Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

29
Set13

Mercado de Vinho, Queijos e Enchidos na Vila de Cascais

olhar para o mundo

Mercado de Vinho, Queijos e Enchidos na Vila de Cascais


Mercado de Vinho, Queijos e Enchidos na Vila de Cascais 

Durante três dias os produtores de vinho, queijo e enchidos apresentam uma variedade de produtos de diversas marcas , havendo ainda lugar para o artesanato e animação musical. 
Promovido pela Câmara Municipal de Cascais, este é mais um evento que tem como objectivo dinamizar o Mercado da Vila de Cascais, cativando novos públicos.

Integrado no projecto de reorganização, requalificação e desenvolvimento económico do Mercado da Vila de Cascais, o Mercado do Vinho, Queijos e Enchidos é mais um dos vários mercados temáticos que ao longo do ano têm vindo a decorrer no Mercado da Vila de Cascais.

Durante três dias, entre as 09:00 e as 20:00, o Mercado do Vinho, Queijos e Enchidos vai funcionar em dois recintos, um coberto e outro ao ar livre, onde estará exposta uma grande variedade de produtos.

O público terá a oportunidade contactar com produtores de diversas regiões do país representados por marcas como a Adega Mãe, Joaquim Arnaud Vinhos, Quinta do Ferro, Sabores de Serpa, Damar Queijos, Tasca do Sabogueiro, Quinta do Sol, ou por lojas gourmet  como  é o caso Sabores com Tradição, Mercearia Aldeana, If Gourmet, Tradições do Campo e outros.

Num evento marcado pela presença de pequenas tasquinhas de comida regional, os visitantes poderão provar vinho, queijo e enchidos das várias regiões, e ainda doçaria conventual da Santa Coina Confeitaria.

Como tem sido tradição nos mercados temáticos, haverá um espaço para artesanato com trabalhos realizados por artesão locais e enriquecido pela exposição de artesanato de Armando Caracol. 

Além disso será possível apreciar ao vivo o trabalho do artesão de vime Carlos Emílio Figueiredo e o trabalho em pedra pela empresa Irmãos Miranda.

O programa fica completo com as actuações do Grupo etnográfico dos Sete Castelos, Rafael Miranda, música popular, Estrelas do Guadiana enchendo o mercado de música que acompanhará a degustação dos queijos, enchidos e vinhos à disposição dos visitantes.

 

Retirado do HardMúsica

28
Ago13

Cascais - Lumina Festival de Luz

olhar para o mundo

O “Lumina” incluirá diversas situações, como a conceção de uma intervenção na Baía que abarcará a comunidade de pescadores, a criação de um igloo na praia em pleno verão e projeções de luz nos edifícios históricos da Vila. Serão ainda aplicadas instalações nas ruas e em locais de referência de Cascais, como o Parque Marechal Carmona, que abrirá as suas portas durante a noite para receber um jogo de luzes que se conjugará com a natureza.


Algumas intervenções procurarão envolver o público através da interação em locais específicos. Uma das obras irá mesmo incluir a comunidade de Cascais: o projeto “Faces - Caras de Cascais”, da dupla de artistas Jan Ising (Alemanha) e Bartosz Navarra (Áustria), irá projetar 130 caras de munícipes de Cascais fotografadas durante uma sessão que teve lugar a 9 de agosto.


A componente local do evento estará ainda patente no envolvimento dos alunos de escolas do concelho, através da realização da peça “Sea of Light”, um espetáculo multimédia de grande escala que será apresentado na Cidadela de Cascais e que contará com a colaboração de alunos do 3.º ano da Escola Primária de São João do Estoril e de três escolas da Letónia, Estónia e Eslovénia. Baseado em desenhos, pinturas e filmagens elaboradas pelas crianças, será criado um espetáculo de projeção 3D a 360º com uma narrativa sobre o mar. Esta intervenção surge no âmbito do programa europeu Spectrum.


De notar ainda que a utilização de novas tecnologias que visam alcançar uma maior eficiência energética torna o “Lumina” num evento inovador, tendo a seleção das obras tido em conta a sua eficiência energética - relação “energia gasta versus público alcançado”.


O “Lumina - Festival de Luz” é criado por Nuno Maya e Carole Purnelle, fundadores do ateliê OCUBO.com e autores das maiores projeções multimédia em edifícios em Portugal. Referência internacional nas áreas de video mapping e projeções interativas, com projetos realizados no mundo inteiro, uma preocupação constante no trabalho destes artistas é a comunicação com o público, sendo a interatividade frequente nas suas obras, de forma a tornar o espectador num ator influente da peça artística (tal como decorreu na recente obra “Arco De Luz”, no Terreiro do Paço, em Lisboa). O “Lumina” integra uma rede internacional de festivais de luz espalhada por todo o mundo, envolvendo países como Austrália, Singapura, Israel, Rússia, Alemanha, França, Holanda, Eslovénia, Polónia, entre outros.


Evento desafia visitantes a juntarem-se ao lado luminoso da vida


Paralelamente ao evento, serão realizados workshops e artist talks em que criadores e diretores de festivais da luz internacionais vão partilhar com o público interessado os segredos por detrás desta forma de arte. O programa acolhe atividades que decorrem na Marina de Cascais, onde estará também localizado o Lumina Lounge, espaço de restauração gourmet luminoso e surpreendente da responsabilidade do restaurante Aura, onde o visitante poderá experimentar novas sensações visuais e gustativas num ambiente especial ocupado por diversos DJs e VJs nacionais. Já na Lumina Shop será possível adquirir objetos luminosos para todos fazerem parte da iluminação noturna de Cascais. O “Lumina - Festival da Luz” vai também premiar e divulgar a melhor fotografia de luz. Aberto a todos, este concurso vai premiar as melhores fotografias tiradas pelo público durante o festival - mais informações em www.lumina.pt.


Data: 13 a 15 de setembro, das 20h às 24h. Entrada gratuita.


Primeira experiência de iluminação pública elétrica foi em Cascais


Aos artistas que trazem a Cascais as mais criativas e artísticas iluminações de espaços públicos não passou desapercebido o facto de a primeira experiência de iluminação pública elétrica em Portugal ter acontecido precisamente em Cascais. Corria o dia 28 de setembro de 1878 quando, por ocasião das festas de aniversário do príncipe D. Carlos, a Cidadela ganhou a vida que só a luz pode dar.


Cascais, dado o seu posicionamento geográfico, foi também pioneira como terra de faróis e as suas luzes contribuíram para o sucesso dos descobrimentos portugueses. Hoje a luz destes faróis lembra-nos a ligação de Cascais com o mar, inspirando grande parte das instalações artísticas, espetáculos participativos, conferências e conversas com artistas. Durante o festival, são inúmeras as peças que dão voz às pessoas, deixando-as refletir sobre o espaço público, e que em tom lúdico fazem questionar o nosso modo de viver. 

13
Jun13

Cascais lembra Fernando Pessoa na Semana do Município 2013

olhar para o mundo

 

Cascais lembra Fernando Pessoa na Semana do Município 2013

 


Cascais lembra Fernando Pessoa na Semana do Município 2013 

 

Na Semana do Município de Cascais a edilidade decidiu homenagear Fernando Pessoa lembrando os 125 anos passados sobre o nascimento do poeta. 


Deste modo será inaugurada pelas 19:00 no Museu Biblioteca Condes de Castro Guimarães a exposição “Gabinete Fernando Pessoa”que recorda a candidatura do poeta a “Conservador- bibliotecário” daquele equipamento municipal

 

Esta exposição recria o que teria sido o Gabinete Fernando Pessoa se por acaso tivesse sido dmitido no cargo para que se candidatara a 16 de Setembro de 1932.

 

Neste Gabinete encontram-se o certificado de habilitações da Universidade de Cape Town (África do Sul) e um ofício desta Universidade, de 20 de Fevereiro de 1904.

 

Entre os documentos do espólio de Fernando Pessoa estarão expostos cinco inéditos (projectos comerciais em Cascais, novela policial à volta de Aleister Crowley, entre outros) reunidos e transcritos por Claudia J. Fischer, Professora da Universidade de Lisboa, e Patricio Ferrari, investigador do Centro de Estudos Comparatistas da universidade de Lisboa e do Departamento de Inglês da Universidade de Estocolmo.

 

Também da biblioteca particular do poeta vão ser exibidas algumas imagens inéditas e ainda o recorte do jornal “O Século” de 01.09.1932, contendo anúncio de emprego para provimento do lugar de conservador-bibliotecário do Museu-Biblioteca Conde de Castro Guimarães, guardado por Fernando Pessoa entre os seus papéis.

 

Lembra-se ainda nesta exposição a ligação do Poeta a Cascais, dado que a família possuia uma casa em São João do estoril e do gosto que o poeta tinha pelo mar, e sobretudo pelo sossego que a paisagem lhe dava.


Relembrar-se-á, também, o episódio da Boca do Inferno, estranho encontro do poeta dos heterónimos com o mago britânico Aleister Crowley, ocorrido em 1930.

O poeta será ainda evocado, em Cascais, em vários momentos do dia 13, através da declamação de poemas no Centro Histórico da Vila entre as 15:00 e as 17:00, com a peça de teatro “Carta com Resposta”, às 18:00, no Teatro Gil Vicente, e ainda uma declamação de poesia pelas 21:30, desta vez na Praça 5 de Outubro, no âmbito do evento "Janelas com Pessoa".

 

Retirado de HardMúsica

10
Mai13

Cascais vai ter uma feira internacional de arte contemporânea

olhar para o mundo

Cascais vai ter uma feira internacional de arte contemporânea

A Est Art Fair decorrerá de 8 a 11 de Maio no Centro de Congressos do Estoril. Conta receber 50 galerias

 

É uma iniciativa do empresário Luís Mergulhão a que a Câmara de Cascais dará apoio logístico. De 8 a 11 de Maio a partir de 2014 o Centro de Congressos do Estoril passa a receber a Est Art Fair, a decorrer num vazio do calendário das artes plásticas europeias, um mês antes da feira de Basileia, na Suíça, e da Bienal de Veneza, em Itália.

 

Apresentada ontem em Cascais, na sua primeira edição a feira pretenderá Angola, Brasil, China, Espanha e Moçambique como interlocutores privilegiados na "constituição de um mercado".

 

"Fazer uma feira não é juntar galerias e ter uns stands, é ter um mercado, ter quem venha, aprecie e compre", disse Mergulhão. Esclarecendo: "Para que esse mercado exista temos que recuperar os compradores que, dada a situação europeia, diminuíram o volume das suas compras e atrair novos compradores."

 

CEO do Omnicom Media Group Portugal e antes ligado à Cultura, nomeadamente através da Tobis e do Instituto do Cinema e Audiovisual, Mergulhão explicou que a feira deverá funcionar a vários níveis, prevendo-se eventos paralelos como uma residência de artistas, seminários e exposições dedicada a jovens artistas e novos media. Sem um director artístico, a feira constituirá comités de selecção com os membros da Associação Portuguesa de Galerias de Arte.

 

Carlos Carreiras, presidente da Câmara de Cascais, explicou que ao apoiar iniciativas como esta, o objectivo da CMC é "substituir linhas de montagem por cadeias de valor": "Nestes tempos turbulentos, como o do tsunami social que se abateu sobre o país, precisamos de âncoras para não sermos levados na corrente." Arte e cultura "são o expoente máximo daquilo em que nos podemos elevar." Quanto à viabilidade do projecto, face à dificuldade da homóloga Arte Lisboa em captar expositores e coleccionadores internacionais, num percurso em perda que culminou com a não realização da 12.ª edição, em Novembro último, Mergulhão foi lacónico: "Não sei responder. Só saberemos responder no encerramento da primeira edição. Esta feira vai acontecer e tem um projecto bem definido."

 

Retirado do Público

22
Abr13

“Semana do Pastel de Bacalhau” em Cascais

olhar para o mundo

“Semana do Pastel de Bacalhau” em Cascais


“Semana do Pastel de Bacalhau” em Cascais

Ao longo de sete dias, mais de 30 restaurantes de Alcabideche, Cascais, Carcavelos, Estoril, Parede e S. Domingos de Rana vão apresentar menus de pastéis de bacalhau a cinco euros, apresentar o petisco para degustação a um euro. A sua opinião sobre a melhor receita servirá para se encontrar o vencedor. 

Durante a semana vai decorrer o concurso “O Melhor Pastel de Bacalhau de Cascais” aberto à população e ter lugar um “Mercado Fora de Horas”, dia 24, entre as 18:00 e as 24:00, no Mercado da Vila. Neste mercado o pastel de bacalhau será rei e os produtos degustados serão, preferencialmente, oriundos das hortas urbanas. 

O “Mercado Fora de Horas” onde pode petiscar sempre que quiser, será animado com actuações de ranchos folclóricos, bandas, DJ’s, workshops, “tasquinhas” e muito mais.

 

retirado do HardMúsica

08
Dez12

Cascais celebra o Natal

olhar para o mundo

Cascais celebra o NatalCascais celebra o Natal

A partir do próximo dia 07 de Dezembro e até 06 de Janeiro, Cascais vai viver intensamente o Natal. 

Além das tradicionais decorações alusivas à quadra, presentes nos Centros Urbanos Comerciais das seis freguesias, o centro de Cascais vai transformar-se numa verdadeira vila de Natal. 

É a iniciativa “Natal em Cascais”, promovida pela Câmara Municipal de Cascais e pela DNA Cascais que oferece um programa diversificado para todos os gostos e idades.

Visando dinamizar a vivência urbana e o comércio instalado, o Natal em Cascais vai proporcionar a quem percorrer as ruas do concelho um ambiente cultural e festivo, distribuído por três grandes acções em cinco palcos principais.

 

Retirado do HardMúsica

30
Nov12

Mercado do Mel regressa a Cascais

olhar para o mundo

Mercado do Mel regressa a Cascais

 

Nesta edição de 2012, o Mercado do Mel vai oferecer, a quem o visitar, uma mostra de mel e produtos associados, como o própolis, pólen, geleia real ou favo de mel. 


Em simultâneo com a degustação de produtos locais, o Mercado do Mel oferece ainda muita animação, teatro, música.

 

Mas o Mercado do Mel, ao realizar-se nas instalações do Mercado da Vila de Cascais, constitui também uma oportunidade de promover e apreciar a actividade do Mercado e ainda de todos os produtos que ali são habitualmente comercializados.

 

Assim, para além do mel e dos produtos associados, onde constam provas de vinhos e licores na área do mel, vai ser possível participar na degustação de artigos de charcutaria e queijos e comprar fruta da época ou artesanato.

 

Deste modo ao longo do dia 30 de Novembro, o Grupo “O Mundoa da Lua” assegura animção teatral ao longo do dia. À noite há lugar a animação musical

 

No final da noite de 01 de Dezembro Fado e animação musical serão as estrelas do dia.

 

Dia 02, último dia do Mercado do Mel, o teatro infantil para as famílias do concelho será assegurado durante todo o dia pelo Grupo “No Mundo da Lua”

 

Retirado do HardMúsica

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub