Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

05
Out15

Jex Thoth e Cult of Youth, duas revelações do underground norte-americano, pela primeira vez ao vivo em Portugal, no RCA Club, dia 10, em Alvalade

olhar para o mundo

crude.jpg

 

 

Jex Thoth

Jex Thoth é o nome do quinteto liderado pela carismática Jessica Thoth, e James Jackson Thoth, o mesmo dos Wooden Wand, que se estreia em Portugal, no dia 10 de Outubro, no RCA, em Alvalade.

Julian Cope, guru do kraut e dos Teardrop Explodes, rendeu-se ao acid rock psicadélico dos Thoth, em Dezembro de 2008, e fez do homónimo álbum de estreia, o álbum do mês no site Head Heritage. Entre outros elogios, Julian Cope, aponta Jessica como uma deusa rock da mesma linhagem de Grace Slick, dos Jefferson Airplane, Renate Knaup, dos Amon Düül, ou até mesmo, de Nico, dos Velvet Underground.

Na moldura sonora de Jex Thoth há uma poética, pagã onde a folk pode soar tão dura como a sonoridade dos Blue Cheer, Alice Cooper, ou, Black Sabbath. 

 

Cult of Youth


Tribalistas post-punk e neo-folk, os Cult of Youth, são um projecto do norte-americano Sean Ragon, activo desde 2007, que conta com quatro álbuns na sua discografia e digressões com Zola Jesus, Iceage, ou, Cold Cave.

Mais recentemente os álbuns editados na prestigiada Sacred Bones Records têm encontrado reacções bastante positivas na crítica especializada da Pitchfork, ou, Stereogum. Sean Reagon, com um passado punk hardcore e escola DIY, desenvolve uma prolífica actividade na cena de Brooklyn, onde é dono de uma loja de discos, a Heaven Street, e administra o selo Blind Prophet Records.

Os Cult of Youth são um projecto dado a experimentalismos de cariz post-industrial, que identificamos com as últimas produções dos Swans.

 

Crude
Cabe aos Crude, um novo projecto nacional alinhado com as sonoridades post-rock e stoner psicadélico, a honra de abertura duma noite em que se estreiam em Portugal dois nomes a emergir no circuito musical underground norte-americano

 
 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub