Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

27
Out16

Espectáculo "As Lusíadas" no Teatro do Bairro.

olhar para o mundo

companhiadaoutra.png

 

 

" As Lusíadas", uma criação da Companhia De Outra, encenada por Maria João Rocha, irá estrear no dia 25 de Novembro, no Teatro do Bairro.

 

AS LUSÍADAS conta a histórias de algumas das mulheres que fizeram parte dos descobrimentos e que foram apagadas da história. Com base em factos reais este espectáculo entrelaça a vida de várias mulheres, de diferentes classes sociais, que tiveram um papel numa época em que a mulher não estava destinada a tê-lo.

 

Sinopse: 

Ao escrever Os Lusíadas, Luís de Camões esqueceu-se (ou não terá achado conveniente assinalar) que muitas mulheres contribuíram para a expansão portuguesa fazendo o mesmo percurso e passando pelas mesmas dificuldades que relata, sofrendo, muitas vezes castigos severos pela ousadia. 

Ao longo dos séculos, As Lusíadas foram ignoradas pelos historiadores, como se a sua motivação para a viagem fosse menos nobre do que a dos homens, ou como se a sua vontade e coragem fossem indignas de constar na História de Portugal.

Iria Pereira, Inês, Maria, Cecília, Catarina, Isabel, Antónia Rodrigues, Brianda de Solis, Catarina Pires, Beatriz Anes e tantas, tantas outras, foram mulheres corajosas que “Em perigos e guerras esforçados / Mais do que permitia a força humana, / E entre gente remota edificaram / Novo Reino, que tanto sublimaram;”. “Luís, estás a ouvir? Nós também fomos à Índia!”

 

Sobre Maria João Rocha:

Licenciada em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Mestre em Teatro-Encenação pela Escola Superior de Teatro e Cinema e possui o Título de Especialista em Comunicação Audiovisual e Multimédia, atribuído por unanimidade por um Júri conjunto do Instituto Politécnico de Lisboa / Instituto Politécnico de Leiria / Instituto Politécnico do Porto. Como Investigadora no Gabinete de Estudos de Cultura, Artes Performativas e Audiovisuais, do CLEPUL – Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, integra os grupos de trabalho que desenvolvem os projetos de investigação 25/S I Ciclo de Estudos Televisivos e Teatro ON AIR. Foi realizadora de televisão (RTP) e é encenadora de teatro. Tem desempenhado funções docentes nas áreas do audiovisual e do teatro em diversas Escolas Superiores e Universidades e foi Formadora ativa no Centro da Formação da RTP (1983-2000). Atualmente é professora na Licenciatura em Artes Performativas da ESTAL – Escola Superior de Tecnologias e Artes de Lisboa. Em 1994 recebeu uma Menção Especial do Júri do Festival de Teatro Televisivo do Prémio Itália pela realização de Fé, Esperança e Caridade, de Odon von Horváth.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub