Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

11
Fev15

Trigo Limpo Estreia Cicatriz ou a mulher que foi mordida por um leão

olhar para o mundo

 

 
CICATRIZ
OU A MULHER QUE FOI MORDIDA POR UM LEÃO
 
Estreia 13 de Fevereiro, às 21:45
Dias 13, 14, 20 e 21 de Fevereiro no Novo Ciclo ACERT, Tondela

Com texto do dramaturgo galego Carlos Santiago e encenação de José Rui Martins,Cicatriz é a mais recente produção do Trigo Limpo teatro ACERT, uma comédia satírica com um pé na realidade e outro no absurdo. A história da mulher mordida por um leão deixará dúvidas sobre a verosimilhança do episódio, mas o tempo confirmará que muito mais impensável do que essa dentada é a teia de promessas e obrigações unilaterais criada por um estado social que se vai esboroando e por uma dívida que parece ter tido nascimento milagroso, quase de geração espontânea.

Esta Cicatriz é resultado da lesão que uma vontade determina sem se conhecer quando e como ficará curada. A cicatrização deixa sinais estéticos que, na maior parte das vezes, têm mais impacto para quem observa do que para quem está sarado. É este o nosso desejo. Cabe ao público certificá-lo. Se, como disse mestre Charlie Chaplin, “o impossível é o possível que nunca foi tentado", eis-nos perante uma cicatriz que expomos sem traumas, pelo prazer que nos deu a sará-la sem receita. Este espectáculo revela dentadas felinas que nos mordiscam incessantemente, consentindo que os espectadores se horrorizem ou trocem das nossas/suas feridas que, por tão vulgares, estão ao alcance de todos os que se enovelam nas bem-aventuranças do estado do bem-estar. 
 

texto: Carlos Santiago 
encenação: José Rui Martins
interpretação: António Rebelo, João Silva, Pedro Sousa e Raquel Costa

104.ª Produção | M/ 12 Anos

21
Jan14

Miguel Poveda: estreia em Portugal com “ArteSano”

olhar para o mundo

Miguel Poveda: estreia em Portugal com “ArteSano”

 

Miguel Poveda: estreia em Portugal com “ArteSano”

 

O disco de estreia em Portugal de Miguel Poveda acaba de chegar às lojas e chama-se “ArteSano”. Este trabalho será apresentado no dia 25 de Janeiro, na Casa da Música, no Porto, e no 26 de Janeiro em Lisboa, no grande auditório do Centro Cultural de Belém.

 

Miguel Poveda é considerado um dos melhores cantores de flamenco da actualidade e vai dar provas disso na apresentação do disco “ArteSano”, um álbum de flamenco tradicional que atingiu ouro em Espanha.

 

Na primeira parte dos concertos, Miguel Poveda irá interpretar alguns dos temas mais representativos do flamenco, como “siguirilla”, “soleá”, “bulerías” ou “tangos de Triana". Na segunda parte, irá revisitar várias coplas, acompanhado pela interpretação em piano de Joan Albert Amargós. 

 

Miguel Poveda recebeu o Prémio Nacional de Música de Espanha, em 2007, o Prémio Nacional de Cultura da Catalunha, em 2011, o Prémio de la Cátedra de Flamencologia, de Jerez de la Frontera, e a Medalha de Andaluzia, no ano passado. Participou ainda no filme “Fados”, de Carlos Saura, e colaborou com a cantora Mariza.

28
Nov13

Teatro da Terra estreia 'Amarrada à tua mão' em Ponte de Sor

olhar para o mundo
A peça "Amarrada à tua mão", de José Fialho Gouveia e com encenação de Maria João Luís, estreia na sexta-feira, em Ponte de Sor, divulgou hoje o Teatro da Terra, companhia que assegura a produção.

A peça, que vai estar em cena no Teatro Cinema de Ponte de Sor até ao dia 08 de Dezembro, tem como base um casal com pouco mais de 30 anos e com uma filha em comum.

 

"A história relata a saudade que as pessoas têm de ter tempo umas para as outras, ou seja, de filhos para os pais e de pais para os filhos, mas, por várias circunstâncias, devido à vida profissional, não é possível", relatou à agência Lusa Pedro Domingos, da companhia Teatro da Terra.

 

De acordo com o director de produção e luz da peça, a obra é direccionada para um público "mais juvenil" e tenta retratar "os tempos modernos", que têm como característica a "falta de tempo" que as pessoas têm para se dedicarem umas às outras, principalmente junto dos familiares mais próximos.

 

A peça, que foi originalmente escrita para o Teatro da Terra, conta com música de Manuel Paulo e a participação do Rancho Folclórico da Casa do Povo de Ponte de Sor.

 

"O rancho dança nas canções e composições de Manuel Paulo. É uma abordagem que achamos interessante, que é colocar um tipo de dança num ritmo muito específico na composição de Manuel Paulo", explicou.

 

Com encenação da actriz Maria João Luís, o elenco conta ainda com a participação de vários atores, como Pedro Pernas, Teresa Tavares, Inês Sousa e Margarida Capelo.

 

Pedro Domingos adiantou ainda que o Teatro da Terra vai efectuar uma "pequena digressão" com esta peça, embora ainda não estejam já definidas as datas.

 

"Amarrada à tua mão" vai estar em exibição aos fins-de-semana, sendo as entradas gratuitas para as crianças das escolas do concelho de Ponte de Sor.

 

Retirado do Sol

06
Out13

Teatro Universitário de Coimbra estreia às escuras em sinal de protesto

olhar para o mundo

Teatro Universitário de Coimbra estreia às escuras em sinal de protesto

Num protesto contra os cortes dos subsídios à companhia, o Teatro dos Estudantes da Universidade de Coimbra apresentará desde a estreia até ao final da temporada às escuras.

 

Apresentamos o comunicado explicativo, por parte da companhia, sobre esta decisão.

 

"No dia 7 de Outubro o TEUC estreia a sua nova co-produção com o Projecto D - VITRAL.


Ironicamente esta estreia e a respectiva temporada vão realizar-se às escuras. A razão destas circunstâncias prende-se com os cortes que o TEUC tem vindo a sofrer nos apoios por parte da universidade de Coimbra e instituições a ela agregadas (AAC e SASUC). Primeiro cortaram o apoio financeiro, depois o apoio logístico, e finalmente a iluminação.


Não nos restando nenhuma outra hipótese, estreamos às escuras.

 

Percebemos bem as contingências a que todo o país está sujeito. Todavia, não nos conformamos com cortes cegos, não justificados e camuflados em redes de autorizações burocráticas. Assistimos a um estrangulamento que vai levar à extinção do Teatro Universitário.


Neste contexto é importante perceber que o TEUC é o grupo de teatro universitário mais antigo da Europa em actividade contínua, comemorando este ano o seu 75º aniversário, e pelo qual passaram inúmeras figuras do panorama cultural português. A actividade do TEUC e as suas propostas são reconhecidas por toda a parte mas nunca pela sua cidade. As instituições de Coimbra têm progressivamente deixado de apoiar as nossas actividades subsistindo apenas com o apoio anual da Fundação Calouste Gulbenkian.

 

Pensamos ser nosso dever dar conhecimento público desta situação e da nossa indignação.

Pela Direcção do TEUC,


Rafaela Bidarra"

 

O "Vitral" é um espectáculo da responsabilidade de Leonor Barata que reúne em si vários fios que se cruzam e vários encontros que se estabelecem. Desde logo o encontro entre estas duas instituições, o TEUC, organismo emblemático da cidade de Coimbra e que comemora este ano os seus 75 anos de actividade e o Projecto D, companhia de dança de Coimbra que apesar dos seus três anos de existência tem deixado a sua marca no panorama cultural. Este encontro é também o encontro de duas linguagens artísticas diferentes que se interpelam e se complementam na procura de um denominador comum.

 

O desafio é o de explorar, através do movimento, o universo de Gil Vicente. Mais do que revisitar os textos deste autor procuram o movimento que neles se esconde e as danças que pode inspirar. Procuram ainda uma outra época, com outros sons e outras cores, à maneira de um antigo Vitral que em si encerra todas as possibilidades de movimento.

 

A peça estará em cena até dia 13 de Outubro na Associação Académica, excepto dia 11, pelas 22:00.

 

Retirado do HardMúsica

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub