Quarta-feira, 16.01.13

Confissão de Armstrong coloca em risco futuro do ciclismo como desporto olímpico

Confissão de Armstrong coloca em risco futuro do ciclismo como desporto olímpico

Antigo ciclista pode enfrentar acusações de fraude e perjúrio nos Estados Unidos.

 

A admissão de que se dopou durante a carreira é um encontro com a verdade para Lance Armstrong. Mas a confissão do mítico ciclista pode deixá-lo a contas com a justiça americana e coloca mesmo em risco o lugar do ciclismo como modalidade olímpica.

 

“Podemos dizer: ‘olhem, vocês [ciclismo] têm um problema. Por que não sair [dos Jogos Olímpicos] durante quatro ou oito anos”, disse à Reuters Dick Pound, membro do Comité Olímpico Internacional (COI) e antigo presidente da Agência Mundial Antidopagem: “E quando pensarem que estão preparados para voltar, veremos se é boa ideia recolocar-vos no programa [olímpico].”

 

As declarações de Pound surgem depois de terem sido levantadas algumas dúvidas sobre a actuação da União Ciclista Internacional (UCI) no combate ao “doping” e de se ter sabido que a organização recebeu um donativo de 100 mil dólares de Lance Armstrong, em 2002 – a UCI negou que esse dinheiro tenha servido para esconder testes positivos do ciclista norte-americano.

 

Dick Pound disse mesmo que a única forma de o ciclismo se tornar “limpo” é saber que já não integra os Jogos Olímpicos e que tem ganhar o seu lugar de volta.

 

Além das possíveis implicações no ciclismo – Armstrong era o grande nome das últimas décadas –, o ciclista norte-americano fica agora à mercê da justiça norte-americana.

 

Os termos exactos da confissão de Armstrong na entrevista a Oprah Winfrey não são ainda conhecidos – o programa só é emitido na quinta-feira à noite nos EUA –, mas até a apresentadora já deu a entender que o ex-ciclista confessou ter recorrido a substâncias dopantes.

 

“Estou sentada aqui, porque já foi confirmado”, disse Oprah, numa entrevista ao programa matinal da CBS.

 

A apresentadora tinha um acordo com Armstrong para não revelar pormenores da entrevista realizada em Austin (Texas). No entanto, quando regressou a Chicago já grande parte dos órgãos de comunicação social americanos davam conta da confissão do ex-ciclista.

 

“As perguntas importantes que toda a gente no mundo inteiro queria ouvir foram feitas e respondidas. Fiquei satisfeita com as respostas”, contou Oprah que se confessou “atordoada” com algumas das respostas dadas por Armstrong na entrevista de duas horas e meia. “Foi certamente a entrevista mais importante que alguma vez fiz em termos de exposição”, acrescentou Oprah, dizendo que ambos ficaram esgotados. “Ele foi sério e preparou-se para este momento. E no fim, ficámos ambos exaustos.”

 

No plano pessoal, Armstrong pode vir a enfrentar diversas acusações judiciais nos Estados Unidos. O ciclista, que já foi banido do desporto e perdeu todos os títulos conquistados, já testemunhou, sob juramento, tendo negado sempre o recurso à dopagem.

 

“Tendo testemunhado sob juramento e negado todas as acusações, a confissão de Armstrong torna relativamente fácil provar acusações de perjúrio e obstrução da justiça”, disse à Reuters Andrew Stoltmann, um advogado de Chicago.

 

O mesmo advogado acrescentou que os antigos patrocinadores do ciclista podem processá-lo por danos à sua imagem.

 

A CBS, por outro lado, adiantou que Armstrong estará em conversações para devolver parte do dinheiro dos contribuintes americanos – a US Postal, onde correu durante anos, era a equipa dos correios dos EUA – e para testemunhar com outros envolvidos naquilo que a Agência Antidopagem dos Estados Unidos qualificou como “o mais sofisticado, profissionalizado e bem-sucedido programa de doping alguma vez montado no desporto”.

 

Outro advogado contactado pela AFP, Brian Socolow, diz que o Estado norte-americano pode reabrir o processo por fraude, arquivado no ano passado.

 

E Peter Keane, professor do Direito na Universidade de Golden State, acrescenta que o antigo campeão enfrenta grandes riscos. “Falo de dinheiro, de muito dinheiro, mas também de liberdade”, disse este especialista à AFP.

 

O Estado norte-americano patrocinou a US Postal com 30 milhões de dólares – adianta o Wall Street Journal – e, segundo peritos citados pela AFP, o Governo pode tentar recuperar o triplo deste montante.

 

Brian Socolow, por outro lado, considera provável que Armstrong e o Governo cheguem a um acordo, até porque “não teve muito sucesso em anteriores processos de perjúrio contra desportistas que confessaram o uso de doping”.

 

Retirado do Público

publicado por olhar para o mundo às 08:35 | link do post | comentar
Segunda-feira, 22.10.12

Armstrong o não campeão

Lance Armstrong perde as sete vitórias na Volta à França

O ciclista Lance Armstrong ficou sem as sete vitórias na Volta à França em bicicleta e nunca mais poderá voltar a participar em provas oficiais, decidiu nesta segunda-feira a União Internacional do Ciclismo (UCI, na sigla original).


O presidente da UCI, Pat McQuaid, foi muito duro com o norte-americano, afirmando que Armstrong "não tem lugar no ciclismo" e que o nome dele "merece ser esquecido".

Na prática, a decisão da UCI – que validou o processo da agência norte-americana de antidopagem – significa que Lance Armstrong perdeu todos os títulos desde 1 de Agosto de 1998 e não poderá voltar a participar em provas oficiais para o resto da vida.

O responsável da UCI pediu desculpa pelo facto de o organismo não ter conseguido "apanhar cada um deles em flagrante e expulsá-los do desporto naquela época" e reafirmou que não vai pedir a demissão.

"Quando assumi o cargo, em 2005, fiz da luta contra o doping a minha prioridade. Reconheci que existia uma cultura de doping no ciclismo. O desporto já percorreu um longo caminho desde então. Não tenho qualquer intenção de me demitir da presidência da UCI", afirmou Pat McQuaid.


Noticia do Público

publicado por olhar para o mundo às 20:54 | link do post | comentar
Sexta-feira, 19.10.12

UCI pronuncia-se na segunda-feira sobre o caso Armstrong

UCI pronuncia-se na segunda-feira sobre o caso Armstrong

Depois de a agência antidipagem norte-americana (USADA) ter denunciado práticas dopantes de Lance Armstrong durante boa parte da carreira, é a vez de a União Ciclista Internacional (UCI) se pronunciar sobre o tema. A decisão será comunicada na próxima segunda-feira, dia 22 de Outubro.


"O presidente da UCI, Pat McQuaid, vai transmitir a posição do organismo a respeito da decisão da USADA sobre o caso Armstrong", pode ler-se num comunicado divulgado esta sexta-feira. A agência norte-americana já invalidou todos os resultados desportivos do ciclista a partir de 1 de Agosto de 1998, uma decisão aplicável no território dos EUA, mas o alargamento dos efeitos dessa punição ao resto do mundo está dependente da UCI.

Em causa estão, concretamente, as sete vitórias de Lance Armstrong na Volta a França, entre 1999 e 2005. Vitórias que ficam em risco depois da denúncia da USADA acerca do "mais sofisticado, profissional e bem sucedido programa de dopagem jamais visto na história do desporto", levado a cabo na US Postal, antiga equipa de Armstrong.


Noticia do Público

publicado por olhar para o mundo às 18:28 | link do post | comentar
Quinta-feira, 27.09.12

Autobiografia de Almeyda com revelações sobre doping e resultados combinados

Autobiografia de Almeyda com revelações sobre doping e resultados combinados

Doping, resultados combinados e problemas de alcoolismo são alguns dos temas polémicos da autobiografia do antigo jogador argentino de futebol Matías Almeyda, actual treinador do River Plate.


"Almeyda, Vida e Alma" é o título da obra, de que o diário italiano “La Gazzetta dello Sport” publica alguns excertos na sua edição de hoje.

Entre os episódios mais polémicos recordados na obra está a última jornada da Serie A italiana de 2000-2001, em que o Parma, de Almeyda, jogou contra a AS Roma, que lutava pelo título e pediu uma "ajuda".

"Alguns dos meus colegas no Parma disseram-me que os jogadores da Roma pediram para que perdêssemos o jogo. Nós estávamos no meio da tabela e cumpríamos calendário. Eu disse não, assim como Sensini e a maioria dos jogadores. Entretanto, no campo percebi que alguns jogadores não estavam a correr muito e pedi para ser substituído", refere o antigo jogador.

A AS Roma, que estava em luta directa com a Juventus, ganhou ao Parma por 3-1.

Almeyda também fala de medicamentos que tomou nos anos que esteve em Parma. "Eles davam-nos pequenas doses e antes do jogo sentia-me como se pudesse saltar até ao tecto. Diziam-nos que era uma combinação de vitaminas", revela.

O antigo médio do Parma, Lazio, Brescia e Inter recorda ainda os problemas com alcoolismo, quando estava em Milão, e cita um episódio em que ficou em coma: "Uma vez bebi cinco litros de vinho como se fosse coca-cola. Corri cinco quilómetros para tentar tirá-lo do organismo, até que comecei a ver o sol a girar. Quando acordei e vi a minha família em volta de uma cama no hospital, pensei que estava no meu funeral".


Noticia do Público

publicado por olhar para o mundo às 08:24 | link do post | comentar
Quarta-feira, 18.07.12

Ciclismo, Frank Schleck abandona Tour após controlo antidoping positivo

Ciclismo  Frank Schleck abandona Tour após controlo antidoping positivo

Foi detectada a presença de um diurético num controlo antidoping realizado ao ciclista luxemburguês Frank Schleck (RadioShack) durante a Volta à França.


“Após sermos informados pela União Ciclista Internacional (UCI) da presença de xipamida na amostra de urina recolhida a Frank Schleck a 14 de Julho, a equipa decidiu que Frank Schleck deveria abandonar imediatamente o Tour”, pode ler-se num comunicado da equipa RadioShack.

De acordo com um comunicado da UCI, foi detectada a presença de xipamida, um fármaco utilizado como diurético, numa amostra de urina de Schleck, recolhida a 14 de Julho, durante o Tour. “Frank Schleck tem o direito de requerer e assistir à análise da amostra B”, pode ler-se no comunicado da UCI.

O ciclista luxemburguês poderia continuar a competir, uma vez que, de acordo com os regulamentos antidoping da UCI, não se aplica a possibilidade de suspensão provisória dada a natureza da substância detectada. Mas a decisão da equipa RadioShack invalida a continuidade de Schleck na prova.

 

Notícia do Público

publicado por olhar para o mundo às 08:50 | link do post | comentar
Terça-feira, 10.07.12

Ciclismo, Ciclista francês detido por suspeita de “doping” no Tour

Ciclismo  Ciclista francês detido por suspeita de “doping” no Tour

Rémy Di Gregorio, ciclista da Cofidis, foi detido nesta terça-feira, no âmbito de uma investigação sobre “doping”.


A notícia foi avançada pela agência AFP e pelo jornal L´’Équipe, no dia em que a polícia francesa fez uma rusga ao hotel da equipa, em Bourg-en-Bess.

Segundo o "L’Équipe", Rémy Di Gregorio (ex-ciclista da Astana) estava sob escuta no âmbito de uma investigação à equipa cazaque e terá sido “traído” por uma chamada telefónica para um suposto fornecedor de substâncias proibidas.

Além de Di Gregorio, foram também detidos mais dois homens.

Estas detenções surgem no primeiro dia de folga da edição deste ano da Volta à França.

A equipa Cofidis, entretanto, anunciou a suspensão imediata do ciclista.

“Rémy Di Gregorio está agora provisoriamente suspenso, à espera de mais informações relativas aos factos de que é acusado (…) “Nós acreditamos que este incidente isolado não deverá afectar a participação da equipa na Volta à França e penalizar aqueles que não fizeram nada de errado", pode ler-se no comunicado da equipa.

 

Noticia do Público

publicado por olhar para o mundo às 18:28 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

First Class Radio 

posts recentes

últ. comentários

  • Comigo acontece do mesmo jeito mas quem dorme sou ...
  • Minha esposa dorme durante a relacao eu viro chego...
  • Minha esposa as vezes dorme , aí eu paro viro de l...
  • hmmm fixe! Será uma daquelas edições para colecion...
  • Interessante
  • gosto do suave tom da sua voz :)
  • Vou procurar para ouvir =)Beijinhos
  • Neste Natal só te desejo duas coisas: TUDO e NADA!...
  • Recomendadíssimo!!Para quem não conhece a sonorida...

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds



blogs SAPO