isso já não é importante e desleixar-se.

 

Retirado do Sapo Mulher

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub