Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

15
Jul14

ERIC CLAPTON Junta amigos em disco de homenagem a J.J. Cale

olhar para o mundo

ERIC CLAPTON  Junta amigos em disco de homenagem a J.J. Cale


ERIC CLAPTON

Junta amigos em disco de homenagem a J.J. Cale

Tom Petty, Mark Knopfler e John Mayer entre os convidados. Álbum sai a 28 de julho

"The Breeze: An appreciation of J.J. Cale", a editar a 28 de julho, pretende servir de tributo a J.J. Cale, um dos guitarristas mais influentes da história do rock, falecido no ano passado. 

O disco, assinado por Eric Clapton & Friends, trará 16 canções de Cale recriadas por Clapton e um respeitável grupo de amigos: Tom Petty, Mark Knopfler, John Mayer, Willie Nelson, Derek Trucks e Don White pretendem honrar o legado de J.J. Cale e transmiti-lo a novas gerações.

"Quero que as pessoas conheçam o que o J.J. Cale fez, esse é o objetivo. Eu sou apenas o mensageiro. Esse é o meu trabalho. Tento fazer as coisas de modo a que o público em geral, ou pelo menos as pessoas que escutam o que eu faço, fiquem intrigadas sobre de onde vêm as minhas influências", diz Clapton sobre o disco e o papel que J.J. Cale teve na sua carreira.

"After Midnight" e, especialmente, "Cocaine", foram temas escritos por Cale que Clapton celebrizou na sua carreira. Em 2006 os músicos juntaram-se em estúdio tendo editado o álbum "Road to Escondido". Na ocasião, Eric Clapton disse que o momento era de "realização" do que poderia ser a sua "maior ambição", a de "trabalhar com aqueles cuja música serviu de inspiração" à sua obra.
 
A música de J.J. Cale juntava géneros como o rock, blues, country, jazz e rockabilly. Chet Atkins, Les Paul e Chuck Berry foram as suas principais influências, admitiu o próprio. O músico gravou álbuns entre 1972 e 2009 e faleceu o ano passado, aos 74 anos.

Eric Clapton, por seu turno, tem uma carreira com mais de 50 anos e já venceu 18 prémios Grammy, para além de ser o único artista induzido por três vezes no Rock & Roll Hall of Fame. O seu álbum mais recente, "Old Sock", foi editado no ano passado. J.J. Cale foi um dos convidados do disco.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub