Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

15
Out17

ACERT - Teatro - CÂNDIDA OU O PESSIMISMO Escola de Mulheres

olhar para o mundo

candida.jpg

 

CÂNDIDA OU O PESSIMISMO 
Escola de Mulheres
Teatro
Uma comédia amarga (seis personagens para uma atriz)

 

Local:  Auditório 2
Data/Hora:  Sáb. 21 outubro de 2017 às 21:45

Cândida, uma atriz luso-angolana na decadência, foi contratada pela Irmandade InterGalactica para pesquisar sinais de vida inteligente no Universo. Ela tem o dom de sintonizar e emitir em direto para o espaço pedaços de vida de várias personagens. Cruzam-se em cena: a velha ama africana, que conta a história das origens da raça branca, o marido da atriz, um gay não assumido que quer ganhar dinheiro à custa da fome em Angola, a amiga, dona de casa que, à falta de stress, se stressa a correr das sevilhanas para o tai-chi e do tai-chi para as compras, a jornalista pseudo-feminista, que escreve textos políticos e é despedida pelo ex-marido, a mãe, muito velhinha e confusa, nascida em África, que conta mil histórias d´Aquém e d’Além Mar e a Maria Parda, personagem emblemática de Gil Vicente.
Em Cândida Ou O Pessimismo, a ficção, a memória e o humor confrontam-nos com um mundo contraditório e um futuro incerto.

PREÇO: 7,50€ / Associado: 5€ / Descontos: 6€ / Desempregado: 2,50€ / Bilhete família disponível




Ficha TécnicaTexto: Cucha Carvalheiro 
Autoria: Cucha Carvalheiro 
Encenação e espaço cénico: Fernanda Lapa 
Interpretação: Cucha Carvalheiro 
Assistente de encenação: Marta Lapa 
Desenho de luz: Paulo Santos 
Fotografia: Margarida Dias
Grafismo e cartaz: Manuela Jorge 
Direção de produção e comunicação: Ruy Malheiro
Estagiário: Pedro Monteiro

10
Out17

Teatro - Escola de Mulheres - CÂNDIDA OU O PESSIMISMO

olhar para o mundo

candida.jpg

 

 

CÂNDIDA OU O PESSIMISMO 
Escola de Mulheres
Teatro
Uma comédia amarga (seis personagens para uma atriz)

Cândida, uma atriz luso-angolana na decadência, foi contratada pela Irmandade InterGalactica para pesquisar sinais de vida inteligente no Universo. Ela tem o dom de sintonizar e emitir em direto para o espaço pedaços de vida de várias personagens. Cruzam-se em cena: a velha ama africana, que conta a história das origens da raça branca, o marido da atriz, um gay não assumido que quer ganhar dinheiro à custa da fome em Angola, a amiga, dona de casa que, à falta de stress, se stressa a correr das sevilhanas para o tai-chi e do tai-chi para as compras, a jornalista pseudo-feminista, que escreve textos políticos e é despedida pelo ex-marido, a mãe, muito velhinha e confusa, nascida em África, que conta mil histórias d´Aquém e d’Além Mar e a Maria Parda, personagem emblemática de Gil Vicente.


Em Cândida Ou O Pessimismo, a ficção, a memória e o humor confrontam-nos com um mundo contraditório e um futuro incerto.

PREÇO: 7,50€ / Associado: 5€ / Descontos: 6€ / Desempregado: 2,50€ / Bilhete família disponível




Ficha TécnicaTexto: Cucha Carvalheiro 
Autoria: Cucha Carvalheiro 
Encenação e espaço cénico: Fernanda Lapa 
Interpretação: Cucha Carvalheiro 
Assistente de encenação: Marta Lapa 
Desenho de luz: Paulo Santos 
Fotografia: Margarida Dias
Grafismo e cartaz: Manuela Jorge 
Direção de produção e comunicação: Ruy Malheiro
Estagiário: Pedro Monteiro

08
Fev15

Escola de Mulheres repõe MARLENI - Divas Prussianas Loiras Como Aço

olhar para o mundo

Marleni – Escola de Mulheres © Manuela Jorge (2

 
No âmbito da celebração dos seus 20 anos (a 8 de Março) a Escola de Mulheres apresenta em reposição
 
MARLENI - Divas Prussianas Loiras Como Aço
de Thea Dorn
 
com
Fernanda Lapa e Io Appolloni
 
encenação de João Grosso
 
 
de 20 de Fevereiro a 8 de Março |  sexta e sábado às 21h00 e domingos às 17h00
 
no Espaço Escola de Mulheres - Clube Estefânia
 
 

Preços:

€10 geral

€7,50 residentes freguesia São Jorge Arroios | menores 30 e maiores de 65

€5 Profissionais Espectáculo e Estudantes de Teatro

 

SINOPSE

Paris, 1992. Leni Riefenstahl (1902-2003) invade o quarto de Marlene Dietrich (1901- 1992). Um encontro ficcionado de duas divas do Cinema em decadência. No seu apartamento de Paris, na última noite da sua vida, Marlene Dietrich recebe a visita inesperada da realizadora de Hitler Leni Riefenstahl, que lhe propõe o papel principal no filme que pretende dirigir: Pentesileia.

 

A AUTORA Thea Dorn é o pseudónimo de Christiane Scherer, dramaturga, nascida a 23 de Julho de 1970, em Offenbach (Alemanha). Começou por estudar canto mas acabou por se formar em filosofia e especializar-se em dramaturgia. O seu pseudónimo é uma homenagem ao filósofo Theodor Adorno, cuja obra admira. O seu primeiro livro, Berliner Aufklarung, recebeu o Prémio Marlowe de literatura.

 

Continuando o nosso objectivo de divulgar textos teatrais de autoria feminina, nacionais ou estrangeiros, escolhemos Marleni de Thea Dorn, escritora alemã que, com esta comédia negra, resolve meter os dedos nas feridas morais da história recente da Alemanha. Duas mulheres velhas confrontam-se e confrontam os fantasmas do seu passado, perspectivando loucos sonhos de futuro. Uma, a Diva do cinema Holywoodesco Marlene Dietrich, que escolheu o refúgio do "sonho americano" fugindo assim ao Nazismo, enquanto a outra, Leni Riefensthal, se tornou a grande propagandista de Hitler, realizando, entre outros, dois filmes tecnicamente notáveis, enquanto repelentes - O Triunfo da Vontade, de 1934 sobre o 6º Congresso do Partido Nazi em Nuremberg e Olympia, sobre os Jogos Olímpicos de Berlim em 1936. Interessaram-nos os vários temas da peça: a (i)legitimidade da Arte pela Arte, a presença do fascismo mascarado na Europa dos nossos tempos e a possibilidade de oferecer duas personagens complexas a duas actizes séniors.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub