Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

14
Fev17

NOTÍCIAS FÉRTEIS . "O Meu País é Um Insuflável"

olhar para o mundo

ferteis.jpg

 

NOTÍCIAS FÉRTEIS . Fevereiro 2017


Caros Amigos,

Desde o início do ano que nos fechamos na Casa da Pedreira para a nova criação, "O Meu País é Um Insuflável", de Rui Alves Leitão a partir da obra poética de Mário Cesariny. Este espectáculo é uma co-produção da Fértil Cultural com o Teatro Diogo Bernardes e a Fundação Cupertino de Miranda.

A estreia está marcada já para o dia 25 de Fevereiro no Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, seguindo-se a digressão em Março que anunciaremos brevemente.
 

SINOPSE

Queria de ti um país de bondade e de bruma

Queria de ti o mar de uma rosa de espuma

É deste poema, de Mário Cesariny, que partimos para criação do espectáculo “O Meu País é um Insuflável”, onde questionamos esta bondade e bruma sebastianista que nos assombra há centenas de anos, ou que não nos assombra, porque até gostámos deste sentimento meio melancólico que de certa forma representa a nossa portugalidade. A saudade não sabemos bem do quê.

Mário Cesariny foi um poeta português incontornável do Século XX e deixou-nos uma reflexão impar sobre Portugal e a nossa forma de viver nas suas obras Discurso Sobre a Reabilitação do Real Quotidiano (1952) e Nobilíssima Visão (1959). Aproveitando estes pensamentos traduzidos na excelência da sua poesia, criámos um espectáculo que nos faz despertar de novo para esta reflexão.

“O Meu País é um Insuflável” é um espectáculo que mistura o teatro, a dança, a manipulação de objectos e a música num momento único e que põe em causa a regularidade das coisas, assim como Mário Cesariny fazia no seu quotidiano.

 

FICHA ARTÍSTICA

Poesia Mário Cesariny

Encenação e Dramaturgia Rui Alves Leitão

Interpretação Neusa Fangueiro, César Cardoso, Filipe Oliveira e Paulo Capela

Direcção Musical César Cardoso

Música Alice Power Trio

Desenho de Luz Paulo Neto

Co-produção Fértil Cultural, Teatro Diogo Bernardes e Fundação Cupertino de Miranda

Agradecimentos Manuel Rosa

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub