Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

07
Set17

Benjamin Clementine lança novo single: “Jupiter”

olhar para o mundo

clementine.jpg

 

Depois do concerto histórico em Paredes de Coura, Benjamin Clementine lança novo single: “Jupiter”

“I Tell A Fly”, o novo álbum, nas lojas a 15 de setembro e já disponível em regime de pré-venda

O vencedor do Mercury Prize Benjamin Clementine acaba de lançar um novo single, que levanta assim a ponta do véu do seu muito aguardado segundo álbum, “I Tell A Fly”.

Este novo single surge depois do “concerto memorável”, como descreveu o jornal Público, que o cantor deu no recente Vodafone Paredes de Coura, no dia em que o festival recebeu o maior número de espectadores. O público e a crítica renderam-se plenamente ao encanto de Clementine. “Dono de uma voz de assombrosa expressividade, o que é potenciado pela sua presença em palco, imponente no corpo esguio e altíssimo sobre o piano, olhos cerrados enquanto a voz se ergue, olhos bem abertos, postos em quem o observa para comunicar com uma proximidade que, não há muito, se julgava impossível”, escreveu o Público. Já a revista Blitz destacou “a solenidade com que se apresenta (apesar dos pés descalços), a beleza de estátua meticulosamente esculpida, tudo [em Benjamin Clementine] parece gritar sabedoria anciã”. 

I Tell A Fly” já está disponível em regime de pré-venda, sendo que em Paredes de Coura, Clementine apresentou em primeira mão estas suas novas canções. “Desde 2015, Benjamin Clementine cresceu e a sua música tornou-se mais complexa, mais densa, e deixou de rodar em torno de si próprio. I Tell A Fly é, por isso, um disco sobre o presente”, escreveu o Observador.

 

Jupiter”, o novo single, sucede-se aos temas “Phantom of Aleppoville” e “God Save the Jungle”, os anteriores singles deste novo álbum. “I Tell A Fly” sucede-se ao álbum de estreia de Benjamin Clementine, “At Least for Now”, que foi premiado com o Mercury em 2015, e à colaboração deste ano com Damon Albarn para o último álbum dos Gorillaz. Após o lançamento de “I Tell A Fly”, Clementine voltará aos palcos europeus entre novembro e dezembro. 

Informado por um visto dos EUA, descrevendo-o como "um alienígena", em “Jupiter” Clementine explora ideias de identificação, tanto pessoais como universais. “Ao abrir o visto tudo se clarificou para mim”, diz Clementine. “Para mim dizer ‘Jupiter’ era como dizer ‘Europa’ ou ‘Inglaterra’ ou ‘Edmonton’. Eu a vaguear pela América… Havia o Trump e a Clinton, mas já nada era seguro. É uma provocação às pessoas que são chamadas de alienígenas por outras pessoas, como se fossemos de outro planeta. Acho que seremos alienígenas para sempre.”

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub