Sexta-feira, 29.11.13

Fernando Pessoa no Aeroporto de Lisboa

Fernando Pessoa no Aeroporto de Lisboa


Fernando Pessoa no Aeroporto de Lisboa

Começou a 27 de Novembro, a exposição, na parte pública das chegadas do Aeroporto de Lisboa, que serve de comemoração aos 125 anos do nascimento de Fernando Pessoa.

 

No primeiro dia houve uma visita guiada, conduzida por Inês Pedrosa,directora da Casa Fernando Pessoa. Começou por explicar que é uma iniciativa inserida no programa “Ver, Ouvir e Degustar” e que pretende dar a conhecer o poeta e não deixar esta data importante passar despercebida.

 

A exposição começa por apresentar Fernando Pessoa, considerado o maior poeta português do século XX e um dos mais destacados criadores da literatura mundial. 


Desdobra-se em heterónimos, entre eles: Alberto Caeiro (poeta da natureza), Ricardo Reis (neoclassicista), Álvaro de Campos (futurista) e muitos outros com personalidades variadas. Destaca-se Bernardo Soares, que é considerado semi-heterónimo por ter uma personalidade muito idêntica à do próprio Fernando Pessoa.

 

Há na primeira parte da exposição fotos de Pessoa em várias fases da sua vida, em jeito de fotobiografia. Há uma foto dele com a mãe e a última foto sua tirada em vida, passando por outras de momentos da sua vida.

 

Têm ainda fotos de vários sítios que fizeram parte da vida do poeta, tantos sítios onde ele viveu, onde gostava de passar tempo, onde se inspirava… Mostram sítios conhecidos como o Mosteiro dos Jerónimos, Praça do Comércio, Rua da Prata, Cais Sodré, Rua Augusta, e outros.


Cada sitio está acompanhado de um poema que nos remete para o mesmo, e há ainda citações e frases da autoria de Pessoa. Toda a exposição foi pensada também para os turistas, e não só para os que desde logo estão familiarizados com as obras e vida do poeta. Por isso está traduzida em inglês.

 

Para os fãs de Fernando Pessoa aconselha-se ainda o III Congresso Internacional Fernando Pessoa que começa já no dia 28 e se prolonga até ao dia 30 de Novembro, em Lisboa. Estará patente até ao final de Janeiro, na zona de chegados do Aeroporto de Lisboa, pronta a ser visitada.


Retirado do HardMúsica

publicado por olhar para o mundo às 19:28 | link do post | comentar
Segunda-feira, 25.02.13

PSP não larga os "Que se lixe a troika"

Alberto Frias "O Governo está a governar de costas para o povo, submisso à troika", afirmou João Gustavo, do "Que se lixe a troika"

Pelo menos dois elementos do movimento "Que se lixe a troika" foram hoje identificados pela polícia, no aeroporto de Lisboa, onde o movimento foi esperar simbolicamente os representes do Fundo Monetário Internacional, Comissão Europeia e Banco Central Europeu que vêm a Portugal fazer a sétima avaliação.

 

João Gustavo, do "Que se lixe a troika", afirmou ao Expresso que "este governo foi eleito com base em promessas de não aumentar os impostos, mas não está a cumprir". Ao invés disso, "o Governo está a governar de costas para o povo, submisso à troika", acrescentou.

 

Na conferência de imprensa convocada para a zona das chegadas do aeroporto de Lisboa, o movimento recordou os motivos para participar na manifestação convocada para o próximo sábado, 2 de março.

 

Nesta avaliação ao trabalho do Governo lembraram, por exemplo, que no início do processo de ajustamento o desemprego rondava 12,7%, situando-se nos 17,5% no final de 2012. Mas "os números oficiais escondem muito desemprego, já que neste momento haverá mais de milhão e meio de pessoas sem trabalho", considera a mesma fonte. "Um relógio parado acerta mais nas horas que o nosso ministro das finanças. A austeridade não parou de aumentar e é preciso colocar um ponto final neste círculo vicioso", acrescenta.

 

Estas foram algumas das razões avançadas pelo movimento para que, no sábado, milhares de pessoas venham para a rua em mais de 40 cidades em Portugal e no estrangeiro. "Não somos figurantes de um filme rodado nos gabinetes cinzentos da União Europeia", disse ainda João Gustavo.

 

Recusando fazer futurologia, o movimento espera, contudo, uma "manifestação enorme". "Queremos que seja a manifestação que o povo tem de fazer. Ela será o que as pessoas quiserem". Em seguida cantaram a Grândola.

 

Terminada a conferência de imprensa , os agentes da PSP em seviço no aeroporto identificaram João Gustavo e Nuno Ramos de Almeida, questionando, segundo este último, a razão porque ali se encontravam e o conteúdo das suas intervenções. 

 

Esta é pelo menos a terceira vez que elementos deste movimento se vêem envolvidos com a polícia e as autoridades judiciais, depois de Mariana Avelãs ter chegado a ser constituida arguida, após a conferência de imprensa que antecedeu a manifestação de 15 de setembro.

 

Uma outra ativista, Myriam Zaluar, foi acusada de desobediência por distribuir folhetos junto de um Centro de Emprego em Lisboa numa ação do Movimento Sem Emprego. A audiência deste processo está marcada 13 de março.


Retirado do Expresso

publicado por olhar para o mundo às 16:36 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

posts recentes

últ. comentários

  • Comigo acontece do mesmo jeito mas quem dorme sou ...
  • Minha esposa dorme durante a relacao eu viro chego...
  • Minha esposa as vezes dorme , aí eu paro viro de l...
  • hmmm fixe! Será uma daquelas edições para colecion...
  • Interessante
  • gosto do suave tom da sua voz :)
  • Vou procurar para ouvir =)Beijinhos
  • Neste Natal só te desejo duas coisas: TUDO e NADA!...
  • Recomendadíssimo!!Para quem não conhece a sonorida...

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds

blogs SAPO