Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

20
Mar17

Feist está de volta com novo álbum, “Pleasure”, a 28 de abril

olhar para o mundo

feist.jpg

 

Feist está de volta com novo álbum, “Pleasure”, a 28 de abril

Este é o primeiro disco da cantora em seis anos, desde “Metals”

Feist vai lançar um novo álbum, intitulado “Pleasure”, a 28 de abril, com o selo da Interscope Records.

O primeiro álbum de Feist em seis anos é uma reflexão sobre segredos e vergonha, solidão e ternura, carinho e fadiga e é, no fundo, um estudo sobre autoconsciência. Este que é o quarto álbum da cantautora canadiana Leslie Feist, “Pleasure” parte do naturalismo de “Metals”, disco vencedor do Polaris Prize, e surge como o seu trabalho mais desafiante e expansivo até à data. E apesar de cada álbum que lança se distinguir do seu antecessor, “Pleasure” mostra a mais extraordinária profundidade da arte da cantora, nomeada já por quatro vezes para os Grammy.

Gravado ao longo de três meses, entre Stinston Beach, Nova Iorque e Paris, “Pleasure” foi coproduzido por Feist com os colaboradores de longa data Renaud Letang e Mocky. Além de reafirmar Feist como uma guitarrista inventiva, o álbum aborda uma voz sempre em mudança que se alia a arranjos esparsos e crus.

Em 2004 Feist estreou-se com “Let It Die” (que inclui o tema “Mushaboom”), que venceu o Juno Award para Melhor Álbum de Rock Alternativo e recebeu grande aclamação crítica. Em 2007 editou “The Reminder”, que entrou no top 20 de vendas nos EUA. O single “1234” elevou as vendas do álbum para mais de um milhão de unidades internacionalmente. O disco também inclui o single “My Moon My Man”, sendo que com “The Reminder” Feist venceu em 2007 o Shortlist Music Prize (tendo sido apenas a segunda mulher a recebeu o troféu).

Depois de um hiato de vários anos, durante o qual cocriou “Look At What The Light Did Now”, um documentário sobre o processo de criação de “The Reminder” e a digressão de promoção, Feist voltou com “Metals”, em 2011. “Metals” foi o seu disco que alcançou os lugares mais cimeiros dos tops de vendas, entrando diretamente para o n.º 9 da tabela da Billboad. Foi eleito Álbum do Ano pelo New York Times, venceu o Polariz Prize e quatro Juno Awards. Até à data, Feist já venceu mais de 3 milhões de discos em todo o mundo e ultrapassou os 500 milhões de streams.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub