Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

27
Jun16

Estreia dia 8 de julho no Palácio Nacional de Queluz - “Palavra de Rainha”

olhar para o mundo

palavraderainha.jpg

 

 

Estreia dia 8 de julho no Palácio Nacional de Queluz

 

“Palavra de Rainha” retrata vida de D. Maria I

- A atriz brasileira Lu Grimaldi regressa a Portugal com “Palavra de Rainha”

- O monólogo combina factos históricos e ficção para narrar a trajetória da rainha D. Maria I, figura indissociável do Palácio Nacional de Queluz

- A peça vai estar em cena nos dias 8,9,10,15, 16 e 17 de julho, na Sala do Trono

 

 

Sintra, 24 de junho de 2016 – O Palácio Nacional de Queluz recebe, nos dias 8, 9, 10, 15, 16 e 17 de julho, na Sala do Trono, a peça de teatro “Palavra de Rainha”, uma adaptação livre da história de vida de D. Maria I, rainha de Portugal. O monólogo, da autoria de Sérgio Roveri, será interpretado pela aclamada atriz brasileira Lu Grimaldi.

 

Encenada por Mika Lins e promovida em parceria pela Turma do Bem e pela Parques de Sintra, “Palavra de Rainha” combina factos históricos e ficção para narrar a trajetória da primeira mulher a assumir o trono português. Conhecida em Portugal como “A Piedosa”, ou no Brasil como “A Louca”, a figura de D. Maria I permanece indissociável do Palácio Nacional de Queluz, espaço que habitou em permanência de 1794 até 1807, ano da partida da Família Real Portuguesa para o Brasil.

 

“Culta e muito religiosa, a rainha governou Portugal durante 15 anos com dedicação e prudência, tentando reverter alguns dos atos mais polémicos do reinado do pai (D. José) e do seu primeiro-ministro, Marquês de Pombal”, relata a diretora do Palácio Nacional de Queluz, Inês Ferro.

 

A vida privada da rainha, cujo bicentenário da morte se assinala este ano, foi no entanto marcada por uma sequência de eventos trágicos. À morte do marido, D. Pedro III, em

 

1786, seguem-se, dois anos depois, as mortes do príncipe herdeiro D. José, da filha Mariana Victória e do Arcebispo de Tessalónica, seu diretor espiritual. “São duros golpes para a mente frágil da rainha que é dada como incapaz em 1792”, refere Inês Ferro. Até à partida da família real para o Brasil, D. Maria viverá recolhida no Palácio de Queluz.

 

Sérgio Roveri, dramaturgo e autor da peça, destaca a riqueza desta personagem, “trágica” e “complexa”, que poderia ter sido criada “pela mente de um Shakespeare, de um Eurípides”. “D. Maria foi talhada pela vida, o que dá uma dimensão assustadoramente real às suas dores, aos seus dilemas e aos seus poucos e pequenos prazeres”, sublinha.

 

A rainha morreu no Rio de Janeiro aos 81 anos, a 20 de março de 1816. O seu corpo regressou a Portugal cinco anos depois, para ser sepultado na Basílica da Estrela. “Que «Palavra de Rainha» possa servir, ao menos, de um convidativo cartão-de-visita desta mulher com quem a história foi tão pouco generosa”, conclui Sérgio Roveri.

 

 

O regresso aos palcos de Lu Grimaldi

 

“Palavra de Rainha” marca o regresso aos palcos de Lu Grimaldi, uma das mais aclamadas atrizes do teatro brasileiro. A atriz ficou conhecida pelas suas participações marcantes em telenovelas e séries de televisão, com destaque para “Terra Nostra”, “Um Só Coração”, “Padroeira” e “Sinhá Moça”.

 

Lu Grimaldi já foi premiada pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e pela Associação de Produtores de Espetáculos Teatrais do Estado de São Paulo, (APETESP). Além disso, recebeu o Troféu Melhores do Ano e o prémio Qualidade Brasil.

 

Aos 60 anos, a atriz regressa ao teatro, primeiro no Brasil e agora também em Portugal, depois de se dedicar à televisão durante mais de 10 anos.

 

“Palavra de Rainha” vai estar em cena nos dias 8, 9, 15 e 16 de julho, às 21h30, e nos dias 10 e 17 de julho, às 19h00.

 

Os bilhetes custam 10 euros e estão à venda nos locais habituais, ou online.

 

 

“Palavra de Rainha”

 

Datas: 8, 9, 15 e 16 de julho, às 21h30, e 10 e 17 de julho, às 19h00

 

Local: Sala do Trono, Palácio Nacional de Queluz

 

Preço: 10,00€

 

Bilhetes: à venda nos locais habituais ou online

 

Classificação: maiores de 12 anos

 

Ficha Técnica

Elenco: Lu Grimaldi

Texto: Sérgio Roveri

Direção: Mika Lins

Produção: Camila Carnicelli

Promotor: Turma do Bem e Parques de Sintra

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

INFORMAÇÕES (PÚBLICO):

Email: info@parquesdesintra.pt

Website:  www.parquesdesintra.pt   

Facebook: www.facebook.com/parquesdesintra 

Telefone: +351 21 923 73 00

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub